Ficha Corrida

24/10/2010

Partido de Safados, Debilóides e …Bolinhas de papel

Filed under: Isto é PSDB!,PIG — Gilmar Crestani @ 3:15 am
Tags: , ,

As bolas de papel da democracia desejada

O Jornal Nacional de 21/10 não foi só uma tentativa patética de recriar o tiro que matou o Major Vaz. Os 7 minutos gastos na “fabricação” da fita adesiva que teria atingido o candidato tucano revelam desorientação no tempo e no espaço. A Rua Tonelero não fica em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

Gilson Caroni Filho

fita-crepe   globo_bolinha (1)

Quando as redações da grande imprensa, em campanha aberta pela candidatura Serra, erigem o preconceito como norma de juízo, a mentira não é apenas abominável: é suicida. A opinião pública brasileira dispõe, hoje em dia, dos elementos necessários para julgar os acontecimentos políticos, sociais, econômicos e culturais sem se deixar levar pelo filtro ideológico de conhecidas técnicas de edição. Há muito tempo, a sociedade aprendeu a aquilatar a qualidade ética da informação oferecida, os desvios de apuração e o descompromisso do noticiário com a verdade factual.
O Jornal Nacional de quinta-feira, 21/10, não foi apenas uma tentativa patética de recriar o tiro que matou o Major Vaz. Os sete minutos gastos na “fabricação” da fita adesiva que teria atingido o candidato tucano revelam desorientação no tempo e no espaço. A Rua Tonelero não fica em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Além disso, passados 56 anos, não há lugar para atores políticos com indefinição ideológica evidente. Serra não é Lacerda; falta-lhe talento. O PSDB não é a UDN; tem lastro histórico mais precário. Mas em ambos, no candidato e em seu partido, convivem a vergonha de serem ostensivamente autoritários e o medo de serem inteiramente democrático. A face dupla do moralismo udenista, transposto para 2010, realça o desbotamento de um Dorian Gray mal-acabado.
A campanha oposicionista padece de velhos vícios e truncamentos de origem. Parece acreditar que o povo, em toda a parte, é uma entidade incapaz e como tal deve ser tratado, sob pena de hecatombe social iminente. Deve-se também ameaçar a esquerda com a hipótese sempre latente de um golpe de Estado. E lembrar aos setores populares, principalmente à nova classe média, que se eles não tiverem juízo virão aí os bichos papões e, com eles, os massacres dos Kulaks, as igrejas fechadas, os asilos psiquiátricos, a supressão da liberdade, em suma, o socialismo sem rosto humano.
Essa agenda está superada, mas seu simples ressurgimento deve nos remeter a pontos importantes. Se atualmente é difícil calar organizações que expressam as demandas dos seus membros e representados, como é o caso do MST, do movimento estudantil e do mundo do trabalho, muitos obstáculos ainda têm que ser ultrapassados.
Exigir liberdades democráticas não é uma gesticulação romântica, desde que se dêem consequências às suas implicações. É preciso apostar na organização crescente das forças sociais com o objetivo de consolidar uma saída definitivamente nacional e popular para temas que vão da questão agrária ao controle social dos meios de comunicação.
A análise histórica mostra que, quando não avançamos na democracia concreta, damos aos seus adversários tempo para que se reorganizem, utilizando as oficinas de consenso para caluniar, difamar, fazer o que for necessário, para deter o ímpeto vital que lhes ameaça.
Nos dias de hoje, é preciso senso crítico sempre atilado, não se deixar envolver pela vaga e traiçoeira tese do aperfeiçoamento democrático a qualquer preço, pois as forças retrógadas costumam cobrar bem caro por nossas distrações ou equívocos. Por tudo isso, a eleição de Dilma Rousseff é um passo decisivo para erradicarmos de vez o cartorialismo econômico, a indiferença moral e a incompetência administrativa que marcaram vários governos até 2003.
Na Rua Tonelero, o futuro vislumbrado é o de um país que realizará suas potencialidades. O que importa saber é que atores são capazes de assegurar uma democracia com ênfase social, assentada também nos direitos individuais e na liberdade econômica. Nesse cenário, as bolinhas de papel passeiam na calçada. O vento-e não mais o cálculo político-dita o rumo de cada uma delas.

Gilson Caroni Filho é professor de Sociologia das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, colunista da Carta Maior e colaborador do Jornal do Brasil

Anúncios

24 Comentários »

  1. […] um acusador moralista caiu. José Serra, o tucano da bolinha de papel, Ministro da Submissão Internacional de Michel […]

    Pingback por Bestiário da Cleptocracia – Praia de Xangri-Lá — 31/12/2016 @ 9:28 am | Responder

  2. […] um acusador moralista caiu. José Serra, o tucano da bolinha de papel, Ministro da Submissão Internacional de Michel […]

    Pingback por Bestiário da Cleptocracia | Ficha Corrida — 31/12/2016 @ 9:15 am | Responder

  3. […] nas delações, passam a ocupar cargos para terem foro privilegiado. José Serra, o ator da bolinha de papel da Rede Globo, virou Ministro das Relações Exteriores exatamente porque teria recebido 23 […]

    Pingback por Apedrejamento pela mídia talibã | Ficha Corrida — 19/11/2016 @ 8:52 am | Responder

  4. […] reportagem para o Jornal Nazional a respeito dos 23 milhões depositados na conta do seu ator da Bolinha de Papel na Suíça? O que a Rede Globo tem a dizer a respeito do sumiço de mais de 220 milhões das contas […]

    Pingback por Fica Temer, se saíres a velha mídia ainda põe Marcola em teu lugar | Ficha Corrida — 16/11/2016 @ 9:15 am | Responder

  5. […] em Foz do Iguaçu que entregaria a Petrobrax à Chevron. Isso também explica porque o ator da bolinha de papel foi homenageado com o significativo apelido de Tarja […]

    Pingback por Costa Rica & Bunda Suja, a dupla face do golpismo – Praia de Xangri-Lá — 14/10/2016 @ 12:02 pm | Responder

  6. […] em Foz do Iguaçu que entregaria a Petrobrax à Chevron. Isso também explica porque o ator da bolinha de papel foi homenageado com o significativo apelido de Tarja […]

    Pingback por Costa Rica & Bunda Suja, a dupla face do golpismo | Ficha Corrida — 14/10/2016 @ 8:44 am | Responder

  7. […] sob o slogan “Somos Todos Cunha”, pela Rede Globo, abraçou a bandeira do ator da bolinha de papel estendo o conceito de que o PSDB tem direito à tudo, inclusive que sonegação não é crime. […]

    Pingback por Quando delação incentiva corrupção | Ficha Corrida — 30/06/2016 @ 9:30 am | Responder

  8. […] à moda Mauro Chaves. Para quem não lembra, no calor da disputa entre correligionários, o ator da bolinha de papel fez publicar um artigo denunciando o toxicômano das gerais. Até Juca Kfouri apimentou a história […]

    Pingback por Pó, pará investigador! | Ficha Corrida — 26/06/2016 @ 9:12 am | Responder

  9. […] por que ninguém falou na histórica montagem da bolinha de papel que consagraria o Zé do Caixão Político, José Serra? E no Escândalo da Proconsult? E edição […]

    Pingback por Rede Globo de Manipulação | Ficha Corrida — 18/04/2014 @ 9:35 pm | Responder

  10. […] vocês, o ator do maior insucesso de todos os tempos nas telinhas Globo estrelando Bolinha de Papel, José […]

    Pingback por Como se produz lesão com Bolinha de Papel | Ficha Corrida — 12/04/2014 @ 12:00 pm | Responder

  11. […] pretendiam fazer aqui. A internet não deixou, a cada mentira do Jornal Nacional, como aquela da bolinha de papel transformada em objeto contundente. Como nada estava dando certo, fizeram outro ensaio. Desta vez […]

    Pingback por O alvo | Ficha Corrida — 11/04/2014 @ 8:54 am | Responder

  12. […] do José Serra. Ninguém deu um pio, e o povo de São Paulo votou majoritariamente no ator da bolinha de papel. Bem que merecem tomar alguns goles de água […]

    Pingback por “Dúvidas hídricas”: governo morto pode vender água podre com desconto?! | Ficha Corrida — 02/04/2014 @ 7:34 am | Responder

  13. […] perpetrou para ajudar José Serra. Foi uma forma de pagar pelos serviços prestados no episódio da bolinha de papel estrelada por canastrão da Mooca. Por muito menos, os grupos mafiomidiáticos desencadearam uma […]

    Pingback por SABESP, saindo pelo ladrão | Ficha Corrida — 13/03/2014 @ 8:53 am | Responder

  14. […] Genoíno deve ter alguma explicação que explique tamanha obsessão. De  quem transformou uma bolinha de papel em objeto contundente na eleição passada pode se esperar qualquer coisa. Não duvidem, durante as […]

    Pingback por O crime só é organizado quando tem gente da elite | Ficha Corrida — 05/01/2014 @ 9:38 pm | Responder

  15. […] E por  aí se entende porque FHC virou porta-estandarte da liberação da maconha. Eles não tem propostas, capacidade nem vergonha na cara. Agora fica mais fácil entender porque o Estadão mandou aquele recado ao Aécio Neves: Pó pará, governador! O Casagrande não é do PSDB? A Globo e seus limpa trilhos não apoiam o ator da bolinha de papel? […]

    Pingback por PSDB terceirou ao PCC a segurança pública de São Paulo | Ficha Corrida — 15/10/2013 @ 7:38 am | Responder

  16. […] comentário de Jabor ou um artigo de Merval para saber que não. A cobertura em 2010 do atentado da bolinha de papel contra Serra, ou mais recentemente a forma como foi tratado o julgamento do Mensalão, mostra que […]

    Pingback por Merval, Kamel e “os carrascos voluntários da Globo” | Ficha Corrida — 12/10/2013 @ 10:19 pm | Responder

  17. […] dão trégua à Dilma. Agora, “Serrá” que a Globo vai recontratar o perito Molina, aquele da bolinha de papel, para provar que o e-mail do Serra foi mandado pelo Obama? Poderá arrolar com o testemunha Edwar […]

    Pingback por Serra: grupos mafiomidiáticos agora chutam cachorro morto | Ficha Corrida — 08/08/2013 @ 8:08 am | Responder

  18. […] de Janeiro, sede da Globo. BINGO! Não esqueçamos que a Globo também transformou uma inocente bolinha de papel em objeto contundente. É para isso que serve a lei de transparência no serviço […]

    Pingback por A farsa da anistia | SCOMBROS — 28/05/2013 @ 6:17 am | Responder

  19. […] Rio de Janeiro, sede da Globo. BINGO! Não esqueçamos que a Globo também transformou uma inocente bolinha de papel em objeto contundente. É para isso que serve a lei de transparência no serviço […]

    Pingback por Por que a Globo queria a lista dos beneficiários da Bolsa Família? | Ficha Corrida — 27/05/2013 @ 10:15 pm | Responder

  20. […] rei dos dossiês, deixou-se teleguiar, como Alckmin, pela Opus Dei. Montaram farsas como aquela da bolinha de papel. E agora Aécio Neves e Geraldo Alckmin declaram amor à ditadura e a energúmenos, a ponto de […]

    Pingback por PICTURES — 06/04/2013 @ 6:33 am | Responder

  21. […] rei dos dossiês, deixou-se teleguiar, como Alckmin, pela Opus Dei. Montaram farsas como aquela da bolinha de papel. E agora Aécio Neves e Geraldo Alckmin declaram amor à ditadura e a energúmenos, a ponto de […]

    Pingback por E o PSDB deu nisso | andradetalis — 05/04/2013 @ 9:37 pm | Responder

  22. […] rei dos dossiês, deixou-se teleguiar, como Alckmin, pela Opus Dei. Montaram farsas como aquela da bolinha de papel. E agora Aécio Neves e Geraldo Alckmin declaram amor à ditadura e a energúmenos, a ponto de […]

    Pingback por E o PSDB deu nisso | Ficha Corrida — 05/04/2013 @ 9:11 am | Responder

  23. […] aborto caia nos braços da Opus Dei para acusar adversária do crime que praticou e que transforma bolinha de papel em objeto contundente, em que os grupos mafiomidiáticos escreveram editoriais saudando a chegada […]

    Pingback por O bebum voltou… mais grogue! | Ficha Corrida — 05/04/2013 @ 7:38 am | Responder

  24. […] com um passado irrecuperável. Ótimo para Dilma, posto que o novo já vem vencido. Então, vem aí Bolinha de Papel II, agora com sotaque pernambucano. Bem que ele poderia nos mostrar, pelo menos um, projeto de […]

    Pingback por Eduardo Campos vai às compras e opta por mercadoria vencida | Ficha Corrida — 23/03/2013 @ 7:47 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: