Ficha Corrida

05/01/2015

Mobilidade e segurança: eis o legado de 30 anos de PSDB em São Paulo

Filed under: Caos Rodoviário,Mobilidade Urbana,PSDB,São Paulo,Segurança Pública — Gilmar Crestani @ 8:33 am
Tags:

psdb fhcDupla aproveita lentidão para assaltar motorista na Imigrantes

O ESTADO DE S. PAULO – 04 Janeiro 2015

Criminosos armados foram flagrados por TV; equipe do ‘Estado’ foi roubada na Padre Manoel da Nóbrega

Um motorista que estava em um congestionamento na Rodovia dos Imigrantes na manhã deste domingo, no sentido capital, foi vítima de dois criminosos armados. Eles aproveitaram a lentidão do trânsito nas proximidades da Ponte do Mar Pequeno, no trecho da rodovia localizado em São Vicente, para assaltar. A polícia reforçou o policiamento, mas ninguém havia sido preso até a noite deste domingo.

RELACIONADAS

Um repórter da TV Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista, flagrou a ação dos ladrões. Um suspeito anunciou o assalto aos turistas de Rio Claro, interior paulista, enquanto o outro tentava retirar a mulher do banco do passageiro. No carro, havia também uma criança que dormia no banco traseiro. Eles agrediram o casal. Quando o semáforo abriu, o motorista saiu com veículo, livrando-se dos ladrões.

“O rapaz tomou um soco na boca e a moça estava apavorada. Não quiseram prestar queixa. Queriam sair logo de São Vicente”, disse o soldado da PM Rafael Tavares, à reportagem da Globo News. O caso foi registrado no 1.º DP de São Vicente pela própria polícia que usará a gravação da TV Tribuna para tentar identificar os ladrões.

Mais tarde, uma equipe do Estado, que registrava o movimento das estradas, foi assaltada na Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, Jardim Humaitá, São Vicente. A via liga cidades do litoral sul. Três bandidos, um deles armado, abordou o motorista e o fotógrafo e roubou o carro com os equipamentos de trabalho. “Na hora que eu estava pegando o equipamento no banco de trás, o ladrão chegou e mandou deitar no chão. Arrancou a máquina da minha mão e entrou no carro”, disse o fotógrafo Rafael Arbex. O carro foi recuperado. / FABIO LEITE E ZULEIDE BARRO, ESPECIAL PARA O ESTADO.

15/07/2014

Caos aéreo

cp12062014O maior legado da Copa foi ver cair a máscara da velha mídia e sua manada de vira-latas.

A torcida contra o Brasil venceu a Seleção do Felipão, mas foi derrotada pela competência da Presidente Dilma. Espero que o PSDB tenha, enfim, aprendido o que significa choque de gestão…

A Capa da Folha de São Paulo do dia 12/06/2014, véspera da abertura da Copa de 2014, pelo Brasil x Croácia, diz o suficiente para quem ainda consegue pensar sem ajuda de aparelhos.

Toda a velha mídia espalhou o caos nos anos que antecederam a Copa. Teríamos caos aéreo, surtos de dengue, apagão, epidemia de febre amarela no inverno, assaltos, tapumes, obras inacabadas.

Enfim, nem Dante teria pintado um Inferno com cores tão sombrias.

Fica, assim, patente que os a$$oCIAdos do Instituto Millenium são as verdadeiros saúvas do Brasil.

Não foram só os patrões, mas todos os subalternos se agarraram com unhas e dentes no saco dos patrões para se garantirem no emprego. O sabujismo virou marca maior do colonistas do PIG.

Aos poucos a internet vai furando o bloqueio, e de fora, de quem não tem o rabo preso com finanCIAdores ideológicos, as informações verdadeira acabam por vir à luz.

Após 29 voos sem atraso, escocês elogia Brasil

:

“Parabéns, Brasil. Peguei 29 voos em 28 dias durante a Copa do Mundo e todos foram no horário”, postou no Twitter o repórter esportivo do jornal "The National" dos Emirados Árabes Unidos, Gary Meenaghan; ele acompanhou17 jogos do mundial em dez das 12 cidades que sediaram o evento e disse que experiência superou próprias expectativas

15 de Julho de 2014 às 07:54

247 – Pelo Twitter, o jornalista escocês Gary Meenaghan, parabenizou o Brasil pela organização da Copa do Mundo.

Repórter esportivo do jornal "The National" dos Emirados Árabes Unidos, ele pegou 29 voos em 28 dias para acompanhar 17 jogos do mundial em dez das 12 cidades que sediaram o evento:

"[A experiência] superou minhas próprias expectativas. Por exemplo, eu nunca pensei que poderia passar o torneio inteiro sem um voo atrasado. Já tinha quase aceitado que seria inevitável acabar perdendo um ou dois jogos por causa de atrasos", disse Gary. Ele perdeu apenas um jogo, em Recife, mas disse que foi em decorrência de enchente na cidade.

Após 29 voos sem atraso, escocês elogia Brasil | Brasil 24/7

19/10/2013

Caos en la Bahía de San Francisco

Filed under: Caos Aéreo,Caos Metroviário,Caos Rodoviário,Isto é EUA! — Gilmar Crestani @ 9:01 pm
Tags:

Ah, que maravilha este caos de primeiro mundo. Quando enfrentaremos por aqui com tanta civilidade o caos aéreo. E eu que pensava, lendo Zero Hora, Globo, Estadão, Folha e Veja que só no Brasil de Lula e Dilma há caos…

Caos en la Bahía de San Francisco por la huelga del transporte

400.000 pasajeros que utilizan a diario el transporte público en San Francisco y la Bahía sufren los efectos de la huelga

Vicenta Cobo San Francisco 19 OCT 2013 – 05:51 CET9

Atasco a la entrada del Oakland Bay Bridge. / JUSTIN SULLIVAN (AFP)

Recomendar en Facebook 129

Twittear 146

Enviar a LinkedIn 1

Enviar a Tuenti Enviar a Menéame Enviar a Eskup

EnviarImprimirGuardar

Frustración, caos y estrés es el ambiente que se respira en San Francisco y la Bahía tras declararse en huelga a primeras horas del viernes los trabajadores del BART, el sistema de trasporte que conecta toda la Bahía de San Francisco -167 kilómetros de trazado de vías subterráneas y a cielo descubierto y 44 estaciones- y que es utilizado diariamente por 400.000 viajeros.

En lugar del BART, los residentes de la Bahía se han visto obligados a usar sus coches, lo que ha colapsado todas las vías de acceso a la capital, tanto a primeras horas de la mañana como a última hora de la tarde. Tina Jones, que trabaja en Oakland, se las ha visto y deseado para llegar hasta su puesto de trabajo en la aduana del puerto, “con un tráfico completamente congestionado”.

Las demoras en el tráfico de la Bahía se han visto incrementadas en un 30%, según el Departamento de Transportes de California, y San Francisco ha permanecido colapsado durante todo el día

Muchos pasajeros hacían cola para conseguir una de las 6.000 plazas de autobús que el BART ha puesto gratuitamente para compensar la huelga de los trenes y trasmitían su frustración por un conflicto que “deberían haber evitado para ahorrarnos todos estos inconvenientes”, comentaba Gregory Carter, empleado de una tienda del centro de San Francisco que se ha visto afectado por la huelga.

Otras se han visto forzadas a quedarse en casa, ante la imposibilidad de contar con un medio de transporte para llegar al trabajo, ya que autobuses, ferris y coches no son suficientes para cubrir las demandas de movilidad de una población de 4,3 millones de habitantes que viven en San Francisco y la Bahía y que utilizan el BART como principal medio de transporte.

Shelah Barr que tiene un negocio de masajes de perros en el barrio de Castro, en San Francisco, apuntaba que “varios clientes habían cancelado sus citas y algunos empleados no han podido llegar”.

“Esta huelga va a ser catastrófica”, opina Rufus Jeffris, portavoz de la Bay Area Council, una organización de negocios regional que calculó en 73 millones de dólares al día las pérdidas ocasionadas por la huelga del BART el pasado julio.

Es la segunda vez que los trabajadores del BART se declaran en huelga este año, tras una reunión maratoniana de 30 horas en la que los representantes de los trabajadores y la patronal no han llegado a un acuerdo, si bien han acercado posturas en lo concerniente a retribuciones salariales y el seguro de salud y pensiones.

El punto de discrepancia fundamental es la regulación de la normativa laboral interna, con desacuerdos a la hora de establecer los horarios de trabajo y la comunicación de las incidencias que la empresa propone se haga a través de email en lugar de escribirlas manualmente, como hasta ahora. Los trabajadores también se niegan a recibir sus cheques por vía electrónica en lugar de a mano.

Cecille Isidro, portavoz del sindicato SEIU, señala que “hemos hecho concesiones, pero puestos al límite no hemos tenido más remedio que parar. Esta es la manera en que quieren resolver el conflicto, batallando en la calle”.

Tom Radulovich, presidente del Comité de Dirección del BART, manifiesta que “la posición de los sindicatos es conseguir mejoras salariales sin aceptar ningún cambio en la normativa laboral”. Algo que para Peter Castelli, director ejecutivo local del SEIU, no es más que “una píldora envenenada”. “Intentan que renunciemos a nuestros derechos a golpe de cheque”.

Durante la primera jornada de huelga no se ha producido ningún viso de aproximación entre ambas partes y nadie se atreve a pronosticar hasta cuando durará el conflicto. Se teme que si para el domingo por la tarde no se ha producido un acuerdo, el comienzo de la semana puede ser catastrófico para San Francisco y la Bahía.

Caos en la Bahía de San Francisco por la huelga del transporte | Internacional | EL PAÍS

20/09/2011

Demanda por voos no Brasil cresce 13,45% em agosto

Filed under: Caos Rodoviário — Gilmar Crestani @ 10:18 pm

No acumulado do ano até o mês passado o crescimento da demanda atingiu 20,14% e o da oferta 14,39%

20 de setembro de 2011 | 15h 26

Silvana Mautone, da Agência Estado

SÃO PAULO – A demanda por voos domésticos em agosto cresceu 13,45% em comparação ao mesmo mês do ano passado. Em relação à oferta, o crescimento foi de 14,31%. No acumulado do ano até o mês passado o crescimento da demanda atingiu 20,14% e o da oferta 14,39%. Os Dados Comparativos Avançados foram divulgados há pouco pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

VEJA TAMBÉM


No mercado internacional (composto apenas por empresas brasileiras) o crescimento da demanda por voos domésticos foi de 5,91% e o da oferta 6% em comparação a agosto de 2010. No acumulado do ano, a demanda registrou 15,83% e a oferta, 10,53%.

A GOL ultrapassou a TAM em agosto, mas as duas empresas estão praticamente empatadas na primeira posição. A GOL encerrou o mês passado com 38,84% de participação de mercado e o Grupo TAM (que inclui a TAM e a Pantanal) ficou logo atrás, com 38,37%.

Em seguida aparece a Azul, com 9,27% de mercado, seguida pela Webjet, com 5,74%, a Avianca, com 3,55%, e a Trip, com 3,43%. As demais empresas somam menos de 1% do mercado.

No mercado internacional, a TAM mantém a liderança isolada, com 89,09% do mercado, seguida pela Gol (9,63%) e a Avianca (1,28%).

Demanda por voos no Brasil cresce 13,45% em agosto – economia – geral – Estadão

17/09/2011

Caos rodoviário

Filed under: Caos Rodoviário — Gilmar Crestani @ 11:59 am

Antes era só o caos aéreo. Os homens de bem não suportavam a concorrência dos aeroportos com as classes C e D. Ninguém dava bola para os caos nas Rodovias nem nas rodoviárias. Mesmo com os pedágios mais caros do mundo, as rodovias da Capitania Hereditária dos tucanos é um caos de tudo que tipo. Nos hospitais, então, nem se fala. Os assaltos, cada dia rendem maiores e melhores manchetes. São Paulo é uma festa… para a bandidagem.

Em agosto, neblina afetou tráfego na Imigrantes a cada 3 dias

DE SÃO PAULO

A quantidade de dias com neblina intensa -que exige a realização de comboios para a descida dos motoristas ao litoral paulista- aumentou 85% neste ano no sistema Anchieta-Imigrantes.

Veja imagens do acidente
Veículo pega fogo após batida na Imigrantes
Motoristas dormem em veículos após mega-acidente na Imigrantes
Imigrantes é liberada 22 horas após mega-acidente em SP
Parecia pista de bate-bate, diz vítima de engavetamento em SP
Para fugir de congestionamento, executivos ficam em SP
Não deu tempo de pensar em nada, diz motorista

Foram 24 operações nos primeiros oito meses deste ano, contra 13 no mesmo período de 2010.

Em agosto, período mais crítico deste ano, os motoristas foram escoltados por comboio em um a cada três dias. Essas operações são feitas quando a visibilidade é inferior a 100 metros, mas só na descida -a justificativa é que na subida da serra os carros já trafegam devagar.

Editoria de Arte/Folhapress

A informação é de reportagem de Alencar Izidoro, Elton Bezerra e Marília Rocha publicada na Folha deste sábado (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

A neblina, prevista para se repetir até a madrugada de domingo, é citada pela Polícia Rodoviária como principal causa do engavetamento de cerca de 300 veículos na Imigrantes, que deixou um morto e 51 feridos -nove estavam internados ontem.

Para advogados ouvidos pela Folha, a Ecovias pode ser responsabilizada pelo acidente. Eles afirmam que a empresa deveria ter feito uma operação comboio para que os carros passassem pela neblina com segurança, ou mesmo interditado a via.

A Ecovias nega ter havido falhas, diz que deu alertas aos motoristas e que a sinalização era adequada. A Artesp (agência paulista que regula as concessões) diz que não houve descumprimento contratual por parte da Ecovias, mas que está acompanhando do caso.

ESPERA

Por causa do acidente que ocorreu na quinta-feira (15), a pista norte da Imigrantes ficou interditada por mais de 22 horas e só foi liberada na manhã de sexta.

De acordo com a concessionária Ecovias, 104 veículos foram retirados da pista e levados ao pátio, mas a remoção definitiva depende de cada motorista.

Ontem, vários motoristas ainda esperavam a remoção. Carlos Ramos Prata, 44, ainda não sabia como ia fazer para levar seu caminhão avariado embora.

Ele disse que ia para Indaiatuba (98 km de SP) com uma carga de aparelhos eletrônicos. Chegando próximo ao Rancho da Pamonha, pouco antes do km 41, percebeu a sinalização de outros motoristas de que algo estava errado, mas não conseguiu escapar do acidente e acabou atingido por um ônibus.

"Agora estou esperando pra ver quem vai pagar o guincho", afirmou. Ele estima suas perdas em R$ 40 mil e disse que não ficou ferido, apesar de ter sentido dores devido ao o impacto da batida.

Cristina Moreno de Castro/Folhapress

Carro fica destruído após mega-acidente na Imigrantes; veja outras fotos

Carro fica destruído após mega-acidente na Imigrantes; veja outras fotos

Folha.com – Cotidiano – Em agosto, neblina afetou tráfego na Imigrantes a cada 3 dias – 17/09/2011

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: