Ficha Corrida

18/09/2015

Bola nas costas: coxa enterrou duas no CUnha

Filed under: Eduardo Cunha,Flamengo,Futebol,hiPÓcrita — Gilmar Crestani @ 7:52 am
Tags:

O Coritiba fez seu melhor primeiro tempo de todos os tempos. Enterrou dois gols no Flamengo e deixou de fazer um terceiro de penas das crianças que foram pela primeira vez no Mané Garrincha. O oportunista de arquibancada, Eduardo CUnha, postou foto com a camisa do Flamengo por cima da camisa brana.

Pode-se dizer então que o Coritiba cometeu o crime contra o do “colarinho branco”…

O “mico” de Eduardo Cunha

Por Fernando Brito · 18/09/2015

micocunha

Perdão aos meus muitos amigos flamenguistas, mas o  “mico do dia” foi pago  foi pago no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, ontem à noite,  onde o Fla, depois de seis vitórias consecutivas, perdeu do Coritiba, que anda com as coxas bambas no Brasileirão.

Não pelo time rubro-negro, que vem fazendo uma campanha brilhante no returno do Campeonato.

Mas porque Eduardo Cunha, depois de ter tomado uma tunda no STF com o financiamento privado de campanhas eleitorais, resolveu fazer uma média postando fotos de sua ilustre presença no jogo no Facebook.

Resultado: a marquetagem saiu pela culatra e os flamenguistas, gozadores,  pediam a Cunha que fizesse como na emenda para aprovar a grana empresarial nas campanhas.

Mandasse começar de novo o jogo, até vencer.

Nada como estas coisas para expor ao ridículo figuras ridículas como o presidente da Câmara.

Aliás, vai ser interessante o recurso de Cid Gomes para a condenação que sofreu por ter dito que Eduardo Cunha era “acusado de achacador”.

O juiz deu a Cunha R$ 50 mil como indenização por danos morais.

E, daqui a dias, Eduardo Cunha terá aceita pelo STF a acusação da Procuradoria Geral da República como…achacador.

No Direito, vai ser um caso didático para explicar o que é a “exceção da verdade”.

Isto é, quando a acusação é verdadeira, existe incontestavelmente.

Cunha, se não bastassem as complicações em que está metido, arranja outras com seu espírito demagógico.

Já está “pendurado” com dois cartões amarelos.

O vermelho não demora até o ano que vem.

O “mico” de Eduardo CunhaTIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

02/06/2015

Saiba por que Rede Globo odeia Eurico Miranda

Sempre suspeitei do ódio da Rede Globo ao Eurico Miranda. Isto porque o Eurico, assim como José Maria Marin, tem perfil de alguém com o qual, em situações normais de temperatura e pressão, a Globo manteria relações para lá de mútua serventia. Em dezembro de 2013(A Globo Dinamitou o Vasco), depois do esforço que a RBS fez para detonar com o Inter, e vendo o esforço que a Rede Globo fazia para detonar Eurico Miranda e apoiar Roberto Dinamite, registrei estas mesmas suspeitas. O contrato com a Andrade Gutierrez esteve a perigo graças ao bombardeio da RBS em parceria com um pool de empreiteiras gaúchas que queriam tomar o lugar da empreiteira. Não fosse Giovani Luigi e o Inter hoje estaria na mesma situação do Porto Alegrense.

Em abril deste ano, voltei a citar os 50 anos de amestramento de uma manada de zumbis que a segue bovinamente. O povo nas arquibancadas gritava, “abaixo Rede Globo, o povo não é bobo”. A Rede Globo que cobra de Lula, dizendo que ele sabia de tudo o que acontecia no seu governo, agora, mesmo sendo o maior grupo de comunicação do Brasil, também não sabia de nada a respeito da corrupção dos seus parceiros comerciais. Como a Globo pode fazer negócio com mafioso se não for também ela mafiosa?! Logo se vê que os ataques a Lula e Dilma é que, ao contrário dos seus títeres, não há Engavetador Geral. Isso sim é motivo para se derrubar um governo e dar boas vinda, em editorial, a ditadores.

A Globo conseguiu emplacar Roberto Dinamite, mas Dinamite dinamitou o Vasco. Desceu para a segunda divisão. Voltou Eurico, subiu o Vasco. Eurico não presta, a Globo menos ainda. Eurico é um gangster, a Globo é capo di tutti i capi.

Há outros dois motivos para se ver na Globo algo mais pernicioso que no Eurico Miranda. Primeiro a maneira como conduz o futebol brasileiro, distribuindo mais verbas ao Flamengo e ao Corinthians. Depois, escondendo jogos dos times locais para mostrar exatamente estes dois clubes. Veja que no Brasileirão de 2015, nem Flamengo nem Corinthians jogarão no horário das 11 hs de domingo, nem o das 22 dos sábados. Sempre em horário nobre.

A Globo e a RBS escondem dos gaúchos, nas tardes de domingo, jogos da dupla greNAL. O modus operandi dos grupos mafiomidiáticos, para além da corrupção, também está detonando com o futebol. O artigo do Eurico Miranda de 1998 citava exatamente estas personagens que hoje estão presas. Mas, como diria David Nasser, está faltando alguém nas prisões da Suíça. É a estrela do filme Muito Além do Cidadão Kane.

O pior é que o Ministério Público e a Polícia Federal tinha informações suficiente para abrirem investigação pelo menos desde 1998 e nada fizeram. Mas como em 1998 vivíamos os tempos mafiosos de FHC, do Engavetador Geral e nada foi feito. Claro, ninguém sabia à época, que a Globo tinha convencido FHC de que o filho da Miriam Dutra  era dele…

Eurico Miranda denunciou esquema de corrupção da Traffic há quase 17 anos

:

“Por que são sempre os mesmos intermediários?”, questionava, em 1988, o cartola Eurico Miranda, presidente do Vasco da Gama; “Por que os clubes que eles exploram estão de mal a pior e eles estão sempre bem? Por que ingressaram no esporte, por meio do jornalismo, e o deixaram e passaram a ser exploradores do mesmo? Provoquem- me, para que eu diga tudo o que sei!”, dizia; no artigo, Miranda denunciava os intermediários J. Hawilla, da Traffic, e Kleber Leite, da Klefer

30 de Maio de 2015 às 16:46

247 – Num artigo publicado no dia 20 de novembro de 1998, o cartola Eurico Miranda, dirigente do Vasco da Gama, denunciou o esquema de corrupção da Traffic e da Klefer, empresas de marketing esportivo que compravam direitos de transmissão dos torneios e os repassavam à Globo. Leia abaixo:

Por que são sempre os mesmos?

EURICO MIRANDA

Previsível e absolutamente natural a reação provocada nos últimos dias, nos meios esportivos, especialmente junto às pessoas direta ou indiretamente ligadas ao futebol -dirigentes, jogadores, torcedores e parte da crônica, pela entrevista que dei à “Isto É”.

Entre as muitas sandices que tenho lido e ouvido sobre o assunto, é bom deixar claro que não tenho que provar a possível sociedade de fulano com beltrano, até porque, a palavra “sócio”, segundo o Aurélio, tem vários significados e interpretações, como parceiros e cúmplices, além de membros de uma sociedade que esperam auferir lucros. A partir dessa publicação, indagam-me alguns amigos, por que somente agora denunciei a associação Traffic-J. Hawilla- Ricardo Teixeira-Kleber Leite?

Simplesmente porque não concordo e não admito que esse torneio Mercosul tenha sido colocado de forma prioritária, acima, inclusive, do Campeonato Brasileiro, obrigando inúmeras mudanças na tabela de nossa principal competição.

Minha indignação tornou-se ainda maior ao constatar que, de forma orquestrada, anônima e covarde, nos últimos dias tentaram atribuir ao Vasco e, mais precisamente, a mim, a culpa por essas mudanças.
Na realidade, o grande prejudicado foi o Vasco, que, pelo fato de ter sido campeão brasileiro e campeão da América do Sul, foi prejudicado, acintosamente, pela CBF.

As datas da Libertadores estavam marcadas há muito tempo. Entretanto, fizeram uma tabela do Campeonato Brasileiro marcando, por exemplo, Vasco x Lusa para o dia 12 de agosto, mesmo dia em que o Vasco tinha compromisso com o Barcelona, pela Libertadores, em São Januário. Fizeram mais. Marcaram, para o dia 26 de agosto, Vasco x Grêmio, data em que o Vasco teria que enfrentar o Barcelona novamente.

Ficou claro que “eles” não acreditavam que o Vasco se classificaria e acabaria vencendo, como aconteceu, a Libertadores. Assim ficou claro, também, a torcida contra o Vasco na final do Brasileirão, quando marcaram playoff para o dia 29 de novembro, sabendo que o Vasco decidirá um título mundial no dia 1º de dezembro.

Voltemos um pouco no tempo. Havia uma competição na América do Sul, a Supercopa de clubes campeões, disputada anualmente, na qual a Pelé Sports tinha alguns clubes sob contrato. A Traffic (J. Hawilla), empresa ligada à CBF, depois que Ricardo Teixeira assumiu a presidência, e com a qual realizou alguns negócios, para não dizer todos, associa-se a Torneo & Competencias, da Argentina (Ávila) e criam uma empresa chamada T & T Sports Marketing, com sede nas Ilhas Cayman, à One Capital Place, Grand Cayman, Cayman Island, B.W. I P.O. Box 1062.

A partir de então, simplesmente acabaram com a Supercopa e passaram a patrocinar o torneio Mercosul. Celebraram contrato com a Confederação Sul-Americana, com os clubes e passaram a explorar esse torneio. É ilegal? É irregular? É imoral? Digam vocês.

Essa T & T negociou com as emissoras de televisão. Essas pagaram a quem e onde? Pagaram aqui. Em que conta, na da Traffic?

Todos os clubes recebem em dólares procedentes das Ilhas Cayman. Como chegaram lá? Ou será que já estavam lá há algum tempo? Se as TVs pagam em reais, por que os clubes recebem em dólares? A quem e de que forma foi feito esse pagamento?

Quem tem que provar, explicar ou, pelo menos, aclarar algo não sou eu. Eles é que devem explicações. Por que dessa exclusividade de negócios com a CBF? Por que são sempre os mesmos intermediários? Por que os clubes que eles exploram estão de mal a pior e eles estão sempre bem? Por que ingressaram no esporte, por meio do jornalismo, e o deixaram e passaram a ser exploradores do mesmo? Provoquem- me, para que eu diga tudo o que sei!

Eurico Miranda denunciou esquema de corrupção da Traffic há quase 17 anos | Brasil 24/7

11/08/2014

Flamengo e suas ligações perigosas

Filed under: Flamengo,Goleiro Bruno,Patrícia Amorin — Gilmar Crestani @ 11:49 pm
Tags:
bruno

Jogador de futebol ligado a milícia do Rio atua no Flamengo, diz delegado

Clube diz que vai esperar conclusão da investigação para se pronunciar.
Luiz Antonio é suspeito de presentear miliciano com carro e será ouvido.

Do G1 Rio

Luiz Antonio está há quatro anos entre os profissionais do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Luiz Antonio está há quatro anos entre os
profissionais do Flamengo (Foto: Gilvan de
Souza / Flamengo)

O jogador de futebol citado por um ex-integrante da principal milícia do Rio por ligação com os chefes da quadrilha joga no Flamengo, como mostrou o RJTV. Segundo o delegado da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Alexandre Capote, o atleta é Luiz Antonio e será chamado para prestar depoimento. O clube informou, em nota, que vai esperar pela conclusão da investigação para se pronunciar.

A polícia chegou até o jogador, que atua no meio de campo do time da Gávea, após depoimento de um ex-integrante da milícia que atuava na Zona Oeste da cidade e teve mais de 20 presos na quinta-feira (7). As declarações foram exibidas no Fantástico deste domingo (10). Entre outras revelações, o criminoso contou que um jogador de futebol frequentava churrascos realizados nos fins de semana, com direito a "muita mulher" e "cerveja".

Segundo a polícia, Luiz Antonio, que atuou como titular na vitória do Flamengo contra o Sport neste domingo, teria dado um carro de luxo a um dos chefes da milícia. Após o presente,  ele teria registrado o roubo do veículo em uma delegacia para poder receber o dinheiro de seguro. Segundo os investigadores, o jogador teria cometido estelionato.

"Já foi instaurada uma investigação", disse o delegado da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Alexandre Capote. “Ele presenteou o miliciano para ficar bem com ele e, ao mesmo tempo, cometeu um estelionato, uma fraude com fim de receber o valor do seguro desse carro. Foi um familiar do jogador que comunicou falsamente o roubo desse carro”, acrescenta o delegado.
Policiais foram até o apartamento do jogador Luiz Antônio para entregar a intimação, porém ele não foi encontrado em casa. Pessoas no local informaram que ele não mora mais no endereço na Zona Oeste do Rio há, pelo menos, oito dias.

saiba mais

‘Ninguém vê o corpo’, diz ex-miliciano
O ex-integrante da milícia diz que artistas famosos também frequentam os churrascos, realizados às sextas-feiras e aos sábados. O depoimento revela ainda que o grupo possui um forte arsenal e os homicídios recorrentes. “Muitas mortes. Passa fogo e acabou. Some com eles dali e ninguém vê o corpo, ninguém vê nada”, contou.

Segundo a polícia, a maior e mais violenta milícia do Rio foi desarticulada com as recentes prisões. O grupo cobra taxas dos comerciantes, das vans de transporte alternativo, cobrava por segurança, pela TV a cabo, pelo gás e até pela cesta básica. “Quem não paga, pode comprar a passagem pro além. Entendeu? Tem que pagar. É assim que funciona”, conta o ex-integrante, que ajudou a polícia do Rio a identificar os criminosos.

Ele diz conhecer como ninguém o funcionamento da quadrilha, que explorava moradores da Zona Oeste da cidade havia mais de dez anos. “Eu sou um ex-componente da firma. Eu era um braço-direito deles”, conta.

Líderes presos há mais de 6 anos
A milícia foi criada pelos irmãos Jerônimo, ex-vereador, e Natalino Guimarães, e ex-deputado estadual do Rio. Eles estão presos há mais de seis anos em um presídio federal de segurança máxima, em Porto Velho, Rondônia, condenados por formação de quadrilha armada. O grupo criminoso é formado, principalmente, por quem deveria estar do lado da lei.

“A maioria é ex-policiais. Ex-policiais e policiais da ativa. A maioria, por isso que tem essa força. A firma é milionária”, revela o criminoso.

Segundo o delegado Alexandre Capote, o lucro era milionário. “Nós constatamos que eles movimentavam cerca de R$ 1 milhão por mês”, conta.

A área de atuação da milícia chegou até condomínios do programa "Minha casa, minha vida", do Governo Federal. Em abril passado, o Fantástico denunciou que essa quadrilha cobrava taxas e serviços dos moradores e expulsava de lá quem não colaborava.

“Centenas de trabalhadores que conquistaram o direito de ter um imóvel, e de uma hora pra outra se viram no meio da rua, expulsos, torturados, ameaçados só porque esses milicianos queriam esses imóveis para vender”, diz o delegado.

Cartaz com rosto de Gão agora já tem a faixa de "capturado" (Foto: Disque-Denúncia / Divulgação)Cartaz com rosto de Gão agora já tem a faixa de
"capturado" (Foto: Disque-Denúncia / Divulgação)

Prisões
Nesta semana foi a vez de os milicianos mudarem de endereço. Na terça-feira (5), a Divisão de Homicídios prendeu um dos chefes: o ex-PM Marcos José de Lima Gomes, conhecido como Gão. Ele trocava de casa frequentemente e vivia cercado de proteção.

“Desde o início da rua onde ele mora, tinham pessoas e câmeras que faziam toda a vigilância pra que ele efetivamente não fosse alcançado”, diz o delegado da Divisão de Homicídios, Rivaldo Barbosa.

“É uma pessoa extremamente perigosa, audaciosa, e que controlava, dividia a liderança da milícia com mão de ferro”, acrescenta Capote.

Dois dias depois da captura de Gão, a equipe da delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas prendeu mais 22 integrantes do grupo, entre eles João Henrique Barreto, o Cachorrão. “Ele era ainda policial militar, um suboficial, e lotado no Batalhão de Campo Grande, que é a área de atuação dessa milícia”, destaca Capote.

Segundo o ex-integrante da milícia, a quadrilha tem armamento pesado. “Hoje, tem 168 fuzis. A arma que chega, eles pagam, eles compram. Isso é brinquedo pra eles”, conta.

Além do poder de fogo, os comparsas gostam de mostrar poder, de ostentar. “Sexta e sábado sempre tem um churrasco. Chope à vontade, mulher à vontade. E de vez em quando aparece um cantor famoso, um jogador de futebol de um time grande do Brasil para prestigiar”, conta o ex-miliciano.

Além da ligação com o jogador de futebol, a polícia também vai investigar os papéis apreendidos com os milicianos que foram presos. “Nós apreendemos contabilidade, que causa perplexidade, por dois motivos. Primeiro, pela organização. Está tudo planilhado, bem como outros documentos, por exemplo, as cartas que mostram que existe uma vinculação entre as pessoas que estão presas e quem está aqui fora”, diz o delegado Rivaldo.

G1 – Jogador de futebol ligado a milícia do Rio atua no Flamengo, diz delegado – notícias em Rio de Janeiro

26/12/2012

Estagiário de Luxa

Filed under: Flamengo,Grêmio,Luxenburgo — Gilmar Crestani @ 7:32 am

Sob nova direção… em direção à periferia!

Buscando se preparar para assumir a Presidência do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo impôs, e o Grêmio aceitou, o comando da massa falida. É bem verdade que o problema na renovação do contrato não era o dinheiro, nem uma moeda a mais!, mas a compra ao estilo porteira fechada, do rebanho.

Claro, eu entendo, ele quer títulos. O Vitor também queria. O Paulo Paixão, idem. Todos querem, mas o Grêmio? Não dá! Todo o time do Corinthians queria títulos,por isso saiu do Grêmio para ser Campeão do Mundo Fifa.

Luxa exige, e leva!

Em 2014, o estagiário de direção levará seu espólio e sua experiência administrativa ao comando do Flamengo. Até lá, estagia com bolsa paga pelos azuizinhos. Vem aí o terceiro rebaixamento!

Nóis sofre, ma nóis goza…

Luxa promete se dedicar ao Grêmio “em 2013 e 2014”

Técnico concedeu entrevista revelando planos de concorrer à presidência do Flamengo

Vanderlei Luxemburgo tem contrato com o Grêmio até 2014 Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

Técnico usou o Twitter para se manifestar após publicação de entrevista<br /><b>Crédito: </b> Reprodução / CP

Vanderlei Luxemburgo tem contrato com o Grêmio até 2014
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

O técnico Vanderlei Luxemburgo usou o Twitter para afirmar que pretende trabalhar no Grêmio em 2013 e 2014. Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, ele afirmou que cogita candidatar-se à presidência do Flamengo, seu clube de coração, no futuro.
Em outro tom, o técnico usou a rede social para dizer que não é bem assim: “Meu principal objetivo em 2013 e 2014 é me dedicar ao máximo no Grêmio, lutando muito forte pela conquista de títulos”, postou ele, no início da noite. “O Fato de me candidatar a Pres. do Flamengo ,em 2015,vai depender de uma série de fatores. Portanto, não passa de um "Sonho"”, completou, logo em seguida.

No Grêmio desde fevereiro, Luxemburgo renovou seu contrato por mais duas temporadas no fim deste ano, já sob aval do presidente Fábio Koff.

Correio do Povo | Esportes | Luxa promete se dedicar ao Grêmio “em 2013 e 2014”

31/05/2012

Início do fim

Filed under: Flamengo,Patrícia Amorin — Gilmar Crestani @ 9:59 pm

Um clube comandado por uma patricinha, tendo por advogado um cara com sobrenome Piro, e que apoia o ator da bolinha de papel não pode ir longe. Com mais dois mandatos, Patrícia Amorin enterra o Flamengo no Bangú, vira vice de Serra e vai atuar na Organizações Globo, como papel …higiênico. Igual à Patrícia, só Paulo Odono do Grêmio. Desastre pouco é bobagem. Flamengo é useiro e vezeiro em contratar e não pagar. Bem feito pro Ronaldinho. E o Grêmio ainda queria pagar por esta naba.

"O Flamengo é maior do que qualquer pessoa"

Foto: Vipcomm

Presidente do clube, Patricia Amorim, se diz surpresa com decisão da Justiça que autoriza a rescisão do contrato do atacante Ronaldinho Gaúcho; comunicado oficial contesta os R$ 40 milhões; vice-presidente jurídico diz que pode usar indisciplina no processo trabalhista

31 de Maio de 2012 às 18:26

Stephania Mello_247 – A diretoria do Flamengo vai cuidar do caso Ronaldinho Gaúcho. Por meio do departamento Jurídico, o clube rubro-negro vai responder à ação trabalhista impetrada pela advogada do jogador. O advogado e vice-presidente jurídico do Flamengo, Rafael De Piro, disse na tarde desta quinta (31) que o clube tem conhecimento da ação judicial e que contesta o valor de R$ 40 milhões pedido pelo jogador. Disse ainda que direitos de imagem não são salários e vai apresentar a defesa do Clube na esfera competente. Em entrevista à Rádio BandNews Fluminense, veiculada pouco depois das 16h30 desta quinta, falou que poderá usar os relatórios dos treinos para apresentar provas da indisciplina do atacante. Ronaldinho não é mais jogador do Flamengo, após obter medida liminar na Justiça Trabalhista do Rio para rescindir o contrato com o clube da Gávea.

Leia notícia publicada no site oficial do Flamengo:

O Flamengo tomou ciência nesta quinta-feira (31.05) sobre o processo movido por Ronaldinho Gaúcho, cobrando uma possível dívida e se desligando oficialmente do clube. O jogador tomou a atitude após se ausentar dos treinamentos por quatro dias e, agora, o caso está entregue ao Departamento Jurídico rubro-negro.

A presidente Patricia Amorim lamentou o fato do caso ter chegado à esfera judicial, mas ressaltou que o Flamengo é maior do que qualquer pessoa. "Sempre tratamos os assuntos relacionados ao Ronaldinho em alto nível e internamente. Não esperávamos uma atitude como essa. Agora, o caso está nas mãos de nosso departamento jurídico, que irá tomar todas as medidas legais para proteger os interesses do Flamengo. O clube é maior do que qualquer pessoa e vai ser assim para sempre", afirmou Patricia Amorim.
Vice-presidente jurídico rubro-negro, Rafael De Piro, explicou que existe uma grande diferença entre o valor pedido pelo jogador na Justiça, já divulgado por alguns veículos de comunicação, e a dívida que o Flamengo tem com ele.
"Esse valor divulgado é absurdo. Vamos nos interar do processo e vamos nos posicionar melhor. Assim como disse a presidente, o Flamengo é maior que tudo e vai continuar assim. Só fica aqui quem quer jogar, quem quer vestir a nossa camisa. Relevamos durante todo esse tempo em que o Ronaldinho esteve aqui seus atos de indisciplina e nunca tivemos uma contrapartida desse ato. Sem dúvida, o Flamengo ficará melhor daqui para a frente", encerrou De Piro.

"O Flamengo é maior do que qualquer pessoa" | Brasil 247

26/05/2012

Apesar de Dorival Inter empata com Flamengo

Filed under: Flamengo,Inter — Gilmar Crestani @ 11:08 pm

Está na hora de  parar de punir o Inter e começar as punições de Dorival. Perder, é do jogo, com titulares ou reservas. Entrar jogando para perder, é demonstração de falta de confiança. Dorival não confiou no time, mas o time se superou. Quando um jogador (Jô), infringe as regras, puna-se o jogador. Quando dois jogadores (Jô e Jajá) ultrapassam os limites do profissional, punam-se os dois. Agora, se mais gente precisa de punição, algo há de errado com o treinador. Dorival já tem em sua paleta a punição a Neimar no Santos. Santos fez bem em demiti-lo. Se Dorival insistir em punir Fabrício, então o Inter terá também de demiti-lo. Fabrício não foi só autor de um belíssimo gol, senão um dos melhores jogadores em campo. Só ficou, na minha opinião, atrás de Dátolo. Dorival parece ter algum problema de autoridade, de alguém que muito apanhou e agora não pode prescindir da punição como elemento de autoridade.

Inter busca empate heroico contra o Flamengo

Atuando com uma série de desfalques, o Internacional buscou empate heroico em 3 a 3 contra o Flamengo na noite deste sábado, no Engenhão, em partida válida pela segunda rodada do Brasileirão. O time colorado saiu perdendo o jogo por 2 a 0, mas diminuiu ainda na etapa inicial com Gilberto. Os cariocas ampliaram no comecinho do segundo tempo. Foi então que o Colorado mostrou muita garra e chegou ao empate com belos gols de Fabrício e Dátolo em chutes de fora da área. Foi um grande resultado dadas as circunstâncias da partida.

O próximo desafio no campeonato é somente no dia 6 de junho, diante do São Paulo, no Beira-Rio. O Inter é o vice-líder provisório, com quatro pontos conquistados em dois jogos.


Dátolo em ação contra o Flamengo: argentino anotou o gol de empate

> Galeria de fotos da partida

Muitas baixas

O Inter viajou para a capital carioca com muitos desfalques. Kleber, Sandro Silva, D’Alessandro e João Paulo, lesionados, Leandro Damião e Oscar, convocados para a Seleção Brasileira, além de Bolívar, suspenso, ficaram de fora do confronto. Com  isso, o técnico Dorival Júnior teve que montar um time diferente do que vinha atuando, colocando o volante Josimar e o atacante Gilberto entre os titulares. O treinador também precisou convocar vários jogadores das categorias de base para compor o grupo que viajou para o Rio.

Começo complicado

Os minutos iniciais até foram favoráveis ao Inter, que conseguiu trocar bons passes no campo de ataque. Mas o Flamengo conseguiu de impor dentro dos seus domínios e fez 2 a 0 já na arrancada da etapa inicial, atrapalhando os planos do time colorado. Aos 7min, Ronaldinho Gaúcho cobrou escanteio fechado, González desviou no meio do caminho e Muriel defendeu, porém, no rebote, Aírton concluiu da pequena área para fazer 1 a 0. Aos 10min, por pouco Gilberto não empatou, ao cabecear rente à trave esquerda.

A partida era disputada em alta velocidade. Aos 13min, Vagner Love chutou da direita e Muriel espalmou providenciamente. Um minuto depois, Dagoberto cobrou falta que foi defendida com tranquilidade por Paulo Victor. No lance seguinte, a defesa colorada se complicou na saída de bola e Índio acabou cometendo pênalti sobre Ibson. Ronaldinho Gaúcho coverteu a cobrança.

Gilberto desconta

Com a vantagem no placar, a equipe carioca diminuiu um pouco o ímpeto ofensivo. O Inter percebeu a retração do adversário e cresceu na partida. Aos 27min, Dagoberto passou pelo marcador, invadiu a área pela direita e chutou cruzado. O goleiro Paulo Victor fez grande defesa para escanteio. Aos 32min, Dátolo acionou Fabrício, que cruzou rasteiro em direção à pequena área, onde Gilberto apareceu para desviar com o bico da chuteira. A bola ainda tocou na trave esquerda antes de entrar. 2 a 1. Era o gol que o time precisava na busca pela reação.


Atacante Gilberto fez o seu sexto gol pelo Inter

O time da Gávea voltou a ameaçar com Ibson. Aos 35min, o meia invadiu a área livre de marcação, mas Muriel saiu bem do gol e afastou o perigo. Dois minutos mais tarde, Ibson, novamente, desferiu chute frontal que desviou em Nei para a linha de fundo. Aos 41min, Magal cruzou fechado da esquerda, mas Muriel estava atento e fez a defesa com segurança. Já nos acréscimos, Ronaldinho Gaúcho cobrou falta de muito longe, fácil para defesa do camisa 1 do Colorado.

Fla amplia

No intervalo, o atacante Maurides, 19 anos, do time júnior, entrou no lugar de Josimar. O Inter teve boa chance de empatar logo aos 2min. Após bate-rebate na grande área, a bola sobrou para Elton, que acabou chutando fraco. O Flamengo foi letal no contra-ataque: Vagner Love recebeu passe no interior da área e chutou cruzado para ampliar. 3 a 1.

Aos 6min, Maurides soltou uma pancada sobre o gol flamenguista. Aos 15min, Marcos Aurélio foi para o jogo no lugar de Gilberto. Aos 18min, Kléberson tentou surpreender em chute de longa de distância, mas Muriel defendeu no meio do gol.

Fabrício e Dátolo comandam reação com golaços

O Campeão de Tudo não se deu por vencido e seguiu acreditando na reação. Aos 21min, o Inter voltou a encostar no placar com um gol de placa de Fabrício. O lateral chutou cruzado da entrada da área e a bola entrou no ângulo esquerdo. Mas o melhor estava por vir. Aos 25min, Dátolo experimentou de fora da área e igualou o marcador no Engenhão: 3 a 3! O chute do meia argentino entrou no canto esquerdo, sem chance para Paulo Victor. Foi seu 10º gol em 21 jogos.


Fabrício marcou o seu quinto gol com a camisa colorada

A partir de então, o time do técnico Dorival Júnior lançou-se ao ataque e por pouco não alcançou a virada histórica. Aos 29min, Dátolo teve boa chance de anotar o quarto, mas o chute saiu pela linha de fundo. Aos 34min, Dagoberto carregou a bola pelo meio e chutou desviado para escanteio. Aos 42min, Marcos Aurélio cobrou falta da esquerda e Paulo Victor defendeu. Aos 44min, foi a vez de Muirel fazer defesa sensacional após cabeceio de Welinton.

"Temos que trabalhar duro para não cometer os erros que cometemos hoje", avaliou Dátolo.

"Sofremos dois gols quando estávamos fazendo um jogo equilibrado. Mas conseguimos nos reorganizar para evitar a derrota", avaliou o técnico Dorival Júnior.

"Tivemos poder de reação e tiramos dois pontos do Flamengo. Foi um resultado interessante", disse o vice-presidente de futebol Luciano Davi.

Ficha técnica:

Flamengo (3): Paulo Victor; Léo Moura, Welinton, González e Magal; Aírton (Amaral), Luiz Antônio, Kleberson e Ibson; Ronaldinho Gaúcho (Deivid) e Vagner Love. Técnico: Joel Santana.

Internacional (3): Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Elton, Guiñazu, Josimar (Maurides) e Dátolo; Dagoberto (Bolatti) e Gilberto (Marcos Aurélio). Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Aírton (F), aos 7min do primeiro tempo, Ronaldinho Gaúcho (F), de pênalti, aos 16min do primeiro tempo, Gilberto (I), aos 32min do primeiro tempo, Vagner Love (F), aos 3min do segundo tempo, Fabrício (I), aos 21min do segundo tempo, e Dátolo (I), aos 25min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Vagner Love, Aírton, Kléberson (F); Elton, Dátolo (I).

Arbitragem: André Luiz Freitas Castro/GO, auxiliado por Fabio Pereira/TO e Jesmar Benedito Miranda de Paula/GO.

Local: João Havelange, Rio de Janeiro.

Site oficial do Sport Club Internacional – Inter busca empate heroico contra o Flamengo – 26/05/2012

15/04/2012

Flamengo vende Ronaldinho e compra Emelec

Filed under: Emelec,Flamengo,Futebol — Gilmar Crestani @ 7:39 am

Flamengo vende Ronaldinho e compra Emelec

Leo Moura acompanhou toda a negociação, em tempo real, pela Fox Sports

EQUADOR – Nos acréscimos da fase de grupo da Libertadores, a presidenta Patrícia Amorim agiu rápido para garantir a presença do time na fase seguinte. Numa negociação-relâmpago, acertou a venda de Ronaldinho Gaúcho para o futebol equatoriano. Em troca, ficou com o Emelec. "Perdemos dinheiro, mas não se pode ganhar tudo. O Emelec é o Emelec.", obtemperou a mandatária rubro-negra.

Joel Santana, mantido no cargo, teve rápidas lições de espanhol para lidar com o novo elenco. "Lós equatorianos no costumbram jugar con trez cabezas de area. Jo quiero acrescentar más siete. Tengo que emplacar mi estilo. Mi estilón. Hay que retrancar sin perder la media cantcha jamas", disse Joelito a seus novos comandados. A seguir, Joelito perguntou a um de seus assessores: "Como se lhama la pranreta en Epanhol?"

No fim da tarde, um físico flamenguista do Oiapoque desenvolveu um gerador randômico de respostas para justificar as eliminações na Libertadores. Frases como "O Flamengo é maior do que tudo isso", "Flamengo é Flamengo" ou "O Flamengo perdeu para si mesmo" podem ser ouvidas ao toque de um botão.

Flamengo vende Ronaldinho e compra Emelec | The piauí Herald | Blogs [revista piauí] pra quem tem um clique a mais

14/04/2012

Lanús no fim do túnel

Filed under: Flamengo,Futebol,Ronaldinho — Gilmar Crestani @ 12:22 pm

Os gremistas, como amantes não correspondidos de Ronaldinho, não disfarçam em botar a culpa no descarrilamento do trem flamenguista no ex-futuro-amado. Mas, a fundo, a verdade está na administração do clube rubro-negro, que aceita um sócio como Ronaldinho, a ponto de trocar Luxemburgo pela prancheta do folclórico Joel. A mãe de todas as trapalhadas atende por Patrícia Amorin e o pé-frio do ator da bolinha de papel.

http://www.correiodopovo.com.br/blogs/hiltormombach/wp-content/uploads/2012/04/tunel.jpg

12/04/2012

Deu, aos 45, e tomou!!

Filed under: Flamengo,Patrícia Amorin — Gilmar Crestani @ 10:34 pm

Fla venceu Lanus por 3 x 0, mas os erros da Patricinha Amorin enterrou a urubuzada.

Aos 45 (ah! ah! ah!) do segundo tempo os jogadores do Flamengo já comemoravam a classificação para a Libertadores quando o EMELEC virou o jogo para cima do Olímpia do Paraguai (2 x 3). Aí entrou em campo uma bolinha de papel e e o R10 murchou…

31/10/2011

O Globo torce e distorce…até no futebol

Eliakim AraujoAncorou o primeiro canal de notícias em língua portuguesa, a CBS Brasil. Foi âncora dos jornais da Globo, Manchete e do SBT e na Rádio JB foi Coordenador e titular de "O Jornal do Brasil Informa". Mora em Pembroke Pines, perto de Miami. Em parceria com Leila Cordeiro, possui uma produtora de vídeos jornalísticos e institucionais.

O Globo torce e distorce…até no futebol

 

O tempo passa, o tempo voa e as organizações Globo  não perdem o vício da parcialidade em seu noticiário, agravado pela informação deturpada.  Até nas páginas  esportivas encontramos tal deformação.

Quer ver um exemplo?   Na última quinta-feira, um dia depois dos jogos das equipes cariocas na Copa Sul-Americana, que eliminou da competição Flamengo e Botafogo, e classificou o Vasco,  mandava o jornalismo honesto e imparcial que se desse o devido destaque à vitória do Vasco, único vencedor e o último time do Rio na competição, sobretudo porque reverteu um placar negativo de 3 a 1, quando enfrentou o Aurora,  na Bolivia,  no primeiro jogo, para uma vitória por 8 a 3, no jogo de volta, em São Januário.

Só o fato de uma vitória por placar dessa magnitude já mereceria o devido registro, mas o Globo Online ignorou solenemente e optou por destacar em manchete que  a Copa Sul-Americana não desperta interesse, e o subtítulo em letras pequeninas: “Vasco é o único brasileiro ainda na competição”.

Quando você clica para ler a matéria, a nova manchete é ainda mais perversa: “Eliminação de Fla e Botafogo com reservas em campo mostra que Sul-Americana ainda não pegou no Brasil”.

Perceberam a má-fé?  Bastou o Flamengo, time sabidamente do coração do fundador do jornal, Roberto Marinho, e dos herdeiros do império, para que a competição fosse relegada ao lixo, algo de somenos importância.

Além de maldosa, a manchete induz o leitor a acreditar que o Flamengo foi eliminado porque escalou uma equipe reserva, o que é no mínimo uma meia verdade.  Qualquer torcedor que acompanha o noticiário esportivo sabe que o Flamengo tomou uma lavada de quatro a zero, do Universidad do Chile, jogando em casa, com seu principal jogador em campo, Ronaldinho, o famoso R10 das baladas cariocas.

Ora, tendo levado uma surra em casa do Universidad do Chile, o time nem em sonhos teria como reverter esse placar lá em Santiago.  Daí a opção pela escalação de jogadores reservas.   Estratégia, aliás,  utilizada por todas as equipes, inclusive o vitorioso Vasco, fato que passou despercebido pelos autores da matéria.

A matéria  tenta desavergonhadamente justificar a eliminação do Flamengo com argumentos e informações deturpadas.  Além disso, usa a tática traiçoeira de desqualificar a competição, como na história da raposa e as uvas.  E já determinou que ela  não interessa aos clubes brasileiros, como se vê pelo tom afirmativo da pergunta que submete à opinião dos leitores: “por que a Copa Sul-Americana ainda não pegou entre os clubes brasileiros?”.

Não pegou porque o Flamengo foi eliminado, responderam centenas de leitores nos comentários sobre a matéria, que não estão mais disponíveis na página online do jornal. Claro, o torcedor não é trouxa e odeia esse partidarismo clubístico do jornal dos Marinho.

Está certo que se queira criticar o calendário da Copa Sul-Americana, cujos jogos coincidem com a reta final do Brasileirão, mas tentar justificar a eliminação do “time da casa” e desmerecer a vitória de outro desqualificando a competição não é um jornalismo ético… nem honesto.

E aí a gente fica sempre com aquela dúvida:  se no noticiário esportivo, o Globo torce e distorce informações, de acordo com seu interesse,   o que será que ocorre no noticiário político e econômico?   Respostas para a seção de cartas do jornal.

PS. Não encontrei ilustração ligando o Globo ao Flamengo, só a com o logotipo da TV Globo. Mas acho que o leitor entenderá que não faz diferença.

O Globo torce e distorce…até no futebol | Direto da Redação – 10 anos

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: