Ficha Corrida

08/01/2016

Amigos da Rede Globo: PSDB só tem Padrão FIFA

A cada dia que passa fica mais evidente a origem do ódio da direita golpista aos governos Lula e Dilma e ao PT. Com isto não se está querendo eliminar ou justificar os seus erros, que não foram poucos. O leitmotiv dos que defendem o golpe paraguaio é o ódio às investigações. Como atacar Lula e Dilma e o PT se estão presos tantos do PT e nenhum do PSDB. A “liberdade de ação ao PSDB” não escapou nem à Folha de São Paulo, ardorosa e maior apoiadora do PSDB. Os fatos são tantos e tão notórios que por vezes escapa por entre os dedos melindrosos dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium.

Os que dizem lutar contra a corrupção, como o MPF, não se vexam em arquivar por três anos as informações da Suíça que comprometem o PSDB, Alstom & Siemens  no Propinoduto Tucano. A contribuição do Judiciário está mais do que evidente no julgamento do Mensalão Mineiro. Os fatos são anteriores à Ação 470, mas Joaquim Barbosa sentou no processo e, não satisfeitos com isso, devolveram à primeira instância.

Apesar da proteção mafiosa ao PSDB, que conta com a participação do STF, PF, MPF & TCU, algumas informações são por demais evidentes para serem menosprezadas. A seguir, o decálogo da besta:

1) o principal mote do candidato do PSDB em sua candidatura à Presidência era o choque de gestão e a meritocracia. Hoje uma notícia explica como isso funciona: STF mandou exonerar os 60 mil cabos eleitorais efetivados sem concurso;

2) depois de 17 anos o Mensalão Tucano foi julgado e o então Presidente da sigla foi condenado a mais de 20 anos de prisão;

3) os aeroportos de Cláudio e Montezuma, construídos com dinheiro público nas terras do Tio Quedo, e as centenas de viagens com aeronaves do Estado para si e para amigos & CIA Ilimintada não são nada diante do sumiço de um heliPÓptero com 450 kg de cocaína. Quando Mauro Chaves perpetrou o antológico artigo “Pó pará, governador” já se poderia adivinhar o porquê dos interesses em construir aeroportos clandestinos e a pouca importância na apreensão recorde do pó sem dono.

4) Aécio Neves também estrelou o novo filme da série 300, mas não ganhou capa da Veja nem segundos no Jornal Nacional;

5) apesar de todo desinteresse da associação Amigos do Alheio, presidida por Rodrigo de Grandis, a Suíça encaminhou as informações necessárias a comprovação dos negócios escusos da Alstom e Siemens com o PSDB;

6) o tCU, que sempre foi nota de rodapé nos jornais, quando se viu acossado por denúncias contra Augusto Nardes, pego na Operação Zelotes, e Aroldo Cedraz, do teleférico Tiago Cedraz, virou braço armado dos faz de conta;

7) todos grupos de comunicação, que se especializaram em espalhar ódio contra Lula, Dilma e o PT, estão na Lista Falciani do HSBC. Também estão na Operação Zelotes e nos escândalos de sonegação Padrão Fifa na Suíça. O mais escandaloso nestes casos é que os criminosos não são importunados pelos órgãos fiscalizadores no Brasil, mas não ousam viajar para o exterior com medo de serem presos. Isso explica tudo a respeito do viés partidário com que são perseguidos Lula, Dilma e o PT ao mesmo tempo em que seus adversários gozam de total impunidade;

8) o garoto propaganda do Napoleão das Alterosas, mascote do golpe paraguaio, hoje aparece ainda gordo, na FIFA FAN FEST do Jerôme Valcke….

9) alguém pode explicar porque pode ser presidente alguém que ganha o troféu de pior senador no ranking da Veja? Isso não explica porque Aécio perdeu pra Dilma exatamente onde é mais conhecido: Minas e Rio de Janeiro?!

10) O que a direita golpista quer fazer de Aécio Neves nosso Maurício Macri: aparelhar tudo por decreto, e salvar os grupos mafiomidiáticos, que, com a derrota do playboy, estão em coma…

Diante disso, que é muito mas não é tudo, entende-se porque os bandidos nazi-fascistas perderam o pudor e saíram das sombras vestindo camisas verde-amarelas  Padrão FIFA para atacar Lula, Dilma e o PT. A marcha dos zumbis, com o lema somos todos Cunha, explica o golpe paraguaio, mas também e principalmente o nível, o caráter e a ética dos que propagam o ódio contra Lula, Dilma e o PT.

jose-maria-marin-ronaldo-nazario-soccerex

quadrilhao

Ronaldo Aécio Alckmin Ronaldo Neves Fora

Valcke fez a Fifa pagar US$ 150 mil para alugar apartamento de Ronaldo, diz jornal

JAMIL CHADE, CORRESPONDENTE NA SUÍÇA – O ESTADO DE S. PAULO

07 Janeiro 2016 | 23h 18 – Atualizado: 08 Janeiro 2016 | 07h 31

Fifa havia alertado que reserva de hotel sairia mais barata

O ex-secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, obrigou a entidade a pagar cerca de US$ 150 mil para alugar um apartamento de luxo do ex-craque Ronaldo no Rio de Janeiro para que, em 2013, pudesse se hospedar no Rio de Janeiro para preparar a Copa do Mundo de 2014.

RELACIONADAS

Os dados foram publicados na edição de sexta-feira de um dos principais jornais suíços, o Tages Anzeiger. Valcke foi suspenso de seu cargo, depois que a reportagem do Estado revelou como ele manobrou a venda de entradas para a Copa de 2014. Se condenado, pode pegar uma suspensão do futebol de nove anos.

Segundo o jornal suíço, porém, a Fifa alertou que alugar uma suíte de hotel sairia mais barato que alugar o apartamento de Ronaldo, que na época fazia parte do Comitê Organizador Local, presidido por José Maria Marin. "Mas Valcke insistiu no apartamento. A Fifa pagou", escreveu o diário suíço.

A reportagem também conta como Valcke usou o jato privado da Fifa para viagens pessoais, levando inclusive seu filhos. Em 2012, o francês embarcou até Nova Delhi para uma reunião com a federação local. Mas aproveitou para dar um pulo também no Taj Mahal. Naquele momento, a Fifa não tinha regras sobre como os dois jatos da entidade deveriam ser usados. Agora, uma das prioridades da reforma de Domenico Scala foi a de estabelecer diversas regras, inclusive para o uso dos jatos.

Filho – Segundo o jornal, Valcke também ajudou seu filho, Sébastien a fechar acordos com a Fifa. Um deles se referia à empresa EON Reality, dos EUA. A companhia é especializada em hologramas e a ideia da Fifa era de trazer a tecnologia para o futebol. O contrato ficaria em US$ 700 mil.

Mas a EON, segundo o jornal, contratou justamente o filho de Valcke. Para completar, ele ficaria com 7% (cerca de US$ 50 mil) como comissão por ter aproximado a empresa da Fifa, dirigida por seu pai.

Durante a Copa do Mundo de 2014, a Fan Fest no Rio de Janeiro trouxe um stand justamente com um holograma da taça.

12/08/2015

Quando fatos e fotos prescindem do domínio do fato, nem MP nem PF aparecem

OBScena: famiglia dei capitani, sotto i capi dei capiTutti buona gente

Não há o menor movimento dentre os bravos procuradores e delegados para investigar este Clan. E olha que o volume movimentado ultrapassa em muito algumas das operações espalhafatosas. Esta parcialidade joga luz sobre o verdadeiro interesse no combate à corrupção.

A máfia do futebol brasileiro prescinde do bom ou mau uso da teoria do domínio do fato. Sobejam provas. Falta colhão e hombridade a quem deveria zelar pelo bom nome das instituições Ministério Público e Polícia Federal.

Operação Zelotes dorme em berço esplêndido. No mesmo quarto onde dormiram os papéis mandados da Suíça para o Rodrigo de Grandis.

Trata-se de uma ala do museu, como os círculos do inferno de Dante, onde se encontram a Lista de Furnas, a Lista Falciani do HSBC, a Operação Pavlova, a compra da reeleição, o Caso Raytheon, a doação da Vale do Rio Doce, o limite da responsabilidade na Embratel…

É uma parte do museu que tem mais alas que escola de samba. Por coincidência, os direitos televisivos do carnaval, comandado pelo jogo do bicho, e do futebol,  comandado pelos parceiros José Maria Marin, Ricardo Teixeira e J. Hawilla,  sempre estiveram com a Rede Globo.

Lá ficam guardados os casos de corrupção envolvendo parceiros ideológicos destes delegados e procuradores Padrão FIFA… 

A súbita revolta de Galvão Bueno com a CBF é uma história mal contada. Por Kiko Nogueira

Postado em 24 jul 2015 – por : Kiko Nogueira

Tutti buona gente

Galvão Bueno tem feito o que colunistas de TV chamam de “duras críticas” ao presidente da CBF, Marco Polo del Nero, em seu programa “Bem, Amigos”.

A mais recente delas foi por ocasião da ausência do cartola na reunião da Fifa em Zurique. Depois de se lamentar “como atleta que fui”, alguém que “ vive o esporte desde que se entende por gente”, Galvão pontuou que estava indignado.

“Ele tem vários cargos de importância na Fifa: é presidente do Comitê do Futebol de Areia, terminou ontem o Campeonato Mundial em Portugal e ele não foi”, falou.

O comentarista Caio Ribeiro, como sempre no papel de escada, pediu a renúncia do dirigente. “A verdade é uma só: ele não tá pensando no dia seguinte, tá pensando na sobrevivência dele, então talvez hoje, nesse momento, não esteja apto a ocupar o cargo que ocupa’’.

Então Galvão Bueno, locutor das partidas da seleção desde tempos imemoriais, está revoltado com os escândalos do futebol brasileiro. Mas por que agora?

O motivo mais óbvio é o prejuízo que a derrocada do time causa à Globo. Graças ao fiasco na Copa América, a Globo não terá o Brasil na Copa das Confederações em 2017.

Os direitos para transmitir os mundiais da Rússia e do Catar foram garantidos numa boa, numa negociação sem licitação, como um reconhecimento da antiga e rentável parceria entre CBF, Fifa e Globo. E se a equipe de Dunga não se classificar?

Agora, simular aversão às práticas de Del Nero é um pouco demais. Se ele é ladrão, Ricardo Teixeira é o quê? Sem Teixeira não haveria Marin ou Del Nero. Ele fez miséria durante anos, sem que Galvão Bueno ou qualquer de seus colegas abrisse o bico.

O recado agora, antes de ser de alguém preocupado com os rumos do esporte, é de um sócio — ou porta-voz da sócia, a Globo.

A diatribe de GB é tão estapafúrdia quanto a de Zeca Camargo. Zeca é autor de um dos mais formidáveis besteirois do jornalismo moderno. A “crônica” na Globo News em que misturou a comoção pela morte de um cantor sertanejo que ele não conhecia com o nosso suposto “abismo cultural”, fechando com a mania de livros para colorir, é um clássico do nonsense.

Zeca, veja bem, apresenta um programa de bastidores de novelas. A exploração da tragédia com Cristiano Araújo foi enorme, sem dúvida — principalmente na Globo. O G1, por exemplo, está dando até agora qualquer coisa remotamente relativa a isso, como uma entrevista com familiares da namorada do rapaz.

Galvão e Zeca fariam um favor a seu público, e sobretudo a si mesmos, se parassem de fingir que não trabalham onde trabalham.

(Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui).

Sobre o Autor

Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.

Diário do Centro do Mundo » A súbita revolta de Galvão Bueno com a CBF é uma história mal contada. Por Kiko Nogueira

08/07/2015

Ronaldo Nazário: as más companhias andam com más companhias

Filed under: Ronaldo Nazário,Travestis — Gilmar Crestani @ 9:48 am
Tags: , ,

Uma biografia bonsai, não autorizada, do Ronaldo Nazário, o melhor amigo do Ricardo Teixeira, Del Nero, José Maria Marin, Galvão Bueno e… Aécio Neves.  Não é de admirar que um sujeito que não consegue distinguir mulher de travesti seja um apaniguado de Aécio Neves. Tudo se encaixa, como na música do Roberto, o côncavo e o convexo.

Bem amigos da Rede Globo, aí está o cara que faz a cabeça da CBF, dos Marinho e de muita gente falsa!

O episódio que a Globo, convenientemente, resolveu vender como amarelão, na Copa da França, teve explicações extraoficiais como devidas às saídas de sua esposa, durante o período de concentração, com o repórter Pedro Bial. Hoje, diante das descobertas do FBI envolvendo a FIFA, as explicações passam longe dos lençóis e mais próximas das contas bancárias. Como de quem não tem caráter tudo se pode esperar, não me admiraria se tivesse ocorrido um troca-troca entre homens, para além de boladas nas costas…

7 vezes em que Ronaldo esteve envolvido em uma situação MUITO esquisita em sua vida

Por Thiago Jacintho Publicado em 6 de julho de 2015 às 14:07Leituras: 1.660

Ronaldo

O vídeo de Ronaldo sendo beijado, mordido e abraçado por trás pelo amigo Alvarinho Garnero, que bombou nas redes sociais neste sábado (4), deixou muita gente embasbacada, pelo, digamos, carinho exacerbado que o ex-jogador recebeu.

LEIA MAIS:
Após vídeo com mordidas em Ronaldo, amigo desabafa: “É um tio pra mim. Me respeita”
Ronaldo ganha mordida de amigo em vídeo que circula nas redes sociais

Apesar de a situação ter gerado muitos comentários incrédulos, não é a primeira vez que Ronaldo se vê envolvido em algo do tipo em sua carreira, seja em campo, ou fora dele. O Torcedores.com relembrou pelo menos 7 casos. Confira!

1. Ida ao motel com travestis

Em 2008, enquanto se recuperava de mais uma lesão no joelho, no Rio de Janeiro, Ronaldo saiu para um “rolé” na noite carioca. Terminou no motel com três travestis, que ele jura até hoje ter pensado serem mulheres. A história só se tornou pública porque um dos travestis resolveu chamar a polícia, alegando que o ex-jogador não queria pagar o programa. Ele nega, dizendo que, na verdade, quando percebeu que as moças não eram moças, não quis mais o programa e uma delas se revoltou e deu no que deu. Ou não deu. Nunca saberemos.

2. Casamento-relâmpago com Cicarelli

Ano de 2005, Ronaldo resolveu se casar pela segunda vez em sua vida, com a modelo Daniela Cicarelli, na época a mulher que 11, entre 10 homens, sonhava ter. A cerimônia foi digna de conto de fadas, literalmente, já que aconteceu em um castelo. A vida a dois, porém, durou pouco mais de dois meses e a separação deixou Ronaldo alguns milhões mais pobre.

3. Filho japonês “perdido”

Dez anos depois da separação de Cicarelli, Ronaldo comentou que a modelo, nas brigas deles, chegou a quebrar objetos da casa em que moravam, por ciúme do jogador, que, assim como nos gramados, não perdia “chances de gol”. Em uma dessas, fez um filho em Michele Umazaki, uma brasileira que trabalhava no Japão como garçonete e modelo, quando fez uma excursão com o Real Madrid para o país asiático, em 2004. Apenas seis anos depois, Michele apareceu e tornou o caso público. Ronaldo, na época jogador do Corinthians, fez o exame de DNA, que deu positivo e assumiu o menino.

4. Urinando no campo, no meio do jogo

Essa poucos se lembram, mas aconteceu. Muito antes dos vômitos de Messi, Ronaldo já expelia “coisas” durante o jogo, em pleno gramado. Eram as Olimpíadas de 1996, Brasil x Hungria, em Atlanta, EUA. Na volta do intervalo, Ronaldo não aguenta segurar, senta-se, coloca a bola na frente de seu corpo e faz xixi em pleno gramado. Infelizmente é muito difícil encontrar o vídeo da cena.

5. Suposta convulsão na véspera da final da Copa de 98

Essa situação, também bastante controversa, não tem vídeo para comprovar, portanto, é necessário acreditar nos relatos de quem viu a cena e tem coragem de contar. Na Copa de 98, horas antes de o Brasil entrar em campo para enfrentar a França, na final, Ronaldo, que já era, na época, o principal jogado do time, tem uma convulsão no hotel da seleção e é encaminhado às pressas para um hospital. Zagallo resolve escalar Edmundo em seu lugar. No entanto, minutos antes de a bola rolar, o jogador se diz recuperado e é escalado, tendo uma atuação muito apagada. O episódio é tratado até hoje como o grande responsável pela derrota brasileira em Paris.

6. Criação involuntária do meme “Ronaldo, brilha muito no Corinthians”

Quando assinou contrato para jogar pelo Corinthians, no final de 2008, Ronaldo virou ídolo alvinegro sem sequer pisar em campo. A comoção em torno da contratação de um dos maiores jogadores brasileiros da história, por um clube que acabava de voltar da Série B, foi gigantesca. A equipe do humorístico Pânico na TV, então, gravava matérias com torcedores corintianos com frequência, aproveitando a onda e a audiência que a euforia deles com a chegada de Ronaldo dava. Em uma dessas, entrevistaram um corintiano simplório, em frente ao Pacaembu, estádio onde a equipe costumava jogar, e pediram que mandasse um recado ao atacante.

Depois de muito pensar, disse: “Ronaldo, brilha muito no Corinthians”. Foi o suficiente para a atração explorar a frase em todo e qualquer contexto, tornando o jogador, que não teve influência nenhuma na fala, um meme, repetido por tudo e todos, com as mais diversas variações que só a “zueira” sem limites permite. O autor da frase, Zina, inclusive, se tornou um personagem do programa e foi contratado por ele tempos depois, além de ganhar uma casa novinha para morar. Tudo graças a Ronaldo.

Relembre o momento:

7. Participação na novela “Malhação”

Em 1997, a novela-sem-fim Malhação tinha um núcleo focado no futebol feminino. A história era a mesma de sempre: algumas meninas jogavam futebol e tinham lá a sua trama própria, que não me lembro e nem importa aqui. O que vale é que Ronaldo, sim, o Fenômeno, fez uma “pontinha” em um dos episódios, no papel do técnico do time, chamado “Betinho”. Ele contracenou com Suzana Werner, que foi sua namorada na época e hoje é esposa do goleiro Júlio César. Relembre este clássico da teledramaturgia brasileira aqui.

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @thijacintho

Foto: Reprodução

7 vezes em que Ronaldo esteve envolvido em uma situação MUITO esquisita em sua vida

30/05/2015

Coisa de quem confunde travesti com mulher

Ronaldo Travesti vejanComo dizia o velho Barão de Itararé, de onde menos se espera, de lá mesmo é que não sai nada.

Como esperar que alguém que confunde travesti com mulher, alhos com bugalhos, possa distinguir entre Aécio Neves e José Maria Marin.

Ronaldo não só não sabia que José Maria Marin é também responsável, ao mesmo tempo, pelo assassinato de Herzog, pelo roubo de medalhas, pela lavagem de dinheiro da FIFA, pela parceria com a Rede Globo, com José Hawilla, com Ricardo Teixeira, com Marco Polo del Nero.

Ronaldo é tão ignorante que quando viu escrito na porta, Traffic, entrou desavisado, pensando que era o hangar do helipóptero dos amigos do Perrella…

É por isso que ele não tem culpa. Claro, culpa é sempre do piloto ou do travesti, que vai pra a FAN FEST da FIFA com bolas escondidas entre as pernas…

Ronaldo dividiu comissão com Traffic e depois disse "a culpa não é minha, votei no Aécio".

A empresa do ex-jogador Ronaldo Nazário, aquele que participou de manifestações golpistas pedindo a volta da ditadura e o impeachment, já negociou rachar comissão com a empresa Traffic de J. Hawilla na intermediação de contratos de patrocínio da P&G ao Flamengo em 2012.
Pelo menos até agora não há notícias de irregularidades neste contrato, apenas mostrando que ambos já foram parceiros em negócios.
Ronaldo também se tornou sócio do Fort Lauderdale Strikers, time de futebol da Flórida. O time foi vendido por Hawilla em novembro de 2014. No mês seguinte Ronaldo virou sócio dos novos donos.
Hawilla está condenado nos EUA por crimes relacionados à corrupção no futebol. Ele mesmo admitiu os crimes e aceitou pagar quase meio bilhão de reais na Justiça dos EUA para abrandar as penas.
Tanto Ronaldo como Aécio não se manifestaram em seus respectivos facebooks sobre a prisão do ex-presidente da CBF, José Maria Marin e as investigações sobre a corrupção no futebol. O silêncio dos dois sobre o assunto chega a ser constrangedor.
Aécio sempre teve proximidade com cartolas de futebol, inclusive com Ricardo Teixeira e Marin. Em 2013 seu parceiro de senado Zezé Perrela (PDT-MG) agiu a pedido de Marin para enterrar uma CPI do futebol, convencendo 9 senadores a retirarem suas assinaturas. A manobra política foi vista como tendo o apoio de Aécio nos bastidores.

Os Amigos do Presidente Lula

21/03/2015

Saiba quem finaCIA a carreira do Aécio

A farinhada com travesti está com seus dias contados. Quem não consegue distinguir mulher de travesti vai lá saber distinguir uma pessoa honesta de um patife viciado e gazeteiro!?

Desde meus tempos de seminário tenho que os sujeitos mais moralistas, com o dedo sempre em riste para apontar os deslizes dos outros é um ato falho que esconde o próprio proceder. Veja-se o caso de Demóstenes Torres, que ocupava a tribuna do Senado para imputar aos outros os crimes de que useiro e vezeiro. Agripino Maia é outro que vive de assacar contra a honestidade alheia por estar com os dois pés atolados na lama que joga nos outros. Os membros do PP gaúcho, do Luis Carlos Heinze, eram os mais raivosos contra o PT, os movimentos sociais, MST, gays e  quilombolas. Está lá ele todinho enterrado na Lava Jato. Coincidentemente, o PP gaúcho, com Ana Amélia Lemos à frente, perfilou-se também todinho, ao lado de Aécio Neves. Entendeu agora o “silêncio dos indecentes” da velha mídia.

Quem via as imprecações do Joaquim Barbosa contra quem se ajoelhou para conseguir entrar no STF pelas cotas, não imaginava que ele havia constituído uma empresa Assas JB Corp., com endereço em seu apartamento funcional em Brasília, para comprar um apartamento por u$ 10 (dez dólares) em Miami. Nem imaginava que o respaldo que a Globo lhe dava envolvia o emprego do filho com Luciano Huck nem as caronas que dava a jornalista da Globo para passear na Costa Rica. Até hoje poucos sabem que o recém criado FUNPRESP-JUD foi presidido pelo jornalista, dublê de assessor e biógrafo de JB.

O que explica a desfaçatez deste rol interminável de assassinos da reputação alheia é a confissão do deputado gaúcho, Jorge Pozzobom: “Me processa. Eu entro no Poder judiciário e por não ser petista não corro o risco de ser preso”. A desfaçatez é ainda maior porque envolve parcela do Poder Judiciário, o que não é difícil de entender, tendo em vista os exemplos que vêm de Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes. E não é só Poder Judiciário que alcovita facínoras deste naipe. Eles também pululam no coronelismo eletrônico.

Como na Operação Mani Pulite, na Itália, viu-se que a captura do Estado italiano governado por Giulio Andreotti deu-se com a participação da Máfia. Quando a máfia descobriu-se em maus lençóis, pulou para o lado de quem seria guindado pela própria limpeza comandada por Antonio Di Pietro. Coincidentemente, terminada a limpeza, o limpador entrou na sujeira… Com a queda da Democracia Cristã e a demonização da classe política, a máfia sacou mais rápido e, nas costas de Di Pietro, subiu sozinha ao poder pelas mãos do empresário que detinha 80% dos meios de comunicação italianos, além de outras empresas como FININVEST, o clube Milan, e tantas outras empresas, Sílvio Berlusconi. Durante mais de vinte anos, Silvio Berlusconi transformou a Itália num puteiro. Literalmente cheirou, deitou e rolou com quem e como bem quis. Foi o descrédito de toda classe política vendida pelos veículos do próprio Berlusconi que levou o neofazista do Forza Itália ao poder. Hoje todos entendemos porque a Itália está em decadência, cultural, política e economicamente. O tráfico, lá como cá, é algo que passa batido na velhas mídias. Os grupos mafiomidiáticos não se preocupam com um helipóptero com 450 kg de cocaína. O que chama atenção dos programas cão, do tipo Jornal Nacional, é o aviãozinho e seu papelote. Os que cheiram um helicóptero de pó não estão na favela, estão no HSBC, a lavanderia dos narcotraficantes.

Os movimentos de ataque às instituições democráticas brasileiras, que desacredita toda classe política tem como fim a captura do Estado por aventureiros descompromissados com a democracia, a exemplo de Sílvio Berlusconi. Como já foi com Collor. Pedir golpe militar é a mesma coisa que pedir que a máfia nos governe. Quando uma máfia chega ao poder central, ela, como toda força totalitária, se apropria de todos as instituições correlatas. É isso que os movimentos nazifacistas de 15/03 pediam. Não se trata de pessoas ignorantes, mas de maus caráteres. De pessoas que, por déficit civilizatório, não tem respeito pela divergência de ideias. Como não conseguem votos suficientes para imporem suas vontades pela força das ideias querem impor pela força física. No Brasil, o que na Itália se chamou Forza Itália, atende por Movimento Brasil Livre – MBL, secundados pelos assoCIAdos do Instituto Millenium. Coincidentemente ambos têm por trás o financiamento de grandes grupos empresariais cujo único objetivo é detonar a democracia. É em regime totalitários, exatamente por que a falta de escrúpulos é moeda corrente, que os grupos empresariais mais fortes obtém os maiores lucros.

Assista o vídeo em que o doleiro Youssef acusa Aécio de arrecadar dinheiro em Furnas

março 19, 2015 19:51 Atualizado

Ronaldo acha que dá pra ir empurrando as acusações com a barriga

Ronaldo acha que dá pra ir empurrando as acusações com a barriga

Muitos dos marchadores e paneleiros que ocuparam a Paulista no último domingo usavam camiseta igual à de Ronaldo:  “a culpa não é minha, eu votei no Aécio”.

A hipocrisia nacional ficou mais uma vez exposta.

Dois dias depois, acaba de ser divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o vídeo em que o doleiro Alberto Youssef afirma ter ouvido do ex-deputado federal José Janene e do presidente da empresa Bauruense, Airton Daré, que o tucano Aécio Neves dividiria uma diretoria de Furnas com o PP e que uma irmã dele faria a suposta arrecadação de recursos.

No depoimento abaixo, Youssef afirmou ter auxiliado Janene e transportado para ele, algumas vezes, propinas pagas pela empresa Bauruense por contratos em Furnas. A propina teria sido paga, segundo o doleiro, entre 1996 e 200 – durante o governo Fernando Henrique Cardoso – do PSDB.

Janene arrecadava entre US$ 100 mil e US$ 120 mil mensais, com pagamentos em espécie, em dólares ou reais.O doleiro disse ter ouvido o então deputado Janene, do PP, afirmar que a diretoria de Furnas seria dividida com o PSDB, mais especificamente com Aécio Neves.

“Ele conversando com outro colega de partido, então naturalmente saía essa questão que na verdade o PP não tinha a diretoria só, e sim dividia com o PSDB, no caso a cargo do então deputado Aécio Neves“, declarou Youssef.O doleiro afirmou ter ouvido algumas vezes que caberia a uma irmã de Aécio fazer a arrecadação de recursos na Bauruense. Em relação ao empresário, o argumento era usado para justificar o motivo de não poder repassar mais recursos a Janene. “Ele (Daré) estava discutindo valores com o seu José (Janene) e dizia: não posso pagar mais porque tem a parte do PSDB. Aí você acaba escutando”, afirmou o doleiro.

Aécio nega as acusações. o procurador Janot, estranhamente, decidiu não levar adiante as investigações sobre o tucano – que agora apóia marchas contra a corrupção no Brasil, e pela derrubada de Dilma.

Deputados de Minas levaram mais documentos a Brasília, para pedir a reabertura da investigação.

Enquanto isso, Ronaldo e Aécio seguem empurrando com a barriga…

Assista o vídeo em que o doleiro Youssef acusa Aécio de arrecadar dinheiro em Furnas | Escrevinhador

29/11/2014

Quem não sabe distinguir mulher de travesti saberá se distinguir na política?!

Filed under: Aécio Neves,Ronaldo Nazário,Travestis — Gilmar Crestani @ 11:30 am
Tags:

Ronaldo Travesti vejanAs companhias indicam que terá uma longa e bem abastecida carreia…

Após soltar “asneira” pelo twitter, Ronaldo fenômeno se empolga e diz que quer ser político.

A participação ativa na campanha do senador Aécio Neves (PSDB) à presidência em 2014 fez com que Ronaldo se animasse em trabalhar por um cargo político no futuro. Em entrevista ao portal Terra, o ex-atacante admite ter sentido um gostinho especial pela política, e considera seguir carreira a fim de fazer um “trabalho bonito”.

“Olha, eu fiquei tão envolvido com a política que eu senti sim (um gostinho especial), não vou enganar. Foi muito bacana. Eu me envolvi muito e diretamente, participando da campanha, indo nas ruas com ele, ou sozinho, fazendo os eventos, envolvendo as pessoas… Pena que não conseguimos vencer”, disse o Fenômeno.

LEIA TAMBÉM ► VIROU PIADA! RONALDO FENÔMENO SOLTA ASNEIRA NO TWITTER E COMPLICA AÉCIO

“Eu sou uma pessoa do bem e, podendo multiplicar o bem para o Brasil, para o mundo, vou fazer. Seria uma oportunidade histórica de fazer coisas boas e programas bons, ainda mais através do esporte que tem muita credibilidade com a população. Acho que dá para fazer um trabalho muito bonito”, acrescentou.

Ronaldo declarou seu apoio ao tucano em maio e, desde então, participou (ou organizou) de eventos com o candidato, com quem diz ter uma relação de amizade há 15 anos. Durante os preparativos para a Copa do Mundo no Brasil, Ronaldo, que era membro do Comitê Organizador Local (COL), disse que se sentiu “envergonhado” com os atrasos das obras. Depois do início da competição e o consequente sucesso mundial do evento, ele mudou o discurso, negando ter criticado a Copa.

Na entrevista publicada nesta sexta-feira 28, ele avalia como muito positivo o resultado final do Mundial e amplifica para os brasileiros sua própria expectativa negativa em relação ao evento: “ninguém imaginava que seria uma Copa tão boa quanto foi no Brasil”.

“Minha avaliação é muito boa”, disse, sobre sua participação no COL. “O brasileiro é um povo muito desconfiado né, ainda mais em um evento grande como foi a Copa do Mundo. Todo mundo teve a desconfiança, mas minha participação foi só no Comitê, não teve nada partidário. Eu gostei muito, principalmente do resultado final. Ninguém imaginava que seria uma Copa tão boa quanto foi no Brasil”.

Após soltar “asneira” pelo twitter, Ronaldo fenômeno se empolga e diz que quer ser político. « Poços10 – Poder e Política

11/07/2014

Aécio pagará pelo esconderijo político do helipóptero?

Ron aldo aexcio_nFaz bem Aécio acusar Dilma pelo uso do que ela faz da Copa. Bastará Dilma dizer que Aécio ganhará pelo que ele fez. Então, vamos comparar o que Aécio e Dilma fizeram pelo Mundial. Podemos começar, Aécio, pela queda do viaduto de Belo Horizonte, que matou duas pessoas? Ou quiçá pelo tal de helicóptero com 450 kg de cocaína que a mídia teima em esconder para que não lembremos dele sempre que vimos sua cara?

Até o início da Copa, Aécio e sua turma diziam que tínhamos seleção mas não tínhamos estádio. Agora, temos estádio e a seleção do Aécio se resume a um comedor de travesti. Faltando poucas horas para começar o mundial, o técnico Aécio recrutou Ronaldo para declarar que a organização estava péssima, que passaríamos vergonha. Tudo correu bem, até o xingamento à Dilma pelos Reis dos Camarotes do Itaú, no Itaquerão. O mundo viu o tipo de caranguejo que faz parte do staff de Aécio Neves. É notória a história do balde de caranguejo, sempre que um busca sair do balde, outro o prende e puxa para baixo. É o comportamento típico dos urubus que torcem contra o Brasil para, talvez com isso, terem alguma chance de derrotarem Dilma. Urubu torce que o boi morra para comer. Dizem que as hienas riem como a turma do Aécio está rindo porque a Seleção tomou uma goleada da Alemanha. Hora, hiena ri, como ensinam os livros de biologia, comendo merda.

Pó pará, governador! O senhor declarou, a respeito da má educação de seu time  de torcedores no Itaquerão, que Dilma colhe o que plantou, o senhor vai cheirar o que os Perrellas plantaram?

Nesta copa, uma das imagens que fica é a da Rede Globo, com seu ufanismo de ocasião e oportunismo na derrota, com seu Galvão Bueno rodeado por dois ex-jogadores: um cocainômano e um que dá calote até em travesti. Ao invés de ficar desancando a seleção brasileira, Ronaldo poderia ter esclarecido se o amarelão dele, na França, foi ou não provocado pelo Pedro Bial. Ou se ele viu mais bolas entrando no jogo do Brasil com a Alemanha ou quando ele se envolveu com três travestis.

Afinal, para concluir, quem é mesmo que está tentando usar a Copa para se beneficiar politicamente?!

 

ronaldoAécio diz que Dilma ‘pagará’ pelo uso político do Mundial

Para tucano, quem esperava fazer a Copa influenciar a eleição vai se frustrar

Eduardo Campos, do PSB, disse que futebol brasileiro, ‘assim como muitas coisas no Brasil, precisa se renovar’

DE SÃO PAULODO RIO

Dois dias após a eliminação da seleção brasileira da Copa, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta quinta-feira (10) que o governo da presidente Dilma "pagará o preço" e irá se "frustrar" pelo uso político do Mundial.

Em visita a Vila Velha (ES), o principal adversário de Dilma até o momento foi questionado tanto sobre o suposto uso político da organização da Copa quanto sobre a derrota da seleção.

"Quando vieram as manifestações, ela [Dilma] não tinha nada a ver com Copa do Mundo. Quando a Copa dá certo, parecia até que era ela a artilheira da seleção. Acho que quem vai pagar o preço são aqueles que tentaram se apropriar de um evento que é de todos os brasileiros", disse.

Vaiada e hostilizada por torcedores na abertura da Copa, em São Paulo, a presidente passou a falar mais sobre o evento nas últimas semanas, quando a aprovação popular ao torneio foi crescendo.

Ela criticou os que previam um fracasso na organização do Mundial e divulgou mensagem para Neymar, após ele ter ficado de fora da competição devido a uma contusão.

Com a eliminação da seleção brasileira, goleada por 7 a 1 pela Alemanha, Dilma busca agora minimizar o efeito negativo da derrota no futebol sobre o humor da população.

Aécio assistiu à derrota da seleção no Mineirão, em Belo Horizonte, mas evitou divulgar sua presença no estádio, temendo vaias e críticas.

Após a partida, apenas divulgou nota em que disse compartilhar, "como torcedor e como brasileiro", a frustração diante do resultado. Nesta quinta, no Espírito Santo, o tucano voltou ao tema.

"Todos nós estamos tristes com o resultado. Estive lá, como torcedor, atônito com o resultado, e nunca misturei as coisas. Mas aqueles que esperavam fazer da Copa, como disse a presidente, uma belezura para influenciar nas eleições, vão se frustrar."

O termo "belezura" citado pelo tucano foi usado pela presidente na véspera da eliminação da Copa, em um bate-papo com internautas.

Ao responder a uma eleitora que chamou a realização do Mundial de "belezura" contra "tanto urubu agourento", Dilma disse: "Belezura mesmo. Azar dos urubus".

O Planalto não quis se manifestar sobre as declarações de Aécio. No Rio, o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) disse não ver sentido no vínculo entre Copa e eleição. "Acho totalmente desprezível esse tipo de fala, própria de quem precisa arrumar uma linha por dia para aparecer na imprensa", disse.

Para Carvalho, "vai se dar mal quem acha que uma derrota dessa muda a eleição".

Na quarta-feira (9), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), fez avaliação semelhante e afirmou que a população sabe separar eleição e futebol. "Não tem nada a ver com eleição. Há um momento de ressaca e tristeza, mas a eleição é só daqui a três meses."

ATAQUES NA COPA

Os ataques de Aécio são mais um capítulo da troca de farpas entre o Planalto e oposição durante a Copa.

Em junho, quando Dilma foi xingada no Itaquerão, o tucano primeiro disse que a petista "colhia um pouco daquilo que plantou". Diante da repercussão negativa dos palavrões contra a presidente, ele baixou o tom e disse que nenhuma crítica poderia ultrapassar o "respeito pessoal".

Pesquisa Datafolha do início deste mês mostrou Dilma com 38% das intenções de voto, 18 pontos à frente de Aécio (20%). Eduardo Campos (PSB) vem a seguir, com 9%.

Nesta quinta-feira, Campos afirmou que a hora é de ver o que deu errado: "O futebol brasileiro, assim como muitas coisas no Brasil, precisa se renovar".

(DIÓGENES CAMPANHA, LUCAS VETTORAZZO, MARINA DIAS E GABRIELA GUERREIRO)

27/06/2014

Falta de personalidade ou mau caratismo?

Ronaldo e suas proezas.

Na Copa da França, dizem que amarelou, vomitou porque enquanto estava na concentração Pedro Bial divertia sua ex-esposa.

Veio ao Brasil e cometeu seu primeiro engano, contratou travestis, consumiu e não pagou.

Depois de participar da organização da Copa, se reuniu com o rei do pó e deu marcha ré.

Agora, num oportunismo tipicamente de pessoas sem qualquer caráter, descanta o verso.

Como diria Primo Levi, “é isto um homem?”

E Ronaldo volta atrás exatamente quando a Globo o autorizou voltar atrás. Até porque a própria Globo, no Jornal Nacional decidiu tirar o seu da reta e dizer que as críticas contra a Copa no Brasil partia da imprensa internacional.

E aí me pergunto, para que serviu a criação do Instituto Millenium pelos a$$oCIAdos dos Grupos MafioMidiáticos se não conseguem nem o básico: coerência!

Decididamente, o pior do Brasil são seus veículos que negociam informação e seus celetistas de ocasião.

Até aqui, a única coisa que não deu certo na Copa foi o mau caratismo de alguns vira-latas brasileiros. Os fracassomaníacos a serviço de interesses externos, nossogruposs sanguessugas e quinta-colunas…

Não é mera coincidência que tenha se reunido com Aécio Neves e depois ido para a Globo, ao lado de cocainômanos, torcer contra o Brasil.

Sucesso da Copa faz Ronaldo amarelar e nega ter vergonha do Brasil .Vergonha não é mesmo com ele

26 de junho de 2014 | 17:25 Autor: Fernando Brito

amarelou

Depois do “suguem, suguem” de Aécio Neves – o colunista do UOL, Josias Rodrigues, comparou a declaração à mordida do chileno Luiz Suárez – foi a vez de Ronaldo “Nazário Neves” dar a cara a tapa nas redes.

Na exata metade de uma Copa do Mundo que, tirando pequeníssimos incidentes, está se provando a mais bem organizada e alegre de todos os tempos, Ronaldo vem dizer que nunca se disse “envergonhado” da Copa no Brasil, há um mês atrás.

“Tá” certo, Ronaldo.

Você é apenas um rapaz que segue o espírito de seu amigo mineiro.

Sugou, sugou tudo o que podia como “organizador” da  Copa.

Fez anúncio de cerveja, de telefone, de chuteira…

Até apelação fez, dizendo que não se precisava de escolas e hospitais.

E aí resolveu se passar para o lado dos que você ironizava naqueles filmes do “Imagina na Copa”.

E foi fazer anúncio do Aécio…

Agora parece que você amarelou.

E sai com essa de que não disse o que disse.

Não tem problema, não.

A única coisa que a torcida brasileira quer, neste momento, é que você diga que não disse o que disse, com uma enorme modéstia, nos seus comentários na Globo.

De que Neymar se inspira nas suas atitudes.

Não, Ronaldo, por favor, isso não, isso não.

A gente confia muito naquele guri, como um dia confiou em você, lembra?

Sucesso da Copa faz Ronaldo amarelar e nega ter vergonha do Brasil .Vergonha não é mesmo com ele | TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

30/05/2014

Fala o especialista em baixar cacete de travesti

ronaldoSABATINA FOLHA – RONALDO

Nos vândalos e nos mascarados tem de baixar o cacete mesmo

EX-ATACANTE E MEMBRO DO COMITÊ ORGANIZADOR LOCAL DIZ QUE NÃO HAVERÁ OUTRA COPA DO MUNDO NO PAÍS: "A FIFA VAI FICAR TRAUMATIZADA"

DE SÃO PAULO

Muitas vezes tenso, suando bastante, mas bem-humorado em outros momentos, Ronaldo, 37, ex-atacante da seleção brasileira e integrante do COL (Comitê Organizador Local) da Copa, abusou das pausas aparentemente na intenção de evitar declarações polêmicas.

Não conseguiu. Em sabatina na Folha nesta quinta (29), disse que sente vergonha pelo fato de que o prometido legado da Copa não se concretizou, apoiou os protestos de rua, mas foi duro com os manifestantes violentos: para ele, as forças de segurança devem "baixar o cacete" nos "vândalos".

O ex-jogador, o maior artilheiro da história dos Mundiais (15 gols), foi entrevistado por duas horas por Naief Haddad, editor de "Esporte"; Uirá Machado, editor de "Opinião"; e Roberto Dias, secretário-assistente de Redação.

Protestos

Questionado sobre a possibilidade de protestos na Copa, Ronaldo disse que as manifestações pacíficas são "válidas". As violentas, não.

"A partir do momento em que há vândalos no meio disso, mascarados… A segurança pública tem de conter esses vândalos. Parece que as pessoas acordaram [para os problemas do país], mas acordou todo mundo junto. Ninguém sabe como fazer ou por onde ir. A população tem de protestar sem violência. Nos vândalos, mascarados, tem de baixar o cacete mesmo."

Críticas à Copa

Em entrevista à Reuters, Ronaldo causou polêmica ao manifestar "vergonha" pelas obras da Copa. Nesta quinta (29), ele explicou que a reclamação não era pelos atrasos.

"A minha vergonha é pela população que esperava grande legado. Reformas de aeroporto, obras de mobilidade urbana… Os estádios estão aí. Bem ou mal, estarão prontos. Apenas 30% do que foi prometido [de obras de infra-estrutura] será entregue. Esta é a minha vergonha."

ronaldo-come-travestiCansado de apanhar

Disse quatro vezes estar "indignado" com os atrasos e por, muitas vezes, ser responsabilizado por isso.

Nos últimos meses, ele foi chamado de "imbecil" pelo escritor Paulo Coelho por ainda apoiar a Copa. O ex-atacante e deputado federal Romário (PSB-RJ) reclamou que o ex-colega de seleção estava "trocando de lado".

"Faz dois anos que eu venho levando porrada. Eu não mereço. O meu dinheiro ganhei de forma limpa. Não tenho empreiteira. Não peço favor a nenhum político. A culpa não é minha se o Brasil não tem hospital decente."

‘A grande vítima’

Para o ex-atacante e empresário (é um dos sócios da 9ine, agência de marketing esportivo), não haverá, no futuro, outra chance para o público ver o Mundial no país.

"Acho que não vai ter outra Copa no Brasil. A Fifa vai ficar traumatizada [com a competição deste ano]."

Ele defende que a ideia da Copa do Mundo foi vendida como panaceia que resolveria todos os problemas do povo brasileiro.

"A Copa é uma grande vítima. A gente não pode esquecer o país que vive. Até parece que antes da Copa o nosso país era incrível, com saúde perfeita. Educação então, nem se fala… Quem tem de resolver nossos problemas somos nós mesmos."

Aécio Neves

Ele reafirmou o apoio a Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência, anunciado na semana passada. Lembrou ser amigo do ex-governador mineiro desde 2000.

"Meu voto é dele. Não é grande absurdo eu ter dito que vou votar no Aécio. Eu sou um cidadão como qualquer outro. Minha opinião é sincera. Não tenho ligação com nenhum partido", disse.

Amigos

Para deixar claro que não tem filiação política, Ronaldo citou amigos que tem no PT e no PSDB.

Disse que pretende apoiar Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e candidato a deputado federal. "Ele é meu amigo. E é do PT."

Também citou ter excelente relacionamento com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula.

"Fui várias vezes almoçar com o Lula no [Palácio do] Alvorada. Eram almoços maravilhosos. Também gosto muito de estar com o Fernando Henrique, ele conta histórias incríveis. Eu não tenho relação com a Dilma. Talvez porque a Dilma não beba uma cachaça", disse, rindo, lembrando a suposta preferência de Lula pela bebida.

O melhor do mundo

Ronaldo considera Neymar "um ou dois degraus abaixo" do português Cristiano Ronaldo e do argentino Messi. São jogadores que, para o atacante que era chamado de "Fenômeno", estão na frente de todos os outros.

"O melhor, hoje, é o Cristiano Ronaldo. Mas o Neymar logo os superará. Será o melhor em um ou dois anos. Se o Brasil for campeão e o Neymar for nosso melhor jogador, ele será eleito pela Fifa em janeiro. Ele é muito jovem [22 anos], mas é experiente demais para a idade que tem."

Seleções favoritas

Ele apontou Brasil, Alemanha, Argentina e Espanha. Disse acreditar que a final será disputada entre brasileiros e alemães, em 13 de julho. "Temos mais possibilidades de ganhar a Copa agora do que em 2002", afirma.

No torneio de 12 anos atrás, Ronaldo foi o artilheiro, com oito gols, e o Brasil derrotou a Alemanha na decisão.

"A seleção brasileira atual é muito equilibrada. Acho que é a mais equilibrada de todas as Copas. Temos os melhores zagueiros do mundo, laterais, um meio-campo consistente e atacantes incríveis. Não falta nada", finalizou.

Presidência da CBF

Ronaldo disse não ter intenção de comandar o futebol brasileiro. "Ninguém vai chegar para mim e dizer: Toma aí a CBF [Confederação Brasileira de Futebol] para administrar’", afirmou, deixando claro não querer ser presidente de clube ou de uma federação estadual.

Ele sorriu ao ser ler lembrado da frase do ex-treinador e atual coordenador técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira, de que a CBF é o "Brasil que dá certo".

"Se a CBF for o que de melhor nós temos, estamos mortos", brincou.

Bom Senso

Um dos nomes mais conhecidos da história do futebol brasileiro, Ronaldo disse apoiar o movimento Bom Senso. Trata-se da organização de atletas profissionais do país para melhorar o calendário e as condições de trabalho dos jogadores.

No Corinthians, entre 2009 e 2011, ele foi companheiro do zagueiro Paulo André, um dos principais líderes do movimento. "É muito importante. O que está acontecendo no nosso país, está acontecendo também no futebol", comparou, lembrando a onda de protestos nas ruas do país.

"O que esse movimento quer é ser ouvido. Só 10% dos jogadores profissionais ganham mais de R$ 10 mil [mensais. Os outros 90% recebem apenas um ou dois salários mínimos", afirmou.

NA INTERNET
Veja trechos da sabatina
folha.com/no1461949

29/05/2014

Sintomático: Ronaldo & Ricardo Teixeira são parceiros da Rede Globo

 

Ronaldo e Joana Havelange entregam o ouro

A poucos dias da Copa, talvez num ato falho, Joana Havelange e Ronaldo entregaram o ouro. E se entregaram.
Ronaldo é membro do Comitê Organizador Local da Copa, o COL. É, portanto, parceirão da FIFA e da CBF.
Ronaldo disse: "O povo está traumatizado com os corruptos".
Joana Havelange, diretora do mesmo COL, foi além. Compartilhou no Instagram a frase "o que tinha para ser roubado, já foi".
Joana é filha de Ricardo Teixeira e neta de João Havelange.
Ronaldo é membro do COL, tem Neymar como cliente da sua agência e é comentarista na Tv Globo. Comenta as atuações do seu cliente, Neymar.
Ronaldo não enxerga conflito ético nas suas ações. Um dia ele disse: Ricardo Teixeira tem "duplo caráter".
Ronaldo, agora, fala em "superfaturamento". Isso três anos depois de dizer "não se faz Copa com hospital" enquanto apertava as mãos do "duplo caráter".
Um ano e meio depois da inauguração de estádios ele "descobre" superfaturamento. Um raio nos gramados, o craque parece lento fora de campo.
Vai se tornando histórica a dificuldade de Ronaldo para perceber certas diferenças.
Já Joana Havelange parece desconhecer o seu mundo.
Ela não sabe por que o avô renunciou à presidência de honra da Fifa e à vaga no Comitê Olímpico Internacional?
Joana não sabe por que o pai, Ricardo Teixeira, teve que largar a CBF? E por que se "exilou" no lugarejo que, a propósito, se chama Boca Raton?
Joana não sabe que ambos, pai e avô, se viram obrigados a largar o osso depois de acusados de corrupção?
Numa sociedade de impunidade para quem tudo pode e têm, os erros, os desvios éticos são sempre "dos outros".
Esse é um dos motivos para tanta hipocrisia e falta de simancol. O problema é quando, sob pressão, o inconsciente entrega o ouro.

SQN

14/07/2013

Com Ronalducho, Playboy deve mudar perfil

Filed under: Playboy,Ronaldo Nazário — Gilmar Crestani @ 4:27 pm
Tags:

 

Ronaldo estaria de olho na franquia da Playboy

Enviado por luisnassif, dom, 14/07/2013 – 15:44

Sugerido por Gilson AS

Ronaldo quer comprar a Playboy, diz jornal

Segundo o jornal Extra, ex-craque estaria de olho na franquia

R7

Ronaldo estaria de olho na franquia da Playboy | Brasilianas.Org

03/04/2013

Rede Globo e a ética dos que não tem

Filed under: Ética,Rede Globo de Corrupção,Ronaldo Nazário — Gilmar Crestani @ 9:20 am
Tags:

Eles são especialistas em cobrar comportamento ético dos outros. Sim, todos sabemos que a Globo fez editorial dando boas vindas à ditadura. Que fez a novela Proconsult, um case de permanente sucesso nas grades da vênus platinada. E o Ronalducho? Ele é apenas mais uma amarelão, o cagão do jogo final contra a França.

ABAIXO A REDE GLOBO, O POVO NÃO É BOBO!

TELEVISÃO/OUTRO CANAL

KEILA JIMENEZ – keila.jimenez@grupofolha.com.br

folha.com/outrocanal

Globo faz concessões para ter Ronaldo como comentarista

Uma das novidades da programação da Globo em 2013, a contratação do ex-jogador Ronaldo como comentarista, fez a rede abrir concessões em suas normas internas.

Se fosse um comentarista como outros do jornalismo esportivo do canal, Ronaldo não poderia protagonizar comerciais, pois a Globo não permite. O craque está atualmente no ar em seis campanhas publicitárias diferentes.

Outro precedente foi aberto com relação à operadora Claro. Ronaldo é garoto-propaganda da marca, concorrente direta do patrocinador da Copa das Confederações, a Vivo, evento que terá o craque como comentarista.

Procurada, a Vivo afirma que não se preocupa com a contratação, mas o mercado diz que a empresa não gostou de ter o garoto-propaganda da concorrência em um evento bancado por eles na TV.

Como funcionário da Globo – Ronaldo já até apareceu no ar com o crachá do canal – o ex-jogador teria de obedecer a várias regras, como a de não ter atividades paralelas ou conflitantes com a que exerce na rede.

Um dos conflitos: o ex-jogador, que também é empresário de vários esportistas, vai ter de comentar na emissora a atuação de alguns de seus clientes. Procurada, a Globo diz que não trata publicamente das condições de seus contratados.

27/09/2011

Ronalducho, o amiguinho da Globo

Filed under: Futebol,José Aveline Neto,Ronaldo Nazário — Gilmar Crestani @ 8:57 am

 

Justiça condena Ronaldo Fenômeno a indenizar jornalista agredido
Silvana Chaves

O ex-jogador Ronaldo Nazário foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar indenização de R$ 10 mil para o jornalista e fotógrafo José Aveline Neto, editor da Gool, revista esportiva do Rio Grande do Sul.
Durante a Copa do Mundo de 2002, Fenômeno, como é conhecido o jogador Ronaldo, pediu a seguranças que tirassem a câmera das mãos de Aveline Neto, que pretendia tirar fotos dos jogadores em uma festa na Ilha de Jeju, na Coreia do Sul, após a goleada de 4 a 0 da seleção brasileira sobre a China.
Procurado pelo Comunique-se, Aveline Neto diz que o valor da indenização é “ridículo”. “É uma humilhação receber isso, não compensa o que eu perdi. Não sou paparazzi. Eu estava fazendo uma foto do Ronaldinho Gaúcho, que é meu conterrâneo, e tive a máquina quebrada”, afirma.
Aveline Neto afirma que não misturou o incidente com a cobertura da Copa, sendo isento na publicação da revista que comemorava o pentacampeonato brasileiro. “Nesse mesmo ano, apesar desse problema, eu tive a dignidade de fazer uma capa com o Ronaldo na capa, segurando a taça.”

Edição comemorativa do pentacaponato da seleção brasileira da Revista Goool. (Imagem: Reprodução Revista Goool)

O jornalista gaúcho disse não acompanhar o caso de perto, mas que a partir de agora se manterá informado.
A decisão foi tomada no fim da semana passada pela juíza Mariana Moreira Tangari Baptista, da 2ª Vara Cível do Foro Regional da Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio. Como a sentença foi em primeira instância, ainda cabe recurso ao ex-jogador do Corinthians.

Comunique-se :: Justiça condena Ronaldo Fenômeno a indenizar jornalista agredido

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: