Ficha Corrida

30/09/2012

SIP

Filed under: Ditadura,Golpismo,SIP — Gilmar Crestani @ 8:38 am

A SIP é a avó do Instituto Millenium!

SIP é um antro da mídia golpista

Por Altamiro Borges

O texto “Dilma irá ao antro midiático da SIP?” gerou certa polêmica. Alguns amigos argumentaram que, como presidenta da República, ela não teria como se ausentar de um fórum de empresários da mídia do continente. Uma atitude deste tipo seria encarada como um “desrespeito à liberdade de expressão”. Os mais otimistas chegaram a dizer que até seria positiva a sua participação na 68ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa, que ocorrerá em outubro na capital paulista, para “dizer umas verdades”.

Respeito os argumentos, mas discordo. A SIP não é uma entidade empresarial, mas sim um antro golpista. Na semana retrasada, a própria presidenta Dilma arrumou uma desculpa para não participar de um evento do Grupo Abril, após saber de uma reportagem asquerosa da Veja contra o ex-presidente Lula [vale insistir: cadê a entrevista com o Marcos Valério?]. No caso da SIP, não há diferença nas ações asquerosas. Não precisa nem inventar desculpa. Exponho abaixo um pouco da sinistra história desta entidade “empresarial”.

Jules Dubois, o homem da CIA

A Sociedade Interamericana de Imprensa não tem nada a ver com liberdade de expressão e, muito menos, com democracia. Ela reúne os barões da mídia do continente que apoiaram golpes militares e sustentaram ditaduras sanguinárias – alguns destes grupos, como a Globo e o Clarín, inclusive construíram seus impérios neste período com as mãos sujas de sangue. Com a redemocratização na região, estes mesmos barões da mídia foram os difusores do receituário neoliberal de desmonte de estado, da nação e do trabalho.

Sediada em Miami, a SIP defende os interesses das megacorporações capitalistas e as políticas imperiais dos EUA. Ela até tenta se travestir de “independente”, mas a sua direção sempre foi hegemonizada pelos empresários mais ricos e reacionários do continente.  Num estudo intitulado “Os amos da SIP”, o jornalista Yaifred Ron ainda apresenta inúmeros documentos que comprovam os vínculos da entidade com a central de “inteligência” dos EUA, a famigerada CIA.

A SIP foi fundada em 1943 numa conferência em Havana, durante a ditadura de Fulgencio Batista. Num primeiro momento, devido à aliança contra o nazi-fascimo, ela ainda reuniu alguns veículos progressistas. Mas isto durou pouco tempo. Com a onda macartista nos EUA, ela foi tomada de assalto pela CIA. Em 1950, na conferência de Quito, dois serviçais da agência, Joshua Powers e Jules Dubois, passam a dirigir a entidade. Dubois comandou a SIP por 15 anos e tem seu nome gravado no edifício da entidade em Miami.

Desestabilizar governos progressistas
<!–[endif]–>

Neste período, a SIP se tornou um instrumento da CIA para desestabilizar os governos progressistas da América Latina. Para isso, os estatutos foram adulterados, garantindo maioria às publicações empresariais dos EUA; a sede foi deslocada para os EUA; e as vozes críticas foram alijadas. “Em resumo, eles destruíram a SIP como entidade independente, transformado-a num aparato político a serviço dos objetivos internacionais dos EUA”, afirma Yaifred.

Na década de 50, ela fez oposição ao governo nacionalista de Juan Perón e elegeu o ditador nicaragüense Anastácio Somoza como “anjo tutelar da liberdade de pensamento”. Nos anos 60, seu alvo foi a revolução cubana; nos anos 70, ela bombardeou o governo de Salvador Allende, preparando o clima para o golpe no Chile. “A ligação dos donos da grande imprensa com regimes ditatoriais latino-americanos tem sido suficientemente documentada e citada em várias ocasiões para demonstrar que as preocupações da SIP não se dirigem a defesa da liberdade, mas sim à preservação dos interesses empresariais e oligárquicos”.

Contra a regulação da mídia

Na fase mais recente, a SIP foi cúmplice do golpe midiático na Venezuela, em abril de 2002, difundido todas as mentiras contra o governo democrático de Hugo Chávez. Este não vacilou e considerou os seus representantes como personas non gratas no país. Ela também tem feito ataques sistemáticos aos governos de Evo Morales, Rafael Correa e Cristina Kirchner. Atualmente, o maior temor da SIP decorre das mudanças legislativas que objetivam democratizar os meios de comunicação na América Latina.

Qualquer iniciativa que vise regulamentar o setor e diminuir o poder dos monopólios é taxada de “atentado à liberdade de expressão”. Como aponta Yaifred, o maior esforço da entidade na atualidade é “para frear as ações governamentais que favoreçam a democratização da mídia". A 68ª Assembleia Geral deverá, apenas, ratificar esta linha golpista. Ou seja: nada justifica a participação da presidenta Dilma Rousseff!

Altamiro Borges: SIP é um antro da mídia golpista

Anúncios

49 Comentários »

  1. […] na América Latina uma instituição que coordena a atuação das velhas mídias. É a SIP que, por sua vez, tem ligações estreitas com o finanCIAmento de “instituições” […]

    Pingback por *A Liberdade de Expressão nos Grupos Mafiomidiáticos | radioproletario — 13/09/2016 @ 9:21 am | Responder

  2. […] na América Latina uma instituição que coordena a atuação das velhas mídias. É a SIP que, por sua vez, tem ligações estreitas com o finanCIAmento de “instituições” […]

    Pingback por Saiba como funciona a liberdade de expressão nos grupos mafiomidiáticos | Ficha Corrida do FORA CORRUPTO! — 13/09/2016 @ 9:14 am | Responder

  3. […] comum, Argentina e Brasil sofrem nas mãos dos a$$oCIAdos da SIP, avó do Instituto Millenium. Grupo Clarín e Rede Globo se encarregaram de construir a narrativa […]

    Pingback por Autópsia do Aécio Neves argentino | Ficha Corrida do GOLPE — 29/08/2016 @ 11:41 am | Responder

  4. […] de inclusão social. Na Argentina do Grupo Clarin ou no Brasil da Rede Globo, ambos filiados a SIP, avó do Instituto Millenium, investir em programas de inclusão social é crime […]

    Pingback por Público na privada | Ficha Corrida do GOLPE — 21/08/2016 @ 7:55 pm | Responder

  5. […] de qualquer falcatrua, como aquela da compra da reeleição… Na Argentina a velha mídia, via SIP, também tentou. Mas Cristina Fernandez de Kirchner não caiu na esparrela. Lutou e conseguiu uma […]

    Pingback por Entenda porque abutre não gosta de Cristina Kirchner | MANHAS & MANHÃS — 28/09/2014 @ 6:49 am | Responder

  6. […] de qualquer falcatrua, como aquela da compra da reeleição… Na Argentina a velha mídia, via SIP, também tentou. Mas Cristina Fernandez de Kirchner não caiu na esparrela. Lutou e conseguiu uma […]

    Pingback por Entenda porque abutre não gosta de Cristina Kirchner | Ficha Corrida — 28/09/2014 @ 12:08 am | Responder

  7. […] a SIP, a ANJ e os tais defensores da liberdade de imprensa? Diante destes senhores Fernandinho Beira-Mar […]

    Pingback por Estado lamentável de Minas | Ficha Corrida — 16/09/2014 @ 8:58 am | Responder

  8. […] a parceira, via SIP, da Rede Globo com El País para que não haja um ataque frontal. El País prefere acusar o Brasil […]

    Pingback por Jornal El País confunde Rede Globo com Brasil | Ficha Corrida — 27/06/2014 @ 9:45 am | Responder

  9. […] Brasil o Instituto Millenium, inspirado na SIP, foi criado para dar sistematização e operacionalidade na defesa do interesse das cinco famílias […]

    Pingback por Grandes grupos de mídia, grandes mentiras | Ficha Corrida — 24/05/2014 @ 5:08 pm | Responder

  10. […] a televisão argentina mostra o lhe convém e esconde o que não lhe convêm. E com o compadrio da SIP e o patrocínio do Instituto […]

    Pingback por Para partidários da ditadura, roubar bebê só é ruim se for descoberto | Ficha Corrida — 23/03/2014 @ 5:18 pm | Responder

  11. […] e Marco Aurélio Mello botaria todo o clã da direita argentina, parceiras do Grupo Clarin e da SIP, na cadeia. Jorge Macri, primo de Maurício Macri estava por homenagear Eva Braun, mulher de […]

    Pingback por Domínio do fato na Argentina | Ficha Corrida — 07/03/2014 @ 7:06 am | Responder

  12. […] Folha de hoje, 27/01/2014, mas a imagem de capa é de 26/12/2001. Ao se posicionar, sob comando da SIP, ao lado do Grupo Clarin, contra o governo da Argentina, a Folha cumpre seu papel. A Argentina, […]

    Pingback por Grupo Clarín, com apoio da SIP, tem apoio da Folha | Ficha Corrida — 27/01/2014 @ 8:36 am | Responder

  13. […] cuba e, ao invés de comprar sapatos e arrumar o teto da casa, funda um jornal em parceria com a SIP. Será que Edward Snowden, Julian Assange ou Bradley Manning poderiam voltar para os EUA para […]

    Pingback por Yoani e o “Mais Médicos” | Ficha Corrida — 03/11/2013 @ 7:17 am | Responder

  14. […] igual ao jornalismo de aluguel praticado pela Rede Globo. Constrangidos, foram pedir água na SIP, uma entidade mantida por FinanCIAdores Ideológicos. Violência, não. A SIP protesta contra os […]

    Pingback por Manifestações contra a corrupção dos jornalistas preocupa SIP | Ficha Corrida — 23/10/2013 @ 8:11 am | Responder

  15. […] Sendo que dois estão nas mãos da dona do Grupo Clarin, maior grupo mafiomidiático argentino, que muito se beneficiou com a ditadura. Por sinal, parceiro estratégio dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium junto a SIP… […]

    Pingback por Avós da Praça de Maio identificam 109 neto | Ficha Corrida — 09/08/2013 @ 9:34 am | Responder

  16. […] e referendada pela Suprema Corte argentina não serve aos interesses dos grupos mafiomidiáticos. A SIP já havia cantado a pedra e veio ao Brasil pedir o apoio aos a$$OCIAdos do Instituto Millenium. Na […]

    Pingback por A mídia contra Cristina « Ficha Corrida — 09/12/2012 @ 8:38 am | Responder

  17. […] repente o melhor amigo da SIP, Grupo festejado pelos a$$oCIAdos do Instituto Millenium, o Clarin da D. Ernestina Herrera de […]

    Pingback por Grupo Clarín persegue jornalistas independentes « Ficha Corrida — 01/12/2012 @ 8:47 am | Responder

  18. […] com o apoio da SIP e dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium, que congrega as principais famiglias mafiomidiáticas […]

    Pingback por “La petición del Grupo Clarín es inadmisible” « Ficha Corrida — 29/11/2012 @ 8:54 am | Responder

  19. […] ao Instituto Millenium. Lembremos não faz muito houve em São Paulo um convescote patrocinado pela SIP em coluio com os grupos mafiomidiáticos nacionais para atarem em ordem unida o Executivo Federal […]

    Pingback por Álibi « Ficha Corrida — 28/11/2012 @ 8:09 am | Responder

  20. […] horas desaparecem as invectivas dos Repórteres sem Fronteiras, da SIP, dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium contra os ataques do governo direitista de Mariano Rajoy em […]

    Pingback por E restou o silêncio « Ficha Corrida — 24/11/2012 @ 9:23 am | Responder

  21. […] que parece, os grupos mafiomidiáticos a$$oCIAdos ao Instituto Millenium, reunidos pela SIP, começam a se darem conta de que a lei é para ser cumprida. Também por eles, não só pelos […]

    Pingback por Marginais « Ficha Corrida — 15/11/2012 @ 9:48 am | Responder

  22. […] Folha de São Paulo, no afã de cumprir com o acordado no encontro patrocinado pela SIP na sede do Instituto Millenium, saiu a campo para fazer a defesa do Grupo Clarin sem mencionar o […]

    Pingback por De como noticiar sem informar « Ficha Corrida — 10/11/2012 @ 8:43 am | Responder

  23. […] recente convescote realizado em São Paulo, a SIP convocou e os a$$oCIAdos do Instituto Millenium arregaçaram as mangas. Todos contra a Presidenta […]

    Pingback por A$$oCIAdos da SIP, uni-vos! « Ficha Corrida — 05/11/2012 @ 7:40 am | Responder

  24. […] Não vale porque a Presidenta da Argentina concorda com lei aprovada no Congresso. O argumento da SIP e dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium é rasteiro como soja transgênica, com o agravante de que […]

    Pingback por Os transgênicos cobram a conta « Ficha Corrida — 31/10/2012 @ 10:21 pm | Responder

  25. […] estão contra, é porque estão mancomunados. Veem o mundo segundo a cor dos próprios olhos. A SIP e os a$$oCIAdos do Instituto Millenium são a favor da liberdade de expressão, a deles. Se outros […]

    Pingback por SIP e Instituto Millenium unidos « Ficha Corrida — 31/10/2012 @ 8:32 am | Responder

  26. […] horas não aparecem os a$$oCIAdos do Instituto Millenium, a SIP, para defenderem a liberdade de […]

    Pingback por Lucio Flávio, o jornalista perseguido pela Justiça « Ficha Corrida — 25/10/2012 @ 9:02 am | Responder

  27. […] fazendo isso. Não seria apenas uma nota na coluna Painel. E haveria Globo Repórter, denúncias da SIP, edição especial do JN e o STF abrindo em tempo recorde mais uma denúncia como aquela do grampo […]

    Pingback por Mensalão do Kassab « Ficha Corrida — 25/10/2012 @ 7:52 am | Responder

  28. […] A direita argentina ser organiza entorno do Grupo Clarín, filiado à SIP. […]

    Pingback por Entre internas e instrucciones « Ficha Corrida — 21/10/2012 @ 1:52 pm | Responder

  29. […] SIP odeia quem não reza pelo mesmo credo. Assim, ao invés de praticar a tolerância e a liberdade de […]

    Pingback por As escolhas de cada um « Ficha Corrida — 17/10/2012 @ 7:19 am | Responder

  30. […] Acabou o Lexotan na SIP  […]

    Pingback por Sociedade Interamericana de Putas « Ficha Corrida — 17/10/2012 @ 6:41 am | Responder

  31. […] isso, os a$$oCIAdos do Instituto Millenium que abriram as portas à vetusta SIP, “veem risco à liberdade de imprensa”, e que na Argentina as ameaças à liberdade de imprensa […]

    Pingback por ONU: “Argentina es un modelo” « Ficha Corrida — 16/10/2012 @ 8:31 am | Responder

  32. […] Retrocesso político ameaça mídia, diz FHC. Este energúmeno deveria estar se lembrando do Paraguai, ou seria de seu governo, quando fez com que sua amante, a jornalista da Rede Globo, Miriam Dutra, fosse exilada na Espanha para não prejudicar seus intere$$es. Ou estaria se referindo ao seu correligionários, Paulo Talhada, vereador do PSDB em São Paulo, que ameaçou de morte o repórter agora em 2012, André Caramante, da Folha, obrigando-o a se esconder fora do Brasil. O que ameaça à mídia são pessoas inescrupulosas, boçais como FHC, que para se vingar do povo que o trata como Judas em sábado de Aleluia e se alia aos grupos golpistas financiados pela CIA, como Instituto Millenium e a SIP. […]

    Pingback por FHC na SIP « Ficha Corrida — 16/10/2012 @ 7:30 am | Responder

  33. […] FHC? Onde está Wally? Está onde sempre esteve, ao lado da SIP e do Instituto Millenium. O prof. Cardoso é o mais popular entre os funcionários e colonistas da […]

    Pingback por Além de São Paulo, Dilma irá a Salvador e Manaus. « Ficha Corrida — 16/10/2012 @ 7:00 am | Responder

  34. […] um punhado de cinco famiglias donas dos grupos mafiomidiáticos. Os a$$oCIAdos, com a bênção da SIP, congrega Frias (da Folha), Mesquita (do Estadão), Marinho (Globo), Civita (Abril/Veja) e Sirotski […]

    Pingback por Os pobres e o Instituto Millennium « Ficha Corrida — 15/10/2012 @ 10:19 pm | Responder

  35. […] para o PSDB e DEM, é aquele em que os a$$oCIAdos do Instituto Millenium fazem em conluio com a SIP. A mania de criminalizar os movimentos sociais continua sendo uma linha programática forte […]

    Pingback por FARC, de movimento social à guerrilha e o retorno à política « Ficha Corrida — 15/10/2012 @ 6:36 am | Responder

  36. […] seus bens, seus males espanta. Tudo ao comando dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium, o neto da SIP. A declaração de Serra revela uma política de escambo. Não se trata de defender o PT e lamento […]

    Pingback por Veja, Serra apresenta seus argumentos: escambo « Ficha Corrida — 14/10/2012 @ 6:39 am | Responder

  37. […] é a mascote da SIP? Biografia não autorizada, com sotaque paraguaio, da rainha da sucata. Nós não temos os medos da […]

    Pingback por As credenciais de Regina Duarte para entrar na SIP « Ficha Corrida — 13/10/2012 @ 8:10 am | Responder

  38. […] evento das empresas que exploram a informação visando o lucro entorno da SIP não poderia ter encontrado uma melhor representante do que a rainha medonha. Para  Regina, […]

    Pingback por Regina Duarte, a rainha medonha « Ficha Corrida — 13/10/2012 @ 7:52 am | Responder

  39. […] Veja com Carlinhos Cachoeira, os a$$oCIAdos do Instituto Millenium reunidos entorno da madrasta SIP, partiram para o ataque. PC Farias foi morto, Collor que se cuide. A Veja não brinca em serviço, […]

    Pingback por Veja terceiriza o atáque, Época aceita e a Folha repercute « Ficha Corrida — 13/10/2012 @ 7:34 am | Responder

  40. […] o lulizinho dos EUA. Claro está a razão pela qual os a$$oCIAdos do Instituto Millenium, neto da SIP, silencia sobre Álvaro Uribe ao tempo em que direcionam suas armas contra Cháves. “No estamos […]

    Pingback por No tempo de Álvaro Uribe, ventríloquo ianque, era assim « Ficha Corrida — 12/10/2012 @ 11:33 am | Responder

  41. […] mesma SIP  que festeja o julgamento do STF que condena políticos do PT premia texto ("O Desejo de […]

    Pingback por SIP condenará censura à Folha Bancária? « Ficha Corrida — 12/10/2012 @ 10:22 am | Responder

  42. […] no entanto os a$$oCIAdos do Instituto Millenium, neto da SIP, continuam chamando a Venezuela de ditadura. Fazem bem porque recebem da CIA para isso. São os […]

    Pingback por Capriles critica tentativas de golpe e volta a citar Brasil como exemplo « Ficha Corrida — 11/10/2012 @ 8:55 am | Responder

  43. […] SIP, sepulte esta idéia! Os caras estiveram ao lado de todas os ditadores e ditaduras e têm sérias dificuldades de conviverem em democracia. O acesso à informação não é preocupação deles. O poder e o lucro que disso advem, sim. […]

    Pingback por Sociedade Internacional de Porcilgas « Ficha Corrida — 11/10/2012 @ 7:46 am | Responder

  44. […] vezo partidário e autoritário do Estadão e dos demais a$$oCIAdos do Instituto Millenium, neto da SIP, está lá deitado na página. Mapa com zonas petistas e antipetistas. Por que não tucanas e […]

    Pingback por Serra é o candidato dos ricaços « Ficha Corrida — 09/10/2012 @ 7:58 am | Responder

  45. […] deles. No Brasil, os a$$oCIAdos do Instituto Millenium recebem religiosamente pelo que publicam. A SIP se encarrega de aglutinar o pensamento pelo restante dos grupos mafiomidiáticos latino-americanos. […]

    Pingback por Quem torce contra a Venezuela? « Ficha Corrida — 06/10/2012 @ 7:34 am | Responder

  46. […] alguma charge das famílias que fundaram o golpista Instituto Millenium, ou de algum assoCIAdo da SIP? Cada charges satirizando as famíglias Sirotsky, Mesquita, Frias, Civita, Marinho? São raridades […]

    Pingback por Quer dizer que de Maomé pode… « Ficha Corrida — 04/10/2012 @ 9:12 am | Responder

  47. […] a unanimidade, neste caso, deve-se à coordenação stalinista do Instituto Millenium, neto da SIP. Os a$$oCIAdos estão comprometidos com a causa e as cinco famiglias (Civita, Frias, Marinho, […]

    Pingback por A unanimidade é Instituto Millenium « Ficha Corrida — 04/10/2012 @ 6:54 am | Responder

  48. […] uma lei moralizadora igual, até lá, torcemos para que a Argentina sobreviva aos ataques da SIP e dos a$$oCIAdos do Instituto Millenium. Ultimátum de Fernández a la […]

    Pingback por O dever de fazer cumprir a Constituição « Ficha Corrida — 30/09/2012 @ 9:25 pm | Responder

  49. […] o Paraguai. Neste momento, experts norte-americanos preparam mais golpes. Com apoio da SIP e do Instituto Millenium, as pessoas começam a ser doutrinadas a respeito do quanto “custa” […]

    Pingback por EUA preparam golpe na Argentina « Ficha Corrida — 30/09/2012 @ 10:00 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: