Ficha Corrida

05/12/2014

Por que cargas d’água este tremsalão não anda?!

Simples, porque é pilotado pelo PSDB!

tremsalao

Mesmo tendo as justiças suíça e alemã já condenadas, respectivamente, as matrizes da Alstom e Siemens, no Brasil de Gilmar Mendes este trem anda para trás. Depois de ter dormido no estaleiro do Rodrigo de Grandis, que Gilmar Mendes resolveu absolve-lo do sono providencial.

Mas é o estertor de caso natimorto. O breve suspiro serve apenas para fazer álibi para Gilmar Mendes. A ressuscitação momentânea é o álibi perfeito para dizer que o Poder Judiciário vai atuar de forma republicana, isonômica, doa a quem doer….

Os atuais acusados terão, se chegar às mãos de Gilmar Mendes, o mesmo destino que ele deu a Daniel Dantas, José Roberto Arruda, Demóstenes Torres, Carlinhos Cachoeira, Roger Abdelmassih. Enquanto Gilmar Mendes estiver no STF, Robson Marinho, como Presidente do Tribunal de Contas de São Paulo, poderá fazer ou deixar o que bem entender. É assim que funciona a máquina do Instituto Millenium azeita e ajeitada pelo jagunço de Diamantino

PF acusa 33 de integrar cartel de trens em SP

Polícia indicia o presidente da CPTM, Mário Manuel Bandeira, o gerente de Operações, José Luiz Lavorente, e ex-diretores

Deputados José Aníbal (PSDB) e Rodrigo Garcia (DEM), que foram secretários de Alckmin, são investigados no STF

DE SÃO PAULO

A Polícia Federal concluiu a investigação sobre o cartel de empresas que fraudou licitações de trens em São Paulo entre 1998 e 2008, em governos do PSDB, e indiciou o presidente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), Mário Manuel Bandeira, por suposto envolvimento no esquema.

Também foram indiciados o atual gerente de Operações da CPTM, José Luiz Lavorente, e ex-diretores da companhia de trens, como João Roberto Zaniboni e Ademir Venâncio de Araújo, que tiveram valores encontrados na Suíça, como informou o "Jornal Nacional", da TV Globo, nesta quinta-feira (4).

Ao todo, a PF acusou 33 pessoas de participação em crimes de corrupção ativa e passiva, formação de cartel, crime licitatório, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Na lista de acusados estão ex-diretores das empresas Siemens, Alstom, CAF, Bombardier, Daimler-Chrysler, Mitsui e TTrans. Um deles é Adilson Primo, que presidiu a Siemens de 2001 a 2011.

O consultor Arthur Gomes Teixeira é acusado de ser o intermediário do pagamento de propina das empresas para os servidores públicos.

O suborno era pago para que as companhias fossem favorecidas em licitações e contratos públicos, segundo a Polícia Federal.

O relatório encerra o inquérito relativo a suspeitos que não ocupam cargos políticos e que não possuem foro privilegiado, como informou o jornal "O Estado de S. Paulo" nesta quinta-feira.

Agora o trabalho será encaminhado ao Ministério Público, que poderá pedir a realização de novas diligências, apresentar denúncia contra os acusados ou pedir à Justiça que o caso seja arquivado.

O inquérito foi aberto em 2008 e ganhou impulso em 2013 quando a Siemens realizou uma delação premiada ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

A multinacional alemã contou às autoridades que participou de um cartel com empresas do setor de trens e o grupo fraudou licitações do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) de 1998 a 2008.

Um dos acusados é João Roberto Zaniboni, que foi diretor de Operação e Manutenção da CPTM de 1999 a 2003.

Ele já estava indiciado desde o ano passado sob a acusação de ter mantido o valor de US$ 836 mil (cerca de R$ 2,2 milhões) em conta na Suíça, que seria resultante do pagamento de propinas.

A apuração relativa ao suposto envolvimento de políticos no esquema foi desmembrada do inquérito e está em curso no STF (Supremo Tribunal Federal), em razão da regra do foro privilegiado para congressistas.

Os deputados federais José Aníbal (PSDB-SP) e Rodrigo Garcia (DEM-SP) são os investigados no STF. Eles negam qualquer ligação com as empresas do cartel de trens.

1 Comentário »

  1. Republicou isso em VIVIMETALIUN.

    Comentário por VIVIMETALIUM — 05/12/2014 @ 8:55 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: