Ficha Corrida

15/09/2014

Usando o nome de Deus para disseminar o ódio

ucrainianToda vez que ouço bandido usar o nome de Deus para disseminar o ódio religioso lembro do vazamento do WikiLeaks.

O vazamento de Julian Assange mostrava que a CIA estava financiado grupos para disseminar o ódio religioso no Brasil. Era e é uma estratégia de causar tumulto social. E, ultimamente, há muito tumulto soCIAl…. Todos os tumultos soCIAis mais recentes, da Líbia, Síria, Ucrânia, Egito, Venezuela tem a participação ativa da CIA.

O que é a criação do Instituto Millenium senão uma daquela tantas ONGs que recebem recursos a fundo perdido para promoverem a democracia… E, sabendo que os velhos grupos de mídia estão afundando, viram carne fresca a baixo custo para colocar o produto bem embrulhado no balcão.

O baixo nível político propicia que sejam induzidos a manifestações por interesses difusos que atendem claramente interesses de quem pretende faturar com distúrbios soCIAis…

A república de Malafaia

 

Postado em 12 set 2014 – por : Kiko Nogueira

Ele

O pastor Silas Malafaia segue e dissemina dois evangelhos: o do ódio e o da tagarelice.

Alguém fez um levantamento sobre sua atuação insalubre no Twitter. Não sei se os números estão corretos, mas numa avaliação superficial de seu batuque incessante no teclado o resultado não parece absurdo.

Entre 3 de março e 3 de setembro, ele teria feito apenas 59 menções a Jesus Cristo e 87 a homossexuais.

Ainda não houve um levantamento da quantidade de vezes em que fala no PT, mas é um assombro. Geralmente, junta as fixações. Por exemplo: “Petistas covardes usam a causa gay para me denegrir e mudar de assunto.”

Marina Silva está pagando por seu apoio. Pode ter sido um beijo da morte. Não é exagero apostar que, fora de sua paróquia, é um dos homens mais detestados do Brasil.

Malafaia deve ser levado a sério? Sim, na medida em que encarna uma direita religiosa que tem voto, influência, ambições — e que cresce.

Ele, juntamente com colegas como Marco Feliciano e outros pastores e bispos, sonha com um Brasil livre de abominações como gays, abortistas, “umbandistas” etc, e que tenha sua interpretação literal da bíblia como constituição.

Todos os jornalistas que o desagradam são canalhas, covardes e por aí vai. O mais recente foi um repórter do UOL. Mas já sobrou para um profissional da revista Forbes que o colocou numa lista dos religiosos mais ricos do país, com 300 milhões de reais.

“Safado, sem vergonha, bandido e caluniador tem em tudo que é lugar (…). Quando a Forbes faz uma declaração dessa, não é uma declaração qualquer. Eu vivo de que pessoas acreditem em mim”, vociferou ele no ano passado. Ameaçou processar a publicação. Nunca cumpriu.

Essa tática da vitimização costuma ser muito utilizada. Fundamentalistas como Malafaia gostam de gritar que são perseguidos, num clássico do sujeito que bate a carteira e berra “pega ladrão!”.

Malafaia é a culminância do poder do pentecostalismo nacional. Um extremista que quer impor sua visão a qualquer custo. Seu grupo existe para estabelecer suas crenças como força dominante na organização do direito, da política e da cultura.

Todo fanático é um inseguro. Sua fé está ligada a sua paixão doentia e a sua necessidade de se segurar em alguma coisa, muito mais do que à certeza de suas convicções.

Malafaia já afirmou que não quer um cargo político. Na verdade, não precisa. Ao declarar que não quer “fundar uma república evangélica”, está dando um aviso. Para Freud, aquilo que se nega é o que está sendo reprimido. Quando nega, ele afirma. Juntamente com a dedicação diuturna a gays e comunistas, tudo indica que esta é provavelmente uma de suas obsessões.

(Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui).

Sobre o Autor

Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.

Diário do Centro do Mundo » A república de Malafaia

2 Comentários »

  1. Um Blog de degenerados burgueses, pederastas, drogados e parasitas metidos a comunas!

    Comentário por Nicolau — 15/08/2015 @ 4:05 pm | Responder

    • Graças a Deus, não dependemos de enrustidos para sermos felizes com base no ódio por inveja, despeito ou falta de vergonha na cara.

      Comentário por Gilmar Crestani — 15/08/2015 @ 11:16 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: