Ficha Corrida

04/10/2013

A Cingapura da porta-voz do PSDB

Filed under: Cingapura,Eliane Cantanhêde,Folha de São Paulo — Gilmar Crestani @ 7:06 am
Tags:

Engraçada a estafeta do PSDB, ELIANE CANTANHÊDE, ela indica o modelo Cingapura a Lula e Dilma, mas não indica a Alckmin ou FHC. Diante do que está enfrentando os EUA, porque ela não indica seu modelito ao Tio Sam? Tem gente que perdeu qualquer pudor para dizer, como diria Cony, “boutades idióticas”.

Pra onde correr

CINGAPURA – Em tradução livre, a explicação de Lula e Dilma para os protestos de junho foi que, quanto mais o povo tem, mais quer.

Faz sentido e é justamente uma das grandes preocupações em Cingapura, que tem tanto dinheiro que o desperdiça em extravagâncias.

Tão pequenino, o país nem tem voos domésticos, mas exibe um aeroporto com capacidade para 66 milhões de passageiros/ano. Os habitantes são só 5,4 milhões…

Os três terminais, acarpetados, têm shopping center, supermercado, piscina, tobogã, chuveiros e cinemas grátis para passageiros em conexão. Os jardins são imensos e há até um viveiro de borboletas!

Com dinheiro aos borbotões e alta qualidade de vida, como será o futuro? A economia tem bases sólidas, mas a pressão migratória é forte e há indagações de ordem política.

Uma delas é o que vai acontecer quando saírem de cena o grande líder Lee Kuan Yew, 90, e seu filho mais velho, Lee Hsien Loong, 61, atual primeiro-ministro. O regime, muito particular, funciona com eles. E sem eles? Para os governistas, a palavra-chave é planejamento e todas as estratégias para 10, 20 e até 40 anos já estão traçadas e em execução. Ninguém teria como interrompê-las. Mas nunca se sabe.

Há também a tensão de um país rico, com indústria forte, tecnologia e ambição, mas enclausurado no seu próprio território, sem ter para onde correr, ou crescer. De aterro em aterro, já ganhou uns 10% de área, mas esse recurso artificial tem limite.

Se Cingapura tem dinheiro, e não terra, é cercado de países com terra, mas sem dinheiro. Aventuras bélicas estão fora de cogitação, apesar de cerca de 7% do PIB ir para a defesa, do serviço militar obrigatório de dois anos e da frota de jatos americanos. Mas as formas modernas de cooptação e ocupação silenciosa são outras, via bondades, programas e investimentos.

O "soft power" de Cingapura na Ásia ainda é sutil, mas tende a crescer.

1 Comentário »

  1. […] See on fichacorrida.wordpress.com […]

    Pingback por A Cingapura da porta-voz do PSDB | EVS NOTÍCIAS. — 04/10/2013 @ 8:44 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: