Ficha Corrida

26/12/2013

Um erro de R$ 102,00 ganha mais espaço que um helicóptero com 450 kg de cocaína

Filed under: Bolsa Família,Folha de São Paulo — Gilmar Crestani @ 8:00 am
Tags:

Bolsa FamiliaNa vã tentativa de acabar ou denegrir o programa do Governo Federal, o Bolsa Família, a Folha se apega a um denúncia apurada pelo próprio Governo Federal, por meio da CGU. Qualquer sujeito medianamente informado sabe que o programa é Federal, mas a administração é municipal. Afinal, é no município que estão os necessitados, e é o município que tem mais condições de cadastrar e informar quem são os que preenchem os requisitos. E o programa foi concebido assim. A CGU usa a fiscalização para garantir o direito, mas a Folha usa do seu direito de informar para desconstruir o melhor programa social concebido nesta Belíndia

Auditoria aponta pagamento de Bolsa Família  a filha de prefeito

DE BRASÍLIA

Entre as falhas apontadas pela CGU na administração dos recursos federais por parte de prefeituras, há casos como o pagamento de Bolsa Família à filha de um prefeito e uso do extinto tributo da CPMF para justificar gastos.

O relatório do órgão sobre o município de Cipó, na Bahia, apontou que a filha do atual prefeito, Romildo Ferreira Santos (PSD), é beneficiária do Bolsa Família.

O documento, que não cita nomes, afirma que ela recebia mensalmente R$ 102 e que sua renda per capita familiar era superior ao teto estabelecido pelo programa.

O mesmo relatório diz que a Prefeitura de Cipó afirmou ter feito o cancelamento do benefício em 6 de março deste ano. No entanto, o município não apresentou documentos para comprovar a suspensão do pagamento.

Já em Morrinhos, no Ceará, a administração incluiu a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) na planilha orçamentária da obra de uma UBS para superfaturar recibos.

O contrato foi firmado em 2011 e o tributo foi extinto em 2008. A manobra permitiu inflar em R$ 8.033,60 o valor total do contrato, de acordo com o relatório da CGU.

A prefeitura informou ao órgão que o valor incluído na planilha de forma equivocada é de R$ 803,36, e não o apontado na investigação, e que devolveria a quantia.

A Folha não conseguiu contato com as prefeituras dos dois municípios. (TN)

2 Comentários »

  1. […] See on fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Um erro de R$ 102,00 ganha mais espaço que um helicóptero com 450 kg de cocaína | EVS NOTÍCIAS. — 26/12/2013 @ 7:22 pm | Responder

  2. […] See on fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Um erro de R$ 102,00 ganha mais espaço que um helicóptero com 450 kg de cocaína | O LADO ESCURO DA LUA — 26/12/2013 @ 4:09 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: