Ficha Corrida

23/12/2014

Brasil quebrado e dólar alto dá nisso

piguentosA manipulação dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium é escandalosa. É claro que o Brasil não vive o melhor dos mundos, que há muito que melhorar, que a corrupção continua escandalosamente grande. Mas é também verdade que há avanços evidentes na qualidade de vida, no combate à corrupção, no fortalecimento das instituições. Só há algo que não muda. O comportamento golpista da velha mídia. Não é sintomático que tenham sido exatamente as cinco irmãs que tenham dado suporte à ditadura que agora  combatem diuturnamente qualquer avanço social?!

O exemplo paradigmático do quanto a melhoria econômica dos menos privilegiados prova ojeriza aos privilegiados de sempre foi dado por Danusa Leão, ex-articulista da Folha: “Ir a Nova York já teve sua graça, mas, agora, o porteiro do prédio também pode ir, então qual a graça?” Ou daquele comentário do funcionário da RBS, Luis Carlos Prates, atacando a facilidade com que os pobres agora podem adquirir carro… O ódio de classe, o fascismo golpista tem raízes plantadas bem fundas pela velha mídia.

Os mesmos que mamam nas tetas públicas mas agridem qualquer chance de que outros mais necessitados possam também ser atendidos pelo Estado. Como na corrupção, a velha mídia não combate a corrupção, apenas combate a concorrência.

Não fosse assim dariam o mesmo tratamento aos casos de corrupção envolvendo administrações do PT, PMDB, PSDB, DEM.

MERCADO ABERTO

MARIA CRISTINA FRIAS cristina.frias@uol.com.br

Fluxo na TAM para o Natal sobe 10% ante 2013

O movimento no embarque internacional de Guarulhos, em São Paulo, cresceu 22% em voos da TAM no período de 16 até a segunda-feira, 22 de dezembro, em comparação à média observada no início deste mês.

Foram cerca de 6.000 passageiros por dia nos voos internacionais da companhia, que é responsável por boa parte das decolagens do aeroporto, considerado seu principal "hub".

A média diária registrada entre os dias 4 e 10 de dezembro foi de pouco menos de 5.000 passageiros por dia.

Na comparação com o período próximo ao Natal no ano passado, o aumento foi de 10% no volume de passageiros que viajaram.

Ao longo dos dias restantes no período das festas, a demanda fica menos concentrada, segundo Claudia Sender, CEO da TAM.

A executiva afirma não ter observado cancelamentos em razão da alta do dólar. "Pessoas que procuram passagens no último momento apareceram menos", diz. "O mais complicado para o setor não é o aumento da taxa de câmbio, e sim a variação muito forte da moeda americana." A volatilidade deixa o passageiro inseguro para viajar.

"Se o turista sabe que o dólar está alto, ele se organiza, fica em hotel mais barato."

Dos embarques no período, cerca de 40% são de menores de 18 anos, o que dificulta as partidas, afirma.

18/04/2011

Caos aéreo, nos EUA

Filed under: Tio Sam — Gilmar Crestani @ 6:23 am
Tags: ,

 

EE UU concede una hora más de descanso a los controladores para evitar que se duerman en sus puestos

En un mes se han registrado cinco casos de trabajadores que echaban la siesta mientras permanecían en el aire aviones que debían vigilar

EL PAÍS / AGENCIAS 18/04/2011

Para evitar que sigan apareciendo controladores aéreos dormidos en horas de trabajo, el Gobierno de EE UU ha acordado darles una hora de descanso extra.

A partir de ahora los controladores dispondrán de una hora más entre turno y turno -serán nueve en lugar de ocho-, principalmente con el propósito de que puedan dormir y acudan al trabajo más descansados. Esta medida se ha impuesto por encima de la otra opción que sopesaban las autoridades estadounidenses: la posibilidad de autorizar siestas durante las horas de trabajo.

"A los controladores no se les va a pagar por echarse la siesta. Eso no lo vamos a permitir", protestó en secretario (ministro) de Transportes de EE UU, Ray LaHood. Frente a él, numerosos científicos y portavoces de la Administración Federal de Aviación de Estados Unidos (FAA, en sus siglas inglesas) mantiene que sería conveniente permitir pequeños periodos de descanso para evitar problemas como los registrados en el último mes, durante el que se han registrado cinco casos de controladores dormidos durante su turno. El último fue ayer mismo, en un radar especialmente activo que supervisa vuelos sobre Florida, el Atlántico y el Caribe.

Un mes de siestas

La polémica en torno a las siestas de los controladores se hizo especialmente severa cuando el único controlador en el aeropuerto de Reno-Tahoe (Nevada) se quedó dormido mientras un vuelo médico que trasladaba a un paciente trataba de aterrizar. Consiguió tomar tierra con la ayuda del centro de control de ruta del norte de California. El controlador estuvo sin atender las comunicaciones durante "16 minutos aproximadamente", según la FAA. Ray LaHood, se declaró "totalmente indignado" y el escándalo provocó que dimitiera Hank Krakowski, el director de la organización que vigila el tráfico aéreo.

El 24 de marzo la única persona en la torre del aeropuerto Ronald Reagan de Washington, a pocas millas del Capitolio, no respondió a las llamadas de al menos tres vuelos. Hay otros dos controladores suspendidos por un incidente similar en la madrugada del 29 de marzo en Lubbock (Texas) y otro por quedarse dormido (le había sucedido otras dos veces en enero.

Los controladores aseguran que estos problemas han sido constantes desde que el presidente Ronal Reagan restringió severamente sus derechos en los años noventa. Con motivo de los recortes en sus derechos, defienden, trabajan jornadas muy largas y apenas pueden descansar.

EE UU concede una hora más de descanso a los controladores para evitar que se duerman en sus puestos · ELPAÍS.com

17/04/2011

Lula continua provocando caos aéreo

Filed under: Lula — Gilmar Crestani @ 10:02 pm
Tags: ,

 

O nome do “caos aéreo” é Dona Regina

Dona Regina Rocha, cidadã brasileira finalmente, vai de avião ver as tias em Belém. Esse é o "caos aéreo" que apavora a elite

“Com ganho de R$ 800 mensais, a empregada doméstica Regina Rocha aproveitou a proximidade da Semana Santa e convenceu a patroa a lhe dar uns dias de folga para visitar as tias em Belém. Foi a primeira vez que a carioca viajou de avião na vida e que pôs os pés na capital paraense:

– Aproveitei uma promoção, peguei minhas economias e paguei R$ 400 pela passagem, incluindo ida e volta – diz ela, que embarcou do Galeão na última quinta-feira, acompanhada da mãe.

Regina faz parte de um novo universo de passageiros que eram excluídos das viagens de avião até pouco tempo atrás, os 95 milhões de brasileiros da chamada classe C. O fator decisivo para a inclusão dessa leva de consumidores foi o avanço do rendimento médio mensal, que em fevereiro atingiu R$ 1.540,30 – alta de 3,7% ante igual mês de 2010, segundo os últimos dados disponíveis do IBGE.”

Este trecho da matéria que O Globo publica hoje é o mais perfeito retrato do que foi escrito aui na sexta-feira: o problema aéreo é aquilo que FHC quer esquecer: o povo .

O Brasil era um país no qual 30% das pessoas eram consumidores. A entrada de 30 milhões de pessoas na classe C criou, em pouco sete anos anos, um enorme acréscimo de demanda. Esse contingente representa, para que se tenha uma idéia, representa metade da população da França. Segundo o economista Marcelo Nery, da Fundação Getúlio Vargas, “a renda dos pobres cresceu 540% a mais do que a dos ricos. Isso aumentou o padrão de vida de mais da metade da população”.

Vamos ter de achar espaço nos aeroportos. Vamos ter de dar um jeito nisso, e vamos dar. Porque, se Deus quiser, D. Regina vai gostar da viagem e fazer outra, assim que puder.

Tijolaço – O Blog do Brizola Neto

27/12/2010

Caos Aéreo

Filed under: PIG — Gilmar Crestani @ 10:19 pm
Tags:

Família brasileira no Liberty!!!Papai Noel americano é outra Santa Claus. Vai de trenó, por que de avião não dá. E o PIG de lá não late como o de cá. A neve, que cai no hemisfério norte desde que Jesus nasceu, continua religiosamente espancando a capacidade de os americanos encontrarem uma saída. E só tem uma. De esqui.

Lá, 2 mil voos foram cancelados, afetando inclusive as rotas rotas com o Brasil. O país mais avançado do mundo ainda não conseguiu dar uma saída satisfatória para os transtornos criados pela neve. Evento que se repete todos os anos quando os alces são aparelhados atrás do trenó. E olha que a crise por lá diminuiu o fluxo turístico. Ah, então o caos foi provocado pelo excesso de brasileiros. Taí, ó, Lula também deve ser o culpado pelo caos aéreo ianque.

Só em Nova Iorque milhares de passageiros ficaram presos nos aeroportos durante o feriado do Natal. De nada adiantou Rodolfo Giuliani e sua tolerância zero, nem botar o nome do aeroporto de Liberty… Liberty, mas presos. Ah!Ah!Ah!Ah!

Segundo o saite da BBC Brasil, “em muitos aeroportos do nordeste do país, passageiros acampavam nos saguões”. Puxa, não é que lá também o nordeste é o culpado. Esse cara da BBC deve ser paulista….

Em compensação, americano é rápido, afinal, “as companhias aéreas afirmaram que o serviço só deve ser normalizado na terça-feira.” Vamos fazer as contas. Natal no sábado, viagem na terça. Isso não é nem nunca foi atraso, isso é transtorno, retardado!

É, e o caos não não parou por aí. Tudo igual no transporte ferroviário. O que deve ter de brasileiro comendo o mcdonnalds que o Bush amaçou no tá no gibi.

E nas rodovias não vai nada? É, também por aquelas vias o caos foi (está sendo) completo. Eta gentinha despreparada. Deve ser essa república sindicalista instalada no Casa Branca pelo camarada Bush.

Em compensação, parece que no Canadá e no Ártico as coisas andaram mais tranquilas.

O Conselho do Conselho

O que tem de brasileiro colonizado tremendo no Liberty não tá no mapa. O cara nunca viajou. Pegou o bolsa esmola, e já contando o com décimo terceiro prometido pelo Serra, e se mandou para os esteites. Danou-se! Porque não foi passear em Bonito? Ou Itaimbezinho? Ou Cubatão?

A superioridade ianque ficou evidente pela raciocinada do mandachuva de Nova Iorque. O prefeito  Michael Bloomberg pensou e pensou e então aconselhou os moradores a ficarem em casa: “Compreendo que muitas famílias precisem voltar após o fim de semana, mas, por favor, não peguem as estradas a não ser que seja absolutamente necessário.”  Ele quis dizer que voltar para casa não é algo necessário. Absolutamente! Pela raciocinada, esse prefeito só pode ser tucano.

Como diria o Fernando, viajar é preciso, voltar para casa é impreciso…

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: