Ficha Corrida

12/08/2016

Ave, CUnha

Filed under: Ave, César,Cleptocracia,Eduardo Cunha,Golpe Paraguaio,Plutocracia,Rede Globo — Gilmar Crestani @ 9:49 am
Tags:

OBScena: “Non ducor duco” – JRM

TPv7D31.tmpPrimeiramente, sou contra a cassação de Eduardo CUnha. Ele deve permanecer entre seus iguais. Tirar CUnha, só agora, é como limpar o chão com merda. Lá, no Congresso, palco onde operou o que dele os golpistas exigiam, serve para manter viva a memória a verdadeira face dos golpistas. Solto é a exacerbação da hipocrisia.

Sua saída do teatro das operações serviria apenas para venderem a impressão de que o Congresso estaria limpo e as instituições preservadas. Como se no processo do golpe houvesse imparcialidade. Por isso mesmo, sua presença entre iguais é um tributo à lembrança da infâmia, que serve exatamente como referência moral deste momento. Eduardo CUnha é o retrato pronto e acabado que melhor define o caráter dos envolvidos no golpe.

Na guerra, faz-se homenagem ao soldado desconhecido. No golpe paraguaio, o soldado é conhecido e reconhecido, e homenageado em vida. Antes, os cartazes diziam “Somos todos CUnha”. Agora, as denúncias que pipocam todos os dias, converte o somos todos CUnha em somos todos quadrilha… Pairando, sobranceira na condução dos serviços, com il duce, a Rede Globo. Eduardo CUnha inverte a expressão latina “non ducor duco”, "não sou conduzido, conduzo". Eduardo CUnha foi conduzido, não conduziu. Apenas exerceu o papel de recruta. Não fosse ele, teria sido outro. O comportamento de seu substituto, Rodrigo Maia, prova que teria feito o mesmo. Por que não “duco, conduzem”, senão, “ducor, são conduzidos”.

A permanência incólume desta figura no Congresso é o cúmulo da desfaçatez, mas sua saída não limpa porque ele é o ator, não obra que executou. O roteiro não foi escrito por ele. É apenas um ventríloquo da plutocracia, cujo expoente máximo é a Rede Globo, como vendedora e recrutadora, mas da FIESP, arrecadadora e finanCIAdora dos esquadrões de SS. A entrega da Petrobrás à Chevron é só apenas mais um detalhe.

Eduardo CUnha é, para os democratas, mais útil solto que preso. Deve continuar aparecendo para não nos esquecermos de todos os que o protegeram, a começar pela Rede Globo. Seu ostracismo só serviria para limpar a tela da Rede Globo uma demão de demagogia simplista. Até porque, sua longa permanência no teatro das operações golpistas serve, não esquecermos do tamanho da envergadura moral de todos os envolvidos, mas como lição para que aprendamos com quem estamos lidando. A cereja no bolo desta desfaçatez é incolumidade de Cláudia Cruz. Ao seu lado, como exemplo da parcialidade mas, principalmente, dos reais objetivos da cleptocracia, está outro inimputável, Andrea Neves. Ao continuarem livres, sem qualquer isonomia com casos menos escandalosos, comprova que elas não se inscrevem dentre pretos, pobres ou petistas.

A presença contínua e atual de Aécio Neves e Eduardo CUnha no palco das encenações desnudam, não a hiPÓcrisia, mas a desfaçatez. Não a parcialidade, mas a concretude dos propósitos. A impunidade ao primeiro a ser comido, Aécio Neves, e ao mais famoso suíço, Eduardo CUnha é um recado: às favas com os escrúpulos.

Ave, CUnha, os que vão às prisões por serem pobres, pretos, petistas ou putas, te saúdam!

1 Comentário »

  1. […] OBScena: “Non ducor duco” – JRM Primeiramente, sou contra a cassação de Eduardo CUnha. Ele deve permanecer entre seus iguais. Tirar CUnha, só agora, é como limpar o chão com merda. Lá, no Congresso, palco onde operou o que dele os golpistas exigiam, serve para manter viva a memória a verdadeira face dos golpistas. Solto…  […]

    Pingback por Ave, CUnha | EVS NOTÍCIAS... | Scoop.it — 13/08/2016 @ 6:58 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: