Ficha Corrida

11/07/2015

Esquizofrenia made in Brasil

Brasil, país de contrastes. Não se trata daquilo que se convencionou chamar de Belíndia, do convívio da riqueza belga com as castas indianas, que continua grande mas diminuiu. Nem do que falava Roger Bastide com seu painel histórico-geográfico do Brasil ainda nos anos 40. Contrastes, paradoxos e hipocrisias. Contraste, por exemplo, é uma favela marginando com prédios suntuosos com piscina na sacada, cujos condôminos pagam domésticas para baterem panelas pedido a criminalização dos jovens de abaixo. 

Paradoxos insolúveis como estes dos velhos grupos de mídia que dizem ser esteios de um regime democrático mas que apoiaram e apoiam regimes de exceção, onde tudo acontece menos a democracia. Só a participação ativa em sessões de tortura e estupro pode levar alguém a chamar isso de ditabranda. E é também um país de hiPÓcritas porque são os que roubam que gritam pega ladrão. Os casos do tCU de Nardes ou do STF de Gilmar Mendes & Joaquim Barbosa são por si sós exemplos paradigmáticos. Disso decorre o avassalador papel da mídia, que esconde um helipóptero com 450 kg de cocaína para massacrar o aviãozinho do papelote da boca de fumo. É deste comportamento esquizofrênico, de uma mídia que adota com a corrupção um Padrão FIFA, que brota uma manada de zumbis pedindo ditadura padrão FIFA.

O Eduardo CUnha, religioso, trapaceia religiosamente. Para o órgão fiscalizador, Severino Cavalcanti ajudou a colocar a raposa do PP gaúcho, Augusto Nardes. Nos palcos da RBS ou do púlpito do Senado, a senadora do PP gaúcho, Ana Amélia Lemos, destila sua catilinária contra a corrupção alheia. Neste mesmo viés, uma voz a procura de um cérebro, Ronaldo Caiado, acusado de inúmeras barbaridades pelo próprio colega Demóstenes Torres, defeca imoralidades sobre honra alheia.

Na operação lava jato lava-se os nomes de alguns para lançar jatos sobre outros.  A seletividade é o traço mais comum. O estrabismo ideológico é a faceta visível. De tudo isto, o diagnóstico: vivemos tempos fascistas porque a esquizofrenia é a doença do momento no Brasil. Decorre desta esquizofrenia coletiva a conclusão segundo a qual há dois tipos de doações empresariais: as honestas, dadas à direitas; e as desonestas, dadas à esquerda.

Lava Jato chega ao TCU e atinge algoz de Dilma

:

Visto com bons olhos pela oposição por ter preparado um relatório em que aponta irregularidades nas contas do governo em 2014, o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União, teve o nome envolvido em denúncias de propina em obras públicas em documentos apreendidos com executivos da Camargo Corrêa; ele seria alvo de investigação específica caso a Operação Castelo de Areia não tivesse sido anulada pelo STF; em um dos documentos, é citado um "compromisso" de 500 mil reais de Nardes com o ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Luiz Antonio Pagot, e com o PP, o partido do ministro

10 de Julho de 2015 às 18:34

247 – Autor de um relatório em que aponta irregularidades nas contas do governo federal em 2014, inclusive as chamadas ‘pedaladas fiscais’, e por isso visto com bons olhos pela oposição, o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), teve o nome envolvido em denúncias de propina em obras públicas em documentos apreendidos com executivos da Camargo Corrêa.

De acordo com reportagem da revista Carta Capital, em um dos documentos, é citado um "compromisso" de 500 mil reais de Nardes com o ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Luiz Antonio Pagot, e com o PP, o partido do ministro. Ele seria alvo de investigação específica caso a Operação Castelo de Areia não tivesse sido anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por decisão do ministro Luís Roberto Barroso.

O caso do cartel das empreiteiras que prestam serviços à Petrobras, investigado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, envolveu recentemente o nome do presidente do tribunal, Aroldo Cedraz, tornando ainda mais fragilizada a credibilidade da instituição que investiga Dilma. Em delação premiada, o empresário Ricardo Pessoa, do TCU, revelou à Justiça que pagava R$ 50 mil por mês ao advogado Tiago Cedraz, filho do ministro, para obter informações privilegiadas que dissessem respeito à sua empresa.

Lava Jato chega ao TCU e atinge algoz de Dilma | Brasil 24/7

2 Comentários »

  1. […] Esquizofrenia made in Brasil. […]

    Pingback por *Esquizofrenia made in Brasil | radioproletario — 24/07/2015 @ 7:59 am | Responder

  2. Republicou isso em Luizmuller's Blog.

    Comentário por luizmullerpt — 11/07/2015 @ 1:05 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: