Ficha Corrida

14/08/2016

Rede Globo, desde 1954 dando golpes

Ninguém que não seja um fascista ou analfabeto político, desculpe a redundância, sabe perfeitamente que todos os golpes, desde 1954, têm a participação da Rede Globo. Frustrou-se em 54, com Getúlio, mas teve êxito em 1964. Além das rupturas, a Rede Globo sempre conseguiu impor não só sua agenda, como também seus ventríloquos. Para quem ainda não viu, o documentário Muito Além do Cidadão Kane é um bom começo. O livro do Daniel Herz, a História Secreta da Rede Globo documenta e mostra cada um dos episódios em que a Rede Globo fraudou a democracia e promoveu seus negócios.

Em 1964 a Rede Globo fez editorial saudando a chegada da ditadura. Recentemente reconheceu que foi um erro mas jamais pediu desculpas nem devolveu o que recebeu em troca do golpe. Seu dia a dia é recheado de pequenos e grandes golpes. Pequeno golpe foi distorcer o debate entre Lula e Collor. Grande golpe foi fazer publicar um livro com o título “Não Somos Racistas” para criminalizar as políticas de inclusão sociais e raciais do Governo Lula. Diariamente aparecem manifestações racistas de todo tipo, mas, para a Rede Globo, não há racismo. Para a Rede Globo, se os fatos não estão de acordo com suas más intenções, pior para os fatos. A obsessão em criminalizar o grande molusco não passa de cortina de fumaça para esconder suas relações, via Miriam Dutra & Brasif, com FHC. Com suas baterias voltadas contra a família Silva, as famiglias criminosas ganham imunidade para continuar atuando. Não por acaso silencia a respeito do primeiro a ser comido, de Eduardo CUnha, mesmo sabendo que Cláudia Cruz está com ele desde que era sua funcionária. Assim como Miriam Dutra, Cláudia Cruz saiu para continuar sendo…

As práticas da Rede Globo se submetem à Lei Rubens Ricúpero, revelada no Escândalo da Parabólica. Na ocasião os representantes de FHC & Rede Globo fizeram publicar uma cláusula pétrea do modus operandi da Rede Globo: “O que é bom a gente mostra, o que é ruim a gente esconde”…  Se lavar dinheiro no Panama Papers ou sonegar as Copas de 2002 e 2006 já é muito, mas não é tudo. Temos de lembrar da PROCONSULT, quando a Rede Globo tentou roubar a eleição de Leonel Brizola. A perseguição a Lula e sua família é uma verdadeira cortina de fumaça para proteger Eduardo Cunha, Romero Jucá, Michel Temer, Eliseu Rima Rica, Renan Calheiros e qualquer bandido que esteja, a seu serviço, na política.

Infelizmente, seu poder de recrutar midiotas que a seguem bovinamente parece interminável. A Plutocracia brasileira chegou ao ápice ao apoiar a Cleptocracia que tomou o Planalto Central na mão leve.

De nada adianta apenas culpa em Temer, Serra, Aécio, CUnha, Ana Amélia Lemos. Eles são apenas os marionetes atuais dos interesses da Rede Globo. Estes passam, mas desde 1954 a Rede Globo permanece dando as cartas em todos os ramos da nossa sociedade. Recruta, mediante a farta distribuição de estatuetas, quem lhe possa ser útil.

Ou o Brasil acaba com a Rede Globo ou a Rede Globo ainda transformará o Brasil num seu puteiro.

 

FORA TEMER VOLTA COM FORÇA TOTAL NO MINEIRÃO

Publicado em agosto 13, 2016 por Luiz Müller

:

No jogo de futebol feminino entre Brasil e Austrália nesta sexta no Mineirão, em Belo Horizonte, os torcedores voltaram a protestar pela saída do presidente interino, Michel Temer, com todas as forças; em um vídeo, um segurança dá as instruções a um grupo: “Temer vocês podem erguer à vontade! Mas tem símbolo da Globo, aí não pode!”; a Justiça Federal rejeitou ontem recurso do Comitê Rio 2016 e manteve liminar que permite a realização de protestos políticos nas arenas da Olimpíada do Rio; confira alguns vídeos

Do Brasil 247 – O jogo de futebol feminino entre Brasil e Austrália pela Olimpíada do Rio de Janeiro, que terminou em vitória para o Brasil nos pênaltis, nesta sexta-feira 12 no Mineirão, em Belo Horizonte, foi dominado por protestos contra o presidente interino, Michel Temer, nas arquibancadas.

Os registros foram feitos no mesmo dia em que a Justiça manteve liminar que permite a realização de protestos políticos nas arenas dos Jogos. Com a decisão, a Justiça Federal (TRF 2) rejeitou recurso do Comitê Rio 2016 que pretendia derrubar a liminar que permite os protestos.

Em um vídeo publicado pelo Mídia Ninja, uma orientação nova aos torcedores manifestantes: “Temer vocês podem erguer à vontade! Mas tem símbolo da Globo, aí não pode!”. Assista alguns dos protestos:

https://www.facebook.com/midiaNINJA/videos/698694720288676/

https://www.facebook.com/midiaNINJA/videos/698661706958644/

https://www.facebook.com/midiaNINJA/videos/698632640294884/

 

FORA TEMER VOLTA COM FORÇA TOTAL NO MINEIRÃO | Luíz Müller Blog

27/06/2011

DNA prova que PSDB & PIG pariram DEMo

Filed under: A$$oCIAdos,Instituto Millenium,Isto é PSDB!,PIG,Rede Globo — Gilmar Crestani @ 8:45 pm
Tags: , ,

FHC não é o pai de filho de ex-repórter da Tv Globo
(27.06.11)

Reprodução – Globo Repórter

Dois testes de DNA, feitos em São Paulo e em Nova York, revelaram que Tomás Dutra Schmidt, filho da jornalista Miriam Dutra, ex-repórter da TV Globo, não é filho do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Em 2009, FHC reconheceu Tomás como filho num cartório em Madrid, na Espanha.
A informação sobre o resultado negativo dos testes foi publicada na coluna Radar, da revista Veja, edição desta semana.
Depois que o reconhecimento da paternidade já estava pronto e assinado, os três filhos de FHC com Ruth Cardoso – Paulo Henrique, Beatriz e Luciana – pediram ao pai que fizesse um exame que comprovasse que Tomás era mesmo filho dele.
O ex-presidente concordou, imaginando com isso colocar fim a qualquer possibilidade de desentendimento entre os irmãos e Tomás. Este vem recebendo – não se sabe desde quando – um auxílio financeiro prestado por FHC.
O primeiro teste foi feito no fim do ano passado, em São Paulo. A saliva de FHC foi recolhida em São Paulo, e a de Tomás, em Washington, nos EUA, onde estuda. Na capital norte-americana, a coleta foi feita por meio do representante do escritório do advogado brasileiro Sergio Bermudes, que cuidou tanto do reconhecimento quanto dos testes feitos.
O primeiro exame deu negativo. FHC decidiu então se encontrar com Tomás em Nova York para um novo teste, que também deu negativo.
Fernando Henrique Cardoso estava disposto a manter a história restrita a seus familiares. De acordo com interlocutores do ex-presidente, ele acha que o exame é uma mera negativa biológica, e não jurídica. Pessoas próximas ao ex-presidente dizem também que "ele está disposto a manter o reconhecimento de Tomás".
Com base em recentes decisões dos tribunais superiores, os herdeiros de FHC poderão, futuramente, questionar a paternidade.

E ainda dizem que Lula  que é não sabia de nada…


charge-bessinha_dna-fhcUm dos primeiros brasileiros que comentou o "caso" havido entre FHC e Miriam Dutra foi o jornalista Eliakim Araújo, que – com sua esposa Leila Cordeiro – formou uma dupla de apresentadores de notícias da Tv Globo.
Quando – demitido da Globo, em 2002, já morava em Miami, onde continua até hoje – Eliakim revelou a data do nascimento de Tomás: 26 de setembro de 1991.
Ele contou que Miriam – que trabalhava em Brasilia no início dos anos 90 – teve um romance com o então senador e candidato à presidência da república FHC. Eliakim avaliou que até aí a história não chegou a surpreender Brasília, "por tratar-se de adultério, um crime bastante comum, previsto no Código Penal Brasileiro, mas raramente invocado pela parte ofendida".
Mas o que estourou como uma bomba nos meios políticos, sobretudo no círculo de amigos mais próximos de FHC, foi a notícia da gravidez da repórter. Para o estado maior do PSDB, a possibilidade de a notícia virar escândalo nacional, colocou a social democracia brasileira de orelha em pé, porque a candidatura FHC à sucessão de Itamar Franco correria risco de ir por água abaixo.
Relata também Eliakim – em seu saite Direto da Redação – que "superado o pânico inicial, a assessoria do candidato iniciou uma batalha sem trégua para abafar o escândalo e salvaguardar a imagem de FHC. O primeiro passo foi conseguir junto ao jornalismo da Globo a transferência da repórter para local distante do Brasil. O diretor de Jornalismo na época, Alberico Souza Cruz, amigo pessoal de Fernando Henrique, providenciou na surdina a transferência de Miriam para Lisboa, onde o filho teria nascido".
Ela nunca mais voltou ao Brasil. Depois de algumas poucas intervenções como correspondente internacional em Portugal, Miriam Dutra está desaparecida há anos da tela global, vivendo todo esse tempo na Europa. "Suspeita-se que Miriam, que vive hoje na Espanha, esteja ainda na folha de pagamentos da Globo, mas não se sabe se seu sustento e o do filho tem sido bancado pela emissora do Jardim Botânico, pelo ex-presidente" – também escreveu Eliakim.
A imagem de Miriam Dutra
Raras imagens em movimento da repórter Miriam Dutra são de 6 de maio de 1994, com ela já morando em Lisboa, onde entrevistou – para o Globo Repórter -  Adriane Galisteo, namorada de Ayrton Senna, que tinha tragicamente falecido poucos dias antes, em 1º de maio.
A matéria usa como trilha sonora "How Can I Go On" com Fredie Mercury e a soprano Montserrat Caballé.
Para ver a entrevista, clique aqui.
https://i0.wp.com/www.espacovital.com.br/banco_img/fhc2.jpg
Um frame da entrevista mostra uma das poucas imagens disponíveis de Miriam Dutra.

ESPAÇO VITAL – O melhor saite jurídico da Internet brasileira

18/06/2011

De drogas ele entende

Filed under: A$$oCIAdos,Abobado,Colonista,Isto é PSDB!,Rede Globo — Gilmar Crestani @ 11:24 am
Tags: , ,

Afinal, só um viciado não vê a droga que foi o governo dele. O Brasil quebrou duas vezes. Isso que vendeu o que pode, como se fosse um leiloeiro e não um governante. Quem disse para esquecer tudo o que havia escrito é porque admite que só escrevia drogas. O prof. Cardoso sobrevive dos favores que prestou à mídia. O Globo poderia começar explicando melhor a relação do prof. Cardoso com a jornalista da Rede Globo, Miriam Dutra, com quem teve um filho. Aliás, por que mesmo que ela foi exilada para a Espanha? Quem a sustentou lá? Que droga de pai ele foi, não!

Aos 80 anos, FH levanta a bandeira da descriminalização das drogas

Publicada em 18/06/2011 às 00h38m

Marcio Allemand

RIO – Para alguns pode até soar estranho um senhor de 80 anos se engajar num debate a respeito da descriminalização das drogas. Para outros, é um ato de coragem. Ainda mais se este senhor for o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que passou os últimos anos por diversos países participando de conferências e discutindo o consumo de drogas com os mais variados segmentos da sociedade internacional. A bandeira que ele resolveu levantar com a Comissão Global sobre Drogas resultou no filme ‘Quebrando o Tabu’, lançado recentemente e cujo principal mérito é o de criar um novo debate a respeito de um assunto tão polêmico.

Ao lado de ex-presidentes como César Gaviria, da Colômbia, e Ernesto Zedillo, do México, Fernando Henrique é um dos coordenadores da comissão, cujo objetivo é lutar pela regulamentação do uso da maconha – a droga mais usada no mundo – como a melhor maneira de combater o tráfico e suas consequências.

" Ele é sério, lúcido, corajoso. Um exemplo para muitos homens públicos "

Com este trabalho, que é anterior ao filme, Fernando Henrique tem percorrido vários países. Seu discurso atraiu a atenção de uma geração que sequer teria como avaliar a atuação política daquele que por muitos é considerado um dos responsáveis pela estabilidade econômica brasileira. Oportunismo, dizem alguns. Coragem dizem outros. O certo é que, com este trabalho, FH parece ter deixado de lado o medo de perder eleitores, receio de uma parcela conservadora do seu partido, o PSDB.

O secretário de Ambiente do estado do Rio de Janeiro, Carlos Minc, afirma que nunca teve medo de perder eleitores e há anos está envolvido com o tema das drogas. É figurinha carimbada nas marchas da maconha Brasil afora e é de sua autoria a única lei estadual que garante ao funcionário público o direito de não ser exonerado por uso de drogas.

Minc, que é do PT, é um dos que engrossam o coro ao considerar FH um político corajoso e não acredita que o ex-presidente seja oportunista ao se envolver com a causa das drogas.

– Vejo com muito bons olhos a atitude de FH e não acho que seja ‘oba-oba’ ou autopromoção. Ele é sério, lúcido, corajoso. Um exemplo para muitos homens públicos. Com este tema, que é considerado maldito, ele está contrariando muitos dirigentes do PSDB. Talvez esteja até se afastando deles. Porém, aos 80 anos, está mais próximo do que nunca da juventude brasileira – diz.

O coordenador do Movimento Viva Rio, Rubem Cesar Fernandes, assume que não viu "Quebrando tabus" – estava no Haiti na época do lançamento do filme – mas destaca a vitalidade de Fernando Henrique e a importância do tema que ele trouxe à tona.

– O ex-presidente deu sinais de juventude, de que ele continua alerta e cheio de energia. O que ele critica é uma história de tragédias na América Latina, repleta de desacertos na política antidrogas – diz.

Segundo ele, Fernando Henrique percebeu a importância do assunto, trouxe seriedade para o debate e conseguiu, no plano mundial, trazer figuras de primeira linha para a discussão.

– Um belo tema para um vovô de 80 anos – conclui.

A idade do ex-presidente também foi lembrada pelo cientista político João Trajano Sento-sé, que se diz impressionado com a disposição de um homem de 80 anos em se posicionar de maneira tão positiva sobre um assunto tão delicado.

– Se antes FH era apenas uma liderança política que representava apenas uma parcela da sociedade, hoje ele aponta para novas questões. Soube se reinventar com muita coragem – afirma Trajano.

O cientista político destaca ainda a apuração intelectual do ex-presidente:

– Ele se expõe, empresta seu nome a uma pauta cercada de tabus e assume uma posição única diante de um contexto tão delicado. Se existe alguma estratégia da parte de Fernando Henrique em se aproximar da juventude, como dizem alguns, a estratégia é a de chamar para si um tema que deve ser discutido de maneira participativa – resume.

Na opinião de Trajano, a dificuldade que a sociedade tem para quebrar tabus também não ficou em segundo plano. Ele diz que, se por um lado as drogas causam enormes prejuízos, os aspectos repressivos e punitivos que envolvem a questão não podem ser esquecidos.

– Em todo o mundo o mercado das drogas consideradas ilícitas é um megamercado onde circula muito dinheiro e, por consequência, envolve corrupção e alimenta dinâmicas criminais. Uma política de descriminalização das drogas poderia propiciar um mecanismo mais eficiente de controle. Uma lei proibitiva alimenta um mercado criminoso – afirma Trajano.

" É preciso que haja toda uma legislação a respeito do tema. Só descriminalizar não vai resolver o problema. A questão das drogas deve ser tratada como uma questão de saúde pública "


Especialista faz alerta sobre possível regulamentação

Mas há quem questione se Fernando Henrique tem mesmo preparo para manifestar determinadas posições. É o caso do especialista em dependência química e diretor da Associação Brasileira de Álcool e Drogas, Jorge Jaber, que sempre se posicionou contra a legalização das drogas. Para ele, o tema proposto pelo ex-presidente é muito sério.

– É preciso que haja toda uma legislação a respeito do tema. Só descriminalizar não vai resolver o problema. A questão das drogas deve ser tratada como uma questão de saúde pública – diz o especialista.

Jaber afirma que é preciso haver um projeto sério, já que nosso sistema de saúde não está preparado para receber dependentes químicos.

– Deve-se antes de tudo ter acesso à saúde e combater os malefícios do uso de drogas, sem esquecer dos menores de idade. Por isso é preciso um projeto para prevenir a saúde da população.

Quanto ao debate público, Jaber concorda que a iniciativa de Fernando Henrique é importante, apesar de se posicionar contra a liberação:

– É preciso informar nosso povo a respeito da política antidrogas. Bom seria se um partido político abraçasse a causa. Mas eles têm medo de perder eleitores.

Já Fernando Henrique, aos 80 anos, parece ter perdido este medo.

Aos 80 anos, FH levanta a bandeira da descriminalização das drogas – O Globo

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: