Ficha Corrida

14/10/2012

Veja, Serra apresenta seus argumentos: escambo

O suce$$o de um depende do suce$$o do outro. Depois da parceria com Carlinhos Cachoeira, outra maior se levanta. Quem conta seus bens, seus males espanta. Tudo ao comando dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium, o neto da SIP. A declaração de Serra revela uma política de escambo. Não se trata de defender o PT e lamento que se tenha de fazer isso ao invés de críticas, mas não é tolerável que grupos mafiomidiáticos tomem conta do Estado de$$e jeito. Desde que Roberto Marinho nomeou ACM para Ministro deTancredo e depois Sarney, os grupos mafiomidiáticos sempre tentaram emplacar seus ventríloquos nos órgãos públicos. Conseguiram com Collor. Mas quem faz isso melhor do que ninguém é a RBS. Todo ano solta um drone. Já infiltrou com sucesso, ao melhor estilo mafioso, Antonio Britto e Yeda Crusius. Está em curso, com alguma avariação, a operação casada de Ana Amélia Lemos com a deslumbrada e desmiolada Manuela D’Ávila, que poderá ser substituída por Lasier Martins. Perto dos Sirotski, Civita é um amador.

Serra: “Não troco 1 Schneider por 6 Haddad”. Escândalo envolve Abril

:

Vice na chapa de José Serra, Alexandre Schneider, que foi secretário municipal de Educação, está sob investigação porque contratou a Fundação Victor Civita, ligada à Abril, que edita Veja, para treinar professores; questionado sobre o caso, Serra disse que não troca Schneider "nem por seis Fernando Haddad"

13 de Outubro de 2012 às 19:49

247 – O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, afirmou neste sábado que não trocaria seu vice, Alexandre Schneider "nem por seis Fernando Haddad". O tucano fez a afirmação depois de saber que o rival petista havia dito que Schneider era alvo de uma investigação por improbidade administrativa (má conduta em cargo público). "Eu não troco um Schneider por seis Fernando Haddad em matéria de honestidade e competência", disse José Serra.

Schneider é acusado de desviar dinheiro público (leia artigo sobre o caso) para favorecer a Fundação Victor Civita, ligada à Editora Abril, responsável pela edição da revista Veja. Ele contratou a organização para treinar professores quando era secretário municipal de Educação na gestão de Gilberto Kassab (PSD). O processo, publicado em 4 de julho, tramita na 12ª Vara da Fazenda Pública.

Antes das eleições, Haddad já havia desferido críticas contra Schneider, afirmando que ele foi "um dos piores secretários de educação do país" [na gestão de Gilberto Kassab], não tendo cumprido, por exemplo, as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) na cidade, definidas pelo prefeito.

Serra voltou a falar do ex-ministro José Dirceu, condenado por corrupção ativa no processo do "mensalão", assim como fez nesta sexta-feira. "Em vez de se defender, em vez de mostrar que é inocente, ele ataca. É o padrão Zé Dirceu", comparou o tucano. "O Fernando Haddad fica a cada dia mais parecido com o Zé Dirceu".

Serra: “Não troco 1 Schneider por 6 Haddad”. Escândalo envolve Abril | Brasil 24/7

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: