Ficha Corrida

30/05/2015

Escola do crime

Um evento a moda paulista. É o Nicolau dos Santos Neto fazendo escola sob patrocínio da Gerdau. Como diz o lema da RBS, não basta sonegar, tem de patrocinar. O convescote do Instituto Millenium não poderia acontecer em outro lugar que não fosse a terra do Robson Marinho, José Maria Marin, FHC, Serra.

Como não entender a simbiose entre os a$$oCIAdos dos Instituto Millenium com as manifestações golpistas dos coxinhas com a filosofia da paulicéia desvairada reunidas entorno de grupelhos como o MBL e o PCC?! A competição entre PCC e Instituto Millenium faz da Chicago de Al Capone um convento de Carmelitas perto da São Paulo atual.

Não é mera coincidência que os membros do Instituto Millenium estejam na Lista Falciani de sonegação do HSBC e na Operação Zelotes. Nem em Corleone houve tanta afoiteza no crime organizado. Só na terra onde o Ministério Público homenageia corrupto pode ocorrer, livre e abertamente, eventos como este.

mille

Millenium patrocina evento em homenagem à sonegação

29 maio 201529/05/2015Miguel do RosárioCorrupção31 comentários

Estamos lascados.

Ao invés de fazer uma grande campanha educativa pela importância dos impostos, única fonte de renda do Estado para investir em infra-estrutura, saúde e educação.

Ao invés de fazer uma campanha pela redução das mordomias do serviço público, a começar pelo Judiciário, que consomem uma parte considerável dos recursos.

Ao invés de esclarecer a sociedade, informando que a arrecadação fiscal per capita é baixa no país, e que isso explica a deficiência orçamentária do Estado.

Ao invés disso, o instituto Millenium gastará alguns milhares de reais para subsidiar gasolina num posto de Vila Isabel, Rio de Janeiro.

Tudo com objetivo de jogar a opinião pública contra os impostos.

Ou seja, uma campanha criminosa que fomenta a sonegação.

Partindo da elite do país que mais sonega impostos no mundo, não nos surpreende…

Entre os “mantenedores” do Instituto Millenium vê-se a Gerdau, capturada na Operação Zelotes, que investiga corrupção fiscal da ordem de R$ 20 bilhões.

mille

*

Instituto Millenium promove ação para marcar o Dia da Liberdade de Impostos

Postado por: Comunicação Millenium 29/05/2015

Nesta terça-feira, dia 2, o Instituto Millenium (Imil) promoverá a 7ª edição do Dia da Liberdade de Impostos. Para aumentar a percepção do consumidor sobre a incidência de impostos indiretos no Brasil, o Imil vai subsidiar a venda de 2 mil litros de gasolina no Posto Bacellar (Rua Teodoro da Silva, 422 – Vila Isabel), entre 8h30 e 11h30. Na ocasião, o motorista poderá adquirir até 20 litros de gasolina por R$1,51/litro, sem os 56,09% de impostos. Sem a ação, o preço da gasolina no posto custa R$ 3,44. Serão distribuídos 100 números a partir das 8h, somente para quem estiver de carro. O pagamento só poderá ser feito no cartão de débito ou em dinheiro. No posto, o motorista poderá conhecer melhor sobre todos os impostos que incidem sobre a gasolina, brincando em um jogo de amarelinha.

De acordo com Priscila Pereira Pinto, diretora-executiva do Instituto, o objetivo da ação é esclarecer o consumidor sobre os tributos pagos e exigir transparência no uso desses recursos. “A ação não é contrária à cobrança de impostos, a intenção é conscientizar o consumidor da importância em acompanhar e cobrar a finalidade dos tributos, exigindo melhores serviços públicos e maior transparência”, afirma a diretora.

No preço final da gasolina, estão inclusos impostos como PIS, Cofins, ICMS e outros. Com base no valor de R$ 3,44 por litro do combustível, o consumidor paga R$ 1,93 desse total exclusivamente de impostos e contribuições.

O Instituto Mises realizará no dia 2 a mesma iniciativa em São Paulo.

PIS- 4,23%
COFINS- 19,53%
ICMS- 25%
IPI- 0
ISS- 0
OUTROS- 7,33%
TOTAL – 56,09%
Fonte: IBPT
Serviço

Dia da Liberdade de Impostos – Rio de Janeiro
Data: segunda-feira, dia 2/06
Endereço: Posto Ipiranga Bacellar (Rua Teodoro da Silva, 422 – Vila Isabel) – esquina com Rua Sousa Franco
Horário: Distribuição de 100 senhas a partir das 8h. Abastecimento: entre 8h30 e 11h30

Millenium patrocina evento em homenagem à sonegação | o cafezinho

18/06/2014

A Copa é um fracasso, graças ao PSOL, DEM, PSDB, Folha, Estadão, Veja, RBS, Globo

 

A Copa é um fracasso, por Francisco Costa

18 de junho de 2014 | 11:19 Autor: Fernando Brito

pesquisaveja

Nada é mais demolidor do que um sorriso.

Não conheço o autor, sei apenas que se chama Francisco Costa e é professor e artista.

Chegou-me pelo Facebook e compartilho com vocês, pela qualidade do texto e pelo bom-humor.

E pela cara-de-pau de certos (ou incertos) jornalistas e jornalecos que coram diante das mentiras que propagaram por meses e meses.

A direita estava certa, sou obrigado a concordar

Hoje está fazendo uma semana que a Copa do Mundo se iniciou.

Conforme prognosticaram os jornalistas, embasados em vasta experiência jornalística, honestidade de propósitos, compromisso com a verdade e isenção política, infelizmente está tudo acontecendo como o esperado.

Parabéns às tevês Globo e Band, à revista Veja, aos jornais Folha de São Paulo e O Globo, pela perfeita percepção da realidade, o que só os que fazem jornalismo sério, não corrompido por interesses políticos e pecuniários, podem ter.

Como era esperado, o vexame é total, o que enxovalha o Brasil aos olhos do mundo e mostra toda a incompetência política e administrativa desse governo, nos expondo assim a humilhante situação, da qual demoraremos muitos anos para nos livrarmos.

Para fazer as afirmações que se seguem, pautei-me pelo que tenho lido na imprensa internacional, a partir de jornalistas estrangeiros e turistas do mundo todo, e postado pelos bravos militantes da direita, intelectualizados e precisos nas suas análises e críticas.

Os estádios todos inacabados, de arquitetura no mínimo duvidosa, feios, mal iluminados… Acertaram os que disseram que só ficariam prontos na próxima década.

As chamadas obras de infrestrutura, no entorno dos estádios, foram uma balela. Os engarrafamentos, nos momentos que antecedem os jogos, são quilométricos, com os torcedores chegando atrasados, inclusive com muitos deles desistindo de entrar nos estádios.

Os aeroportos superlotados, com voos atrasados e cancelados, filas imensas nos guichês, bagagens extraviadas… Com todos os aeroportos por terminar, cheios de materiais de obras espalhados, numa imundície só.

Um outro fiasco que não poderia passar em branco é o das comunicações, com os correspondentes sem poder fazer contatos com suas bases, os links interrompidos ou com interferências, nos isolando nos momentos de pico, que antecedem e durante os jogos.


E o apagão, a suprema humilhação? Como é que em pleno século XXI um país inteiro pode ficar sem energia elétrica por horas, em silêncio, no escuro, envergonhado?

O apontado infelizmente aconteceu: um surto de dengue em pleno inverno, com os hospitais lotados, sem ambulâncias para transportar doentes, medicamentos em quantidade insuficiente, com muitos turistas debandando, voltando para os seus países, com medo.

Mas… O que mais temíamos e tínhamos certeza que aconteceria e ficaria fora de controle… A violência generalizou-se de tal maneira que nem mesmo as Forças Armadas estão tendo força suficiente para, se não debelar, pelo menos minorizar: brigas generalizadas entre torcidas, resultado de um serviço de segurança ineficiente, pequeno no número de homens, e despreparados.

As delegacias policiais já não dão conta de tantos registros de ocorrências de roubos, assaltos e sequestros, com balas perdidas em grandes aglomerações de turistas, os arrastões, promovidos por facções criminosas, com gente descida dos morros e vindas dos subúrbios.

Perdeu-se a conta de ônibus queimados, vitrines quebradas, lojas comerciais saqueadas…

Claro que uma situação dessa, e que só surpreendeu aos mal informados, não leitores de nossos jornais e revistas e telespectadores, só poderia gerar protestos, indignação, e então o que se viu foi o coro, em São Paulo, usando palavras de baixo calão, dirigidas à presidente da república.

Não passou pela cabeça de ninguém que deixar o povo ter acesso aos estádios seria uma temeridade? Como esperar civilidade, educação, postura, respeito e até caráter de pessoas de pouco estudo, baixos salários, residindo em áreas longínquas? Como esperar dessa gente qualquer coisa como simpatia, hospitalidade, cortesia? São ogros.

Só deveriam ter acesso aos camarotes vips dos estádios os grandes empresários, os políticos de direita, os artistas e apresentadores da televisão, gente polida, educada, respeitadora, como não mostram no vídeo, em pleno exercício de monetário cinismo.

O país está um caos, e não foi por falta de aviso: a mídia avisou que seria assim, a oposição ao governo provou que seria assim, uma multidão de internautas inteligentes e bem informados mostraram todas as evidências de que seria assim, mas o governo não quis ouvir e pôs avante esse sonho megalômano de realizar uma Copa do Mundo aqui.

O Brasil nunca mais será o mesmo aos olhos do mundo, que agora entendeu que, aqui, a mídia e os partidos de direita (Dem, PSOL, PSDB…) são mais criminosos que o Comando Vermelho e o PCC.

A Copa é um fracasso, por Francisco Costa | TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

03/06/2014

Choque de gestão? Vamos conversar, Aécio…

Filed under: Aécio Neves,Choque de Gestão,Geraldo Alckmin,Isto é PSDB! — Gilmar Crestani @ 7:49 am
Tags: ,

Aecio o nomePolícia de SP abriu só 51 inquéritos para 18 mil desaparecidos

Número corresponde a 0,3% do total; delegada afirma que só abre o procedimento quando vê indício de crime

Em 2012, garoto foi visto por vizinhos entrando à força em carro; não há inquérito para investigar o caso

REYNALDO TUROLLO JR.ROGÉRIO PAGNANDE SÃO PAULO

A Polícia Civil de São Paulo registrou mais de 18 mil boletins de pessoas desaparecidas na capital em 2012 e 2013, mas em apenas 51 casos os policiais instauraram inquéritos para investigar as circunstâncias dos sumiços e fazer buscas –ou 0,3% do total.

Os dados foram obtidos pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação.

Eles revelam que a delegacia criada pelo DHPP (departamento de homicídios) especialmente para investigar desaparecimentos, com uma equipe de dois delegados e cerca de 35 policiais, instaurou apenas 11 inquéritos nesses dois anos.

Ainda assim, sete desses casos continuam abertos, sem solução.

Os outros 40 inquéritos instaurados em 2012 e 2013 estão espalhados pelos distritos da capital. A Polícia Civil não informou o andamento deles.

Inquérito é o procedimento de investigação formal, previsto em lei, que garante que o Ministério Público e a Justiça acompanhem a apuração, incluindo prazos e diligências realizadas pela polícia.

A polícia alega que só abre inquéritos quando há indícios de crime –pois, pela lei, desaparecimento não é crime.

Afirma, porém, que nenhum caso deixa de ser investigado, porque são abertos "procedimentos de investigação", uma apuração preliminar que consiste em contatar hospitais e o IML (Instituto Médico Legal), por exemplo.

Esses procedimentos, no entanto, não têm qualquer acompanhamento externo.

"Não instauramos inquérito porque não há crime. Se houver indício de crime no decorrer da apuração, instaura-se inquérito", diz a delegada Elisabete Sato, do DHPP.

SUMIÇO FORÇADO

Boletins de ocorrência encontrados pela Folha demonstram que a polícia não segue a própria regra à risca.

É o caso do estoquista Guilherme Abraão Ramos da Silva, que desapareceu em 14 de dezembro de 2012, aos 20 anos de idade, no parque Fernanda, na zona sul.

De acordo com o boletim, registrado no dia seguinte no 47º DP (Capão Redondo), os vizinhos viram Guilherme sendo "colocado à força" dentro de um carro.

Mesmo assim, a polícia não instaurou inquérito. O caso continua sem solução.

"Tem um ano que não sei como anda a investigação. Quem vai fazer eles investigarem? Se você fala alguma coisa na delegacia é desacato", diz Maria de Fátima Oliveira, 43, mãe do rapaz.

O caso de uma idosa do Rio Grande do Sul que desapareceu no santuário de Aparecida, no interior paulista durante uma excursão em outubro de 2012, recebeu da polícia tratamento diferente.

Beatriz Joanna Wink, à época com 77 anos, visitava o local com o marido quando se perdeu dele e desapareceu.

Na ocasião, o delegado de Aparecida disse trabalhar com a hipótese de a idosa ter perdido a memória e estar "vagando sem rumo".

O drama da família foi exibido pelo "Fantástico", da TV Globo, em dezembro de 2012. Mesmo sem indício de crime, a polícia instaurou inquérito após a reportagem ir ao ar.

MUDANÇAS

"A questão é: por que fazem para uns e não fazem para outros? Ninguém pode escolher o que vai ser investigado", diz a promotora Eliana Vendramini, que exige mudanças da polícia e promete ir à Justiça se o governo paulista não as adotar.

"Quando você vai à delegacia, o que você espera? Que haja investigação. Agora, dizer que não é obrigada a investigar? Por que, então, fez o registro?", diz Vendramini.

A promotora pediu à polícia explicações sobre as investigações de uma série de casos com "graves indícios de crime", inclusive o de Guilherme, mas não obteve resposta.

NORMATIZAÇÃO

Embora afirme não haver irregularidades no trabalho que vem sendo feito, o governo paulista informou na noite de ontem que publicaria nesta terça-feira (3) uma normatização sobre o assunto.

As novas regras, segundo a Secretaria da Segurança, resultaram de discussões com o Ministério Público.

    20/10/2010

    Robô do PCC? Roubará da gente!

    Filed under: Isto é PSDB! — Gilmar Crestani @ 10:26 am
    Tags: , ,

    Às sete da manhã tocou o telefone. Telefonema cedo ou é de parente doente ou do PCC tentanto fazer chantagem. Estava dando a mamadeira para meu filho de quatro meses, tentando fazê-lo dormir. Parei para atender. Uma voz feminina entrou de sola: Se você está pensando em votar na Dilma, primeiro precisa saber algumas coisas sobre a Erenice Guerra. Desliguei.

    Puta que o pariu! Pensei e falei, acordando meu filho. Fiquei com tanta raiva que se me propusessem escolher entre cortar os ovos fora ou votar no Serra, não titubearia. Corta, devagar e sem anestesia, para que nunca venha a me esquecer deste sujeito escroto!

    Durante o dia de hoje descobri que não fui o único contemplado com a visita matutina das Parcas. Vários dos meus colegas, que votam no Serra e também os que votam na Dilma, receberam a visita das velhas senhoras. Nenhum gostou. Pelo contrário. Tiveram a sensatez de entenderem que na nossa casa gsó ostamos de receber convidados. Intrusos não são bem vindos.

    Ameaça e Medo das múmias insepultas

    mumia insepulta
    O mascote do Serra é múmia insepulta

    Para mim foi uma ligação automática. Ligação matutina tentando nos empurrar algo é coisa de presidiário. Com a utilização do robô, José Serra e seus mentores e gurus conseguiram associá-lo ainda mais ao métodos do PCC.

    Lá de dentro dos presídios, conseguem me ligar de São Paulo para dizerem que minha filha foi sequestrada. Aí põem um criança chorando, pedido socorro. As vezes querem créditos para fazer ligação, outras fazem ameaça dizendo que vão me pegar na garagem. Digo que não me assusto. Às vezes até brinco, mando que façam com  “minha filha sequestrada” o que gostariam de fazer com a própria mãe. Esses códigos são tão antigos quanto à Máfia. Não por acaso a Igreja Medieval e do cilício (não confundir com silício) está do lado do candidato das trevas.

    Não é mero acaso que a Igreja Católica conseguir criar uma idéia de inferno bem mais verossímil que a de céu. São peritos no demônio! A escuridão é o meio ambiente da direita. O potreiro onde a fina flor do fascio se encontra não por acaso se chama coturno noturno. Se escolhesse soturno, esse pessoal das trevas também não destoria…

    Essas placentas ainda se dizem contrárias à legalização do borto! Se houvesse aborto e a mãe deles os tivesse abortado, a humanidade agradeceria.

    Agem em defesa própria.

    Esquerda x Direita

    Norberto Bobbio já dizia que enquanto houver dia e noite haverá Esquerda e Direita. É atitude típica do demo dizer que ele já não mais existe. Sorrateiramente, se insinua pelas brechas dos recôndidos das almas desalmadas e ressurge pelo vômito obscurantista.

    Direita é invadir a casa, sem ser convidado, com intuito de vender produto estragado. É fazer ameaça, inventar armadilhas, pintar com suas cores os adversários. O lobo adora vestir-se de ovelha e declarar que já não há mais diferença entre Lobo e Ovelha.

    A esquerda tem o mau hábito de apanhar calado, como ovelha. De se ajoelhar, de pedir perdão ao lobo. Como fez a Deputada Maria do Rosário, na tribuna do Congresso, tecendo loas à RBS. Como fez Tarso, tão logo foi eleito, reconhecendo na RBS exemplo de isenção. E ele não estava sendo irônico…

    20/02/2010

    Corrupção & PIG

    Filed under: Cosa Nostra,Isto é PSDB!,PIG,RBS — Gilmar Crestani @ 12:16 am
    Tags: , ,

    RBS é o FIM

    RBS é o FIM

    Estou farto de ouvir, ler e ver as famiglias Frias, Mesquita, Marinho & Sirotski’s vituperarem contra a corrupção. Em alguns casos, se o acusado for da oposição, tascam logo “corrupto”. Se é do grupo deles, do PIG, vem sempre um suposto. É o caso, por exemplo, do Governador do Distrito Federal. Mesmo com todas as evidências, provadas nas mais diversas formas, José Roberto Arruda, DEMo/DF, ainda recebe o beneplácido da dúvida. A mesma coisa acontece com a ex-governadora há mais tempo em exercício, Yeda Crusius, PSDB/RS. A RBS sempre que aparecia uma “evidência nova” pedia uma “nova evidência”.

    Outra forma de protegerem seus corruptos é omitindo informações, escondendo, homiziando, como bandidos fazem com seus comparsas. Por outro lado, se não gostam de alguém, e geralmente este alguém é de esquerda. Passam a atacar sem meias palavras. Acusam com voracidade e com ferocidade. Assim fez a RBS com José Paulo Bisol, quando foi Secretário de Justiça e Segurança no Governo Olívio Dutra. Naquela gestão, a RBS demonstrou um ódio acumulado superior ao encontrado em toda a população carcerária do RS. Investiu com lápis, caneta, rádio, tv, jornal, unhas e dentes. Muito latiu o pittbull Lasier Martins no Jornal do Almoço, que agora, com Yeda Crusius, desfila como um Luluzinho da Pomerânia.

    Esses valentões de araque mordem os movimentos sociais, mas lambem as botas dos corruptos do colarinho branco. Afinal, eles, que se autodenominam “homens de bem”,  usam colarinho branco. Homens de bem é apenas mais uma forma de designar os homens de bens!

    Se os EUA são a melhor democracia que o dinheiro pode comprar, no Brasil liberdade de imprensa existe somente para aqueles que o dinheiro pode comprar.

    Mídia e corrupção policial

    A contratação a peso de ouro do “especialista” americano, William Bratton, pelo governo de São Paulo levou os “especialistas” da RBS ao delírio. O ex-assessor do prefeito de Nova Iorque Rudolph Giuliani veio ao Brasil ensinar os sistemas de segurança de José Serra, José Roberto Arruda e Yeda Crusius.

    A RBS, sempre exagerada quando se trata de valorizar factóides de seus ex-funcionários instalados na administração pública, fez matéria laudatória para o sub do sub que veio ao Brasil receber os caraminguás dos cofres públicos chamando-o de Xerife.

    É sempre bom refrescar a memória que a tentativa de Paulo Bisol por a polícia a serviço do cidadão, foi tachado de tudo que é coisa. Inclusive pela cúpula policial. Razão pela qual trouxe à baixa a questão maçônica, que domina a corporação de boa parte do Tribunal de Justiça. Tanto é verdade que só chega a desembargador depois de passar numa “loja” e adquirir o passe. Maçonaria é uma espécie de Máfia, com sotaque local…

    Agora, numa nota envergonhada o UOL desvenda o sucesso da Tolerância Zero em Nova York com relação à Máfia, e da Polícia Paulista em relação ao PCC:

    O ex-comissário de polícia de Nova York, Bernard Kerik, próximo ao ex-prefeito republicano Rudolph Giuliani, foi condenado nesta quinta-feira a quatro anos de prisão.
    Segundo fontes judiciais, as acusações incluem suborno pago por uma firma terceirizada, supostamente vinculada à máfia, na disputa por uma licitação, além da omissão ao fisco de mais de 200.000 dólares relativos à aluguel de um apartamento no Upper East Side.”

    Nestas horas os jornais são parcimoniosos nas informações. Por que será?  Deve ser a tal de liberdade de imprensa que impede que divulguem com a mesma visibilidade com que disseminaram os “sucessos” do tolerância zero.

    Por que será que  a entrada dos EUA pela Sicília, sem necessidade de bombas, a diminuição da violência em Nova York, e o controle do PCC pela polícia paulista tem a ver com corrupção & máfia.

    Lembrem-se, o PCC sitiou São Paulo no dia das mães em 2006. A violência só parou quando a polícia de São Paulo atendeu todas as exigências do PCC. Foi uma troca, ao invés do Estado, o PCC se contentou com o domínio da polícia de São Paulo. Não por acaso a Corregedoria de Polícia daquele estado, governado pela dinastia tucana há decadas, está investigando dezenas de delegados por corrupção.

    Moral: todo negócio com a máfia/PCC tem seu preço, e o lucro é sempre do crime, nunca do cidadão.

    Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

    %d blogueiros gostam disto: