Ficha Corrida

27/10/2014

Perdeu, playboy!

Filed under: Bandidagem,Eurídice,Golpismo,Orfeu,Veja — Gilmar Crestani @ 9:18 am
Tags:

Orfeu desceu aos infernos mas não logrou salvar Eurídice, simplesmente porque nem sempre o crime compensa.

Orfeu e EuridiceAbandonei o feicebuque, nos últimos dias da campanha, por vergonha alheia. Foi como se, ao estender a mão para cumprimentar um amigo, levasse um soco no estômato. Ao defenderem o método de que os fins justificam os meios, fizeram-se carrascos voluntários da bandidagem.

Não tenho mais tempo de vida para ter comiseração de lacaio de bandidos. A filhadaputice da Veja, feita para ser usada pelo Aécio Neves, teve boa recepção a quem não conseguiu, durante toda a campanha eleitoral, produzir um único parágrafo próprio com sujeito, verbo e predicado. Aos que, por dislexia, só reproduziram as idiotices espalhadas pelo Álvaro Dias e pelo delegado paranaense, Fernando Francischini (Partido Só De Bandidos-PSDB, que agora atende por SDD, Só De Doidos!), só tenho a dizer: perderam, idiotas!

Quem tem dois notórios facínoras da política brasileira por ídolos não merece meu respeito. Por que dos dois não há um registro sequer de qualquer contribuição à “res publica”. Nenhuma proposta, projeto ou seja lá o que for para melhorar o nível da política brasileira. Até poderia comemorar, porque a vitória de Dilma se deve mais ao baixo nível destes do que aos méritos dela.

Vale para a direita hidrófoba do feicebuque o mesmo conceito que tenho usado em relação à literatura: meu tempo é muito precioso para me aventurar na descoberta de novos autores. Prefiro reler clássicos.

A Revista Veja está para Orfeu como Aécio está para Eurídice. A Veja já foi música para os ouvidos da classe média descolada, aquela classe média anterior à presença incômoda dos novos ricos. A classe média que é contra políticas sociais para os que necessitam, mas são apaixonados pela Eurídice dos favores públicos a própria família, como Aécio Neves. A partir do momento em que uma nova classe média ascendeu, a revista da NASPERS começou a padecer os pecados de Orfeu. O que antes era música para ouvidos excludentes do paraíso, virou flauta para cima dos penetras que ousaram compartilhar aeroportos, Cancun e Miami. Como diria aquele legítimo representante da descida da Veja aos infernos, Luis Carlos Prates, agora todo mundo pode ter carro… É neste momento que Orfeu, apaixonado,  perde a mimada Eurídice.

Eurídice Neves foi picada pela serpente do ódio, desceu ao mais baixo degrau do Hades. Recrutou seus muitos Carontes (Arnaldo Jabor, Reinaldo Azevedo, Eliane Cantanhêde, Merval Pereira, Rodrigo Constantino, Lobão) para jogar os beneficiários do Bolsa Família do outro lado Aqueronte, onde Cérbero, o cão de muitas cabeças da Rede Globo, os devorasse pelo preconceito espraiado por FHC: “os nordestinos são burros e desqualificados”.

Haverá maior ignorância do que alterar a geografia para botar Minas Gerais e Rio de Janeiro no Nordeste?! Coincidentemente, os dois Estados considerados a primeira e a segunda casa de Eurídice Neves? Caberia à Revista Veja explicar por que, exatamente nos dois Estados que melhor o conhecem, Aécio Neves perdeu. Se à Veja sobrar qualquer resquício do que um dia se chamou jornalismo, mostrará porque a vantagem de Dilma em Minas Gerais foi suficientes para derrotar Aécio.

Para tentar moldar, a partir do pó, uma candidatura com os pés atolados no ódio e na mentira, a Veja desceu ao último degrau. E só poderá voltar se a deusa Têmis não for mais uma vez conspurcada por Gilmar Mendes, uma das muitas cabeças do cão Cérbero. Ou a tentativa de golpe será punida ou servirá de jurisprudência para novas e mais diretas tentativas.

Uma coisa é atravessar o Aqueronte ciceroneado pela sabedoria de Virgílio, como faz Dante na Divina Comédia. Outra, muito diferente, é trazer Eurídice Neves de volta do inferno, que lá desceu ao se deixar picar pela serpente do ódio e da mentira, sem poder contar com a ajuda do moribundo Orfeu, cuja música já não passa de uma marcha fúnebre.

1 Comentário »

  1. […] Perdeu, playboy! […]

    Pingback por Perdeu, playboy! | MANHAS & MANHÃS — 27/10/2014 @ 12:23 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: