Ficha Corrida

02/02/2013

Hoje na História da Tabela Periódica

Filed under: Dmitri Mendeleev,Hoje na História,Tabela Periódica — Gilmar Crestani @ 9:37 am

 

Hoje na História: 1907 – Morre o químico russo Dmitri Mendeleev, criador da tabela periódica

Além de ter contribuído para outros importantes estudis, ajudou no desenvolvimento das indústrias da soda cáustica e do petróleo na Rússia

Wikimedia Commons
Dmitri Ivánovich Mendeleev, químico russo, criador da Tabela Periódica dos Elementos, morre em São Petersburgo em 2 de fevereiro de 1907.
Com base na análise espectral estabelecida por Robert Bunsen e Gustav Kirchoff, ocupou-se dos problemas químico-físicos relacionados com o espectro de emissão dos elementos. Realizou as determinações de volumes específicos e analisou as condições de liquefação dos gases, bem como a origem dos petróleos.
Sua investigação principal deu início à enunciação da Lei Periódica dos Elementos, base do sistema periódico que leva seu nome. Em 1869, publicou o livro “Princípios da Química”, em que desenvolveu a teoria da Tabela Periódica dos Elementos.
Origem siberiana
Mendeleev nasceu em 8 de fevereiro de 1834 em Tobolsk. Sua família, da qual era caçula de 17 irmãos, se viu obrigada a emigrar da Sibéria para a Rússia devido a cegueira do pai e a perda do negócio familiar em virtude de um incêndio. A origem siberiana fechou-lhe as portas das universidades de Moscou e de São Petersburgo, pelo que se formou no Instituto Pedagógico desta última cidade.
Mais tarde mudou-se para a Alemanha a fim de ampliar seus conhecimentos em Heidelberg, onde conheceu os químicos mais destacadas da época. Em seu regresso à Rússia foi nomeado professor do Instituto Tecnológico de São Petersburgo, em1864, e professor da Universidade em 1867, cargo que se viu forçado a abandonar em 1890 por motivos políticos, se bem que lhe foi concedida a direção do Escritório de Pesos e Medidas em 1893.
Wikimedia Commons – a tabela periódica

Entre seus trabalhos destacam-se os estudos acerca da expansão térmica dos líquidos, o descobrimento do ponto crítico, o estudo dos desvios dos gases reais a respeito do enunciado na Lei de Boyle-Mariotte e uma formulação mais exata da equação de estado. No campo prático, são notáveis as suas grandes contribuições para as indústrias da soda cáustica e do petróleo na Rússia.
Entretanto, sua principal conquista como investigador científico foi o estabelecimento do chamado sistema periódico dos elementos químicos, ou tabela periódica, graças à qual chegou a uma classificação definitiva dos citados elementos em 1869, dando passagem a grandes avanços experimentados pela química no século XX.

Leia mais

Embora seu sistema de classificação não fosse o primeiro que se baseava nas propriedades dos elementos químicos, como sua valência, incorporava notáveis melhoras, como a combinação dos pesos atômicos e as semelhanças entre os elementos. Ou o fato de reservar espaços em branco correspondentes a elementos ainda não descobertos.
Mendeleev demonstrou, numa controvérsia com químicos do porte de Chandcourtois, Newlands e Meyer, que as propriedades dos elementos químicos são funções periódicas de seus pesos atômicos. Deu a conhecer uma primeira versão da dita classificação em março de 1869 e publicou a que seria a definitiva em começos de 1871.
Mediante a classificação dos elementos químicos conhecidos em sua época em função de seus pesos atômicos crescentes, conseguiu que aqueles elementos de comportamento químico similar estivessem situados numa mesma coluna vertical, formando um grupo.
Wikimedia Commons

Monumento em homenagem a Mendeleev e à tabela períodoca na Universidade de Química e Tecnologia de Alimentos em Bratislava
Além do mais, neste sistema periódico, há menos de dez elementos que ocupam uma mesma linha horizontal da tabela. Tal como se revelaria mais adiante, sua tabela se baseava nas propriedades mais profundas da estrutura atômica da matéria, já que as propriedades químicas dos elementos vêm determinadas pelos elétrons de suas camadas externas.
Convencido da validade de sua classificação e a fim de conseguir que alguns elementos encontrassem localização adequada na tabela, Mendeleev "alterou" o valor do peso atômico considerado correto até então, modificações que a experimentação confirmou posteriormente.
Dentro desse mesmo padrão, predisse a existência de uma série de elementos, desconhecidos em sua época, aos quais indicou lugares concretos na tabela.
Poucos anos depois, em 1894, com o descobrimento de certos gases nobres – néon, crípton, etc. – na atmosfera, levado a efeito pelo químico britânico William Ramsey, a tabela de Mendeleev experimentou a última ampliação em uma coluna, depois do que ficou definitivamente estabelecida.
Também nessa data:
962 – Nasce o Sacro Império Romano-Germânico
1949 – EUA rejeitam proposta de Stalin para conferência em Moscou
1970 – Morre Bertrand Russell, filósofo e matemático inglês
1971 – Iidi Amin Dada toma o poder em Uganda
1990 – Willem de Klerk cancela proibição ao CNA, partido de Mandela
1996 – Morre aos 83 anos o ícone do cinema Gene Kelly

Opera Mundi – Hoje na História: 1907 – Morre o químico russo Dmitri Mendeleev, criador da tabela periódica

1 Comentário »

  1. […] Hoje na História da Tabela Periódica […]

    Pingback por https://fichacorrida.wordpress.com/ « " F I N I T U D E " — 03/02/2013 @ 8:06 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: