Ficha Corrida

23/12/2014

Brasil quebrado e dólar alto dá nisso

piguentosA manipulação dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium é escandalosa. É claro que o Brasil não vive o melhor dos mundos, que há muito que melhorar, que a corrupção continua escandalosamente grande. Mas é também verdade que há avanços evidentes na qualidade de vida, no combate à corrupção, no fortalecimento das instituições. Só há algo que não muda. O comportamento golpista da velha mídia. Não é sintomático que tenham sido exatamente as cinco irmãs que tenham dado suporte à ditadura que agora  combatem diuturnamente qualquer avanço social?!

O exemplo paradigmático do quanto a melhoria econômica dos menos privilegiados prova ojeriza aos privilegiados de sempre foi dado por Danusa Leão, ex-articulista da Folha: “Ir a Nova York já teve sua graça, mas, agora, o porteiro do prédio também pode ir, então qual a graça?” Ou daquele comentário do funcionário da RBS, Luis Carlos Prates, atacando a facilidade com que os pobres agora podem adquirir carro… O ódio de classe, o fascismo golpista tem raízes plantadas bem fundas pela velha mídia.

Os mesmos que mamam nas tetas públicas mas agridem qualquer chance de que outros mais necessitados possam também ser atendidos pelo Estado. Como na corrupção, a velha mídia não combate a corrupção, apenas combate a concorrência.

Não fosse assim dariam o mesmo tratamento aos casos de corrupção envolvendo administrações do PT, PMDB, PSDB, DEM.

MERCADO ABERTO

MARIA CRISTINA FRIAS cristina.frias@uol.com.br

Fluxo na TAM para o Natal sobe 10% ante 2013

O movimento no embarque internacional de Guarulhos, em São Paulo, cresceu 22% em voos da TAM no período de 16 até a segunda-feira, 22 de dezembro, em comparação à média observada no início deste mês.

Foram cerca de 6.000 passageiros por dia nos voos internacionais da companhia, que é responsável por boa parte das decolagens do aeroporto, considerado seu principal "hub".

A média diária registrada entre os dias 4 e 10 de dezembro foi de pouco menos de 5.000 passageiros por dia.

Na comparação com o período próximo ao Natal no ano passado, o aumento foi de 10% no volume de passageiros que viajaram.

Ao longo dos dias restantes no período das festas, a demanda fica menos concentrada, segundo Claudia Sender, CEO da TAM.

A executiva afirma não ter observado cancelamentos em razão da alta do dólar. "Pessoas que procuram passagens no último momento apareceram menos", diz. "O mais complicado para o setor não é o aumento da taxa de câmbio, e sim a variação muito forte da moeda americana." A volatilidade deixa o passageiro inseguro para viajar.

"Se o turista sabe que o dólar está alto, ele se organiza, fica em hotel mais barato."

Dos embarques no período, cerca de 40% são de menores de 18 anos, o que dificulta as partidas, afirma.

01/11/2012

A TAM está com problemas? Culpa o Lula

Filed under: Eliane Cantanhêde,TAM — Gilmar Crestani @ 8:26 am

A fracassada nas eleições volta a atacar armada de todo rancor dos derrotados. Ué, dona tucana, então a privada não é teu sonho de consumo!? Lula & Dilma, por favor, dêem descarga!

ELIANE CANTANHÊDE

Sinal amarelo no ar

BRASÍLIA – Um jato da FAB teve de escoltar um Boeing da TAM que perdeu contato com o sistema de radares e isso acende um sinal amarelo.

Só neste ano, um avião da companhia apresentou problemas na rota Guarulhos-Londres e teve de retornar; outro que vinha de Paris para o Rio também voltou com falha num motor; um terceiro acaba de fazer um pouso de emergência em Nova York. E teve ainda a pane num voo que decolara de Natal e foi obrigado a fazer meia-volta.

Sem falar nos problemas de check-in na TAM e na Gol que, com um intervalo de dias, deixaram milhares de usuários sofrendo em filas enormes, com voos cancelados e atrasados, uma bagunça típica do caos aéreo do governo Lula.

Não é preciso ser nenhum gênio nem ter acesso a informações de inteligência para saber que algo está errado. E, quando está errado a milhares de pés de altura, é bom acordar e fazer alguma coisa.

Alô, alô, governo! Cadê a Anac, que é a Agência Nacional de Aviação Civil? Cadê a nova Secretaria de Aviação Civil, que ninguém sabe exatamente a que veio? Cadê o Palácio do Planalto, que não vê, não ouve, não fala nada?

A presidente Dilma Rousseff se elegeu com a imagem de eficiência, daquelas que bate na mesa, dá gritos e foi aplaudida por enfrentar bancos, planos de saúde, companhia de telefone. Sempre é melhor prevenir do que remediar, especialmente no caso de aviões.

Além da imobilidade literalmente assustadora diante do setor aéreo, ela também precisa fazer mais do que uma reunião atrás da outra a cada apagão. Ops! Essa palavra está banida de Brasília. No atual governo é só "apaguinho" -mesmo quando se repete de forma "anormal", como reconheceu o ministro interino, e mesmo quando afeta uma região inteira.

A Copa e a Olimpíada vêm aí, mas, antes, tem férias, Natal, Ano-Novo…

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: