Ficha Corrida

23/09/2015

Paulistas abatem avoado das alterosas

Bem, deste jeito Aécio Neves conseguiu amenizar as críticas em relação ao heliPÓptero. O helicóptero dos Perrela pelo menos foi pego uma vez, Aécio saiu ileso em todas. Mas que ninguém fique pensando que a Folha faz isso por amor ao jornalismo. A Folha faz jornalismo celular, pré pago. Atende aos interesses dos seus candidatos paulistas. Os tais blgos sujos que os assoCIAdos do Instituto Millenium tanto odeiam, já vinham dizendo exatamente mente isso, que Aécio, ao invés de governar, passava os dias fazendo festas no Rio de Janeiro. Não é mero acaso que ele foi considerado o pior Senador no ranking da Veja. Mas isso não vem ao caso, né?

Exatamente 5 anos após os fatos, quando Geraldo Alckmin e José Serra tentam decolar numa nova aventura golpista, a Folha sopra as brasas acesas pelo Mauro Chaves no Estadão.

Se o Napoleão das Alterosas viajou 124 em 7 anos, ele intercalava os fins semana na Fazenda dos Perrela com os ralis pelas ruas do Rio de Janeiro. O próprio Globo noticiou que ele teve a habilitação retida numa blitz da Lei Seca no Rio. Se já não bastassem todos os antecedentes, este é o homem que os golpistas tanta vem lutando para colocar no lugar da Dilma.

Haja paciência! O que estes golpistas querem é instalar  o Cartel de Medellin no Palácio do Planalto.

Será que estes midiotas ainda não se deram conta que Aécio perdeu para Dilma exatamente nos dois Estados onde era mais conhecido, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Compare-se o que existe contra a Aécio com o que tentam jogar nas costas da Dilma. Só muita da filhadaputice para não notar a abissal diferença!

Aécio usou avião de MG para ir 124 vezes ao Rio

Maioria das viagens foi entre quinta e domingo; tucano era governador

Durante o Carnaval, senador foi ao Rio e a Florianópolis, onde morava sua atual mulher, Letícia Weber

RANIER BRAGONAGUIRRE TALENTODE BRASÍLIA

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), usou aeronaves oficiais para realizar 124 viagens ao Rio de Janeiro nos sete anos e três meses que governou Minas Gerais (2003-2010), de acordo com relatório produzido pelo atual governo mineiro, comandado pelo PT.

O documento, feito para atender a requerimento originalmente realizado por um deputado estadual do PSDB, mostra uma média de 1,4 viagem por mês ao Rio e a outras cidades fluminenses, como Búzios e Angra dos Reis.

A maioria das viagens foi entre quinta e domingo. Além disso, há em 2008 e 2009 seis passagens para Florianópolis, onde morava a namorada e hoje mulher do tucano, a ex-modelo Letícia Weber.

A planilha informa, por exemplo, um deslocamento a São Paulo, Rio e Florianópolis em 19 de fevereiro, quinta da véspera do Carnaval. Colunas sociais de Florianópolis registraram fotos do então governador em uma festa acompanhado de Letícia.

O relatório é assinado pelo atual secretário da Casa Civil de Minas, Marco Antonio de Rezende Teixeira. Ele afirma no texto que a pesquisa não encontrou justificativa para a realização das viagens.

O custo dos deslocamentos não foi listado, mas a gestão Fernando Pimentel (PT) diz que informará o valor à Assembleia até outubro.

Natural de Belo Horizonte, Aécio morou até o início da vida adulta no Rio. A assessoria do tucano diz ser normal o uso de avião oficial por governantes em compromissos pessoais, afirma haver inconsistências na listagem e diz que em alguns casos houve compromissos oficiais.

O uso de aeronaves pelo governante do Estado, durante a gestão de Aécio, era regulado por um decreto assinado pelo tucano. Ele permite o uso de aviões oficiais pelo governador "em deslocamento de qualquer natureza, por questões de segurança".

JURISPRUDÊNCIA

Consultada pela Folha, a especialista em direito administrativo Polyanna Vilanova diz que a jurisprudência do STJ (Superior Tribunal de Justiça) aponta que o uso de carro oficial para fins particulares é improbidade administrativa. Ela ressalva, porém, que a jurisprudência não é específica sobre o uso de aviões.

Sucessor de Aécio, o tucano Antonio Anastasia (2010-2014) fez em média sete viagens por ano ao Rio. Desde janeiro, Pimentel viajou uma vez ao Estado, no Carnaval, para ver um desfile de Carnaval que homenageou Minas.

20/09/2014

Jogando em casa, advogado do Fluminense garante ao Ali babá Kamel seus trinta dinheiros

Ali Aranha comeu Kamel

Ali Kamel ganha nova indenização de R$ 30 mil

O diretor de jornalismo da Globo foi à Justiça depois que o jornalista Marco Aurélio Cordeiro de Mello, ex-editor na emissora, usou seu blog para acusá-lo de manipular notícias “de forma inescrupulosa e desonesta” e de praticar assédio moral, intimidação e perseguição aos funcionários da empresa; no texto “O Desabafo”, publicado em 2013, Mello afirmou ainda que o antigo chefe grampeava telefones e invadia e-mails de subordinados; ainda cabe recurso

20 de Setembro de 2014 às 08:23

Do Conjur – A liberdade de imprensa e de expressão permite a veiculação de conteúdo crítico e até “cáustico”, desde que as informações sigam princípios éticos e não violem a honra de alguém. Assim entendeu a juíza Martha Elisabeth Sobreira, da 47ª Vara Cível da Justiça do Rio de Janeiro, ao condenar um jornalista a indenizar em R$ 30 mil o diretor geral de Jornalismo e Esporte da TV Globo, Ali Kamel.

Kamel (foto) foi à Justiça depois que o jornalista Marco Aurélio Cordeiro de Mello, ex-editor na emissora, usou seu blog para acusá-lo de manipular notícias “de forma inescrupulosa e desonesta” e de praticar assédio moral, intimidação e perseguição aos funcionários da empresa. No texto “O Desabafo”, publicado em 2013, Mello afirmou ainda que o antigo chefe grampeava telefones e invadia e-mails de subordinados.

O diretor da Globo argumentou que as condutas imputadas a ele são infundadas, gerando dano moral, e apontou que o texto fora produzido com “ânimo de retaliação” após Mello ter sido demitido em 2007. Já o blogueiro alegou ter exercido sua liberdade de pensamento e expressão, sem ter cometido qualquer ato ilícito.

Para a juíza que analisou o caso, “as referências feitas pelo réu ao autor exacerbaram o limite da crítica e debate de opiniões” e alcançaram “a seara da ofensa à honra, contrariando o que deveria ser a principal meta do comunicador, ou seja, o dever de informação e de formação da opinião pública”.

“Não se questiona o direto constitucional à livre manifestação de pensamento, à liberdade de imprensa e de expressão, (…) mas é imperioso reconhecer que os profissionais da comunicação têm o dever funcional de prestar informações comprometidas com a verdade e com os princípios éticos”, diz a sentença. Ainda cabe recurso. Em 2013, Mello já havia sido condenado a pagar R$ 15 mil a Kamel por outro texto no blog.

Clique aqui para ler a decisão.

Processo: 0285512-08.2013.8.19.0001

Ali Kamel ganha nova indenização de R$ 30 mil | Brasil 24/7

05/07/2014

A regra é clara: no Rio, a Globo joga em casa, como o Fluminense

O mais engraçado, se é que se possa achar engraçado uma decisão com antolhos, é que ninguém consegue uma decisão favorável contra os grupos mafiomidiáticos. Já eles, os a$$oCIAdos do Instituto Millenium não perdem uma contra blogueiros. Além do fato de blogueiro não ter patrocinador como o Itaú, são pessoas físicas. A máfia midiática tem a seu lado grandes financiadores ideológicos e grande poder de convencimento jurídico quando jogam em casa.

ALI KAMEL VENCE EM CASA COM MÃOZINHA DO JUIZ

O site Consultor Jurídico (Conjur) publicou nesta sexta-feira, 4, mais um press release distribuído pelos advogados da Rede Globo, informando sobre o processo judicial movido por Ali Kamel, diretor da emissora, contra o responsável por este Cloaca News. O texto, republicado acriticamente pelos veículos da máfia midiática brasileira, noticiou a decisão de um grupo de desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro de confirmar a sentença proferida por uma juíza da 25ª Vara Cível carioca, que condenou este blogueiro a indenizar o alto funcionário da corporação em dezenas de milhares de reais.

No melhor estilo Joaquim Barbosa, os magistrados da primeira e segunda instâncias do Rio de Janeiro ignoraram os fatos, deram de costas às provas e aceitaram, como cordeiros, as alegações inverídicas – mentirosas mesmo – apresentadas pelos rábulas escalados pela Globo para tentar intimidar e calar este blogueiro.

A ação movida por Ali Kamel e seus 40 advogados partiu de uma premissa escandalosamente falsa – que este Cloaca News “espalhou o boato de que o diretor de Jornalismo da TV Globo protagonizou um filme pornô”, nos anos 80.

A VERDADE – No dia 16/8/2009, este blog publicou um vídeo com excertos da obra cinematográfica Solar das Taras Proibidas, de 1984. Nos minutos iniciais da película, dedicados à apresentação do grandioso elenco, o nome do ator Ali Kamel encabeça o cast masculino do filme. Como se pode observar na postagem, não há alusão alguma ao funcionário da TV Globo, homônimo do artista. E, como se vê nos créditos iniciais da obra, o nome do ator é o nome do ator.

A bizarrice, no entanto, está na primeira sentença condenatória, que levou em consideração uma ficha catalográfica do site Cinemateca Brasileira, em que o ator Ali Kamel é apresentado, erroneamente, como Alex Kamel. Este dado – falso, como demonstrado pelo filme em si – foi apresentado pelos 40 advogados da Globo apenas na tréplica aos argumentos da defesa, não sendo oferecido ao réu o direito de rebater e desmascarar a falsidade.

Agora, ao ratificar bovinamente a aloprada sentença de primeiro grau, a chamada egrégia corte fluminense dá sinais de que existem, sim, magistrados caseiros. Pode isso, Arnaldo?

Cloaca News: ALI KAMEL VENCE EM CASA COM MÃOZINHA DO JUIZ

02/07/2012

UNESCO ignora a Globo: o Rio é uma Maravilha!

Filed under: Rio de Janeiro,UNESCO — Gilmar Crestani @ 8:45 am

Dependesse das Organizações (?) Globo, o Rio não passaria de um vilarejo somaliano.

Sorry, periferia !

Saiu no Globo, no Globo !:

Rio é Patrimônio Mundial como paisagem cultural urbana

Cidade é a primeira do mundo a receber o título da Unesco
RIO – O Rio de Janeiro se tornou, neste domingo, Patrimônio Mundial, como paisagem cultural urbana. A cidade foi a primeira do mundo a se candidatar nesta categoria. A candidatura, apresentada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi aprovada durante a 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, que está sendo realizada em São Petersburgo, na Rússia. A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, que acompanharam os trabalhos, comemoraram a decisão que resultou na inclusão de mais um bem brasileiro na Lista de Patrimônio Mundial.
(…)

O presidente do Iphan explicou que “a paisagem carioca é a imagem mais explícita do que podemos chamar de civilização brasileira com sua originalidade, desafios, contradições e possibilidades”.
Segundo o Iphan, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a partir de agora, os locais da cidade valorizados com o título serão alvo de ações integradas visando à preservação da sua paisagem cultural. São eles: o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico, a Praia de Copacabana, e a entrada da Baía de Guanabara. As belezas cariocas incluem o Forte e o Morro do Leme, o Forte de Copacabana e o Arpoador, o Parque do Flamengo e a Enseada de Botafogo.

Navalha

Como se sabe, dependesse das Organizações (?) Globo e seus telejornais nacionais e locais, o Rio não passaria de um vilarejo somaliano, dominado pelo crime, o tráfico, a corrupção, a incompetência e os que apoiam a Dilma e o Lula.

Essa política foi instalada pelo Dr Roberto para destruir a administração Brizola no Rio.

Seus filhos – eles não têm nome proprio – a seguem, fielmente, até hoje.

Recentemente, por exemplo, defenderam que o Rio não fosse a sede das Olimpíadas – que a tarefa fosse destinada a Madrid ou Chicago, que o Rio derrotou -, porque uns meliantes abateram um helicóptero da Polícia.

As Organizações (?) Globo foram as ultimas a aceitar as UPPs.

Também em São Paulo, uma quatrocentona chegou ao disparate de assegurar que “o Rio não merece o Hotel Copacabana Palace”.

O preconceito da elite carioca e paulista (esta é separatista, desde o PRP da República Velha) contra o Rio é trivial: é um preconceito político, de classe.

Porque o Rio tem uma tradição trabalhista.

Nao foi à tôa que o jenio do Golbery – clique aqui para ler “Geisel, o democrata, armou Pinochet” – esvaziou o Rio – para nao deixar o Brizola e o Lula crescerem.

Não adiantou.

Gigi chegou lá.

Como diria o Ibrahim Sued, um típico malandro carioca, autor também de “sorry, periferia”.

Ou “os cães ladram e a caravana passa”.

Como diz o Fenando Haddad: hoje, você vai ao Rio e vê um canteiro de obras. Em São Paulo, o metrô faz dois quilômetros por ano e as únicas obras são as do Cavendish com o Paulo Preto e o Cerra, na marginal (sic).

Paulo Henrique Amorim

UNESCO ignora a Globo: o Rio é uma Maravilha ! | Conversa Afiada

14/01/2012

Quanto a notícia é boa, Juan Árias está de fora

Filed under: Brasil,Rio de Janeiro — Gilmar Crestani @ 7:58 am

O jornal El País tem um celetista fixado no Brasil. Ele se chama Juan Árias, mas passa mais tempo vendo a Globo do que indo atrás de notícia. Então, só vê coisa ruim. Como diz o ditado, a beleza está nos olhos de quem olha. Juan Árias só tem tempo para falar mal do Brasil. Quando precisa passar uma notícia boa, ele cai fora. Passa a bola, que disso ele entende.

JOSÉ MARIANO BELTRAME | Secretario de Seguridad de Río de Janeiro

"No estamos preparando Río solamente para los turistas"

El secretario de Seguridad de la ciudad más turística de Brasil ha conseguido rebajar la cifra de homicidios en las favelas en un 70% desde 2008

Francho Barón Rio de Janeiro 12 ENE 2012 – 17:36 CET

  José Mariano Beltrame secretario de Seguridad Pública de Río de Janeiro. / ANALDER LOPES

Pocos pueden presumir de haberse ganado la admiración y la simpatía de su peor enemigo. Es el caso del Secretario de Seguridad Pública de Río de Janeiro, José Mariano Beltrame (Santa Maria, Rio Grande do Sul, 1957), responsable del histórico proceso de pacificación que viven las favelas de la ciudad más turística de Brasil. “Es uno de los tipos más inteligentes que he visto en mi vida. Si hubiera más como él otro gallo cantaría”, admitió semanas antes de su detención Francisco Bonfim Lopes, Nem, el que fuera el narcotraficante más codiciado por la policía carioca, el amo y señor de la favela Rocinha, la ratonera humana donde más de 100.000 almas acataban su ley y su ideario, a caballo entre las sombrías normas de la mafia y la leyenda de Robin Hood. Las palabras de Nem lo dicen todo.

“No, no está todo bien. Queda mucho trabajo por hacer en esta ciudad”, responde Beltrame, sin alardes ni triunfalismos, a la primera pregunta accidental del reportero (“¿Todo bien, secretario?”). Antes de llegar a la cúpula de la seguridad de Río, una de las ciudades mas complejas del mundo cuando se habla de violencia y criminalidad, Beltrame creció profesionalmente en las filas de la Policía Federal brasileña, la única que aún conserva inmaculada la confianza de los ciudadanos. Quizá por ello huye como gato escaldado de la política, y no se deja arrastrar por la euforia general que recorre Río ante la caída vertiginosa de la criminalidad. La experiencia le dice que en esta ciudad los éxitos de hoy pueden convertirse en los fracasos de mañana.

Desde la implantación de la primera Unidad de Policía Pacificadora (UPP) en las favelas cariocas en 2008 los homicidios han caído un 70%, según datos del Instituto de Seguridad Pública de Río. Es decir, tres muertos menos al día. “Yo diría que la UPP no es la solución, sino el inicio de la solución. Una situación creada durante los últimos 50 años nosotros no la vamos a deshacer en ocho o 10 años”, apunta Beltrame, pesimista. El auténtico problema no es la inseguridad, añade, sino la enorme desigualdad generada por la expansión descontrolada de las favelas. “Ésta es una ciudad partida”, sintetiza, tomándole prestado el término al periodista y escritor Zuenir Ventura.

Una situación creada hace 50 años no la vamos a resolver en ocho o 10"

A Beltrame le han llovido las críticas por haber establecido una hoja de ruta en la que las zonas más ricas y turísticas de la ciudad se han beneficiado en primer lugar de la nueva estrategia de pacificación. “La persona que se sienta en esta silla tiene que establecer prioridades. Nosotros hemos comenzado por algunas áreas de la zona sur y ahora vamos hacia la zona norte. Estamos actuando por bloques, porque de otra manera esto no serviría de nada”, se justifica.

Pero entonces, ¿por qué primero la zona sur y no la norte? “Tenemos un plan para establecer UPP en 40 complejos de favelas hasta 2014. Podríamos haber comenzado por la zona norte u oeste, pero en este caso nos dirían que estamos actuando solo para los pobres. Le recuerdo que con tres UPP que hemos implantado en la zona norte y oeste hemos beneficiado a un nómero de habitantes mayor que el de la zona sur. El hecho de que la zona sur sea un punto turístico en absoluto ha sido determinante en nuestra decisión. No estamos preparando esta ciudad para los turistas, sino para los habitantes de Río”.

Otra crítica recurrente a la gestión de Beltrame se centra en las escasas detenciones en este proceso de ocupación de favelas, cuyos narcos a menudo huyen para buscar refugio en otros suburbios más alejados. “Sólo los líderes consiguen huir y a través de trabajos de inteligencia sabemos adonde van. El narcotráfico ha sufrido un duro golpe porque por primera vez ha perdido su territorio. Antes deteníamos personas y se incautaban armas y droga, pero el puerto seguro siempre permanecía en el mismo lugar. Ahora los líderes pueden huir, pero quedan desorientados y vulnerables cuando pierden su territorio. Recuerde que a Nem lo detuvimos en el maletero de un coche”.

¿Y sobre la indiscutible corrupción de la policía carioca? “Es un problema antiguo y serio, que ha contado con la tolerancia de la sociedad. Pero el narcotráfico no solo ha corrompido a la policía, sino también a personas públicas”.

"No estamos preparando Río solamente para los turistas" | Internacional | EL PAÍS

11/09/2011

Com pré-sal e Olimpíadas, Rio de Janeiro atrai US$ 18 bi e lidera investimentos no país

Filed under: Copa 2014,Olimpíadas,Rio de Janeiro,São Paulo — Gilmar Crestani @ 9:38 am

Ou de como o PSDB afunda São Paulo. Ao usar SP como lixeira, o PSDB cria sua reserva biológica, mas os efeitos colaterais do lixo vão além do buraco do ozônio. O gás metano produzido pela exteriorização é investido no PIG. Assim, os a$$oCIAdos do Instituto Millenium continuam respirando por aparelhos. Mas o Estadão avisa, seu álibi está pronto…

Com pré-sal e Olimpíadas, Rio de Janeiro atrai US$ 18 bi e lidera investimentos no país

Publicada em 10/09/2011 às 21h38m

Eliane Oliveira (elianeo@bsb.oglobo.com.br) e Bruno Rosa (bruno.rosa@oglobo.com.br)

BRASÍLIA e RIO – O Rio de Janeiro se converteu em um polo de atração de investimentos e passou a ser a unidade da Federação que mais receberá recursos nacionais e estrangeiros nos próximos anos. De um total de US$ 268,8 bilhões anunciados para o Brasil em 2010, o Rio recebeu US$ 18,45 bilhões, saindo da 3 posição em 2009 e indo para a 1 no ano seguinte, segundo o Relatório de Anúncios de Projetos de Investimentos (Renai) de 2010, elaborado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), ao qual O GLOBO teve acesso. O estado passou à frente de Minas Gerais e São Paulo, que receberam, respectivamente, US$ 10,6 bilhões e US$ 10,4 bilhões.

A locomotiva desses investimentos bilionários é o petróleo na camada do pré-sal e o que a descoberta representa em termos de formação de cadeias de fornecedores dos mais variados segmentos da economia, como construção naval e siderurgia. Os americanos são os maiores investidores estrangeiros, com projetos específicos e em parceria com empresas brasileiras.

Atualmente, há projetos espalhados por todo o estado. Em São João da Barra, no Norte Fluminense, destacam-se a construção de uma usina para a produção de placas de aço pela Ternium, no valor de US$ 6 bilhões, além da construção do Superporto do Açu, que vai consumir outros R$ 3,4 bilhões. Em Itatiaia, no Sul do estado, a Michelin destina R$ 1,1 bilhão a uma fábrica de pneus e a Procter & Gamble vai ampliar seu centro de distribuição. A MAN Latin America, fabricante de caminhões e ônibus Volkswagen, investe R$ 150 milhões na ampliação de sua unidade fabril de Resende.

Em Angra dos Reis, a Technip destina R$ 700 milhões na ampliação do porto da cidade. Já a Rolls Royce vai destinar US$ 60 milhões para construir fábrica de geradores de turbinas para a produção de energia em plataformas de petróleo em Santa Cruz.

Com pré-sal e Olimpíadas, Rio de Janeiro atrai US$ 18 bi e lidera investimentos no país – O Globo

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: