Ficha Corrida

11/12/2014

Gilmar Mendes, o Bolsonaro do STF, perde mais uma

Filed under: Contas de Campanha,Dilma,Gilmar Mendes,STF,TSE — Gilmar Crestani @ 9:14 am
Tags:

gilmar3Gilmar Mendes foi posto no STF por FHC para ser a lavadeira do PSDB. É com ele que tudo o que diz respeito ao PSDB vira pó. O amor que nutre pelo PSDB é diametralmente oposto ao ódio que sente pelo PT, a ponto de lhe afetar o discernimento. A coloração partidária lhe causa tanta cegueira  a ponto de chamar o TSE de Tribunal Nazista só porque não pode impor sua vontade. Como criança mimada, de mau futebol mas dono da bola, acha que tem o direito natural de ser escalado e ainda ostentar a braçadeira de capitão. Não é mero acaso ter recebido a alcunha de jagunço de Diamantino.

Todas suas participações fora dos autos foram desastradas. Como agente investigativo, no caso dos áudios sem grampo, lembra a Pantera-cor-de-rosa, estrelada por Peter Sellers. Sua parceria e posterior defesa de Demóstenes Torres só não é mais vergonhosa de sua parceria com a Revista Veja. A informação de que FHC telefonou a Gilmar Mendes pedindo intervenção para livrar a cara de José Roberto Arruda. GM nunca negou suas parcerias com os mais diversos políticos do PSDB, principalmente aqueles pegos pelas malhas da justiça. A Operação Lava Jato não teria necessidade de existir se Gilmar Mendes não tivesse sentado no processo que trata do financiamento público das campanhas. E isso que o processo já estava decidido pelo escore de 6 x 1, sem qualquer possibilidade de mudar a decisão. Por que, depois de quase um ano, Gilmar Mendes não trouxe mais o processo às Seções do STF?!

Todas as vezes que tive oportunidade de presenciar, ao vivo, as palestras do Ministro Gilmar Mendes, fiquei muito chocado com sua maneira desabrida e mal educada de se referir ao PT. Não há nada no seu comportamento que lembre, nem de longe, o respeito pela liturgia do cargo que se espera de figuras públicas, que ocupam posição de destaque, de mando e de responsabilidade. Isso foi visto ontem novamente, quando resolveu incorporar o espírito de botequim e partir para o ataque a quem não se perfila ao seu comando. Ele sempre tem críticas na manga para quem não se submete às suas orientações. Nassif passou a ser um operador de blog sujo, financiado por seus (de Gilmar) adversário. Limpo, para Gilmar Mendes, são aqueles blogs de vivem de espalhar ódio de classe, alinhados à direita hidrófoba. Não é sintomático que Gilmar não tem nenhuma crítica a José Roberto Arruda, Bolsonaro, FHC, José Serra e ao Marco Feliciano?!

Ficou visivelmente chocado por não ter encontrado, mesmo com o pente fino que exigiu de sua trupe, que errou até na operação simples de adição, nas contas de campanha da Presidenta Dilma. Tinha a missão de encontrar cabelo em ovo, mas, neste caso, é mais razoável a possibilidade de Gilmar Mendes botar ovo.

O papel mais patético ainda coube ao Ministro Dias Tóffoli. Ao ser questionado pelo Procurador Eleitoral por ter feito distribuição do processo de tomada de contas da Dilma de forma direcionada, saiu-se com a resposta mais ridícula que se possa esperar de um Ministro do TSE: “- Dilma ainda não indicou um novo nome para a vaga aberta pela aposentadoria do Ministro Henrique Neves”.

O presidente do TSE aproveitou para reclamar do fato de Dilma ainda não ter indicado um novo nome para a vaga aberta, apesar de ter recebido, há mais de um mês, a lista tríplice de indicados.

TSE aprova contas de Dilma com ressalvas

Relator do processo, Gilmar Mendes disse que problemas apresentados não poderiam levar à rejeição do balanço

Para o ministro, falhas nas prestações parciais de gastos poderão levar à rejeição de contas só no próximo pleito

SEVERINO MOTTADE BRASÍLIA

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou com ressalvas, na noite desta quarta (10), as contas da campanha da presidente Dilma Rousseff.

A sessão de análise do balanço da campanha durou cerca de quatro horas e foi marcada por um longo voto do relator, ministro Gilmar Mendes, e por críticas ao vice-procurador-geral eleitoral, Eugênio Aragão, e à petista.

Ao analisar os balancetes, Mendes elogiou o relatório dos técnicos do TSE, que pediram a rejeição das contas.

Ele considerou, porém, que a irregularidade considerada mais grave pelos servidores não poderia levar à desaprovação do balanço já nas eleições deste ano.

A campanha detalhou na segunda prestação de contas gastos que deveriam estar na primeira parcial e deixou para o informativo final despesas que deveriam ter sido informadas anteriormente.

Mendes afirmou que o mecanismo de prestações parciais deve ser respeitado, pois permite um acompanhamento melhor dos eleitores e da própria Justiça Eleitoral.

Mas, como nas eleições de 2010 balanços com o mesmo problema foram aprovados, e esse tipo de irregularidade só passou a ser considerado grave para 2014, havia espaço para aprovação, disse.

O ministro disse que novas regras devem aguardar algum tempo até que tenham maior efetividade, mas ressaltou que o problema configurará situação para a desaprovação de contas no próximo pleito.

Apesar da aprovação, Mendes afirmou que a aceitação do balanço da campanha petista não significa que o TSE chancelou todos os gastos e valores arrecadados.

Ele citou, por exemplo, reportagens da Folha mostrando que a Focal Confecção e Comunicação Visual, empresa que recebeu R$ 24 milhões da campanha, tem como um dos sócios administradores uma pessoa que, até o ano passado, declarava o ofício de motorista como profissão.

"A conduta configura, em tese, crime de falsidade ideológica. Há indício sério de que houve crime. Não se pode rejeitar a possibilidade dos serviços pagos não terem sido prestados […]", afirmou.

Devido a isso, e a outras irregularidades apontadas, Mendes determinou que a prestação de contas seja enviada ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas da União e à Receita Federal para apurações detalhadas.

Entre os problemas listados estão inconsistências de R$ 3,1 milhões nos gastos de deslocamento da presidente e com o uso do avião oficial, divergências nos nomes de doadores, ausência de registros de doações recebidas e pagamentos de despesas a pessoas jurídicas sem emissão de nota fiscal.

Após o voto de Mendes, os outros seis ministros presentes na sessão também votaram pela aprovação das contas com ressalvas.

Arnaldo Versiani, advogado do PT, disse que o fato de alguns gastos não serem apresentados nas prestações parciais corretas não deveria ser visto como irregularidade.

Segundo ele, algumas notas fiscais chegavam em cima da hora e só eram pagas dias depois, causando o problema.

CRÍTICAS

No início da sessão, Mendes e o presidente do TSE, Dias Toffoli, falaram sobre um pedido feito por Aragão e pela campanha petista para que a relatoria do caso fosse enviado a outro ministro.

Os pedidos argumentavam que, com a saída do ministro Henrique Neves da corte, o caso deveria ser distribuído ao seu substituto, Admar Gonzaga. Toffoli, porém, fez um sorteio, e o processo acabou sendo enviado a Mendes.

O presidente do TSE aproveitou para reclamar do fato de Dilma ainda não ter indicado um novo nome para a vaga aberta, apesar de ter recebido, há mais de um mês, a lista tríplice de indicados.

Mendes, por sua vez, criticou o vice-procurador eleitoral e o questionou sobre estar agindo como advogado de campanha ao ter pedido que outro ministro fosse relator das contas da presidente.

Ao usar a palavra na sessão, Aragão evitou falar sobre o pedido de redistribuição. Ele afirmou que, como abriu mão do recurso, não iria falar sobre algo que, processualmente, era inexistente.

1 Comentário »

  1. […] [selso peludo] – por que no te callas? [carme luzia] – porque calla boca já morriô. [resto do stf] – nooooooooossssssshhhhhh […]

    Pingback por queens of the supremo | Sacolão Incorporações™ — 26/06/2015 @ 6:10 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: