Ficha Corrida

28/06/2014

Não-me-toque: universidade e lucro é privado

Educacao fhc x lulaVamos olhar por outro ângulo. Não haveria uma universidade particular mais próxima de Não-me-toque do que a Universidade de Santa Maria? Claro que, há, mas as universidade particulares são ótimas em sugarem dinheiro. Deve ser por isso que FHC criou o famigerado PDV para expulsar os professores das Universidade Federais. A idéia de privatização das universidades públicas volta à baila em São Paulo, onde o PSDB está quebrando a USP  e a Unicamp. Nada de novo, o PSDB é famoso por quebrar, destruir ou doar patrimônio público. Vide SABESP

Neste caso da agricultura de precisão, outro ponto deve ser observado, a EMBRAPA. Graças a ela o Brasil se tornou competitivo com seus “produtos”, como as pesquisas de modificações genéticas.

Outro ponto levantado pela matéria diz respeito ao principal problema enfrentado por Não-me-toque, que é “qualificar trabalhadores”. E novamente voltemos ao prof. Cardoso. O amante da Miriam Dutra proibiu a criação de Escolas Técnicas e até mesmo o repassa de verbas públicas para as ainda existentes.

A pergunta que não quer calar: como um professor universitário pode ser tão ostensivamente contra o ensino e outro, torneiro mecânico, tido por toda direita como ignorante, se torne o maior criador de universidades federais de todos os tempos. Será que é de toda essa disparidade que brota tanto ódio da manada ao Lula?!

RIO GRANDE DO SUL

Em alta, Não-Me-Toque importa trabalhador

Referência nacional em agricultura de precisão, município cresceu após parceria entre universidade e empresas

DANIEL CASSOLCOLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM PORTO ALEGRE

Não-Me-Toque, no interior do Rio Grande do Sul, tem apenas 16 mil habitantes, mas suas exportações totais atingiram R$ 57 milhões no ano passado.

O motivo para isso é a chamada agricultura de precisão, sistema tecnológico de gerenciamento de lavouras que foi desenvolvido na região após uma parceria de sucesso entre universidade pública e empresas privadas.

O município acabou se tornando capital nacional no assunto, nove anos depois que as primeiras iniciativas no setor começaram por lá em 2000. Hoje recebe um congresso sul-americano a cada dois anos, desde 2011

No início, a união da Universidade Federal de Santa Maria a algumas empresas fez nascer o primeiro DGPS agrícola 100% nacional –uma espécie de GPS mais preciso.

Desde então, o projeto Aquarius continua pesquisando novas tecnologias e buscando aperfeiçoar ferramentas já desenvolvidas.

"O projeto resolveu o problema da falta de informação, o principal fator limitante das produtividades nas propriedades agrícolas", afirma Rafael Magni, coordenador de fazendas da Stara.

A empresa foi a responsável por desenvolver o aparelho e aproveitou o campo ainda inexplorado para crescer.

Atualmente, na Stara, há 2.300 pessoas empregadas –divididas entre a matriz, em Não-Me-Toque, e a filial em Carazinho. Outros 250 funcionários trabalham numa unidade sócia em Santa Rosa.

Em 2013, o faturamento do negócio ficou em torno de R$ 1 bilhão. A Stara exporta para mais de 35 países, com destaque para o leste europeu, África e América do Sul.

O crescimento da Stara e das demais empresas metalmecânicas mudaram a característica do município.

"Antigamente nossa matriz tributária era praticamente agrícola. Hoje, o predomínio é das indústrias de implementos agrícolas", explica Maria Margarete Lauxen, secretária de Desenvolvimento.

A indústria responde por 71,5% da arrecadação de Não-Me-Toque, enquanto a agricultura apenas por 15,7%.

"Praticamente não temos desemprego. Só não trabalha quem não quer", resume. Mas essa larga oferta esbarra num problema.

QUALIFICAÇÃO

Um dos maiores desafios para Não-Me-Toque é qualificar trabalhadores.

A falta de mão de obra na cidade para abastecer a indústria metalmecânica obriga empresas como a Stara a ter de importar funcionários.

Prestes a ser extinto, um curso técnico tentava preencher a lacuna da qualificação.

Mas, segundo a diretora do Instituto Federal Farroupilha, Ana Rita Kraemer da Fontoura, a instituição se articula para criar um centro de referência onde haverá especialização na área.

    Anúncios

    Deixe um comentário »

    Nenhum comentário ainda.

    RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s

    Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

    %d blogueiros gostam disto: