Ficha Corrida

17/11/2015

O narcotráfico estaria migrando de Minas para o Paraná?

Filed under: Narcotráfico,Paraguai,Paraná,República das Araucárias — Gilmar Crestani @ 9:31 pm
Tags:

FHC apologia às drogasNo ano passado a Associação dos Delegados da Polícia Federal divulgou em seu site que “Cocaína saía da Bolívia, passava pelo Paraguai, Triângulo e interior de São Paulo e seguia para Juiz de Fora, onde era distribuída para Rio e Nordeste.” Minas havia se transformado de ponto de distribuição para o Nordeste. Até recentemente, devido à fartura de aeroportos clandestinos construídos por conhecido usuário, o narcotráfico tinha pouso suave nas alterosas. A apreensão do heliPÓptero de propriedade de um amigo do Napoleão das Alterosas não ganhou repercussão na mídia  alinhada à política tóxica do PSDB. Não é sem motivo que ninguém cobra de FHC por abraçar a causa da maconha.

Agora imagine se Lula ao invés de defender políticas sociais, defendesse a regulamentação da maconha… a Veja trataria de chama-lo de Pablo Escobar. Como se trata de parceiros, a Veja silencia.

Cocaína e maconha são drogas ilícitas. Fazer campanha pela liberação é apenas tentativa de legitimar o narcotráfico. E isso explica porque 450 kg de cocaína, como num passe de mágica, vira pó. Folha, Estadão, Globo, Veja, RBS dizem que “amigo Lula” foi denunciado por isso ou aquilo, mas eles não dizem que o helicóptero com 450 kg de cocaína era de amigo do Aécio. Por que esta diferença de tratamento? Porque nossa mídia é toxicômana!

 Agora surge a informação de que a FAB se viu na contingência de interceptar voo suspeito. É que no Paraná parece que a Polícia Federal e o MPF estão mais preocupados em caçar Lula do que narcotraficante.

Há outra coincidência: enquanto foi saído o governador do PSDB em Minas, no Paraná  a República das Araucárias continua sob a batuta do Beto Richa.

O mais engraçado nesta história é que os toxicômanos golpistas costumam imprecar contra Lula, por gostar de uma biritas, chamando-o de Brahma.

FAB intercepta avião, dá tiro de advertência e força pouso em SP

De acordo com a nota, o procedimento foi adotado por se tratar de "uma aeronave suspeita de tráfico de drogas que desobedeceu as orientações iniciais determinadas pela defesa aeroespacial brasileira"

postado em 17/11/2015 08:29

Agência Estado

Reprodução/Internet - 25/9/12Avião do modelo Sêneca EMB-810C, um aparelho igual a este fez pouso forçado no interior de São Paulo

O Comando da Aeronáutica distribuiu nota oficial na segunda-feira (16/11) informando que caças da Força Aérea Brasileira (FAB) interceptaram o avião Sêneca EMB-810C, matrícula PT-WHM, no nordeste do Mato Grosso do Sul, e o acompanharam até as proximidades da cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, obrigando-a pousar.
De acordo com a nota, o procedimento foi adotado por se tratar de "uma aeronave suspeita de tráfico de drogas que desobedeceu as orientações iniciais determinadas pela defesa aeroespacial brasileira". O caso está sendo investigado pelas autoridades policiais.
A Força Aérea explicou, em nota, que o tiro de advertência foi dado para obrigar o avião suspeito a pousar. Lembra ainda que o processo seguiu todos os trâmites legais previstos no decreto nº 5.144, de 16/07/2004, inclusive com a realização do tiro de aviso, recurso que tem como objetivo alertar o piloto para a obrigação de atender às determinações dos caças da FAB.
Em 24 de outubro, a FAB perseguiu e atirou em uma outra aeronave que voava sem plano de voo e fazia uma rota "conhecida por ser utilizada para atividades ilícitas", conforme informação divulgada pela Aeronáutica, na época. Neste caso, no entanto, o piloto não atendeu ao tiro de advertência para que descesse em local determinado pela FAB e "evadiu-se pela fronteira com o Paraguai", não sendo localizado, naquele momento.
Leia mais notícias em Brasil
No dia 26 de outubro, no entanto, um avião monomotor com várias marcas de tiros foi encontrado pela Polícia Civil no aeroporto municipal de Paranavaí, no noroeste do Paraná. A suspeita era que esta era a mesma aeronave perseguida pela Força Aérea Brasileira (FAB) dois dias antes, em Japorã, Mato Grosso do Sul. Este avião apreendido, foi levado para o pátio da Delegacia da Polícia Civil de Paranavaí e os documentos encontrados na cabine foram enviados à Polícia Federal (PF).

FAB intercepta avião, dá tiro de advertência e força pouso em SP – Correio Braziliense – Política e Brasil

2 Comentários »

  1. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por O narcotráfico estaria migrando de Minas para o Paraná? | Q RIDÃO... — 17/11/2015 @ 9:32 pm | Responder

  2. […] No ano passado a Associação dos Delegados da Polícia Federal divulgou em seu site que “Cocaína saía da Bolívia, passava pelo Paraguai, Triângulo e interior de São Paulo e seguia para Juiz de Fora, …  […]

    Pingback por O narcotráfico estaria migrando de Minas... — 17/11/2015 @ 9:32 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: