Ficha Corrida

30/03/2013

Os arquivos sobre a Folha cabem numa perua?

Filed under: Ditabranda,Ditadura,Folha de São Paulo — Gilmar Crestani @ 8:14 am
Tags:

Além de chamar a ditadura de ditabranda, a Folha também  a chama de “regime militar”. Para se ter uma ideia do caráter desta gente, basta saber que eles chamavamHugo Chávez, que se submeteu a 16 escrutínios, chama de ditador… E o regime venezuelano não era democrático, mas populista…

Duvido que aparecerão documentos que expliquem a queima de peruas da Folha, acusada de transportar, para o DEOPS, clandestinamente, presos para serem torturados e mortos…

Arquivo de SP libera acesso a 1 milhão de documentos sobre regime militar

Fichas e prontuários do Deops poderão ser acessados pela internet a partir de segunda-feira

Instituição divulgará também os dossiês produzidos sobre Karl Marx, o papa João Paulo 2º, Plínio Marcos e Pelé

ANDRÉ CARAMANTEDE SÃO PAULO

Após três anos e meio de trabalho de 70 pessoas, o Arquivo Público de São Paulo disponibilizará em seu site, a partir da próxima segunda-feira, cerca de 1 milhão de documentos sobre ações da ditadura militar no Estado.

Fichas e prontuários que antes só podiam ser acessados pessoalmente agora estarão ao alcance de um clique, pelo endereço http://www.arquivoestado.sp.gov.br.

São papéis do Deops/SP (Departamento Estadual de Ordem Política e Social), órgão que funcionou de 1924 a 1983 e foi um dos principais braços da repressão do último regime militar (1964-1985). O material inclui ainda documentos do DCS (Departamento de Comunicação Social), criado em 1983 para suceder o Deops e abrigar seus membros.

Há dossiês sobre personalidades consideradas subversivas pela ditadura, como Pelé, o filósofo alemão e ideólogo da esquerda Karl Marx (1818-1883), o papa João Paulo 2º (1978-2005) -considerado comunista por ser polonês- e o dramaturgo Plínio Marcos (1935-1999).

No caso de Marcos, o prontuário do Deops, de 94 páginas, mostra que ele foi monitorado de 1969 até depois da morte, em 2000, com relato de publicação no "Diário Oficial" de Santos sobre homenagem póstuma ao artista.

A existência dos documentos do Deops de Santos foi revelada em fevereiro de 2010 pela Folha. À época foram achadas 600 caixas, cada uma com dez ou 15 dossiês.

Na vigilância a Pelé, o Deops registrou declarações feitas no Senado em 1977, quando ele disse que o povo brasileiro ainda não estava em condições de votar "por falta de prática e de educação".

DOCUMENTOS INÉDITOS

A digitalização, que ainda engloba apenas 10% dos registros do Deops e do DCS, incorporou 4.500 imagens de documentos inéditos. "São boletins internos do Deops, que vão de 1952 a 1977 e têm as escalas de serviço dos policiais. Isso ajudará a cruzar informações sobre quem estava trabalhando quando alguém foi preso e desapareceu", diz Lauro Ávila, diretor de Preservação e Difusão do Acervo do Arquivo Público.

O trabalho foi realizado em parceria com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça por meio do projeto Marcas da Memória, que distribui recursos para ações de preservação da memória.

"O material do Deops servirá para todos verem a ação deletéria do Estado contra o povo", disse Carlos Bacellar, coordenador do Arquivo Público. "É a democratização desses documentos. É um marco nesse processo da construção do Estado democrático", disse Vladimir Sacchetta, presidente da Associação dos Amigos do Arquivo Público de SP, que captou R$ 1 milhão para ajudar na digitalização do material.

64 Comentários »

  1. […] Comissão Nacional da Verdade também comprovou que a Folha emprestou furgões e peruas para que os agentes da ditadura transportassem clandestinamente os pedações de corpos de presos […]

    Pingback por Dono da Folha exige monopólio da estupidez | Ficha Corrida — 06/11/2016 @ 9:23 am | Responder

  2. […] ao período mais tenebroso da história do Brasil: Ditabranda! A Folha de São Paulo emprestava as peruas que distribuíam os jornais para que os pedaços de corpos dilacerados nas sessões de tortura, […]

    Pingback por Precisamos falar sobre diversionismo em má hora | Ficha Corrida — 24/10/2016 @ 8:31 am | Responder

  3. […] Talvez por isso as sessões eram noturnas e os corpos dilacerados eram depois levados por peruas camufladas para o Cemitério de Perus. Não por acaso, terra do pato da FIESP, desde sempre […]

    Pingback por Estupro à brasileira | Ficha Corrida do GOLPE — 30/08/2016 @ 10:00 am | Responder

  4. […] cúmplices desde a preparação do golpe de 1964, à implantação do AI-5, inclusive emprestando peruas para o transporte dos corpos dilacerados pelas sessões de tortura, estupro e morte, não […]

    Pingback por Ainda há justiça, na Argentina | Ficha Corrida do GOLPE — 26/08/2016 @ 9:27 am | Responder

  5. […] subiria mais Serras, nadaria mais em Furnas. Iria a Liechtenstein onde nunca fui, tomaria mais peruas e menos pedalinhos, teria mais problemas com o CARF e menos com palestras. Eu fui uma desses […]

    Pingback por Instantes | Ficha Corrida do GOLPE — 13/08/2016 @ 12:39 pm | Responder

  6. […] a ativa participação da famiglia Frias na Operação Bandeirantes – OBAN, emprestando suas peruas para transportar os corpos destroçados por torturas, estupros e esquartejamentos, como relatou a […]

    Pingback por Para proteger golpista, Folha omite estupro | Ficha Corrida do GOLPE — 06/08/2016 @ 11:38 am | Responder

  7. […] mas ditabranda, imagine o que não fizera para sustenta-la. Vai muito além do empréstimo das peruas que distribuída jornais para conduzir, depois das sessões de tortura, estupro, morte e […]

    Pingback por Dicionário ou Bestiário? | Ficha Corrida — 04/08/2016 @ 9:01 am | Responder

  8. […] à ditadura não se resumiu em reporcagens patrocinadas pelos ditadores, mas também emprestou suas peruas para ajudar a esconder os corpos que haviam sido objeto de tortura, estupro, morte e […]

    Pingback por Folha para quem precisa de Falha | Ficha Corrida — 24/07/2016 @ 9:17 am | Responder

  9. […] do Roberto Marinho com estupradores de cavalos vestidos de fardão e quepe. A Folha emprestava suas peruas para esconder em valas clandestinas os pedações de corpos que na noite anterior tinham servido […]

    Pingback por Para quem não sabe o que foi a ditadura, eis aí um exemplo | Ficha Corrida — 25/06/2016 @ 10:35 am | Responder

  10. […] pois, para condenar os crimes praticados pela ditadura, o STF chegaria na Rede Globo, nas peruas da Folha e nas valas clandestinas do Cemitério de Perus. Chegaria aos mandantes e beneficiados das […]

    Pingback por Globo rege a banda Ré Pública | Ficha Corrida — 15/06/2016 @ 9:28 am | Responder

  11. […] das aulas de História, a ponto de a Folha de São Paulo, uma das cúmplices, já que emprestava peruas para os sádicos desovarem no Cemitério de Perus os corpos que haviam passado por sessões de […]

    Pingback por Brasília, a nova Estalingrado da Thyssenkrupp | Ficha Corrida — 14/04/2016 @ 8:42 am | Responder

  12. […] na mesma proporção das vidas ceifadas nos DOI-Codi da vida. O regozijo era tanto que até peruas eram emprestadas para que os corpos torturados, estuprados, dilacerados fossem jogados nas valas […]

    Pingback por Até a Folha publicou notícia sobre abertura da empresa da Globo em paraíso fiscal | bloglimpinhoecheiroso — 22/03/2016 @ 9:52 pm | Responder

  13. […] na mesma proporção das vidas ceifadas nos DOI-CODI da vida. O regozijo era tanto que até peruas eram emprestadas para que os corpos torturados, estuprados, dilacerados fossem jogados nas valas […]

    Pingback por Rede Golpe | Ficha Corrida — 21/03/2016 @ 7:43 am | Responder

  14. […] clandestinos. Depois de alcançarem orgasmos nas sessões coletivas, a Folha ainda emprestava as peruas para o que restava dos corpos fossem jogados nas valas clandestinas do Cemitério de […]

    Pingback por Cevada, mas não é o que estás pensando | Ficha Corrida — 17/03/2016 @ 8:00 am | Responder

  15. […] escondiam da família os restos mortais das vítimas vilipendiadas clandestinamente, como faziam as peruas da Folha de São Paulo que auxiliavam no transporte para as valas comuns do Cemitério de Perus, em […]

    Pingback por É deste Brasil que eu gosto | Ficha Corrida — 16/03/2016 @ 9:03 am | Responder

  16. […] os combativos donos da Folha de São Paulo não só apoiaram a ditadura como emprestavam suas peruas para transportarem os corpos destroçados dos presos políticos. A comissão da verdade provou que […]

    Pingback por Abuso de confiança | Ficha Corrida — 22/02/2016 @ 7:36 am | Responder

  17. […] de onde menos se espera, de lá mesmo é que não sai nada. Aliás, sai. É da Folha que saía as peruas que transportariam os corpos dilacerados dos presos sem mandado, torturados por prazer nos […]

    Pingback por Helicóptero de amigo do …. com 450 kg de cocaína | Ficha Corrida — 23/10/2015 @ 9:59 am | Responder

  18. […] o que não é novidade. A Folha já esteve envolvida em outros golpes, a ponto de emprestar peruas para transportar corpos dilacerados depois da tortura e do estupro, para o Cemitério de Perus. […]

    Pingback por Q RIDÃO... — 17/10/2015 @ 12:34 pm | Responder

  19. […] o que não é novidade. A Folha já esteve envolvida em outros golpes, a ponto de emprestar peruas para transportar corpos dilacerados depois da tortura e do estupro, para o Cemitério de Perus. […]

    Pingback por Em dose cavalar, Folha estampa sua obsessiva caça ao Lula Gigante | Ficha Corrida — 17/10/2015 @ 9:37 am | Responder

  20. […] não sei se as peruas que a Folha emprestava para levar os corpos dilacerados para o Cemitério de Perus também eram da […]

    Pingback por Nossa elite midiática tem autoridade moral de dirigente da Volks | Ficha Corrida — 27/09/2015 @ 2:16 pm | Responder

  21. […] nem piedade, estuprava por prazer, assassinavam por método e esquartejavam por medo. E depois as peruas da Folha levavam para as valas clandestinas do Cemitério de Perus. Por isso a Folha chamou a […]

    Pingback por A rã e o escorpião | Ficha Corrida — 14/09/2015 @ 8:24 am | Responder

  22. […] do DOI-CODI. E eles participavam nas sessões de tortura e estupro. Depois também emprestavam peruas para transportarem os corpos violados e mutilados ao Cemitério de […]

    Pingback por Os assassinos estão soltos e tem ódio de Dilma, Lula e o PT | Ficha Corrida — 13/09/2015 @ 10:49 am | Responder

  23. […] – OBAN, também participavam das sessões de tortura e estupro. Alguns, inclusive, emprestavam peruas para que os corpos dilacerados pela orgia ensandecida, fossem desovados de forma […]

    Pingback por O ódio cega | Ficha Corrida — 20/08/2015 @ 9:27 am | Responder

  24. […] as sessões de tortura e estupro, como descobriu a Comissão da Verdade, ainda emprestavam as peruas para desovar os corpos esquartejados(vide Paulo Malhães) em valas clandestinas do Cemitério de […]

    Pingback por Já fui IPES e IBAD, mas hoje pode me chamar de LIDE | Ficha Corrida — 24/07/2015 @ 8:44 am | Responder

  25. […] de participar das sessões de tortura, estupro e morte nos porões do DOI-CODI. A Folha emprestava peruas para desovar os corpos dilacerados em valas clandestinas como aquelas encontradas no Cemitério de […]

    Pingback por Os fascistas agora já ousam dizer o nome | Ficha Corrida — 19/07/2015 @ 8:14 pm | Responder

  26. […] sem mandado, da tortura, do estupro, do assassinato e do esquartejamento. A Folha entrou com as peruas para desovar nas valas clandestinas do Cemitério de Perus os pedaços dos corpos. Corpos que […]

    Pingback por Na Zelotes foi pega a RBS, agora outra filial da Rede Roubo | Ficha Corrida — 14/07/2015 @ 10:50 pm | Responder

  27. […] estiveram promovendo o golpe de 1964, seja por editorial, seja participando mediante empréstimo de peruas ou mesmo assistindo as sessões de tortura, estupro e morte nos porões do DOI-CODI. Só quem não […]

    Pingback por Quem é o bandido oculto da frase: “PSDB pagou apresentadores de TV”? | Ficha Corrida — 11/07/2015 @ 12:25 pm | Responder

  28. […] não só em termos ideológicos, mas também operacional. E aí não falo somente no uso das peruas da Folha para desovar os pedaços humanos que sobravam das orgias no DOI-CODI com a participação […]

    Pingback por Os EUA sabiam porque foram eles que apoiaram | Ficha Corrida — 09/07/2015 @ 9:15 am | Responder

  29. […] também se assoCIAram para convocarem a manada amestrada para derrubar Dilma. Como a Folha e suas peruas foram partícipes da ditadura, a Folha acha por bem chamar ditadura de […]

    Pingback por Veja como funciona o finanCIAmento ideológico | Ficha Corrida — 04/07/2015 @ 5:21 pm | Responder

  30. […] precisa explicar a respeito da ditabranda, é se a ditadura virou branda porque ela emprestava as peruas para desovarem os corpos nas valas comuns do Cemitério de Perus, ou era branda porque a Folha […]

    Pingback por Folha tem banditismo no seu DNA | Ficha Corrida — 03/07/2015 @ 9:34 am | Responder

  31. […] esquartejar por método, esconder os pedaços de corpos por medo de vingança.  Ah, se as peruas da Folha […]

    Pingback por Veja como funciona o lupanar da imprensa | Ficha Corrida — 28/06/2015 @ 11:50 am | Responder

  32. […] de tortura, estupro e assassinato nos porões do DOI-CODI. E depois a Folha ainda emprestava suas peruas para desovarem os restos dos corpos esquartejados no Cemitério de Perus, em São […]

    Pingback por FOLHÃO: PSDB corrupto só aparece depois de morto | Ficha Corrida — 28/06/2015 @ 8:57 am | Responder

  33. […] A Folha de São Paulo, sempre tão ciosa para atacar seus adversários políticos, emprestava as peruas de distribuição dos jornais para esconder o mortos na vala do Cemitério de Perus, na Grande São […]

    Pingback por Segredos públicos da entrevista da Dilma ao Jô | Ficha Corrida — 16/06/2015 @ 8:59 am | Responder

  34. […] áureos tempos da ditabranda. A Globo fazia editorial saudando a ditadura e a folha emprestava as peruas para desovar o que restava dos cadáveres violados nas valas clandestinas do Cemitério de […]

    Pingback por Pecunia non olet? | Ficha Corrida — 30/05/2015 @ 2:17 pm | Responder

  35. […] se torna inatacável é natural que grupos de mídia tratem ditadura de ditabranda, emprestem peruas aos ditadores e inventem fichas falsas. Os nossos bandidos são cultivadas nas altas rodas da fina […]

    Pingback por Ódio a José Dirceu é o véu de proteção à Marin | Ficha Corrida — 30/05/2015 @ 1:15 pm | Responder

  36. […] que a Folha odeia tanto a Dilma? Não basta a Folha ter apoiado a ditadura, inclusive emprestando peruas para transportar os corpos dilacerados pelos tarados que torturavam e estupravam, de tentar nos […]

    Pingback por FBI prende na Suíça bandidos brasileiros ligados a govenador do PSDB | Ficha Corrida — 30/05/2015 @ 8:47 am | Responder

  37. […] a Folha assume o papel de advogado dos seus finanCIAdores ideológicos. Mais do que emprestar peruas para transportar os corpos dilacerados pela tortura e estupro para o Cemitério de Perus, a Folha […]

    Pingback por Folha: “- Pimenta no Zelotes dos outros é refresco” | Ficha Corrida — 22/05/2015 @ 8:59 am | Responder

  38. […] sessões de tortura, estupro e morte nos porões do DOI-CODI. E depois ainda podiam contar com as peruas da Folha de São Paulo pra transportar os corpos dilacerados para as valas clandestinas do […]

    Pingback por Com Cel. Telhada & Robson Marinho, PSDB já tem chapa presidencial para 2018 | Ficha Corrida — 15/05/2015 @ 9:48 am | Responder

  39. […] estupro e morte também se entende porque o Grupo Folha da Manhã, que edita a Folha, emprestava as peruas para esconder os corpos dilacerados que havia sido objeto de prazer sádico na véspera. Também se […]

    Pingback por De República das Araucárias para República dos Ratos | Ficha Corrida — 06/05/2015 @ 9:51 am | Responder

  40. […] em sala escura junto como outros empresários, no DOI-CODI. Depois a Folha ainda emprestava as peruas para desovar os corpos dilacerados nas valas comuns do Cemitério de Perus. É por isso que eles […]

    Pingback por O que todo defensor de ditadura deveria saber, se tivesse cérebro | Ficha Corrida — 05/05/2015 @ 9:27 am | Responder

  41. […] impedir que familiares identificassem os corpos. A Folha de São Paulo ficou famosa por empresar as peruas que distribuíam os jornais para distribuir os corpos dilacerados por valas clandestinas, como […]

    Pingback por PIG, de caso com o estupro | Ficha Corrida — 03/05/2015 @ 11:16 am | Responder

  42. […] Está no seu DNA. Nada mal para quem não só apoiava suporte à ditadura, como emprestava as peruas para transportar os corpos dilacerados para as valas comuns no Cemitério de Perus. Segundo a […]

    Pingback por Equipe de Haddad conversou com FHC | Ficha Corrida — 01/05/2015 @ 8:21 am | Responder

  43. […] as sessões de tortura, estupro e esquartejamento nos porões do DOI-CODI, seja emprestando as peruas para transportar os corpos violados e dilacerados para a vala comum do Cemitério de Perus, na […]

    Pingback por Os “tira” da Folha | Ficha Corrida — 29/04/2015 @ 10:06 am | Responder

  44. […] Folha ainda emprestava as peruas para desovar os presuntos esquartejados nas valas clandestinas do Cemitério de Perus. Para a […]

    Pingback por Chile pune jornal que apoiou a ditadura | Ficha Corrida — 26/04/2015 @ 9:24 pm | Responder

  45. […] estupro, esquartejamento não é só uma ditabranda. Deve ser por isso a Folha emprestava suas peruas para transportar os presuntos para as valas clandestinas do Cemitério de […]

    Pingback por Folha ajudou ditadores a prender, torturar, estuprar, matar e esconder os corpos. E chamou isso de ditabranda! | Ficha Corrida — 26/04/2015 @ 9:26 am | Responder

  46. […] Folha deveria admitir que está patrocinando movimentos golpistas da mesma forma que emprestava peruas para transportar vítimas da ditadura para serem enterrados em valas comuns no Cemitério de Perus. […]

    Pingback por Jornal alinhado com PSDB publica opinião do Aécio sobre impeachment | Ficha Corrida — 15/04/2015 @ 9:34 am | Responder

  47. […] Folha de São Paulo, que chegava a emprestar a peruas para que os presos torturados, estuprados e esquartejados, como confessou o cel. Malhães, fossem […]

    Pingback por A democracia está matando a imprensa | Ficha Corrida — 13/04/2015 @ 11:44 pm | Responder

  48. […] de quem ajudou a implantar, ajudou a defende-la e sustenta-la. A Folha, por exemplo, emprestou peruas para transportar os presos clandestinos, após serem torturados, estuprados e esquartejados, para a […]

    Pingback por Entenda porque paulistas, em pleno 2015, pedem a volta da ditadura | Ficha Corrida — 10/04/2015 @ 9:06 am | Responder

  49. […] quem denunciava aparecia morto. Quando aparecia, já que a Folha de São Paulo sempre tinha suas peruas à disposição para desovar os presuntos em valas clandestinas. Hoje, não. Tudo aparece no […]

    Pingback por O staff de FHC também rima com HSBC | Ficha Corrida — 05/04/2015 @ 11:44 pm | Responder

  50. […] Brito defendem: “não pode ser assegurada – bem como não pode ser descartada”. Até as peruas da Folha devem estar envergonhadas com as “explicações” do […]

    Pingback por Comparando capas da Folha | Ficha Corrida — 04/04/2015 @ 8:57 am | Responder

  51. […] gaúcho destinasse o dinheiro desviado da Petrobrás para as prefeituras do interior do RS porem as peruas que transportam os alunos para às […]

    Pingback por Menos corrupção, mais educação | Ficha Corrida — 31/03/2015 @ 8:00 am | Responder

  52. […] de São Paulo, como a Ultragás, do Boilensen. A própria Folha de São Paulo fornecia as peruas para transportarem as vítimas de tortura e estupro para serem escondidas em valas clandestinas do […]

    Pingback por Quem finanCIA o terror? | Ficha Corrida — 23/03/2015 @ 9:02 am | Responder

  53. […] Folha de São Paulo não só fez às vezes de porta-voz dos ditadores como emprestou peruas para os torturadores, estupradores e assassinos escondessem as vítimas em valas clandestinas, como […]

    Pingback por Para esquecer Malhães, Folha se fixa em Durst | Ficha Corrida — 17/03/2015 @ 7:26 am | Responder

  54. […] a participação dos atuais membros do Instituto Millenium. A Folha de São Paulo emprestava suas peruas para que os torturadores desovassem os cadáveres dilacerados em valas […]

    Pingback por Saiba porque a Rede Globo escolheu 15 de março para reunir sua manada | Ficha Corrida — 16/03/2015 @ 7:45 am | Responder

  55. […] Folha não emprestava suas peruas para transportar os presos clandestinos da ditadura? Quem se comprazia com a prisão sem mandato, a […]

    Pingback por Os bandidos das ruas são filhos das redações | Ficha Corrida — 26/02/2015 @ 8:41 am | Responder

  56. […] torturavam, estupravam, matavam, esquartejavam e depois ainda contavam com a parceria das peruas para distribuírem os corpos em valas clandestinas, como no famoso cemitério de […]

    Pingback por Liberdade de expre$$ão?! | Ficha Corrida — 16/01/2015 @ 10:39 am | Responder

  57. […] mortos e esquartejados. E ainda ganhavam uma viagem de brinda Folha de São Paulo, que usava suas peruas pra transportar as vítimas para as valas clandestinas do cemitério de […]

    Pingback por Delação premiada contra Cunha é recusada a jato | Ficha Corrida — 08/01/2015 @ 9:17 am | Responder

  58. […] MafioMidiáticos em São Paulo. A Folha financiava  a Operação OBAN, inclusive emprestando peruas. Agora a ROTA é acionada para entregar o bem mais valioso que o PSDB não consegue entregar […]

    Pingback por Na ROTA, uma operação OBAN, agora na SABESP | Ficha Corrida — 05/01/2015 @ 8:50 am | Responder

  59. […] quem emprestava as peruas de distribuição do jornal para os gorilas transportarem os cadáveres estuprados e esquartejados […]

    Pingback por Por que, se tanto odeiam o Brasil e tanto torcem contra, não vão morar em Miami?! | Ficha Corrida — 04/01/2015 @ 11:41 pm | Responder

  60. […] Seria devido ao passado da Folha que não só financiou a OBAN como também emprestou suas peruas para transportarem os presos clandestinos para serem torturados, estuprados e mortos?! Por que a […]

    Pingback por Até Cuba solta, mas Sininho continua presa | Ficha Corrida — 03/01/2015 @ 10:21 am | Responder

  61. […] explicitamente. Seja no apoio ideológico, em dinheiro para as operações da OBAN, ou emprestando peruas para o transporte clandestino de presos […]

    Pingback por Cadela no cio | Ficha Corrida — 29/12/2014 @ 11:02 am | Responder

  62. […] clandestinas que perseguiam quem não se dobrava ao punhal dos assassinos. Também emprestava as peruas para transportar os presos, os corpos dos presos, os pedaços dos presos. Só não ficou provado se […]

    Pingback por Na velha mídia, corrupção é ferramenta da casa | Ficha Corrida — 20/12/2014 @ 7:30 pm | Responder

  63. […] mas também financiou com dinheiro vivo e na logística. É mais do que conhecido o episódio das peruas que, ao invés de distribuírem jornais, faziam o transporte clandestino de presos capturados […]

    Pingback por Filhos da mentira não acreditam na verdade (Sobre a tortura e a ditadura no Brasil) | Luizmuller's Blog — 17/12/2014 @ 3:40 pm | Responder

  64. […] mas também financiou com dinheiro vivo e na logística. É mais do que conhecido o episódio das peruas que, ao invés de distribuírem jornais, faziam o transporte clandestino de presos capturados […]

    Pingback por Filhos da mentira não acreditam na verdade | Ficha Corrida — 17/12/2014 @ 8:01 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: