Ficha Corrida

30/05/2012

Estadão sabe tudo de Dilma, mas não sabia nada de Pimenta Neves

Filed under: Estadão,Pimenta Neves,Sandra Gomide — Gilmar Crestani @ 6:31 pm

É inacreditável. O Estadão não esteve presente. Aliás, só estiveram Ayres de Brito e Dilma, mas o Estadão diz haver algo que Dilma, que participou, nega. Como o Estadão sabe mais o que se passou numa reunião entre duas pessoas que negam o que ele publica mas não sabia de nada sobre Pimenta Neves, seu diretor de Redação, que assissinou a colega Sandra Gomide?

Estadão reafirma informações questionadas pelo Planalto

Estadão reafirma informações questionadas pelo Planalto Foto: Divulgação

Conteúdo da reportagem "Para Dilma, há risco de crise institucional" foi desmentido por Dilma Rousseff por meio de comunicado do Palácio do Planalto; nota assinada pelo diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, diz que o jornal "mantém a informação publicada"

30 de Maio de 2012 às 18:07

247 – O jornal O Estado de S.Paulo publicou nota na tarde desta quarta-feira 30 para reafirmar as informações publicadas na reportagem "Para Dilma, há risco de crise institucional", em resposta a questionamento do Palácio do Planalto sobre a matéria, feito em nota (leia mais). Segundo o texto, assinado pelo diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, "O Estado está seguro da apuração que fez e mantém a informação publicada sobre a preocupação do governo com o episódio e seu potencial de risco político, a despeito do desmentido oficial".

"A matéria publicada pelo Estado é fruto de apuração junto a fontes credenciadas do governo e desenvolvida desde a divulgação do teor da conversa entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes", argumenta o jornal.

Confira a íntegra da nota:

O Estado está seguro da apuração que fez e mantém a informação publicada sobre a preocupação do governo com o episódio e seu potencial de risco político, a despeito do desmentido oficial.

A matéria publicada pelo Estado é fruto de apuração junto a fontes credenciadas do governo e desenvolvida desde a divulgação do teor da conversa entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes. Segundo essas fontes, o fato preocupou profundamente a presidente Dilma Rousseff pelo seu potencial de crise. Dentro e fora do Palácio do Planalto é corrente a leitura de que é preciso evitar o envolvimento do governo com o assunto, raiz da orientação presidencial de silêncio sobre o tema.

A audiência entre a presidente e o ministro Ayres Britto, nesta terça-feira, 30, foi marcada a pedido deste em razão de sua posse como presidente do Supremo Tribunal Federal. Foi, portanto, o primeiro encontro formal de ambos na condição de dirigentes máximos dos dois poderes da República, quando a pauta é de natureza necessariamente institucional.

Diante da crise política deflagrada depois do encontro entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes, é natural que a versão oficial da reunião entre a presidente Dilma e o presidente do STF enfatize o evento Rio+20, embora este não tenha ocupado a pauta mais que o tempo necessário ao convite a Britto para o evento.

Ricardo Gandour
Diretor de Conteúdo do Grupo Estado

Estadão reafirma informações questionadas pelo Planalto | Brasil 247

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: