Ficha Corrida

15/06/2011

Bolsonaro, o dinossauro do PIG

Filed under: A$$oCIAdos,Abobado,Direita,Ditadura,FSP — Gilmar Crestani @ 10:12 pm
Tags:

Não se encontra na velha mídia matérias mais profundas sobre o mais superficial dos dinossauros vivos. Cadê aquela indignação contra pessoas que ultrapassam os limites éticos? Ah, isso só vale para um Palocci. Tudo bem, o Bolsonaro é do tempo em que o PIG dormia e acordava com os torturadores. Até viaturas fornecia . Era um tempo em que se era preso, torturado, assassinado, mas, para a Folha, não passava de uma Ditabranda.

15/06/2011-15h39

Conselho de Ética instaura processo contra Bolsonaro

Publicidade

MARIA CLARA CABRAL
DE BRASÍLIA

Atualizado às 15h54.

O Conselho de Ética da Câmara instaurou nesta quarta-feira processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). A representação, de autoria do PSOL, cita dois episódios.

A primeira denúncia é pela polêmica entrevista concedida ao programa "CQC", da TV Band, em março passado. Ao ser questionado pela cantora Preta Gil sobre qual seria a reação dele se seu filho se apaixonasse por uma negra, o parlamentar respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados. E não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu".

O outro fato citado na representação é a briga entre Bolsonaro e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA), na Comissão de Direitos Humanos do Senado. Após a retirada do projeto que criminaliza a homofobia da pauta de votação, enquanto a relatora da proposta, Marta Suplicy (PT-SP), concedia entrevista à imprensa, Bolsonaro exibiu um panfleto contra a ampliação dos direitos dos homossexuais, o que irritou Marinor, que chegou a bater na mão do deputado. Marinor tentou impedir que Bolsonaro exibisse o panfleto e o chamou de homofóbico, o que acabou resultando em discussão.

"Não se está querendo impor limites ao direito de livre expressão. Entretanto, exprimir-se livremente carrega um dever: o de não incorrer em prática de crime contra a honra, ou seja, não praticar injúria, calúnia ou difamação", diz a representação.

Sérgio Brito (PSC-BA), relator do caso, já informou que deve apresentar uma relatório preliminar sobre as acusações no próximo dia 29. Ele sinalizou que deve considerar a representação apta.

A partir daí, Bolsonaro terá dez dias para apresentar sua defesa. Depois, o relator terá mais 40 dias úteis para preparar seu relatório final e mais dez para apresentá-lo ao conselho. Ou seja, serão cerca de 60 dias úteis até o término do processo.

Bolsonaro não foi localizado pela Folha nesta quarta-feira.

Folha.com – Poder – Conselho de Ética instaura processo contra Bolsonaro – 15/06/2011

1 Comentário »

  1. Funcionário fantasma, irmão de Bolsonaro é demitido da Alesp
    (http://odia.ig.com.br/brasil/2016-04-08/funcionario-fantasma-irmao-de-bolsonaro-e-demitido-da-alesp.html)
    …………………………………………………………………………………….
    Jair Bolsonaro sai em defesa do irmão: “Ele não cometeu crime”
    (http://tvuol.uol.com.br/video/jair-bolsonaro-sai-em-defesa-do-irmao-ele-nao-cometeu-crime-04024C1C3568C8C15326)

    ANTE A IRREFUTABILIDADE DOS FATOS, BOLSONARO PREPARA MAIS UMA “OPERAÇÃO BECO SEM SAÍDA” :PAU NELE:

    LEI 8.249/92(Lei da Improbidade Adminstrativa):

    Art. 1° Os atos de improbidade praticados por qualquer agente público, servidor ou não, contra a administração direta, indireta ou fundacional DE QUALQUER DOS PODERES da União, DOS ESTADOS, do Distrito Federal, dos Municípios, de Território, de empresa incorporada ao patrimônio público ou de entidade para cuja criação ou custeio o erário haja concorrido ou concorra com mais de cinqüenta por cento do patrimônio ou da receita anual, serão punidos na forma desta lei.
    (…)
    CAPÍTULO II
    Dos Atos de Improbidade Administrativa
    Seção I
    Dos Atos de Improbidade Administrativa que Importam Enriquecimento Ilícito
    Art. 9° Constitui ato de improbidade administrativa importando enriquecimento ilícito AUFERIR QUALQUER TIPO DE VANTAGEM PATRIMONIAL INDEVIDA EM RAZÃO DO EXERCÍCIO DE CARGO, mandato, função, emprego ou atividade nas entidades mencionadas no art. 1° desta lei, e notadamente:
    (…)
    Art. 12. Independentemente das sanções penais, civis e administrativas previstas na legislação específica, está o responsável pelo ato de improbidade sujeito às seguintes cominações, que podem ser aplicadas isolada ou cumulativamente, de acordo com a gravidade do fato: (Redação dada pela Lei nº 12.120, de 2009).
    I – na hipótese do art. 9°, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando houver, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos, pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos;

    PREJUÍZO AOS COFRES PUBLICOS:
    FATOR 13,33(12 REMUNERAÇÕES + 1,3 DE FÉRIAS + GRATIFICAÇÃO NATALINA)
    CÁLCULO DA VANTAGEM INDEVIDA: 13,33 X R$ 17.000,00 x 3 ANOS

    13, 33 x R$ 17.000 x 3 = R$ 679.830,00(seiscentos e setenta e nove mil, oitocentos e trinta reais).

    Comentário por CLAUDIO FONTENELE — 10/04/2016 @ 11:52 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: