Ficha Corrida

12/01/2016

MPF zela pela RBS

Filed under: Golpe Paraguaio,MPF,Operação Pavlova,Operação Zelotes,RBS — Gilmar Crestani @ 11:14 pm
Tags:

zelotes 87365_nUm funcionário da RBS foi no gabinete da Procuradora Chefe no RS, Patrícia Weber. Foi uma entrevista ao estilo Ana Maria Braga. Não sei se foi só uma troca de gentilezas ou o estreitamento de uma parceria. O celetista não falou e a Procuradora Chefe esqueceu de falar na Operação Zelotes e na Operação Pavlova. Talvez ela quisesse demonstrar que não se deve falar em corda em casa de enforcado, exatamente quando um funcionário dos enforcados lhe abria os microfones, mas a impressão não melhora a imagem que ficou a respeito de ambas as partes. Da chefe dos procuradores esperava uma postura um pouco mais condizente, afinal, o mote da entrevista era a busca de uma emenda popular patrocinada pelo MPF para combater a corrupção. Por que esta postura subserviente diante de um simples funcionário da Rede Baita Sonegadora? Lembrou de todas as operações, mas esqueceu-se da principal, a que envolvia os patrões do estafeta. De outra banda, com que autoridade a empresa envolvida no ato de corromper pode querer dar lição a respeito dos melhores rumos que se pode dar ao combate à corrupção?! A se acasalarem no combate à corrupção, o MPF & RBS não só não contribuem com a bandeira em que se enrolaram, como deixam a entender, como diria o velho gaudério, Barão de Itararé, que de onde menos se espera, de lá mesmo é que não sai nada.

Se a entrevista foi um contubérnio, outra se fez de maior espanto. O deputado gaúcho, Paulo Pimenta é considerado um D. Quixote em fazer com que as investigações da Operação Zelotes não adormeça nas gavetas dos Rodrigo de Grandis. Por isso mesmo a entrevista que deu aos veículos da RBS parece tentativa de quem quer se homiziar. Não faz sentido alguém que vem sendo achincalhado pela Rede Bunda Suja, que suja a bunda sentado no bando de entrevistado. Paulo Pimenta se soma a outros deputados gaúchos diuturnamente atacados pela RBS mas que no primeiro aceno, como mariposas, se atiram para debaixo dos holofotes.

Para estas personagens parece normal que a RBS pague R$ 11,7 milhões para escapar de R$ 113 milhões. E isso não é exceção. Basta ver que Marice Lima foi presa pelo simples fato de ser cunhada de Vaccari, enquanto outras mulheres continuam soltinhas: Andrea Neves, irmã de Aécio Neves; Cláudia Cruz, mulher do Eduardo CUnha.

Entendeu porque a mídia e seus midiotas tanto falam nos filhos, noras e cunhadas de petistas mas fazem silêncio ensurdecedor a respeito dos verdadeiros corruptores deste país?! Por que ninguém fala no sobrinho do Augusto Nardes? Ou no filho do Aroldo Cedraz? Ah, também não falam dos filhos dos Sirotskys

    Relatório da Procuradoria Federal ao STF sobre o caso da RBS na Zelotes: rastros de uma operação que provoca arrepios

    Postado em 12 de janeiro de 2016 por Juremir

    Mais um capítulo da história da RBS na Operação Zelotes

    Como envolve personalidades com foro privilegiado, a Procuradoria enviou relatório ao STF.

    É o inquérito 4150.

    A relatora é a ministra Carmem Lúcia.

    Resumo da ópera.

    2001: a RBS é autuada. Deve a bagatela de mais de R$ 258 milhões ao fisco. É o resultado de uma operação chamada de casa e separa pela qual se consegue deixar de pagar parte do que se deve ao leão.

    2002: A RBS decide recorrer. Contrata o escritório de advocacia Dias de Sousa para isso. O recurso não leva. A dívida é confirmada.

    2003: Novo recurso da RBS leva a melhor.

    2005: A Fazenda, finalmente informada, recorre.

    2008: Fazenda perde.

    2009 e 2010: guerra de embargos declaratórios.

    2010: Delegacia da Receita Federal de Porto Alegre recorre. Leva.

    2011: novos recursos da RBS. Vitória definitiva. O escritório contratado leva mais de R$ 7 milhões pelo êxito. Em 2005, contudo, a RBS contratou uma consultoria para cuidar do caso: a SGR, que se associou à N&P, que hoje se chama Planalto. Assinou o contrato pela RBS o hoje deputado Afonso Motta. A Planalto era de Augusto Nardes, que, no mesmo ano, tornou-se ministro do Tribunal de Contas. Assinou pela N&P Juliano Nardes, sobrinho de Augusto Nardes, que só entraria oficialmente na empresa em 2008. Um dos envolvidos na operação RBS citado é José Ricardo da Silva, conselheiro do CARF, órgão encarregado de julgar os recursos contra a Receita Federal, que foi tragado pelo ralo da Operação Zelotes e vê o sol nascer quadrado. José Ricardo teria transferido recursos para a Ecoglobal Autolocadora de Automóveis, empresa de Juliano Nardes, homem da Planalto, etc.

    O material que segue historia cada passo do imbróglio.

    É tão excitante quanto a Regra do Jogo.

    O jogo, no caso, está no tapetão.

    scan 1

    scan 2

    scan 3

    scan 4

     scan 5

     scan 7

    scan 8

    scan 9

    scan 10

    scan 11

    scan 12

    FacebookTwitterGoogle+

    Juremir Machado da Silva | Blogs

    4 Comentários »

    1. […] Gerdau & RBS. Não é sem motivo que a RBS esteve no consultório sentimental da Procurada Chefe do RS quando ambos fizeram um estrondoso silêncio sobre a Zelotes. Pelas mesmas razões que a Lista […]

      Pingback por Procurando bem, todo mundo tem… | Ficha Corrida — 21/02/2016 @ 2:38 pm | Responder

    2. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

      Pingback por MPF zela pela RBS | Q RIDÃO... — 13/01/2016 @ 6:25 am | Responder

    3. […] Um funcionário da RBS foi no gabinete da Procuradora Chefe no RS, Patrícia Weber. Foi uma entrevista ao estilo Ana Maria Braga. Não sei se foi só uma troca de gentilezas ou o estreitamento de uma parceria. O celetista não falou e a Procuradora Chefe esqueceu de falar na Operação Zelotes e na Operação Pavlova.…  […]

      Pingback por MPF zela pela RBS | EVS NOTÍCIAS... | S... — 13/01/2016 @ 6:25 am | Responder

    4. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

      Pingback por MPF zela pela RBS | O LADO ESCURO DA LUA — 13/01/2016 @ 6:19 am | Responder


    RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

    Deixe uma resposta

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

    %d blogueiros gostam disto: