Ficha Corrida

25/09/2015

Sociopatas do PÓ

MACONHA TRIP FHCOu de como se usa PÓ para finanCIAr golpes contra a democracia e os movimentos sociais. Nunca fumei. Como não tenho possibilidade de fazer como o Aécio Neves, sempre que precisei viajar comprei minha passagem. Meus vícios são legais. Não sou a favor da liberação da maconha, uma droga de pobre. Agora, há muita hiPÓcrisia no ar.

Tenho nojo da maneira como os grupos mafiomidiáticos criminalizam os aviãozinhos do tráfico mas silenciam ou dão emprego para os grandes consumidores. O silêncio entorno do heliPÓptero com 450 kg de cocaína diz tudo a respeito dos assoCIAdos dos Instituto Millenium. O multipremiado ator argentino, Ricardo Darín explicou muito bem como os EUA poderiam resolver o problema das drogas. A lição serve também para o Brasil. Onde mais Casagrande ganharia emprego senão no lugar que sempre acobertou o seu vício e os fornecedores de seu vício?! Não me venham dizer que é doença. Se fosse, teriam-no levado ao médico e não para a TV.

Qualquer pessoa com meio neurônio sabe que o problema do tráfico não está na Vila Cruzeiro em Porto Alegre. Está nos Bairros Moinhos de Vento, Bela Vista e no sigilo bancário. Basta ver quem é contra  CPMF, a forma mais inteligente de pegar traficante, sonegador e lavador de dinheiro. No entanto, basta folhear a Zero Hora, ver a RBS ou ouvir a Gaúcha para sentir o quanto eles odeiam a CPMF.

Entendeu ou precise que desenhe!?

Mais sobre o baile do Pó Royal

Published setembro 24, 2015 Por Ani Dabar

helicopteroPerrela

Quem aí se lembra disto? Eu sim.

Diário do Centro do Mundo em 24/09/2015

O QUE O AFASTAMENTO DE UM DESEMBARGADOR REVELA SOBRE O TRÁFICO DE DROGAS

Por Mauro Donato

Wellinton Xavier dos Santos, vulgo Capuava, é considerado um dos maiores traficantes de drogas no estado de São Paulo, senão o maior.

Em julho deste ano, a casa caiu. Capuava estava em um sítio com 1,6 tonelada de cocaína pura, 898 kg de ingredientes para misturar e aumentar o volume, 30 fornos micro-ondas para a secagem, além de centenas de utensílios típicos para o preparo e refino da droga e mais quatro fuzis e uma pistola automática.

Foi preso por policiais do Denarc.

Eis que entra em ação o desembargador Otávio Henrique de Sousa Lima. Analisa o caso e liberta Capuava. Disse que as provas eram frágeis. Capuava, claro, deu linha na pipa novamente. Escafedeu-se.

Mas a casa caiu para o desembargador também.

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, José Renato Nalini, já estava de olho em Otávio Henrique. Achava muito estranho e de “extrema coincidência” o sistema de distribuição do tribunal encaminhar diversos pedidos de liberdade de traficantes para Otávio Henrique e serem atendidos. Muitos deles durante plantões de finais de semana. O presidente do TJ pediu o afastamento do desembargador por tempo indeterminado.

O advogado de Otávio Henrique afirmou que seu cliente determinou primeiro a soltura do traficante e só depois foi que o desembargador “soube de alguns fatos sobre Capuava por meio da imprensa.”

Deixando de lado a galhofa do advogado (ele é pago para defender o indefensável e dizer essas patacoadas), o argumento consciente do desembargador é que é o ponto.

Se aquelas provas eram frágeis, o que dizer quando alguém é pego com um baseado?

O envolvimento de alguém do gabarito de um desembargador diz muito a respeito da política de segurança pública vigente. Ela faz um teatro gigantesco de combate às drogas mas está envolvida até o pescoço. Ou nariz.

A criminalização das drogas serve exclusivamente para fazer girar fortunas escusas e demonstrar poder nas favelas. Os grandes traficantes estão a salvo, longe dali, passeando no barco de um desembargador, nadando na piscina de um deputado, tomando whisky na cobertura de um diretor de novelas.

Um meme de sucesso nas redes sociais circula desde uma apreensão significante, em um caso que o DCM investigou a fundo:

“O helicóptero é dos Perrela; O piloto trabalha para os Perrela; A fazenda é dos Perrela; Já os 500 kg de cocaína não são de ninguém.”

O questionamento que chega ao bizarro retrata fielmente o cenário de promiscuidade entre elite, políticos, polícia e criminosos. O tal “sistema”.

Alexandre de Moraes, atuou como advogado em pelo menos 123 processos defendendo uma cooperativa de transporte suspeita de associação com o PCC para lavagem de dinheiro. Hoje é o atual Secretário de Segurança Pública de Geraldo Alckmin. Ainda que não haja nenhuma comprovação de associação do próprio Secretário com o crime organizado, é algo desprezível? Ninguém viu conflito de interesses?

E que tal entregar a responsabilidade de investigar PMs suspeitos de envolvimento em assassinatos ao promotor Rogério Leão Zagallo, um notório defensor da filosofia “bandido bom é bandido morto”? Não é um tapa na cara? Surpreende que as coisas não mudem?

Por enquanto o desembargador Otávio Henrique de Sousa Lima está apenas afastado e sendo investigado. Se comprovada sua participação, poderá receber uma advertência, ser aposentado de maneira compulsória ou mesmo demitido. Até lá, permanece recebendo salário normalmente.

Já neguinho que tomar uma geral e estiver com os olhos vermelhos…

helicóptero Perrela
E aí, tem isto também.

folha-perrela

Palavras Diversas, 26/11/2013

PERRELA, AÉCIO E LULA:
AS FALSIFICAÇÕES MANCHETADAS PELA FOLHA

“Aliado de Lula é flagrado com 500 quilos de Cocaína”. Restam dúvidas de que esta seria a manchete da capa de um grande veículo de comunicação brasileiro, se, em vez de Perrela, o senador fosse apoiador de Lula? A chamada omitiria o nome do envolvido e, em seu lugar, estamparia Lula para atrair leitores.

Pois bem, como é de conhecimento de muitos, um helicóptero foi apreendido no Espírito Santo com quase meia tonelada de cocaína.

Esta aeronave é de propriedade de um senador da República.

Este político é de Minas Gerais.

E por aquelas bandas ele é apoiador de um outro colega senador, candidato a presidência pelo PSDB…

Zezé Perrela é o proprietário da aeronave e Aécio Neves é seu aliado.

O fato não incrimina, diretamente, Perrela, muito menos pode lançar sobre o tucano qualquer respingo sobre esta ocorrência suspeita que, antes de mais nada, precisa ser investigada e oferecer mais subsídios a polícia chegar às devidas conclusões.

perrela-e-aecio

Agora a análise de como se comportou a Folha de São paulo neste episódio.

Em uma chamada na Folha On Line não há menção sobre o dono do helicóptero, no lugar do nome de Perrela usam o termo “senador”.

Em nenhum momento na matéria é dito que Perrela é aliado de Neves. Acordo que agiram com correção.

Penso que seja preciso aguardar novas informações daquilo que for apurado pelas autoridades policiais. Fazer ilações ou associações, neste momento, representariam o oportunismo e o descompromisso com a verdade dos fatos.

Mas e se fosse um aliado de Lula?

Haveria calmaria nas redações?

As manchetes da grande imprensa seriam um espaço de tranquilidade e justeza no tratamento jornalístico de um fato grave como este?

folha-lula

A desavergonhada manipulação da Folha On Line quando é Lula o personagem de um fato

Tenho certeza que não.

Lula quando esteve na Argentina para participar do Congresso de Responsabilidade Social, em Buenos Aires, teria sido fotografado ao lado de um deputado, acusado de abuso de poder. O detalhe é que Lula deve ter tirado dezenas de fotos com admiradores que o procuraram para registrar uma imagem ao seu lado, algo bastante comum. O ex-presidente brasileiro é uma liderança de grande popularidade no continente.

E o que fez a Folha de São Paulo?

Diferentemente do tratamento dispensado a Perrela, tratou de associar Lula ao deputado argentino, conforme a imagem impressa acima, extraída do Folha On Line, que não deixa qualquer dúvida.

Neste episódio a ética e a correção passam ao largo da oportunidade de tentar atingir uma adversário político, mesmo que seja necessário ir ao país vizinho em busca de cliques que, supostamente, possam desgastar a imagem de líder democrata de Lula.

Estes e outros exemplos apenas servem para, com enorme prejuízo para a sociedade e para a democracia, flagrar o partidarismo exagerado e a falta de ética no trato da informação por parte de alguns grandes grupos de mídia do país, especificamente a Folha de São Paulo.

Mais sobre o baile do Pó Royal | Luizmuller’s Blog

6 Comentários »

  1. […] indignação com Eduardo CUnha, com Aécio Neves, com Andrea Neves, com FHC, com José Serra, com Zezé Perrela, com heliPÓptero, com José Sarney, com Eliseu Rima Rica, assim como não há indignação com […]

    Pingback por Com menos de um milésimo disto, Dilma foi golpeada e Lula está sendo caçado | Ficha Corrida — 17/06/2016 @ 10:07 am | Responder

  2. […] a corrupção. Vejo os nomes dos que constam nas mais variadas listas que circulam por aí. Vejo o Zezé Perrela, dono do heliPÓptero, votando “sim” a pedido do CUnha. Olho a imagem de  CUnha e vejo […]

    Pingback por As caras e as máscaras | Ficha Corrida — 21/04/2016 @ 10:50 am | Responder

  3. […] Quando disso tem participação senão comissiva pelo menos omissiva de Aécio Neves? Ah, se Zezé Perrela fosse amigo do […]

    Pingback por As bombas que eram tracks | Ficha Corrida — 26/10/2015 @ 8:25 am | Responder

  4. […] Fernandinho Beira-Mar a Fernando Henrique Cardoso; de Geraldo Alckmin a Marcola; de Aécio Neves a Zezé Perrela. Todos sofrendo da síndrome de abstinência eleitoral no Executivo […]

    Pingback por Tanto mais corrupto, mais ódio a quem não é | Ficha Corrida — 27/09/2015 @ 10:21 am | Responder

  5. […] Ou de como se usa PÓ para finanCIAr golpes contra a democracia e os movimentos sociais. Nunca fumei. Como não tenho possibilidade de fazer como o Aécio Neves, sempre que precisei viajar comprei minha passagem. Meus vícios são legais. Não sou a favor da liberação da maconha, uma droga de pobre. Agora, há muita hiPÓcrisia…  […]

    Pingback por Sociopatas do PÓ | Ficha Corrida | EVS N... — 25/09/2015 @ 12:33 pm | Responder

  6. […] Sourced through Scoop.it from: fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Sociopatas do PÓ | Ficha Corrida | Q RIDÃO… — 25/09/2015 @ 12:32 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: