Ficha Corrida

26/04/2016

Quinta Coluna

OBScena: cumprimentos pelo golpe!

Ai que Temer CunhaConta o repórter de guerra e escritor Ernest Hemingway, na única peça de teatro que escreveu, a origem do termo Quinta Coluna. Em 1936 o General Franco, de tendência nazi-fascista, comandou um golpe contra a república espanhola. Quatro Colunas sob seu comando mantiveram, durante três anos, Madri sob ataque. Além das quatro que cercavam, havia forças dentro de Madri praticando sabotagem. Era a Quinta Coluna, cujo comportamento passou a designar grupos ou indivíduos que atuam sub-reptíciamente num governo, país ou partido, a serviço de seus inimigos.

Está em curso no Brasil um golpe, também de cunho nazi-fascista, conduzido de forma franca e desenxabida pelos setores mais reacionários da sociedade. O bombardeiro diuturno contra Dilma Rousseff, por ter vencido a eleição contra o Napoleão das Alterosas, sem que sobre ela pese acusação de qualquer tipo de ilegalidade, faz lembrar Guernica. O método é o mesmo: ataque desproporcional ao alvo, para fazer terra arrasada e incutir na sociedade sensação de desamparo e desespero. A semelhança com a Espanha se dá também pela perseguição à esquerda. O comportamento racista, que levou a Rede Globo perpetrar a obra “Não Somos Racistas”, está presente também nas marchas dos zumbis que levam babás vestidas de branco para cuidar dos filhos enquanto os patrões envergam caminhas com escudo da CBF. Assim como Federico Garcia Lorca foi assassinado pelo franquismo, há uma coluna do golpismo ocupada por Marco Feliciano, Silas Malafaia e Jair Bolsonaro que perpetram, impunemente, toda sorte de barbárie contra mulheres e homossexuais.

O cerco interno, comandado por Michel Temer contou com quatro forças: Eduardo CUnha, MPF/PF, FIESP e Rede Globo. Mas o que desestabilizou foi o comportamento de Quinta Coluna, de dentro, por Michel Temer. No papel de Vice-Presidente, designado coordenador político por Dilma, Michel Temer usou desta condição de confiança exatamente para por no comando do Congresso o seu Marechal de Campo, Eduardo CUnha. CUnha se notabilizou, como as tropas que cercaram Madri, pelas bombas, as famosas pautas-bomba. Concebidas por Michel Temer, mas executadas pelo seu fiel escudeiro, Eduardo CUnha. A Rede Globo conseguiu convencer uma matilha em síndrome de abstinência eleitoral que “Somos todos CUnha”.

O uso sub-reptício da confiança depositada pela Presidenta faz de Michel Temer o pior dos conspiradores, porque age sob o abuso da confiança. O papel desempenhado por Temer lembra a gravidez de Alcmena por Zeus. Na mitologia grega, Anfitrião era marido de Alcmena. Enquanto Anfitrião estava na guerra de Tebas, Zeus tomou a sua forma para deitar-se com Alcmena e Hermes tomou a forma de seu escravo, Sósia, para montar guarda no portão. No golpe sabemos que é a Anfitriã (Temer), quem cumpre o papel de Alcmena (Dilma) e quem é o Sósia (Cunha). O golpe é filho bastardo da traição dos sócios e sósias.

Assim como o mundo ficou horrorizado com os crimes praticados pelos franquistas, que renderam a Hemingway e a George Orwell o reconhecimento mundial, além de Picasso, e seu quadro sobre Guernica, também agora o mundo toma conhecimento do golpe dos plutocratas para implantarem um cleptocracia no Brasil. Jornais do mundo todo estão horrorizados com a desfaçatez dos ataques desferidos pelas quatro colunas, principalmente porque contavam com um Quinta Coluna. A Rede Globo vestiu o chapéu, que lhe cabe direitinho, posto pelo The Guardian.

A situação desalentadora perante a tirania da plutocracia, típica de um ambiente orwelliano, poderá deixar um lastro de destruição tão ou mais nocivo que a Guerra Civil Espanhola. O mundo se deu conta disso quando viu a matilha de malfeitores ousando golpear exatamente quem os vem combatendo.

O papel legitimador do esbulho praticado pelos grupos mafiomidiáticos só encontra paralelo na legenda grega. Procusto foi um lendário bandido que estendia suas vítimas sob uma cama: os maiores, corta; os menores, espichava para deixa-los do tamanho da cama. É exatamente assim que age a Rede Globo, espicha para atacar, corta para omitir as peripécias de Eduardo CUnha, Aécio Neves, José Serra et caeterva. A patranha que é serventia da casa foi revelada por um de seus funcionários, Carlos Monforte, com Rubens Ricúpero, naquele famoso Escândalo da Parabólica. A Rede Globo mancomunada com Rubens Ricúpero encetaram o programa de superdimencionar as coisas boas do governo FHC e esconder as coisas ruins. Dentre as coisas ruins, sabemos agora, foi o ostracismo da funcionária e amante, Miriam Dutra, mantida na Espanha pela Brasif.

A Espanha de Franco tem tudo a ver com o Brasil que a Rede Globo e seus ventríloquos, Eduardo CUnha e Michel Temer, querem nos impor. A FIESP, assim como Hitler para a Espanha, cumpre o papel de finanCIAdor ideológico do golpe.

Gostaria de concluir estas digressões com o registro que George Orwell faz a respeito do que se passava na Guerra Civil Espanhola, a partir de Barcelona, de onde enviava seus informes aos jornais, registrada em seu livro Lutando na Espanha:

Esse tipo de coisa assustam-me, pois dá-me um sentimento frequente de que o próprio conceito de verdade objetiva está se esvaecendo no mundo. Afinal, a probabilidade é que essas mentiras, ou, enfim, mentiras semelhantes, , passarão à história […] O objetivo implícito nesta linha de pensamento é um mundo de pesadelo no qual o Líder, ou alguma panelinha governante, controla não só o futuro mas também o passado. Se o Líder disser a respeito de um dado evento “isso nunca aconteceu”, então isso nunca aconteceu. Se ele disser que dois mais dois são cinco, então dois mais dois são cinco.”

Qualquer semelhança com que estamos vendo no Golpe Paraguaio e na caça ao Lula não é mera coincidência.

La Pasionaria dizia No Pasarán, e passaram. Também dissemos, não vai ter golpe, e houve. A Guerra Civil vem aí.

5 Comentários »

  1. […] Fonte: Quinta Coluna […]

    Pingback por Quinta Coluna | O jornaleiro — 01/05/2016 @ 10:48 am | Responder

  2. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Quinta Coluna | BRASIL S.A — 26/04/2016 @ 12:04 pm | Responder

  3. […] OBScena: cumprimentos pelo golpe! Conta o repórter de guerra e escritor Ernest Hemingway, na única peça de teatro que escreveu, a origem do termo Quinta Coluna. Em 1936 o General Franco, de tendência nazi-fascista, comandou um golpe contra a república espanhola. Quatro Colunas sob seu comando mantiveram, durante três anos, Madri sob ataque. Além das…  […]

    Pingback por Quinta Coluna | EVS NOTÍCIAS... | Scoop... — 26/04/2016 @ 12:04 pm | Responder

  4. Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    “O problema do Brasil não é dos sem-terra, sem-teto, se-camisa. É sim dos sem-caráter e dos sem-vergonha”. É dos sem-pátria, sem-amor ao povo e à nação.

    E NÃO GOSTAM DE SEREM TRATADOS COMO FASCISTAS! CAMISAS PRETAS!
    GOLPISTAS DE MERDA!
    COVARDES!
    CRETINOS LIGADOS AO PQ-PRIU!
    TRAIDORES, SABOTADORES DO PAÍS DE DO POVO BRASILEIRO.
    MERCENÁRIOS E SUA MERDELEZA!

    >> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/04/25/midioticos-midiotizantes-grupo-de-canalhas-sabotadores-do-pais-e-da-nacao-fascistas/

    LEVANTA-SE UM TAPETE. DESCOBRE-SE SUJEIRA.
    ABRE-SE A FOSSA, PERCEBE-SE MERDA FLUTUANDO.
    INVESTIGA-SE QUALQUER BARBARIDADE NO BRASIL, ENCONTRA-SE O DEDO FÉTIDO DESTA AGÊNCIA DE SABOTAGENS E TRAIÇÃO, CONHECIDA COMO GBOBO, GBOEBELLS, REDE ESGOTO DE TELEVISÃO, REDE ESCROTO DE COMUNICAÇÕES.
    A EMPRESA ESTÁ ENVOLVIDA EM TUDO.
    NINGUÉM SABE AO CERTO ATÉ ONDE VAI O BURACO (OU TOCA) DO COELHO!

    A CÚPULA DO JUDICIÁRIO VÊ SINAIS DE QUE MORO EXTRAPOLOU? ESTAMOS EM MARTE?
    OU SÃO TODOS FILIADOS AO PQ-PRIU?

    Ora bolas, os brasileiros decidiram nas urnas.
    Os golpistas sabotadores, cretinos e traidores é que demonstram que o Brasil continua sem entender ou aceitar a lei Áurea.
    Muito menos qualquer coisa relativa à redemocratização tão decantada.

    E, desgraçadamente, o país está sob o domínio de um quarto poder midiótico covarde, idiotizante (por isto midiótico) e safado, patrocinado por dinheiro estrangeiros, interessado em controlar o país.

    E o povo segue para o abatedouro, como inocentes nas câmaras de gás em certa época da história.

    Comentário por gustavo_horta — 26/04/2016 @ 11:06 am | Responder

  5. Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

    Comentário por anisioluiz2008 — 26/04/2016 @ 9:30 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: