Ficha Corrida

31/03/2015

Nunca antes neste país haveria uma operação para pegar a Rede Besouro Sonegador

OBScenas: Jorge Pozzobom & caeterva Sirotsky!

pozzobom y SirotskyHoje vou ouvir toda sorte de boçalidades do Wianey Carlet só para saber se ele terá culhão para chamar o patrão às falas. Ele que é sempre tão valentão. Metido a paladino da moralidade contra a corrupção, que destila toda sorte de impropérios contra os corruptos, terá a hombridade de tecer algum comentário a respeito do modus operandi da RBS?!

Desde que foi lançada a Operação Zelotes a fala do valentão de Viamão parece de gato cagando na chuva. Nem um pio a respeito de como funcionam as coisas no âmbito da RBS em relação aos impostos. Aliás, ele também nunca deu um pio a respeito do estuprador de Florianópolis.

Esses valentões são uns luluzinhos da Pomerânia em relação a quem aos seus patrões. São vira-bostas de última. Paus mandados, ventríloquos, magarefes da honestidade alheia, acocam no primeiro pau de vassoura quando o patrão dá um assobio. Volto a dizer, desde meus tempos de seminarista tenho para mim que os moralistas mais raivosos são os que vivem com uma estaca plantada no rabo.

Será que o Pedro Simon será entrevistado para falar a respeito da Operação Zelotes?! Será que Instituto Millenium, a ANJ vão se manifestar a respeito das peripécias do parceiro de caminhada?!

E os muitos funcionários espalhados pelos partidos (Britto/PMDB, Ana Amélia Lemos/PP gaúcho, Sérgio Zambiasi/PTB, Lasier Martins/PDT) farão a defesa do patrão? Eles sempre tão zelosos da honestidade alheia foram cair exatamente na Zelotes…

Será que o convívio com Jorge Pozzobom contaminou a família Sirotsky ou foi o contrário?! Será que eles pensam que continuam no governo do parceiro FHC, quando Geraldo Brindeiro engavetava tudo?!

Caso RBS é um dos mais graves da Operação Zelotes

:

Segundo o Ministério Público, rede de comunicação presidida por Eduardo Sirotsky está, ao lado do grupo Gerdau, entre os casos que há indícios mais fortes de eventuais irregularidades na Receita Federal; os 74 processos abertos na operação Zelotes somam R$ 19 bilhões; segundo a PF, "já foram, efetivamente, identificados prejuízos de quase R$ 6 bilhões"; RBS teria pago R$ 15 milhões para eliminar dívida de R$ 150 milhões

31 de Março de 2015 às 06:47

247 – O grupo RBS, presidido por Eduardo Sirotsky está, ao lado do grupo Gerdau, entre os casos que há indícios mais fortes de eventuais irregularidades na Receita Federal. É o que aponta o Ministério Público no âmbito da operação Zelotes, segundo reportagem de Natuza Nery.

Até agora, a Polícia Federal acredita que ao menos 12 empresas negociaram ou pagaram propina para reduzir débitos com a Receita. Os 74 processos abertos na operação somam R$ 19 bilhões. Segundo a PF, "já foram, efetivamente, identificados prejuízos de quase R$ 6 bilhões".

A quadrilha fazia um “levantamento” dos grandes processos no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), procurava empresas com altos débitos junto ao Fisco e oferecia "facilidades", como anulação de multas. O esquema teria sido iniciado em 2005, mas começou a ser investigado pela PF em 2013.

Caso RBS é um dos mais graves da Operação Zelotes | Brasil 24/7

1 Comentário »

  1. […] Source: fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Nunca antes neste país haveria uma operação para pegar a Rede Besouro Sonegador | psiu... — 31/03/2015 @ 12:25 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: