Ficha Corrida

20/11/2015

Um plutocrata comunista?!

Filed under: InJustiça,Plutocracia — Gilmar Crestani @ 9:56 am
Tags:

justica-cega-21Basta não ser obtuso para entender o que este plutocrata está dizendo. E não se trata apenas de grandes milionários. Na própria esfera das instituições públicas. Veja a decisão do STF de pendurar uma réstia de alho no pescoço do teto salarial para afugentar o vampirismo das  “vantagens pessoais”. Faltou na sessão do STF um Nick Hanauer para ligar o fio terra na cabeça dos Ministros.

Falece ao entendimento do  STF o zeitgeist, o espírito do tempo, que brotou da consciência do plutocrata ianque. Não admira que a sociedade mais antenada manifeste cada vez mais ojeriza ao Poder Judiciário.

E não se trata apenas dos Ministros e Magistrados, também nós servidores do Poder Judiciário que rejeitamos um aumento de até 40%, obcecados  pelos 70% vetados pela Dilma, parecemos desconhecer que não só estamos numa crise, como há muita gente perdendo o emprego e mais ainda que ganham bem menos do que nós.

Colegas plutocratas, cuidado com as tochas e forcados, adverte bilionário

Por Fernando Brito · 19/11/2015

bilio

O professor Fernando Nogueira da Costa, da Unicamp, publica, em seu blog, o vídeo de uma palestra do empresário Nick Hanauer, grava em julho passado, num dos encontros do TED – Tecnologia, Entretenimento e Design – uma organização que promove conferências empresariais nos EUA.

Hanauer, que se define como um plutocrata, integrande do grupo dos 0,01% dos mais ricos, faz uma paráfrase  com a Revolução Francesa  com a situação de concentração de renda e desigualdade no mundo. evolução

(…) a minha vida é como a da maioria dos plutocratas. Eu tenho uma visão ampla do capitalismo e dos negócios, e fui obscenamente recompensado por isso, com uma vida que a maioria de vocês não pode nem imaginar: várias casas, um iate, meu próprio avião, etc., etc., etc.

Mas sejamos honestos: eu não sou a pessoa mais esperta da Terra, com certeza não sou a mais esforçada, eu era um aluno medíocre, não sei ser técnico, não sei escrever uma linha de código. De fato, meu sucesso é o produto de uma sorte espetacular, de nascença, de circunstância e de momento. Mas eu sou muito bom em algumas coisas. Uma é que tenho uma tolerância anormalmente alta a correr riscos, e a outra é que tenho um bom sentido, uma boa intuição do que vai acontecer no futuro, e eu acho que essa intuição sobre o futuro é a essência do bom empreendedorismo.

Então o que eu vejo no nosso futuro hoje, vocês perguntam? Eu vejo forcas, tipo multidões enfurecidas com tochas e forcados, porque enquanto pessoas como nós, plutocratas, estão vivendo além dos sonhos da ganância, os outros 99% dos nossos concidadãos estão ficando mais e mais para trás.

Hanauer lembra que “em 1980, o 1% mais rico dos norte-americanos concentrava em torno de 8% da riqueza nacional (dos EUA), enquanto que os 50% mais pobres concentravam 18%. Trinta anos depois, hoje, o 1% mais rico concentra mais de 20% da riqueza nacional enquanto que os 50% mais pobres concentram 12 ou 13%. “

Fichinha perto da concentração que ocorria no Brasil desde os anos 70 e que, se não parou de ocorrer, desacelerou. Mas o suficiente para Hanauer dizer que os EUA passarão “passar de uma democracia capitalista para uma sociedade rentista neofeudal como a França do século 18. Essa era, vocês sabem, a França antes da revolução e das multidões com forcados.”

“Me mostre uma sociedade altamente desigual e eu vou te mostrar um estado policial ou uma insurreição. Os forcados vão vir atrás de nós se não dermos um jeito nisso. Não é um “se”, é um “quando”. E vai ser horrível quando eles vierem para todos, mas particularmente para pessoas como nós plutocratas.”

O professor Nogueira da Costa toma o cuidade de explicar, para os que não sabem, que forcado é aquele garfo enorme e pontiagudo que se usa para revolver palha ou feno. E Hanauer também explica que não diz isso por uma postura moral em relação à desigualdade, mas porque estruturas assim são “burras e autodestrutivas”. Ao contrário, diz ele, “as democracias capitalistas altamente prósperas são caracterizadas por investimentos maciços na classe média e na infraestrutura da qual ela depende.”

“Eu ganho mil vezes o salário médio mas não compro mil vezes mais coisas, compro? Eu comprei dois pares dessas calças, que o meu parceiro Mike chama de “calças de gerente”. Eu podia ter comprado duas mil calças, mas o que eu faria com elas? (Risos) Quantas vezes eu posso cortar o cabelo? Quantas vezes eu posso sair para jantar? Não importa quanto dinheiro alguns plutocratas ganhem, nós nunca vamos conseguir manter uma economia nacional forte. Só uma classe média próspera pode fazer isso.”

Hanauer, que defende uma forte elevação do salário mínimo, ridiculariza a ideia de que aumentar o salário mínimo causa desemprego.

Desde 1980, os salários dos executivos no nosso país foram de 30 vezes o salário médio para 500 vezes. Isso é aumentar o preço do emprego. E mesmo assim, pelo que eu sei, nunca uma empresa terceirizou o trabalho do CEO, o automatizou ou exportou para a China. Na verdade, parece que estamos empregando mais CEOs e gerentes seniores que nunca.

(…)vamos diminuir os gastos do governo, mas não prejudicando os programas de assistência, e sim garantindo que os empregados ganhem o suficiente para não precisarem deles. (…)A função das democracias é a de maximizar a inclusão do povo para gerar a prosperidade, não permitir que a elite acumule dinheiro. O governo de fato cria prosperidade e crescimento criando as condições que permitem que empreendedores e seus clientes prosperem.

Equilibrar o poder de capitalistas como eu e trabalhadores não é ruim para o capitalismo, é essencial para ele. Programas como um salário mínimo decente, atendimento médico acessível, licença médica remunerada e a tributação progressiva necessária para custear a infraestrutura importante necessária para a classe média como educação, P&D, essas são ferramentas indispensáveis que capitalistas espertos deveriam abraçar para impelir o crescimento, pois ninguém se beneficia dele como nós.

(…)Ou, ao invés, podemos não fazer nada, nos esconder em nossos condomínios e escolas particulares, curtir nossos aviões e iates – eles são muito divertidos – e esperar pelos forcados.”

Posto aí embaixo o vídeo da palestra de Hanauer. É legendado em português, o que seria desnecessário para nossos megamilionários, já que todos entendem inglês, embora não entendam o óbvio.

Colegas plutocratas, cuidado com as tochas e forcados, adverte bilionário – TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

2 Comentários »

  1. […] Basta não ser obtuso para entender o que este plutocrata está dizendo. E não se trata apenas de grandes milionários. Na própria esfera das instituições públicas. Veja a decisão do STF de pendurar u…  […]

    Pingback por Um plutocrata comunista?! | EVS NOTÍCIAS... — 20/11/2015 @ 12:00 pm | Responder

  2. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Um plutocrata comunista?! | Q RIDÃO... — 20/11/2015 @ 12:00 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: