Ficha Corrida

13/12/2016

Scripta manent

Temer e Mentir é na Folha Uma interpretação à luz dos mais recentes acontecimentos fazem da carta aberta do Michel Temer, vazada para Moreno, da Globo, a prova cabal da honestidade da Dilma e da desonestidade do MiShell Temer. Há até o cheque de um milhão, nominal a ele. Mas, como Judas, negará sempre. A carta contém todos os elmentos probatórios das suas ligações mafiosas.

Leia abaixo a íntegra da carta obtida pela GloboNews:

São Paulo, 07 de Dezembro de 2.015.

Senhora Presidente,

"Verba volant, scripta manent" (As palavras voam, os escritos permanecem) – é isso aí, tua carta é nossa prova do teu envolvimento…

Por isso lhe escrevo. Muito a propósito do intenso noticiário destes últimos dias e de tudo que me chega aos ouvidos das conversas no Palácio. – onde se lê noticiário, leia-se indução ao golpe pela Rede Globo, aquela que mudou uma rodada do Brasileirão para levar sua manada de adestrados, via RBS, ao Parcão, em Porto Alegre.

Esta é uma carta pessoal. É um desabafo que já deveria ter feito há muito tempo. – usar carta, em tempos de internet, eu ia dizer passadismo, mas é velhacaria mesmo.

Desde logo lhe digo que não é preciso alardear publicamente a necessidade da minha lealdade. Tenho-a revelado ao longo destes cinco anos. – se MT entender isso aí por lealdade, o que seria deslealdade?!

Lealdade institucional pautada pelo art. 79 da Constituição Federal. Sei quais são as funções do Vice. À minha natural discrição conectei aquela derivada daquele dispositivo constitucional. errata, onde se lê art. 79 da CF, leia-se art. 171 do CP. Quem faz uma carta destas não tem faz uma natural “descrição”. Discrição era ter ficado apenas como decorativo.

Entretanto, sempre tive ciência da absoluta desconfiança da senhora e do seu entorno em relação a mim e ao PMDB. Desconfiança incompatível com o que fizemos para manter o apoio pessoal e partidário ao seu governo. – tirando a recatada é dólar, quem hoje confia no Senhor? E no PMDB do Romero Jucá, ou seria CAJU, do Eliseu Rima Rica, do Geddel Vieira Lima, do Moreira Franco, ou seria Angorá, do José Sarney, do Eduardo CUnha, do Sérgio Cabral Filho?!

Basta ressaltar que na última convenção apenas 59,9% votaram pela aliança. E só o fizeram, ouso registrar, por que era eu o candidato à reeleição à Vice. – sim, porque se fosse para cabeça da chapa, só a lista do parágrafo anterior teria votado em ti.

Tenho mantido a unidade do PMDB apoiando seu governo usando o prestígio político que tenho advindo da credibilidade e do respeito que granjeei no partido. Isso tudo não gerou confiança em mim. Gera desconfiança e menosprezo do governo. – com vazamento dos diálogos do Romero Jucá e agora a Lista Odebrecht, entendeu agora porque não gerava nem geras confiança, mas merece só menosprezo e tornozeleira eletrônica!?

Vamos aos fatos. Exemplifico alguns deles.

1. Passei os quatro primeiros anos de governo como vice decorativo. A Senhora sabe disso. Perdi todo protagonismo político que tivera no passado e que poderia ter sido usado pelo governo. Só era chamado para resolver as votações do PMDB e as crises políticas. – como vice-decorativo foi seu melhor desempenho em toda sua vida. Marcela que o diga.

2. Jamais eu ou o PMDB fomos chamados para discutir formulações econômicas ou políticas do país; éramos meros acessórios, secundários, subsidiários. – isso mesmo, não é só o senhor que não entende, mas parte da própria esquerda não entende que  aliança é para ganhar eleição, não para mandar. Se fosse para mandar, seria cabeça, como agora. Quando do PMDB formula políticas econômicas, como agora, os trabalhadores, e também os aposentados, sentem no próprio no próprio salário, e também no desemprego o que isso significa. Está aí sua pinguela para o futuro para provar.

3. A senhora, no segundo mandato, à última hora, não renovou o Ministério da Aviação Civil onde o Moreira Franco fez belíssimo trabalho elogiado durante a Copa do Mundo. Sabia que ele era uma indicação minha. Quis, portanto, desvalorizar-me. Cheguei a registrar este fato no dia seguinte, ao telefone. – sábia decisão da Dilma, que descobriu, sem ajuda do MP ou PF, quem era Moreira Franco…

4. No episódio Eliseu Padilha, mais recente, ele deixou o Ministério em razão de muitas "desfeitas", culminando com o que o governo fez a ele, Ministro, retirando sem nenhum aviso prévio, nome com perfil técnico que ele, Ministro da área, indicara para a ANAC. Alardeou-se a) que fora retaliação a mim; b) que ele saiu porque faz parte de uma suposta "conspiração". – suposta conspiração, porque, como sapes, houve um suposto golpe… Aliás, por falar em Padilha, desde os precatórios do antigo DNER os gaúchos sabemos de onde saiu o gado que pastam em suas fazendas…

5. Quando a senhora fez um apelo para que eu assumisse a coordenação política, no momento em que o governo estava muito desprestigiado, atendi e fizemos, eu e o Padilha, aprovar o ajuste fiscal. Tema difícil porque dizia respeito aos trabalhadores e aos empresários. Não titubeamos. Estava em jogo o país. Quando se aprovou o ajuste, nada mais do que fazíamos tinha sequência no governo. Os acordos assumidos no Parlamento não foram cumpridos. Realizamos mais de 60 reuniões de lideres e bancadas ao longo do tempo solicitando apoio com a nossa credibilidade. Fomos obrigados a deixar aquela coordenação. – o ajuste fiscal é um tema tão difícil que foi a primeira e única coisa que tenta fazer até agora. O que queria à época, é o que fazes agora, foder com o trabalhador pague as contas da incompetência da Rede Globo e seus finanCIAdores da FIESP, incluindo o pato do Skaf…

6. De qualquer forma, sou Presidente do PMDB e a senhora resolveu ignorar-me chamando o líder Picciani e seu pai para fazer um acordo sem nenhuma comunicação ao seu Vice e Presidente do Partido. Os dois ministros, sabe a senhora, foram nomeados por ele. E a senhora não teve a menor preocupação em eliminar do governo o Deputado Edinho Araújo, deputado de São Paulo e a mim ligado. – hoje fica fácil ignora-lo, mas à época, só uma pessoa honesta e corajosa o faria. Palmas para Dilma que ignorou um ignorante!

7. Democrata que sou, converso, sim, senhora Presidente, com a oposição. Sempre o fiz, pelos 24 anos que passei no Parlamento. Aliás, a primeira medida provisória do ajuste foi aprovada graças aos 8 (oito) votos do DEM, 6 (seis) do PSB e 3 do PV, recordando que foi aprovado por apenas 22 votos. Sou criticado por isso, numa visão equivocada do nosso sistema. E não foi sem razão que em duas oportunidades ressaltei que deveríamos reunificar o país. O Palácio resolveu difundir e criticar. – tanto conversava com a oposição à Dilma que levou consigo no golpe José Tarja Preta Serra, Antônio Imbassahy, Aécio Neves. Todos derrotados por Lula e Dilma.

8. Recordo, ainda, que a senhora, na posse, manteve reunião de duas horas com o Vice Presidente Joe Biden – com quem construí boa amizade – sem convidar-me o que gerou em seus assessores a pergunta: o que é que houve que numa reunião com o Vice Presidente dos Estados Unidos, o do Brasil não se faz presente? Antes, no episódio da "espionagem" americana, quando as conversar começaram a ser retomadas, a senhora mandava o Ministro da Justiça, para conversar com o Vice Presidente dos Estados Unidos. Tudo isso tem significado absoluta falta de confiança; – tirando a Rede Globo, o MBL, o pessoal que veste camisas verde-amarelas da CBF, a Folha de São Paulo, o Estadão, a Veja, a RBS, o Eduardo Cunha, Moreira Franco, FHC, Aécio, Padilha, Sarney, Jucá, Paulo Skaf, e todos os delatados na Lista Odebrecht, todos os demais tem “absoluta falta de confiança” no senhor.

9. Mais recentemente, conversa nossa (das duas maiores autoridades do país) foi divulgada e de maneira inverídica sem nenhuma conexão com o teor da conversa. – uma conversa vazada da mesma maneira que esta sua carta… Aliás, o que o senhor disse a respeito do vazamento da conversa da Dilma com Lula jogralizada pela sua mentora, a Rede Globo?

10. Até o programa "Uma Ponte para o Futuro", aplaudido pela sociedade, cujas propostas poderiam ser utilizadas para recuperar a economia e resgatar a confiança foi tido como manobra desleal. – sua ponte para o futuro caiu, porque seus fundamentos, como uma caixa de Pandora, que Dilma já sabia, foi alicerçado nas costas dos trabalhadores e aposentados.

11. PMDB tem ciência de que o governo busca promover a sua divisão, o que já tentou no passado, sem sucesso. A senhora sabe que, como Presidente do PMDB, devo manter cauteloso silencio com o objetivo de procurar o que sempre fiz: a unidade partidária. – o senhor confirma então que o PMDB, sob seu comando, era uno e indivisível, por isso está todo e por inteiro na Lista Odebrecht?

Passados estes momentos críticos, tenho certeza de que o País terá tranquilidade para crescer e consolidar as conquistas sociais. – como uma verdadeira Cassandra, suas previsões são mais furadas que uma rede cearense…

Finalmente, sei que a senhora não tem confiança em mim e no PMDB, hoje, e não terá amanhã. Lamento, mas esta é a minha convicção. – Dilma e todas as pessoas honestas não tem confiança nem em ti nem nos seus a$$oCIAdos, porque são todos do mesmo naipe, farinha do mesmo saco.

Respeitosamente,

Michel Temer 

A Sua Excelência a Senhora

Doutora DILMA ROUSSEFF

DO. Presidente da República do Brasil

Palácio do Planalto

10/12/2016

Saiu mais uma lista de delatados, e mais uma vez Lula e Dilma não aparecem

FSP 10122016A Folha de São Paulo, a mais tucana entre tucanos, seguiu a revistinha dos fascistas e relaciona alguns dos políticos que estão na Lista Odebrecht. Praticamente são os mesmos que aparecem na Lista Falciani do HSBC, na Lista de Furnas e no Panama Papers. A Folha, que não deu na capa o checão de um milhão pro Temer, quando sai os nomes do PSDB na delação da Odebrecht, só fala no  “amigo do Temer”. Estão lista mais uma vez, como não poderia deixar de ser, toda turma do golpe.

A Folha pensa que nos engana trocando um cheque nominal por uma “empresa de amigo”?!

Não é engraçado que a Revista Istoé, agora batizada “Quanto CUsta”, tenha antecipado, via premiação, os principais caciques da Lista Odebrecht?! Lá já estavam o “primeiro a ser comido”, o santo, o Tarja Preta

Aliás, deve ser por isso que a manada de otários se vestiu de verde-amarelo para destituir aquela que não só não aparece em nenhum lista ou delação, como também para apoiarem essa gente aí, se defenda com o pior tipo de argumento possível. Quando você mostra isso pra algum conhecido do Parcão, a resposta do imbecil é a mesma, um padrão recorrente: “os políticos são todos iguais”. Sim, os políticos em quem ele vota são sempre iguais… a ele. Agora veja se ele fala do Bolsonaro, do Aécio, do Padilha. Não, ele só dá o nome e o partido se for do PT.

Diante da desfaçatez com que perseguem Lula, inventando toda sorte de estratagemas para ataca-lo, não tenho provas mas tenho convicção que isso se deve ao fato de Lula não constar nas delações, pois os amigos dos que o acusam, estão. As acusações contra Lula, em comparação com o que pesa contra seus adversários políticos, é de um nonsense sem precedentes. Diante de tão desabrida falta de respeito com a inteligência alheia, estou tomando alguma precauções. Neste natal não aceito  panetone, peru, pedalinho ou stand up. Mas estão liberados os pacotes em dinheiro vivo ou mesmo depositados na Suíça, Liechtenstein, Cayman

A plutocracia que botou esta cleptocracia no governo que lave a boca antes de falar da Dilma ou Lula.

Adivinha quem são os partidos com o maior número de políticos delatados pela Odebrecht?! Se pensou no PT, errou. PSDB & PMDB, a dobradinha do golpe, dá de goleada.

Delator da Odebrecht cita Temer, Renan, Maia e mais de 20 políticos

LEANDRO COLON
DIRETOR DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

09/12/2016 20h44 – Atualizado em 10/12/2016 às 01h41

Um ex-executivo da empreiteira Odebrecht afirmou em acordo de delação premiada que entregou em 2014 dinheiro no escritório de advocacia de José Yunes, amigo e assessor do presidente Michel Temer.

O site de notícias BuzzFeed divulgou o material nesta sexta-feira (9). A Folha confirmou seu conteúdo e teve acesso às informações.

Os recursos, segundo a empreiteira, faziam parte de um valor total de R$ 10 milhões prometidos ao PMDB na campanha eleitoral naquele ano de maneira não contabilizada.

A informação foi dada por Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira, na negociação de acordo com a Lava Jato.

Segundo ele, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, apelidado de "primo" pela empresa, foi quem orientou a distribuição de pelo menos R$ 4 milhões dos R$ 10 milhões acertados em um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, que contou com a presença de Temer e de Marcelo Odebrecht, herdeiro do grupo e preso em Curitiba.

Foi Eliseu Padilha, inclusive, segundo os termos da delação, que pediu para que parte dos recursos fosse entregue no escritório de Yunes, em São Paulo.

"Um dos endereços de entrega foi o escritório de advocacia do sr. José Yunes, hoje assessor especial da Presidência da República", diz trecho do documento.

Melo não apontou quem teria recebido o dinheiro entregue no escritório de Yunes em São Paulo.

Segundo ele, R$ 6 milhões dos R$ 10 milhões foram para a campanha de Paulo Skaf ao governo de São Paulo, em 2014.

Nas palavras do delator, Temer solicitou, "direta e pessoalmente para Marcelo", recursos para as campanha do PMDB em 2014. Segundo ele, o peemedebista se utilizava de "seus prepostos para atingir interesses pessoais".

O ministro da Casa Civil é classificado de "arrecadador" pelo delator.

Melo Filho não detalha quem entregou o dinheiro em cada lugar especificado por Padilha. A expectativa é que outros executivos da Odebrecht, sobretudo os ligados à chamada Área de Operações Estruturadas (que concentrava a verba de caixa dois e de propina a ser distribuída aos políticos), detalhem tais informações.

Moreira Franco, secretário de Parceria e Investimentos do governo Temer, também é chamado de arrecadador, mas "em menor escala". Melo diz ter conhecido Temer em 2005, por meio do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

POLÍTICOS

Além de Eliseu Padilha e José Yunes, ao menos 20 políticos são citados, entre eles o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), apelidado de "justiça" pela empreiteira, Romero Jucá (PMDB-RR), o "caju", Eunício Oliveira (PMDB-CE), o "índio", Moreira Franco, chamado de "angorá".

De acordo com Melo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apelidado pela empresa de "Botafogo", recebeu R$ 100 mil.

Segundo o delator, Jucá centralizou a distribuição de pelo menos R$ 23 milhões dentro do PMDB.

O senador é apontado como o "homem de frente" para negociar medidas no Congresso de interesse da Odebrecht.

Sobre o papel de Renan, o delator afirmou: "Acredito que em todos os casos que envolveram as atuações de Romero Jucá em defesa de pleitos da empresa, o senador Renan Calheiros também atuava no mesmo sentido".

Melo Filho disse às autoridades da Lava Jato que o jantar ocorreu no Jaburu como forma de "opção simbólica" para dar "mais peso" ao pedido feito por Temer e seus aliados.

Padilha, diz o ex-executivo, atua como "verdadeiro preposto de Michel Temer".

"E deixa claro que muitas vezes fala em seu nome".

Temer, no entanto, segundo o delator, atua de forma "mais indireta".

"Não sendo seu papel, em regra, pedir contribuições financeiras para o partido, embora isso tenha ocorrido de maneira relevante no ano de 2014."

Para corroborar suas afirmações de que era próximo da cúpula do PMDB, ele entregou às autoridades, por exemplo, comprovação de que visitou Temer, quando era vice-presidente, no dia 27 de junho de 2011, na companhia de Marcelo Odebrecht.

Outra informação dada pelo delator refere-se a um recado de Marcelo Odebrecht que ele diz ter dado a Temer: Graça Foster, então presidente da Petrobras, o questionou sobre pagamentos em nome da empresa a nomes do PMDB na campanha de 2010.

A Odebrecht assinou no dia 1º de dezembro o acordo de leniência com os procuradores da Lava Jato. No dia seguinte, foi concluído o processo de assinatura de acordos de delação premiada de 77 executivos do grupo.

Os dados integram os anexos da pré-delação e precisam ser ratificados em depoimentos. Para que as delações sejam homologadas pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki, os executivos precisam prestar depoimentos detalhando o que apresentaram de forma resumida na negociação, nos chamados anexos. Também terão que apresentar provas.

Entre os citados na delação do ex-executivo da empreiteira, apenas Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) tem doação direta da Odebrecht ou Braskem registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2010 ou 2014.

Lima recebeu contribuição oficial de R$ 30 mil da Braskem em 2014, segundo os dados divulgados pelo tribunal em seu site.

OUTRO LADO

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto disse que a contribuição de campanha acertada com o empresário Marcelo Odebrecht, no valor de R$ 10 milhões, foi feita por meio de transferência bancária e registrada na Justiça Eleitoral, referente à campanha eleitoral de 2014, e que não houve recebimento destes recursos em dinheiro.

Em relação ao assessor José Yunes, a assessoria disse que ele nega ter recebido da Odebrecht qualquer quantia em dinheiro na campanha de 2014 e que não se reuniu com Cláudio Melo Filho em seu escritório, em São Paulo.

O Palácio diz ainda que o presidente não se lembra da presença de Cláudio na reunião no Palácio do Jaburu, com o empresário Marcelo Odebrecht, quando foi acertada a doação de campanha da empreiteira para o PMDB.

O presidente também afirmou repudiar "com veemência as falsas acusações".

"As doações feitas pela Construtora Odebrecht ao PMDB foram todas por transferência bancária e declaradas ao TSE. Não houve caixa 2, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente."

O ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) disse que não foi candidato em 2014 "Nunca tratei de arrecadação para deputados ou para quem quer que seja. A acusação é uma mentira! Tenho certeza que no final isto restará comprovado." O ex-ministro Geddel Vieira Lima afirmou que as doações da Odebrecht em suas campanhas estão declaradas à Justiça Eleitoral.

"É mentira. Reitero que jamais falei de política ou de recursos para o PMDB com o senhor Claudio Melo Filho", disse o secretário-executivo do PPI, Moreira Franco.

A assessoria do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que o senador jamais credenciou, autorizou ou consentiu que terceiros falassem em seu nome".

"Reitera ainda que a chance de se encontrar irregularidades em suas contas pessoais ou eleitorais é zero."

Em nota, a assessoria do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirma que todas as doações eleitorais recebidas foram legais e devidamente declaradas ao TSE.

"O deputado nega com veemência a acusação de ter participado de qualquer tipo de negociação com a Odebrecht para aprovação de medida provisória ou de outra proposta legislativa. Ele afirma que as declarações veiculadas pela imprensa são absurdas e que nunca recebeu nenhuma vantagem indevida para votar qualquer matéria."

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse desconhecer a delação e nega ter recebido recursos para o PMDB.

Jucá também diz que todos os recursos da empresa ao partido foram legais e que ele, na condição de líder do governo, sempre tratou com várias empresas, mas em relação à articulação de projetos que tramitavam na Casa.

Em nota, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) disse que "nunca autorizou o uso de seu nome por terceiros e jamais recebeu recursos para a aprovação de projetos ou apresentação de emendas legislativas". "A contribuição da Odebrecht, como as demais, fora recebidas e contabilizadas de acordo com a lei. E as contas aprovadas."

O senador José Agripino Maia (DEM-RN) disse que não foi candidato em 2014 e que repele os fatos citados. O advogado do ex-deputado Eduardo Cunha, Pedro Ivo Velloso, disse que refuta "veementemente" qualquer suspeita relacionada ao tema. O deputado Heráclito Fortes confirmou ter recebido doações da Odebrecht em campanhas eleitorais, mas que todo o valor foi pago legalmente e registrado na Justiça Eleitoral. (COLABORARAM CAMILA MATTOSO, JÚLIO WIZIACK, RUBENS VALENTE, DÉBORA ÁLVARES, WÁLTER NUNES E FLÁVIO FERREIRA)

05/12/2016

Tchau, queridinhos da Rede Globo

Filed under: Eduardo Cunha,Michel Temer,Renan Calheiros — Gilmar Crestani @ 11:07 pm
Tags:

E a vênus platinada virou uma viúva-negra. Se a Rede Globo abraça alguém, fodeu-se! Os três mosqueteiros, que eram 4, contando com o Napoleão das Alterosas, têm a cara e os métodos da Rede Globo, mas sem o poder de sedução para adestrar tantos midiotas.

temer_renan_cunha_thumb

26/11/2016

A plutocracia que sustenta a cleptocracia

Coincidentemente, mas só coincidência mesmo, todas figurinhas carimbadas do PSDB.

Pacto 1 Pacto_2

Pacto_3Pacto_4

Pacto_5

Pacto_6

16/11/2016

Fica Temer, se saíres a velha mídia ainda põe Marcola em teu lugar

globo_temerOs golpes, todos eles, são preparados, conduzidos e usufruídos pelos grandes grupos de mídia. Desde 1954 que a Rede Globo vem se aperfeiçoando em golpes. Acertou em 1964 e agora em 2016. Filial e parceira, a RBS também se locupletou em ambos.

De nada adianta tirar Temer, a Rede Globo mudará o calendário do futebol, e, se necessário, também o calendário gregoriano, só para fazer coincidir o golpe com a reunião de sua manada de midiotas adestrados. Se tirarem Temer, a Rede Globo pode colocar quem ela quiser. Se faz parceria com João Havelange, Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo del Nero, por que não poderia apoiar qualquer um destes no lugar do Temer. Pode ser ainda pior. Colocar lá Fernandinho Beira-Mar ou Marcola. Afinal, para quem apoiou Aécio Neves e nada diz sobre os 450 kg de cocaína apreendidos no heliPÓptero. O que a Rede Globo tem a dizer a respeito do parceiro Eduardo CUnha no golpe contra a Dilma? O que a Rede Globo diz do cheque de um milhão depositado na conta do Michel Temer? Já fez alguma reportagem para o Jornal Nazional a respeito dos 23 milhões depositados na conta do seu ator da Bolinha de Papel na Suíça? O que a Rede Globo tem a dizer a respeito do sumiço de mais de 220 milhões das contas do parceiro dominical Eduardo CUnha?

A existência da Rede Globo, filiais e demais a$$oCIAdos do Instituto Millenium tiram qualquer possiblidade de nos tornarmos uma democracia respeitável. Seremos sempre uma República das Bananas, com jornalistas como estes pagando boquete jornalístico. Há que elogiar a capacidade dos entrevistadores de, com a boca cheia entre as pernas do entrevistado, ainda conseguirem formular perguntas.

As estrelas da mídia encontram seu presidente, por Glenn Greenwald e Thiago Dezan

As estrelas da mídia encontram seu presidente, por Glenn Greenwald e Thiago Dezan

qua, 16/11/2016 – 07:36

do The Intercept

Fofocas, gargalhadas, romance e diversão de montão: as estrelas da mídia encontram seu presidente</p">

por Glenn Greenwald e Thiago Dezan

SEIS JORNALISTAS ENTREVISTARAM o Presidente Michel Temer ontem à noite no programa Roda Viva da TV Cultura. Cinco deles eram estrelas da mídia dominante que incitaram incansavelmente o impeachment da Ex-presidente Dilma Rousseff e, portanto, foram responsáveis pela ascensão de Temer ao poder: O Globo, Folha, Estadão (um representante do jornal e outro do conglomerado do qual o jornal faz parte) e Veja (cujo representante é também âncora do Roda Viva). O sexto jornalista faz parte da própria TV Cultura, rede de televisão pública que já foi vítima de pressões de políticos de importância como José Serra, o chanceler do governo Temer, e cuja verba de publicidade foi reduzida pelo governo.

A lista de jornalistas escalados para a entrevista foi bizarra, mas previsível. Quando um presidente empossado é entrevistado somente por veículos que defenderam o processo de impeachment que o levou ao poder, é inevitável que a conversa decorrente mais se assemelhe a um churrasco animado entre amigos do que a uma entrevista contenciosa (um deles, Ricardo Noblat, d’O Globo, já havia submetido tanto o Presidente quanto sua esposa a esta implacável apuração jornalística):

Blog do Noblat ✔@BlogdoNoblat Uma coisa que eu jamais observara: como Temer é um senhor elegante. Quase diria bonito. A senhora dele, também.

Outra jornalista presente, Eliane Cantanhêde, do Estadão, certa vez saiu em defesa de Temer sugerindo que seus críticos estariam traindo o país: “Mas o esforço para derrubar Temer, neste momento, é trabalhar contra o Brasil”.

Além disso, qual o propósito de uma rede de televisão pública como a TV Cultura – supostamente uma alternativa à mídia dominante com fins lucrativos – se acaba por oferecer uma plataforma para esses mesmos veículos de comunicação corporativos em momentos jornalísticos de tamanha importância?

A entrevista foi iniciada com um tom relativamente sério, porém, extremamente amigável. No primeiro bloco, foram feitas diversas perguntas relevantes, como: por que o grande aliado de Temer, Romero Jucá, comprometido pelas gravações de Sérgio Machado, se tornará líder do governo no Senado e se são verdadeiras as alegações de que Temer recebeu R$ 10 milhões da Odebrecht em doações de campanha ilegais. Ainda assim, não foram realizadas perguntas complementares após as respostas do presidente, nenhum pedido de esclarecimento foi feito sobre as perguntas que foram descaradamente evadidas e muito pouco esforço foi colocado na elucidação das diversas contradições e alegações infundadas de Temer. Essa foi a parte boa da entrevista.

A PARTIR DAÍ, O ENCONTRO decaiu para um nível tão fútil e constrangedor que foi preciso assistir à entrevista diversas vezes para crer no que os olhos viam. Com o passar dos minutos, ficava cada vez mais claro que o político e os jornalistas, que evidentemente o adoram, se inclinavam a um terno abraço coletivo. Quando a entrevista chegou ao terceiro bloco, já estavam todos gargalhando e rindo com considerável pujança das piadas insossas do presidente, como fazem empregados de baixo escalão na primeira semana de emprego para agradar o patrão. Assistindo à entrevista, era possível se sentir como uma mosca na parede de um coquetel de gala da família real, onde os convidados de honra – não completamente bêbados, mas relaxando à medida que incrementavam o nível etílico com taças e mais taças do mais requintado Chardonnay – exploravam os limites da decência no comportamento social.

No quarto e último bloco, as estrelas da mídia pareciam tão cansadas de manter a máscara jornalística, que optaram por deixá-la cair, libertando-se completamente. Ao fim do caloroso bate-papo, o grupo fofocava com o presidente sobre seu palácio preferido, seu estilo antiquado de oratória que lhe confere um charme invejável, o primeiro encontro com a esposa Marcela e como se apaixonou por aquela que viria a ser mãe de seu filho, e seus ousados planos para o mundo literário.

✔@BlogdoNoblat Por pouco, Temer não perdeu o contato com Marcela, sua atual mulher, depois de tê-la conhecido. É o q ele conta no Roda Viva, logo mais.

Se um desavisado começasse a assistir à entrevista sem saber quem é Temer, poderia facilmente achar que o entrevistado era um vovô simpático, famoso por suas melodias delicadas de Bossa Nova, em vez do líder político profundamente impopular que chegou à presidência através do controverso impedimento de uma presidente eleita democraticamente, que milhões de brasileiros consideram um golpe, e diversas instituições e líderes de todo o mundo considerem um ataque à democracia.

COMO RESULTADO DA CONVERSA FIADA, inúmeras questões cruciais foram ignoradas. Os jornalistas perguntaram diversas vezes a Temer se ele pretendia concorrer à eleição em 2018, mas ignoraram – como a mídia dominante sempre faz – o fato inconveniente de que o TRE o declarou “ficha suja”. Embora tenham mencionado Serra quando falaram dos problemas da Venezuela, não demonstraram interesse no depoimento de Odebrecht, em que o Ministro das Relações Exteriores de Temer é acusado de receber R$ 23 milhões em um banco suíço, uma vez que o assunto não foi mencionado. A confissão recente de Temer a banqueiros internacionais em Nova York, de que o impeachment foi motivado por Dilma se recusar a aceitar as reformas econômicas propostas pelo PMDB, também foi completamente ignorada (acompanhando o completo descaso da mídia perante essa importante revelação).

O fato de que a maioria do país rejeita Temer e deseja seu impeachment foi algo que também escapou ao julgamento dos jornalistas. Embora o atual colapso financeiro do Rio de Janeiro tenha sido mencionado, isso serviu apenas para perguntar a Temer qual é seu plano para salvar os cariocas, ignorando o fato de que foi seu partido que governou tanto o estado quanto a cidade nos últimos anos. Os jornalistas tampouco encontraram tempo para perguntar ao presidente sobre o consenso entre economistas ocidentais que acreditam que o caminho mais perigoso que pode ser tomado por um país enfrentando crescimento econômico baixo ou negativo é a austeridade: exatamente o que está sendo imposto por Temer.

Mesmo que a entrevista tenha sido trágica, o que se seguiu conseguiu superá-la nesse quesito. Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, todos os jornalistas elogiaram e parabenizaram uns aos outros pelo excelente trabalho, como se comemorassem a vitória de seu time do coração. No meio da celebração da conquista do campeonato, o próprio Temer, sorrindo como pinto no lixo, olhando direto para a câmera, ofereceu ao público da rede social uma das poucas declarações honestas do encontro: “Eu cumprimento vocês por mais essa propaganda.” Arrancando, mais uma vez, gargalhadas subservientes de seus subalternos jornalistas.

No começo do ano, a respeitada organização Repórteres Sem Fronteiras rebaixou o Brasil para a 104ª posição em seu ranking de liberdade de imprensa – atrás de países como Chile, Argentina, El Salvador, Nicarágua, Peru e Panamá – em parte, porque a mídia dominante é controlada por um número ínfimo de famílias extremamente ricas, além de serem usados para fins de propaganda e ativismo político, em vez de jornalismo. Fora a reconstituição dramática com ares de novela das oito das gravações de Lula e Dilma, a palhaçada vergonhosa que foi transmitida ontem à noite foi a caracterização mais fiel, e lamentável, dessa triste dinâmica até o momento.

As estrelas da mídia encontram seu presidente, por Glenn Greenwald e Thiago Dezan | GGN

15/11/2016

Quem é mais escroto: o hiPÓcrita ou o capacho?!

A manipulação dos grupos mafiomidiáticos só existe porque há uma pequena parcela da sociedade, aquela com poder e beneficiária da manipulação, vive em total simbiose com a manipulação. Nunca é demais lembrar do Escândalo da Parabólica, quando Rubens Ricúpero e Carlos Monforte, revelaram o verdadeiro caráter das relações da Rede Globo para a eleição de FHC. O silêncio ensurdecedor da velha mídia a respeito dos 450 kg de cocaína no heliPÓptero, sobre a sonegação na Lista Falciani do HSBC, dos lavadores do Panama Papers ou dos sonegadores da Operação Zelotes, para não dizer do silêncio sobre os 23 milhões que o Tarja Preta recebeu em conta na Suíça, diz muito a respeito do lado a que se perfilam.

13 SalarioCada dia fica mais claro os reais motivos por traz do sucateamento da educação via PEC 241. Só pessoas com baixo nível de instrução se deixa conduzir bovinamente por tudo o que os grupos mafiomidiáticos dizem. Baixo nível de instrução principalmente daqueles que, tendo diploma de curso superior, não tem a menor capacidade de discernimento. A meritocracia, cantada em prosa e verso pelas cinco irmãs (Veja, Folha, Estadão, Globo & RBS) foi recentemente revelada por um pais que pagou 190 mil para ver se a filha passava no vestibular pra Medicina.

Ora, sempre foi assim. Quantos diplomas podem ter sido ser comprados por quem ostenta curso superior mas não conseguem distinguir alhos de bugalhos? Há muitas universidades que é mais fácil entrar do que sair. Quem não conhece uma? Por isso, a questão não é apenas de acesso ao curso superior, mas de qualidade de ensino. A baixa remuneração dos professores é um entrave para uma boa qualidade de ensino. Como se isso não bastasse, a moda agora é evitar o debate, a discussão política. Claro, quem detém o monopólio da informação se acha ameaçado diante de pessoas que pensam, questionam.

Recentemente o Colégio João XXIII de Porto Alegre sofreu ataques por parte de alguns pais de alunos porque os professores resolveram seguir o sindicato da categoria e se posicionaram contra a PEC 241. Aí eu me pergunto: o que estes pais queriam que os professores fizessem? Ficassem calados, claro.

Se não existissem os que quebram paradigmas, a escravidão teria continuado até hoje. Era lei, quem desobedecia era punido. Quando foi criado, o jornal o Globo disse que o 13º seria uma tragédia. Não porque fosse, mas porque ser contra qualquer tipo de benefício é um dogma do qual quem detém o poder não quer abrir mão.

Se as pessoas não perceberem o quanto são manipulados pelos a$$oCIAdos do Instituto Millenium de nada adianta diploma de curso superior. Até porque inteligência não se compra, se adquire com o uso dos próprios neurônios.

Ao admitir que “Roda Viva” faz “propaganda” dele, Temer deu mais um motivo para não assistir. Por Kiko Nogueira

Postado em 14 Nov 2016 – por : Kiko Nogueira

Michel Temer prestou um favor aos brasileiros que estavam em dúvida se deveriam assistir ao Roda Viva com ele.

Ele cometeu um ato falho diante do jornalista Willian Corrêa, que entrou ao vivo no Facebook, inexplicavelmente animadíssimo, após a gravação da entrevista.

— Presidente, eu sei que deveria pedir permissão para sua assessoria, mas é pra registrar que o senhor é gente como a gente. O que o senhor achou? Nós fomos muito virolentos (sic) ou não?

— A virolência (sic) nessas coisas é importante. Eu pude em uma hora e meia dizer o que o governo está fazendo. Cumprimento vocês por mais esta propaganda.

Corrêa seguiu adiante, numa boa.

O âncora do Jornal da Cultura passeava pelo Palácio do Planalto, serelepe. Cometeu um dos vídeos de bastidores mais constrangedoramente reveladores das última décadas.

Parou em Eliane Cantanhêde, num determinado momento.

— Ele foi muito bem. Muito equilibrado e muito afirmativo. Não recusou nenhuma pergunta. Ele está escrevendo um romance. E olha, cá pra nós, aqui baixinho, que ninguém nos ouça: de romance o presidente entende, hem?

Eliane fica devendo uma explicação sobre a pegadinha Didi Mocó. Ele podia ter recusado alguma questão? O romance é com Marcela? Ela quer dizer que Temer é romântico? É com você, Lombardi.

O DCM entrevistou Dilma Rousseff três vezes, uma delas exclusiva, e Lula uma vez. Em nenhuma dessas ocasiões houve qualquer sugestão de assuntos que deveriam ser evitados ou algo do gênero.

Se houvesse, não teríamos participado.

Lula e Dilma falaram do que estava na ordem do dia — dos escândalos de corrupção do PT à escolha de Temer para vice, por exemplo. Fomos acusados de ser chapa branca por grande parte da mídia chapa branca, que enxerga tudo como ela.

O Michel pós golpe é um desastre, mas pelo menos foi honesto ao alertar as pessoas sobre a natureza desse tipo de programa. É propaganda, mané.

De quebra, deu mais uma razão para ver “Homeland” na Netflix.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

Sobre o Autor

Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.

Diário do Centro do Mundo Ao admitir que "Roda Viva" faz "propaganda" dele, Temer deu mais um motivo para não assistir. Por Kiko Nogueira

13/11/2016

Afinal, é delação ou felação?

OBScena: operação Milhão da PF conduz, coercitivamente, o primeiro a ser comido 

Milhão da PF

Há tanto nonsense nesta República das Bananas que a melhor saída, não é o aeroporto, é rir. Até porque agora o aeroporto de Miami está interditado aos cucarachas.

Então, vida longa em terra brasilis aos vira-latas que adoram tirar os sapatos para entrarem nos EUA.

Um milhão é pouco milho pra tanto pato! Os 23 milhões do Tarja Preta serviria para manter o Movimento dos Bundões Liberados oCUpados. E ainda sobram os 220 milhões que Eduardo CUnha deixou aplicado enquanto passa uma temporada sob os cuidados da PF.

A cada dia que passa parece ficar mais claro que Macondo é aqui. Nem a melhor ficção do Gabo suplanta nosso realismo mágico.

Está no ar um enredo de fazer inveja à novela da família Buendia.

Ainda bem que as instituições estão funcionando. A OAB é um exemplo. Imagine se não estivessem?!

Não tenho provas mas tenho convicção, o que já foi uma OAB agora não passa de um OB, usado. Até a menstruação, quando é do PSDB, merece nota.

Retirem as crianças da sala que uma briga de bugio está por selar a união dos absorvente:  OB do Lamachia com o sempre livre das alterosas.

Vamos torcer, para evitar o constrangimento de mais powerpoints, para que logo apareçam os nomes de Dilma e Lula na boca de algum Buendia delator.

 

Assinatura no cheque de 1 milhão que pode derrubar Temer é de Aécio

12 de Novembro de 2016

O empresário Otávio Marques de Azevedo disse em sua delação que doou 1 milhão de reais de propina para a campanha da então candidata Dilma Rousseff à reeleição.

A campanha de Dilma demonstrou que esse recurso não foi entregue ao PT, mas num cheque ao então candidato a vice e agora presidente da República, Michel Temer.

O assunto se tornou pauta em alguns veículos e de repente a OAB nacional, presidida por Claudio Lamachia, emite a seguinte nota:

"É absolutamente necessário e urgente o esclarecimento a respeito do repasse de R$ 1 milhão para a campanha que elegeu a chapa Dilma-Temer em 2014. A sociedade precisa saber se esses recursos são legítimos ou fruto de propina. Outro ponto que precisa ser esclarecido é sobre qual conta foi usada para receber o dinheiro. A OAB acompanha com atenção os desdobramentos desse fato para cumprir com rigor sua função de defender os interesses da sociedade e o cumprimento da Constituição. Se necessário, a OAB usará de suas prerrogativas constitucionais para fazer valer os interesses da cidadania."

Parodiando Mino Carta, é do conhecimento até do mundo mineral que a Andrade Gutierrez sempre foi "a empreiteira do Aécio". Não porque ele fosse dono da mesma, mas porque seus "negócios" sempre foram majoritariamente realizados com ela.

A quem interessar possa, a Andrade Gutierrez foi a empreiteira que construiu a Cidade Administrativa de Minas. O custo, 1 bilhão de reais. Um investimento monstruoso para um governo do estado.

A despeito desse imenso negócio realizado com o então governador, quando da sua delação, Otávio Marques Azevedo, o presidente da Andrade Gutierrrez, não citou Aécio com beneficiário de propina.

Afirmou que os 20 milhões que doou ao então candidato a presidente em 2014 foi por vias legais, mesmo tendo uma série de mensagens absolutamente suspeitas trocadas com Oswaldo Borges, ex-presidente da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, e apontado como tesoureiro informal do tucano.

As mensagens podem ser lidas nesta matéria do blogue do Fausto Macedo.

Aliás, também no blogue do Fausto Macedo pode-se ler as mensagens dos executivos da Andrade Gutierrez torcendo e fazendo campanha por Aécio.

Então por que um delator que doou 20 milhões para um candidato com qual teve um negócio de 1 bilhão foi lembrar de um cheque de 1 milhão que, segundo ele, havia sido dado a campanha de Dilma?

E como esse delator não se lembrava que havia repassado esses recursos num cheque exatamente para o agora presidente da República, Michel Temer, que era o então candidato a vice na chapa de Dilma?

Ingenuidade do delator? Um erro?

Sigamos um pouco mais então…

Como, de forma tão rápida, o presidente da OAB que foi convidado a cinco dias pelo PSDB de Aécio para discutir a reforma política, como se pode ver neste post da Veja emite um nota colocando Temer numa situação no mínimo constrangedora.

Evidente, caro Watson, o senador Aécio Neves é quem assina essa operação do cheque da propina para Temer.

Aécio desistiu de Temer e alguns de seus aliados mais próximos já não fazem mais de esconder isso nos corredores do Congresso.

Primeiro porque esperava mais do atual presidente. Esperava que lhe desse mais poder.

Segundo, porque Aécio, sabe que 2018 não será o seu ano se ficar esperando a caravana passar. Até porque a cada dia que passa a candidatura de Geraldo Alckmin fica mais forte dentro do PSDB.

E já deve ter feito as contas que conseguiria montar uma operação para ser um candidato viável numa eleição indireta no ano que vem.

O cheque do Temer, amigos, ainda vai render muitas histórias.

    Renato Rovai – Renato Rovai é editor da Revista Fórum

    Assinatura no cheque de 1 milhão que pode derrubar Temer é de Aécio | Brasil 24/7

    01/10/2016

    Amanhã, na URNA, não esqueça de retribuir ao PSOL, PSDB, PMDB, PP pelo GOLPE dado no seu emprego e de seus familiares.

    Filed under: Desemprego,Golpe,Golpe Paraguaio,Manipulação,Michel Temer,Rede Globo — Gilmar Crestani @ 9:17 am
    Tags:

    OBScena: para a Rede Globo, 4,7% de desemprego no governo Lula era um inferno; 11,8% no governo de seus ventríloquos, Michel Temer & Eduardo CUnha, é um paraíso

    Desemprego, 4,7 é maior que 5,7Nossa mídia abraçou os autores do golpe paraguaio mas está tentando esconder a própria responsabilidade no desastre anunciado. Quem diria, depois da bonança dos governos Lula e Dilma que viveríamos para voltar aos tempos do José Sarney.

    Não esqueça, amanhã, na hora de votar, de agradecer à quadrilha que deu o GOLPE no seu emprego e de seus familiares. A assinatura da sua demissão tem as digitais do PSOL, PMDB, PSDB, PP, da Rede Globo, RBS, pato da FIESP.

    Se já chegamos a 11,8% de desemprego antes das eleições deste domingo, imagine depois.

    Não sei como os grupos mafiomidiáticos vão fazer para esconder da mídia estrangeira o paraíso que o golpe nos deu.

    Doce millones de desempleados en Brasil

    En relación con el número del mismo trimestre del año pasado, la cifra actual representa incluso un aumento del 36,6 por ciento, con 3,2 millones más de desocupados que entonces.

    El número de desempleados en Brasil aumentó a 12 millones de personas en el último trimestre, la cifra más alta registrada en los últimos años, según informó ayer el estatal Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE). La cifra corresponde a una tasa de desempleo del 11,8 por ciento en el trimestre cerrado en agosto. Según la medición, 583.000 personas más estaban sin empleo en relación con el periodo anterior (marzo-mayo).

    En relación con el valor del mismo trimestre del año pasado, la cifra actual representa incluso un aumento del 36,6 por ciento, con 3,2 millones más de desempleados que entonces en la primera economía de América Latina. Entre junio y agosto de 2015, en el primer año cerrado con una recesión económica tras varios de crecimiento ininterrumpido, Brasil registró una tasa de desempleo del 8,7 por ciento.

    De la población económica activa, unos 90,1 millones de personas tenían empleo en el último trimestre, según la estadísticas del IBGE.

    Brasil cerrará 2016 con una recesión de más del tres por ciento por segundo año consecutivo. Los últimos cálculos parten de una contracción del Producto Interno Bruto (PIB) del 3,16 por ciento, después del retroceso del 3,8 por ciento registrado en 2015.

    El país más grande de América Latina, con unos 200 millones de habitantes, tuvo hasta 2014 durante varios años un fuerte crecimiento que lo convirtió en una de las primeras economías del mundo y lo consolidó como potencia regional.

    El desgaste de su modelo económico y la caída de los precios del petróleo han sumido a Brasil sin embargo en una dura crisis económica, a la que se suman varios escándalos de corrupción en el aparato estatal y una grave crisis política e institucional.

    La destitución de la presidenta Dilma Rousseff a finales de agosto por acusaciones de haber cometido irregularidades fiscales puso fin entonces formalmente a más de 13 años de gobierno del izquierdista Partido de los Trabajadores (PT).

    Los mercados esperan que la política más liberal del antiguo vicepresidente y sucesor de Rousseff, Michel Temer, del centroderechista Partido del Movimiento Democrático Brasileño (PMDB), contribuya a la reactivación de la economía brasileña.

    Página/12 :: El mundo :: Doce millones de desempleados en Brasil

    18/09/2016

    Um powerpoint a cada ponto a menos no IBOPE do MiShell

    ProvasnQuando o movimento multipartidário crescia com o Fora Temer, lá vem a turma do Memes do Powerpoint Folclórico – MPF. Para cada ponto a menos no IBOPE, novas investidas contra Lula. O diversionismo é uma operação fordiana.

    A tv italina, RAI, reproduz todos os dias as 8:30 hs da manhã documentários com o título: “Un giorna nella storia”. Um dia destes passou o Risorgimento, focado no papel de Garibaldi. Dissecaram sua participação na unificação da Itália, com reportagens a respeito de sua passagem pela América Latina. Entrevistaram pessoas em Garibaldi e Rosário na Argentina.

    Recentemente reproduziram um episódio sobre a ocupação alemã na Segunda Guerra. Na saída, depois que os aliados se uniram à Máfia e entraram pela Sicília, os alemães foram saindo e  detonando tudo o que podia. Com a chegada dos aliados, a “resistenza italiana” tomou corpo e começou a sabotar operações alemãs. Não lembro exatamente em que lugar, bastou o sequestro de um oficial alemão para que todos quanto possíveis italianos localizados naquela comunidade do sequestro foram presos e fuzilados. Era a retaliação como se vê agora utilizada por aqueles que, por vingança à derrota do primeiro a ser comido por um poste do Lula, o caçam obsessivamente.

    Me lembrei deste modus operandi do exército alemão em retirada quando vi que há coincidência política toda vez que algum petardo atinge alguém do exército golpista. Se está para ser votado o golpe contra Dilma, lá vem powerpoint contra Lula. Se está para ser votado o afastamento do deus da plutocracia, Eduardo CUnha, sai mais um powerpoint contra Lula. Se Temer é vaiado onde quer que apareça, saem powerpoints aos borbotões.

    Quando os movimentos sociais encontram uma pauta em comum, contra Temer e sua quadrilha, lá vem powerpoint. De onde vem este medo atávico que motiva essa caçada obsessiva ao grande molusco?! Do medo que José Serra perca os 23 milhões depositados pela Odebrecht em contas no exterior? Ou seria pela possibilidade de que sua eleição motivasse a continuidade do processo contra os donos dos 450 kg de argumentos que viraram pó?! Teria alguma relação com proteção aos que aparecem nas Lista de Furnas, Lista Odebrecht, Lista Falciani, Panama Papers, Operação Zelotes e CARF?

    O último IBOPE que mostra Temer beijando o rodapé do gráfico do IBOPE coincide com a performance de guri do MPF nas telas da Rede Globo. E a coincidência envolve sempre os operários do MPF com as fontes de assassinato de reputação, Rede Globo & Veja.

    A literatura jurídica me permite  confessar: “não tenho provas, mas tenho convicção”!!

    Nos primórdios da civilização acreditou-se que a terra fosse plana. Não existiam provas, mas havia a convicção. Muitos foram jogados na fogueira e queimados vivos porque negavam a convicção.

    mas a Ku Klux Kan tinha convicção. Ali Kamel, responsável pelas idiotices que a Rede Globo vende como informação, tem, apesar das provas que aparecem todos os dias, tem convicção de que “Não Somos Racistas”.

    Um alemão, que os íntimos, como Eva Braum, chamavam de Adolf, afirmou que os judeus eram escória do mundo. Não havia prova, mas havia convicção. E aí veio a solução final. A solução final para a plutocracia que tomou o Planalto Central d assalto e manter a cleptocracia no poder é assassinar a reputação do Lula.

    Desde criança aprendi que a palavra cão não morde. O massacre mafiomidiático só convence os convertidos. Quem usa o cérebro não compra pato por democracia.

    Discretamente, no Ibope: apoio a Temer cai mais ainda nas capitais

    Por Fernando Brito · 17/09/2016

    popularidade

    Menções ligeiras, mal publicadas na imprensa, à queda (ainda maior) de poularidade de Michel Temer foram recolhidas pelo diligente coleguinha Fernando Molica, em seu blog:

    “A desaprovação ao governo Michel Temer aumentou entre os cariocas. Segundo pesquisa do Ibope, apenas 8% disseram que seu governo é ótimo (1%) ou bom (7%). No mês passado, o índice era de 12% (2% para ótimo e 10% para bom). (…)A reprovação a Temer saiu de 42% (13% ruim e 29% péssimo) no mês passado para 46% na nova pesquisa (14% ruim e 32% péssimo). O percentual dos que classificaram seu governo como regular caiu de 40% pra 32%. Dos entrevistados em setembro, 13% disseram não responderam ou afirmaram não ter como opinar, contra 6% em agosto”.

    O Tijolaço foi buscar ,então, o de outras capitais:

    São Paulo – Ótimo+ Bom= 11%/Ruim + Péssimo = 44%. Eram 13% e 41%, respectivamente.

    Belo Horizonte – Ótimo+ Bom= 13%/Ruim + Péssimo = 43%. Eram 13% e 47%, respectivamente.

    Fortaleza –  Ótimo+ Bom= 9%/Ruim + Péssimo = 53%. Eram 11% e 49%, respectivamente.

    Salvador – Ótimo+ Bom= 6%/Ruim + Péssimo = 54%. Eram 8% e 53%, respectivamente.

    Recife – Ótimo+ Bom= 8%/Ruim + Péssimo = 54%. Eram 12% e 48%, respectivamente.

    Porto Alegre: Ótimo+ Bom= 13%/Ruim + Péssimo = 36%. Eram 10% e 42%, respectivamente.

    Só na capital do Rio Grande do Sul, Temer  conseguiu uma pequena melhora.

    No resto crescem, para usar o ditado gaúcho, como cola de cavalo: para baixo. E rápido, porque o intervalo entre as pesquisas é de menos de um mês e, afinal, ele se tornou “definitivo” com o afastamento final de Dilma Rousseff.

    Temer está perto de cumprir o que prometeu: ser o homem capaz de unir o Brasil.

    Contra ele.

    Discretamente, no Ibope: apoio a Temer cai mais ainda nas capitais – TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

    17/09/2016

    Se quiseres informação sobre o golpe e os golpistas do Brasil, leia jornais estrangeiros

    GolpistaEL MUNDO › EL EXPERTO EN DD.HH. MAURICE POLITI LLAMA A INVOLUCRARSE EN CONTRA DEL GOLPE PARLAMENTARIO EN BRASIL

    “Van por Lula para quedar como únicos candidatos”

    El creador y referente del Núcleo de Preservación de la Memoria Política visitó Buenos Aires esta semana como disertante en el seminario regional “El presente se discute con memoria”, que se llevó a cabo en la ex Esma.

    La foto más conocida que circula de Maurice Politi es en blanco y negro, y muestra a un joven mirando de frente, bien directo a la cámara, que mientras porta en sus manos un cartel de madera medio inclinado con los números 3192. Aquel documento es la prueba del momento en que este ex activista del grupo de resistencia Acción de Liberación Nacional (A.L.N.) fue ingresado como preso político en 1970, durante la dictadura militar en Brasil. Antes de comenzar aclara: “No quiero que lo que nos sucedió haga que nadie se quiera involucrar en la política, porque hay que involucrarse”.

    Politi, creador y referente del Núcleo de Preservación de la Memoria Política (con sede en San Pablo), visitó Buenos Aires esta semana como disertante en el seminario regional “El Presente se Discute con Memoria”, que se desarrolló en el predio de la ex ESMA, oportunidad en la que dialogó con Página/12. En un sector congelado y oscuro del ex centro clandestino de exterminio durante la última dictadura, Politi se reencuentra con su propia historia. Con una voz muy suave y un perfecto castellano producto de haber vivido siete años en Argentina, relata que fue preso político con apenas 21 y que tuvo que exiliarse a Israel en 1974. Su vuelta a Brasil se dio en 1980, pero no fue hasta el 2007 que su condición de ex preso lo llevó a dedicarse al campo de los derechos humanos y a reconectarse con ese momento de su vida. Entró a trabajar en el Ministerio de Derechos Humanos y fue uno de los primeros que abrió el capítulo de la memoria. En su lucha por el rescate de la verdad y de la memoria histórica, y con la convicción de que Brasil no debe olvidar lo que sucede, analiza la situación que atraviesa el país tras la destitución de la presidenta Dilma Rousseff.

    “El impeachment fue un quiebre del orden institucional, fue una farsa. Hubo detrás una maquinaria que se aprovechó del descontento popular tras ciertas situaciones, como el aumento de la tarifa del transporte público, para crear nuevos grupos que difundieron la consigna de Fuera Dilma”. Por 61 votos a favor de la destitución y 20 en contra en el Senado, Rousseff fue apartada del cargo de presidenta de Brasil el 31 de agosto, más de cinco años y medio después de haber sido electa por primera vez y luego reelecta. Luego de ocupar el cargo de forma interina, Michel Temer asumió como mandatario y fue denunciado firmemente y en reiteradas ocasiones por Rousseff, de haber orquestado un golpe en su contra junto al ex presidente de la Cámara Baja del Parlamento, Eduardo Cunha, para correrla del poder. “Cuando asume Dilma el primer choque que tiene en la cámara es porque ella sabía que Cunha era un conocido corrupto desde la época de Collor de Melo (Fernando) y que luego se había vuelto evangélico y creado empresas ficticias para poner sus bienes ahí. Cuando aparece la Operación Lava Jato, y Cunha está involucrado, le propone al gobierno un `yo te ayudo y vos me ayudás’. Si vos no me ayudás, voy a recibir las propuestas de impeachment. Dilma le dice que responda ante la justicia y así él le inicia la guerra, se alía con Temer y hacen política sucia. Aunque después lo descartaron como papel higiénico usado y le quitaron su puesto”.

    El Plenario de la Cámara Baja aprobó la destitución de Cunha, del Partido Movimiento Democrático Brasileño (PMDB) por 450 votos contra diez. Cunha está acusado de “falta de decoro parlamentario” por haber dicho a una Comisión Parlamentaria de Investigación sobre la petrolera estatal Petrobras que no tiene cuentas bancarias en el exterior, información que fue desmentida posteriormente. Según los documentos enviados por la justicia suiza, Cunha tuvo cuentas por valor de cinco millones de dólares en Suiza, donde supuestamente desvió fondos de la trama de corrupción de Petrobras.

    Para Politi la situación brasilera es dramática y considera que detrás de los hechos, hay una fuerte influencia de Estados Unidos. Sin embargo, se pregunta quiénes más son partícipes de lo que califica como golpe parlamentario. “Además del Imperio, hay una gran incógnita. ¿Con quién cuenta Temer a nivel empresarial? Sabemos que hay un fuerte apoyo de entidades. Pero no tiene a los grandes detrás, como a la empresa Odebrecht. ¿Quién está dándole todo?”.

    Además, el experto en derechos humanos dice que se está volviendo al neoliberalismo, al estado que se aleja de sus obligaciones y que las empresas privadas están por dominar la economía. “Temer dice que no va tocar los planes sociales. Sin embargo, ya está en tratativas la flexibilización laboral, las privatizaciones de aeropuertos, la explotación del petróleo en mano de las grandes compañías extranjeras. Se está planeando que esté permitido trabajar doce horas de corrido. Las políticas de mayor inclusión social y las políticas de estado van a disminuir o desaparecer”.

    Luego de la salida de Rousseff del poder, le tocó el turno de estar en el banquito de los acusados al ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva. El fiscal Deltan Dallagnol, de la Operación Lava Jato, presentó una denuncia contra el fundador del Partido de los Trabajadores (PT), su esposa y un amigo. La denuncia fue ofrecida al juez de primera instancia, Sergio Moro, y se acusa a Lula, sin pruebas, de haber sido beneficiado por la constructora OAS. Que a cambio de favorecer a la empresa, habría recibido un departamento en un edificio de lujo en el balneario de Guarujá, a 60 kilómetros de San Pablo. “A Lula lo acusan de tener un departamento y una casa de campo, que él niega que sean suyas. Tal vez Lula podría haber asumido su relación con las propiedades, pero tiene una política de negar todo”.

    Para Politi, el plan de Temer y sus secuaces aún no llegó a su fin. Anuncia que la próxima etapa es tornar a Lula inelegible o meterlo preso para que no pueda presentarse como candidato en las próximas elecciones presidenciales que serán en el 2018. “Van por Lula para que ellos puedan quedar como los únicos candidatos viables. Quieren estar en el poder por 12 años como lo hizo el PT. Temer dice que no va a presentarse, pero yo pienso que sí”. Aunque Politi advierte que hay que prestar atención a una persona que está escondida. “Ciro Gomes, ex gobernador de Ceará (estado del nordeste de Brasil), está ahora medio quietito pero puede ser que se presente”.

    Entrevista: Florencia Garibaldi.

    Página/12 :: El mundo :: “Van por Lula para quedar como únicos candidatos”

    06/09/2016

    Meu nome é ninguém

    Filed under: China,Faroeste,G20,Golpe,Golpe Paraguaio,Michel Temer,Vergonha Alheia — Gilmar Crestani @ 9:28 am
    Tags:

    Os patos da FIESP estão produzindo um filme de faroeste. Como nos grandes clássicos do bang bang à italiana, neste filme de cowboy o bandido não é mexicano e o mocinho não é ianque. Pelo contrário, o bandido é brasileiro e os mocinhos e mocinhas são presos preventivamente.

    Para que um faroeste made in Rede Globo faça sucesso, o capo di tutti i capi escala um elenco de pistoleiros diversionistas. Só assim o assalto ao Banco Central pode se tornar um sucesso de bilheteria.

    Num lado da cidade, um dos escalados chama-se Vinicius Mota. Solta um pum no elevador mafiomidiático.

    Na montagem da farsa, um outro Motta, ranzinza e irritadiço devido às hemorroidas adquiridas com o mau uso de rabanetes solta, para provocar uma polvadeira, as bestas do curral.

    Como o assalto está previsto para ocorrer durante uma sessão de cinema, entra em ação um terceiro elemento, com uma receita infalível para evitar tumulto: “o dever das pessoas de bem é boicotar o filme”. E assim, um elenco com atores com prisão de ventre, hemorroidas ou simplesmente sabujice, buscam montar um cenário propício para detonar o cofre.

    O autor intelectual do assalto ao cofre do Banco Central de Tombstone acredita ter utilizado o estratagema perfeito. Se faz fotografar num evento no outro lado do mundo.

    Mas, como diz o ditado, o diabo faz a panela mas não ensina fazer a tampa. Seu nome não aparece na lista dos convidados.

    Como é nome do filme? Com a palavra Sergio Leone.

     

    OBScena: nas fotos de divulgação do filme os mocinhos estão assinalados, tens apenas de encontrar o bandido

    G20-1
    G20-2
    G20-3

    Lista de presença da reunião do G20 omite nome e cargo de Temer

    Em vez de apresentar o nome de Michel Temer, a lista elencou "líder brasileiro", mesmo três dias após o evento; na foto oficial dos líderes, Temer, ao contrário de Lula e Dilma, foi escanteado e colocado na ponta, entre os presentes

    6 de Setembro de 2016 às 03:26 // Receba o 247 no Telegram

    Do Brasil de Fato O presidente não-eleito Michel Temer foi o único líder que não teve o nome citado na lista de presença do encontro do G20, que reúne as 20 maiores economias do mundo todos os anos. Em vez de apresentar o nome de Michel Temer, a lista elencou "líder brasileiro", mesmo três dias após o impeachment de Dilma Rousseff.

    Neste ano, o evento aconteceu em Hangzhou, capital da província de Zhejiang, na China. Iniciada neste domingo (4), a reunião terminou nesta segunda-feira (5).

    O Brasil de Fato entrou em contato com bloco por email à procura de explicações sobre a omissão do nome de Temer, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

    Leia na íntegra a nota de apresentação dos líderes do G20 em inglês.

    Veja em português:

    O 11º Encontro do G20 será sediado em Hangzhou, Zhejiang, em 4 e 5 de setembro. Os seguintes líderes dos países-membros do G20 irão comparecer ao encontro a convite do presidente Xi Jinping:

    – Presidente Mauricio Macri, da Argentina; líder brazileiro; presidente François Hollande, da França; presidente Joko Widodo, da Indonésia; presidente Park Geun-hye, da ROK; presidente Enrique Pena Nieto, do México; presidente Vladimir Putin, da Rússia; presidente Jacob Zuma, da África do Sul; presidente Recep Tayyip Erdogan, da Turquia; presidente Barack Obama, dos EUA; primeiro-ministro Malcolm Turnbull, da Austrália; primeiro-ministro Justin Trudeau, do Canadá; chanceler Angela Merkel, da Alemanha; primeiro-ministro Narendra Modi, da Índia; primeiro-ministro Matteo Renzi, da Itália; primeiro-ministro Shinzo Abe, do Japão; primeira-ministra Theresa May, do Reino Unido; presidente Donald Tusk, do Conselho Europeu; presidente Jean-Claud Juncker, da Comissão Europeia; vice-primeiro-ministro da Arábia Saudita, príncipe Muhammad bin Salman Al Saud da Arábia Saudita; presidente Idriss Deby, de Chade; presidente Abdel Fatah al-Sesi, do Egito; presidente Nursultan Nazarbayev, do Casaquistão; presidente Bounnhang Vorachith, de Laos; presidente Macky Sall, de Senegal; primeiro-ministro Lee Hsien Loong, de Cingapura; primeiro-ministro Mariano Rajoy, da Espanha; primeiro-ministro Prayut Chan-ocha, da Tailândia; secretário-geral da ONU Ban Ki-moon; presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim; diretora do FMI, Christine Lagarde; diretor-geral do WTO, Roberto Azevedo; diretor-geral Guy Ryder, da Organização Internacional do Trabalho; presidente Mark Carney, do Financial Stability Board; a secretária-geral Angel Gurria, da OECD, etc..

    Lista de presença da reunião do G20 omite nome e cargo de Temer | Brasil 24/7

    04/09/2016

    Jogo dos erros: descubra o intruso escanteado

    Filed under: China,Dilma,G20,Michel Temer,Turquia — Gilmar Crestani @ 8:03 pm
    Tags: ,

     

    temvagaai

    03/09/2016

    Michel Temer, como todo golpista, é também covarde!

    Filed under: Covardes,Golpe,Michel Temer — Gilmar Crestani @ 11:46 am
    Tags: , , , , ,

    Covarde

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    .

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe! Michel Temer é golpe!

    Michel Temer é golpe! Michel Temer é