Ficha Corrida

02/05/2012

Vagaba

Filed under: Brizola Neto,Eliane Cantanhêde — Gilmar Crestani @ 8:51 am

Eliana Cantanhede é casa com um marqueteiro do PSDB. Ainda que não fosse, defenderia os interesses do partido a pedido do patrão.  Não é a única. A RBS, por exemplo, está cheia de colonistas e celetistas baba-ovos do patrão. Infelizmente, a esquerda gaúcha não ajuda. Vive de puxar o saco dos Sirotsky. Adão Villaverde, por exemplo, se vangloria de ter um texto seu publicado na Zero Hora no dia 1º de maio. Eu teria vergonha. Aliás, em tempos de internet, e sendo candidato a prefeitura de Porto Alegre, é verde demais para empreitada. Deveria ter publicado em página sua ou num blog. Mas nunca na empresa que vive de bater contra os movimentos sociais em geral e nos trabalhadores em particular. Eu, com muito menos recursos que ele, já fiz mais. Está aqui, descobri agora na internet.

Brizola Neto e a “jornalistinha”

Por Altamiro Borges

Boa parte da mídia está histérica com a nomeação de Brizola Neto para o Ministério do Trabalho. Mas o artigo mais asqueroso até agora é o da colunista da Folha, Eliane Cantanhêde, aquela da “massa cheirosa” do PSDB. Já no título, ela revela todo o seu baixo nível e arrogância: “Ministrinho e tijolaços”. O texto não é o de uma jornalista, mas sim de uma militante direitista rancorosa.
Todo ele tenta desqualificar o indicado, quase que já deflagrando uma nova operação “derruba-ministro”. Para ela, Brizola Neto tem apenas duas credenciais para ocupar o cargo. “O sobrenome, herdado de um ícone do trabalhismo brasileiro e da luta contra a ditadura militar, e o blog ‘Tijolaço’, em que se ocupa de xingar todos os críticos do governo e alimentar a ira contra a imprensa”.

Avessa à liberdade de expressão

Cantanhêde não tolera o trabalhismo nem as visões críticas sobre a mídia patronal. Para ela, o Ministério do Trabalho não serve para nada. “Como o mundo, o Brasil e as relações trabalhistas evoluíram tanto, a pasta se tornou quase tão desimportante quanto a da Pesca”. Ela poderia falar isto para os trabalhadores escravos que produzem para o Zara, a Daslu e outras lojas de luxo – que possivelmente frequenta!

O artigo confirma que Cantanhêde é avessa a liberdade de expressão; ela só aceita replicar o que os seus patrões mandam! Daí a sua fúria contra Brizola Neto e seu blog Tijolaço. Autoritária, ela aconselha “o novo ministro a não sair infantilmente distribuindo tijolaços por aí, pois podem ter efeito bumerangue e se virar contra o governo que ele julga defender”.

A “jornalistinha” é realmente muito infantil e petulante!

Altamiro Borges: Brizola Neto e a “jornalistinha”

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: