Ficha Corrida

19/06/2015

Aécio acoca!

OBScena: o NaPÓleão das alterosas acoca no Aeroporto Internacional de Maiquetía – Simón Bolívar, de Caracas, e volta com uma mão atrás e um dedo no nariz.

Perdeu, playboy!

Aécio Simon Bolivar Acoca

27/12/2013

Sem salários, sem estádio, sem títulos

Filed under: Dida,Humaitá,OAS — Gilmar Crestani @ 8:07 am
Tags:

gremio saidoUm clube que nasceu em 1983 e desapareceu na maternidade… mas como é imortal, comemora vaga como se fosse taça! Dida quer levantar taça, não promissórias!

Grêmio quer colocar salários em dia até a virada do ano. Atraso de três meses pode gerar rescisão de contrato

26 de dezembro de 2013

Até a virada do ano, o Grêmio pretende regularizar o pagamento dos salários dos jogadores, cujo atraso é de dois meses. Ao mesmo tempo em que planeja começar 2014 sem essa dívida, a direção se previne quanto a possíveis rescisões indiretas de contrato, já que alguns jogadores incluíram em seus contratos cláusula de liberação automática em caso de três meses de atraso.

Dois dias após o encerramento do Brasileirão, a CBF pagou os R$ 6 milhões a que o Grêmio se credenciou pelo vice-campeonato. Outra fonte de receita é a venda de Alex Telles ao Galatasaray-TUR. O clube receberá à vista a maior parte dos R$ 7,6 milhões a que tem direito pela negociação do lateral esquerdo – o negócio foi fechado por R$ 19 milhões e o Grêmio fica com 40%.

A venda de parte dos direitos de alguns jogadores da base também irá proporcionar certo alívio financeiro. Mesmo negociado, os jovens não terão saída imediata, a exemplo do que ocorreu com Guilherme Biteco quando foi vendido ao Hoffenhein-ALE.

– Do ponto de vista econômico, a situação está sob controle. A dificuldade é momentânea e sera ultrapassada rapidamente – garante o vice-presidente Romildo Bolzan Jr., que responde pela presidência durante as férias de Fábio Koff.

Ele destaca que a única dificuldade é quanto ao fluxo de caixa, que ele espera ver superada com um corte profudo de despesas.

Também integrante do conselho de administração, Nestor Hein confirma a preocupação do clube com eventuais rescisões indiretas. Alega que se trata de uma regra válida para todos os clubes. E é enfático ao dizer que o clube não corre risco:

– Não vamos perder os jogadores.

O empresário Giuseppe Dioguardi não confirma que o atacante Kleber seja um dos jogadores com cláusula de liberação a partir de três meses de atraso. Salienta a boa relação do jogador com o clube e a torcida e diz compreender o esforço do Grêmio em quitar os valores atrasados.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: