Ficha Corrida

14/08/2015

Medicina envenenada provoca epidemia de burrice

Filed under: Mais Médicos — Gilmar Crestani @ 8:45 am
Tags:

Medicos CubanosAté a Folha, braço midiático do PSDB e desde sempre golpista, diagnosticou déficit civilizatório na CFM e AMB. As categorias médicas foram envenenadas e os reflexos já se fazem perceber sem ajuda de aparelhos. Há sintomas sociais de dislexia que se agrava à medida que o golpismo do Napoleão das Alterosas não encontra respaldo nas instituições públicas. O tempo, como senhor da razão, ao invés de diminuir paulatinamente a frustração causada pela derrota eleitoral, tem feito recrudescer a ponto de levar algumas entidades médicas a apresentarem um quadro de choque anafilático

A anafilaxia só ainda não é generalizada porque uma grande parcela de profissionais da saúde não se deixou intoxicar pelas ideias golpistas. Saber perder é sintoma de respeito e equilíbrio. Estes sabem, como toda pessoa de bom senso, que melhor que limpar é não sujar. Não tem porque se sujar por que suas ideias não correspondem aos fatos.

A prevenção é o melhor remédio. Recomenda-se à Ku Klux Kan precaução e caldo de galinha, pois o ódio faz mal à saúde. A anorexia intelectual associada ao ódio pode levar o indivíduo ao comportamento de zumbis. Se o diagnóstico do quadro já é ruim, o déficit civilizatório apresentado em praça pública é estarrecedor.

EDITORIAIS

editoriais@uol.com.br

Medicina envenenada

Quem buscar se inteirar da mais nova querela a opor médicos e governo federal ficará chocado. Raras vezes se encontra tamanho exemplo de irracionalidade quanto a que inflamou o debate acerca do Cadastro Nacional de Especialistas criado pelo decreto nº 8.497.

Foi virulenta a reação do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Médica Brasileira (AMB). Em sua interpretação, a norma traria interferência autoritária do Poder Executivo na capacitação de médicos especialistas.

A alegação é que o Planalto usurpa as atribuições dessas associações, das sociedades de especialistas e da Comissão Nacional de Residência Médica. Para a corporação, caberia exclusivamente a suas entidades conceder e cadastrar títulos de especialidade.

CFM e AMB buscaram apoio da Câmara dos Deputados para barrar o decreto. Sob pressão, o Ministério da Saúde comprometeu-se a reescrever o diploma legal.

Sua leitura, no entanto, revela disposições burocráticas um tanto anódinas. Cria-se um diretório nacional de especialistas com informações padronizadas.

A lista seria alimentada pelas sociedades médicas e serviria para orientar a abertura de vagas de residência em diferentes partes do país, com base na escassez relativa de profissionais. Para o ministério, discrepâncias entre as listagens inviabilizam o planejamento.

O governo alega querer permitir com o decreto que programas de residência confiram títulos acadêmicos, como os de mestre ou doutor, a seus egressos. Parece razoável.

A redação é obscura, contudo, e a categoria teme que mestres e doutores sejam cadastrados como especialistas sem terem frequentado residência ou feito as provas das respectivas sociedades.

Não será difícil produzir uma fórmula para deixar claro que o diploma de pós-graduação não conferirá especialidade ao profissional, como diz o Ministério da Saúde.

A conclusão a extrair é que ainda não se encontrou antídoto para o veneno inoculado nas relações entre governo federal e classe médica pelo atabalhoado lançamento do programa Mais Médicos e pelas deficiências que nele persistem.

O governo vitaminou o atendimento da população carente, mas não conseguiu debelar a epidemia de ressentimento entre os médicos.

    1 Comentário »

    1. Republicou isso em Luizmuller's Blog.

      Comentário por luizmullerpt — 14/08/2015 @ 10:00 am | Responder


    RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

    Deixe uma resposta

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

    %d blogueiros gostam disto: