Ficha Corrida

05/11/2013

Folha de São Nunca

A Folha de São Paulo sabe tudo o que acontece em Brasília, inclusive em reuniões fechadas entre duas pessoas que não falaram nada. E a Folha não é de Brasília, é de São Paulo. Descobre, depois de todo mundo, que a corrupção em São Paulo é “corrupção descarada”. Ué, mas todo mundo sabe que a Folha não denuncia. Pelo contrário, protege parceiros. Aliás, é por isso que Serra e Alckmin distribuem milhares de assinaturas deste jornal às escolas paulistas e paulistanas. Tudo acontecendo embaixo do nariz e a Folha não sabia de nada? Amanha a Folha vai contar, em editorial aquela do papagaio…

 

editoriais@uol.com.br

Corrupção descarada

Grupo de fiscais envolvido em escândalo esbanjava riqueza e imaginava-se intocável; investigação do caso não pode escolher alvos

"Quem não gosta de jantar num restaurante caro e bom? Eu gosto." A pergunta retórica e a resposta são de Vanessa Caroline Alcântara, ex-companheira do fiscal Luis Alexandre Cardoso de Magalhães.

Segundo Alcântara, o fiscal municipal costumava levá-la a restaurantes nobres de São Paulo, nos quais gostava de pedir o vinho mais caro da carta. O destino seguinte era um hotel dispendioso, cuja diária custava R$ 5.000. Era comum que a noite consumisse R$ 10 mil.

Não é preciso esforço para notar a discrepância entre os hábitos faustosos e o salário de Magalhães. Como funcionário público, recebia cerca de R$ 14 mil por mês.

Apelidado de "louco" por alguns colegas, o fiscal não fazia questão de disfarçar os sinais de uma riqueza incompatível com os seus vencimentos. Em seu nome ou no das empresas que controla estão 27 imóveis; seu patrimônio estimado é de R$ 18 milhões.

Vem do Ministério Público a explicação para o descompasso: Magalhães e pelo menos outros três servidores são acusados de envolvimento num esquema de corrupção que impôs prejuízo de R$ 500 milhões aos cofres municipais.

Tratava-se de cobrar propina para reduzir o valor do ISS (Imposto sobre Serviços) a ser pago por determinada empresa. Os fiscais embolsavam até metade do montante devido; a prefeitura, quase nada.

Calcula-se que o grupo tenha entesourado R$ 80 milhões. São 59 imóveis, nove quotas de participação em empresas, automóveis de luxo e uma lancha avaliada em R$ 1 milhão. Podem ser todos ingênuos ou inexperientes na arte de ocultar bens ilícitos, mas é ainda assim espantosa a desfaçatez. Imaginavam-se intocáveis.

De acordo com a ex-companheira de Luis Magalhães, por exemplo, foi somente após saber-se investigado pela Controladoria Geral do Município que o fiscal tentou usá-la como laranja.

O episódio suscita questões embaraçosas para o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD). Por que agiam com tamanha certeza de impunidade? Sobrava proteção a essas práticas ou faltava investigação por parte dos órgãos públicos?

Tampouco está livre de questionamento o prefeito Fernando Haddad (PT). É que Ronilson Bezerra Rodrigues, apontado como chefe do esquema, foi nomeado diretor de finanças da SPTrans (empresa que gerencia o transporte municipal) na atual administração. Além disso, o nome de Antonio Donato, secretário de Governo do petista, já apareceu ligado a Magalhães em escuta autorizada pela Justiça.

Espera-se que a promissora Controladoria Geral do Município não faça distinções políticas no exercício de seu dever.

2 Comentários »

  1. […] See on fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Folha de São Nunca | EVS NOTÍCIAS. — 05/11/2013 @ 12:07 pm | Responder

  2. […] See on Scoop.it – BOCA NO TROMBONE!A Folha de São Paulo sabe tudo o que acontece em Brasília, inclusive em reuniões fechadas entre duas pessoas que não falaram nada. E a Folha não é de Brasília, é de São Paulo.See on fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por Folha de São Nunca | O LADO ESCURO DA LUA — 05/11/2013 @ 10:36 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: