Ficha Corrida

29/12/2014

Cadela no cio

Filed under: Ary Fontoura,Ódio de Classe,Fascismo — Gilmar Crestani @ 11:01 am
Tags:

fascismo ta sempre no cio bertold brechtA cadela do fascismo está sempre no cio”, já dizia Bertold Brecht. A grande vantagem de personas que não suportam a vitória dos outros é saber quem compactua com eles.

O ódio da Rede Globo e sua manada de capachos aos governos de esquerda, por mais que esta mesma esquerda se endireite, serve identificarmos muitas pessoas próximas da gente que também compactuam. As manifestações de um Bolsonaro servem não apenas para se fazer um juízo de valor dele, mas dos que o seguem.

O ódio do Ary Fontoura ao PT faz parte de uma campanha mais ampla, abraçada pelos assoCIAdos do Instituto Millenium.

As cinco irmãs sabem como se utilizarem de um expediente para satanizar o PT por qualquer problema que envolva seus membros e governos. É da mesma vertente que diviniza as boas iniciativas do PSDB/DEM, mas jamais sataniza a estes quando cometem os mesmos erros que os do PT.

O antipetismo é uma mantra encabeçado pela Veja e comungado pelos veículos que não só não tinham nenhuma aversão à ditadura, como dela faziam parte implícita e explicitamente. Seja no apoio ideológico, em dinheiro para as operações da OBAN, ou emprestando peruas para o transporte clandestino de presos clandestinos.

A onda fascista é fruto de uma mídia fascista!

Texto de Ary Fontoura propaga onda de ódio

:

Postagem do ator global, em que ele pediu que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao PT, despertou manifestações no Facebook que fazem apologia ao crime e pregam o assassinato da presidente e do antecessor Luiz Inácio Lula da Silva; a internauta Stella Medina a chamou de "assassina e terrorista"; Luciana Cetrim falou em "cadeia no mínimo"; Cleci Schmitt disse que compraria as balas e Paulo Correia afirmou que puxaria o gatilho

29 de Dezembro de 2014 às 09:16

247 – O texto em que o ator Ary Fontoura prega que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao PT (leia aqui) despertou uma onda de ódio na internet, com direito à apologia ao crime.

A internauta Stella Medina defendeu que a presidente Dilma Rousseff assassinasse o ex-presidente Lula e depois se matasse. Ela também a chamou de "assassina e terrorista". Em seguida, Luciana Cetrim falou em "cadeia no mínimo". Cleci Schmitt disse que compraria as balas e Paulo Correa afirmou que puxaria o gatilho.

Ontem, o 247 publicou respostas de leitores ao texto de Ary Fontoura. Muitos defendem que ele, que decidiu se colocar como reserva moral da nação, renuncie à Globo, que andou de braços dados com os generais e se beneficiou de um regime militar, que transformou os Marinho na família midiática mais rica do planeta, graças à concentração dos meios de comunicação no Brasil (leia aqui).

Texto de Ary Fontoura propaga onda de ódio | Brasil 24/7

28/12/2014

Ary Fontoura: minibiografia de um capacho

Na piada, o Parkinson é melhor que Alzheimer: é melhor derramar umas gotas que esquecer a garrafa. Ary Fontoura está com Alzheimer. Seus pingos de sabedorias decorrem do seu nutridinho salário. Vespasiano, ao criar o imposto sobre latrinas, justificou-se dizendo: “pecunia non olet”.

O dinheiro obtido com imposto sobre os dejetos humanos não cheira (nenhum alusão ao candidato do seu Ary….). O salário pago ao capacho, apesar de vindo da sonegação, também não cheira. Vai limpinho e cheiroso para a conta.

E, você, seu Ary, cheirou ou bebeu, ou é só o Alzheimer de seus anos de sabujismo?!

Ary Fontoura deveria renunciar à Globo?

:

Texto do ator Ary Fontoura, em que ele pede que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao PT, provoca indignação nas redes sociais; em resposta, leitores defendem que o ator renuncie à Globo; "Em sua carta há uma nebulosa ausência do período pós-1964 e seus Presidentes-Generais (sempre de braços dados com seu patrão, Roberto Marinho). Também omite que a Globo apoiou até o fim o regime de torturas e assassinatos", diz o leitor Reinaldo Luciano; "Ari Fontoura, porventura você pediu a seus patrões para renunciar à SONEGAÇÃO?", questiona Gilson Rasian; "camarada Ary Fontoura, renuncie a Globo, pois a mesma estava de braços dados com a ditadura que assassinou e torturou brasileiros, enquanto você encenava na vida e ainda assim era remunerado, bem remunerado", completa o engenheiro Lino Moura

28 de Dezembro de 2014 às 07:10

247 – Em texto recentemente postado no Facebook, o ator Ary Fontoura tentou se colocar como reserva moral da nação e representante de 200 milhões de brasileiros. Nele, aparentemente inconformado com a vitória da presidente Dilma Rousseff nas eleições, ele pede que ela, ao menos, renuncie ao PT – que seria, na visão do ator, sinônimo de corrupção (leia mais aqui).

O texto, publicado no 247, provocou uma onda de indignação nas redes sociais. Muitos leitores defendem que o ator renuncie à Globo, que apoiou abertamente o golpe militar de 1964 e dele se beneficiou, fazendo com que os Marinho, sempre de braços dados com generais, se transformassem na família midiática mais próspera do planeta.

Eis o texto postado pelo leitor Reinaldo Luciano, que foi curtido por outros 150 leitores:

Em resposta ao Sr. Ary Fontoura.

Fui ler sua "Carta Aberta" e ela não me pareceu tão aberta assim. Como você entende de "elenco" vou elencar algumas razões:

Curiosamente você mudou-se para o Rio em 31 de Março de 1964. Então deve lembrar-se de que em 1º de Abril as tropas de Minas chegaram ao Rio.

Não foi um movimento espontâneo, mas um acerto entre a poderosa CIA, o Jornal O Globo e coligados, com a anuência de alguns generais (há quem cite malas e mais malas de dólares).

Você omite que Jango não renunciou, mas foi derrubado do poder por seu patrão (futuro) et caterva. Também é fato que sua carta omite o presente dado ao seu futuro chefe e amigo Roberto Marinho pelos generais que se apossaram do poder: A TV GLOBO onde você construiu esta longa carreira (nenhuma referência a seu candidato).

Em sua carta há uma nebulosa ausência do período pós-1964 e seus Presidentes-Generais (sempre de braços dados com seu patrão, Roberto Marinho). Também omite que a Globo apoiou até o fim o regime de torturas e assassinatos. Omite inclusive que Globo colocou lá Collor de Mello, numa das mais escabrosas manipulações eleitorais da história… e ajudou a apeá-lo quando deixou de ser interessante. Omite que FHC elegeu-se porque sua Globo fez um tácito acordo com uma certa jornalista que teria um filho bastardo com ele.

Continuemos com sua carta fechada e a manipulação da história pela empresa a quem você dedicou anos e anos de sua vida. Seus patrões-herdeiros não são bilionários à custa de seu trabalho como ator. Sua "empresa querida" tentou impedir a eleição de Lula em 2002 e em 2006. Repetiu a façanha (digo: patranha) em 2010 e em 2014, tanto que rendeu a William H(B)omer o prêmio "Mário Lago" por sua "isenção e lisura".

Assim sendo, do alto dos seus 81 anos procure um médico e peça-lhe que lhe prescreva "MEMORIOL". Quem sabe a Globo não lhe dê o comercial para estrelar e você possa fazer uma nova carta em 2018. Mas que esta realmente seja aberta e as verdades sejam realmente ditas: Doa em quem doer!
ReinaldoLuciano©

Leia ainda a mensagem de Gilson Rasian:

Coitado do Ari Fontoura. De ator consagrado a pau mandado dos marinhos. Ele é leal a seus patrões, mas manda Dilma trair seu seguidores a sugerir que ela governe com a oposição e renuncie ao partido que a elegeu.
Ari Fontoura, porventura você pediu a seus patrões para renunciar à SONEGAÇÃO?

… e a do engenheiro Lino Moura:

CARTA ABERTA A ARY FONTOURA: camarada Ary Fontoura, renuncie a Globo, pois a mesma estava de braços dados com a ditadura que assassinou e torturou brasileiros, enquanto você encenava na vida e ainda assim era remunerado, bem remunerado.

Ary Fontoura deveria renunciar à Globo? | Brasil 24/7

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: