Ficha Corrida

10/11/2010

A prova do ENEM

Filed under: PIG — Gilmar Crestani @ 1:05 am
Tags:

O problema com os erros do ENEM, menos de 1%, nem de longe deveriam ter a repercussão que tiveram. E o tiveram por uma razão muito simples. As provas do ENEM eliminaram os cursinhos caça-níqueis. Todos são caça-níqueis. A gritaria, por exemplo, da RBS, é que com o término dos cursinhos, não há mais “simulão”, propagandas enganosas de um sem-número de cursinhos pré-vestibulares sem-vergonha nos seus mais variados veículos.  (Veículos de tração animal!!)

Considerando quem são os que estão faturando, o ENEM prova que está certo! Se estes tivessem feito a prova, teriam rodado. Por falta de educação… e por falta de provas…

É o mercado, idiota!

O erro do ENEM está em mandar imprimir suas provas em gráficas privadas. Mais. Em gráficas de São Paulo. Até o reino quadrúpede sabe que São Paulo boicota o Brasil. A começar pela Gráfica da Folha, que no ano passado vendeu as provas. A privada vaza por que vive do lucro. Tudo o que São Paulo têm de educação Paulo Renato comprou da Veja, via assinaturas.

Racio-símio

Alguns “cientistas” que conheço, botaram logo a culpa no PT. IncomPeTente, vociferam. De fato, quando o PT vai descobrir que não pode confiar na privada. As provas precisam ser feitas, impressas, guardadas e aplicadas pelo Poder Público. Os episódios estão aí para provar que a iniciativa privada não é confiável.  Mas aqueles que pensam pela VEJA, que embora leiam não entendem o que lêem, soltam a cantilena que interessa aos detratores de uma iniciativa inovadora e, principalmente, muito bem concebida. São as mesmas pessoas que gritam contra um erro de menos de 1% mas que apresentam um raciocínio 100% falho!

Alguns, no próprio ramo onde atuam, cometem, diariamente, muito mais erros. Os mesmos erros…

Não há nenhum professor universitário sério que esteja condenando o ENEM. Em compensação, o que tem de Tiririca metido a palhaço, não tá no gibi…

A gritaria entorno do ENEM é a prova que a eleição de Dilma ainda não foi digerida pelos democratas de araque. Aqueles para os quais democracia só existe quando ganham! Para estes, com a palavra Maradona:

“- Que continuem chupando!

 

EM TEMPO: Deu na CARTA MAIOR

ELES QUEREM UM TERCEIRO TURNO

3,3 milhões de estudantes prestaram as provas do ENEM deste ano, uma forma mais democrática de concorrer nacionalmente a 83 mil vagas em 84 universidades federais do país. Ocorreram algumas falhas: 31 mil cadernos da prova amarela,por exemplo, tinham defeitos de impressão e isso requer autocrítica para o aperfeiçoamento desse exame que interessa a toda a juventude brasileira. Destes, porém, apenas 21 mil exemplares chegaram a ser distribuídos – a maioria acabou trocada no local do exame. O Inep estima que entre 2 mil e 3 mil estudantes tenham sido prejudicados –repita-se de um total de 3,3 milhões de participantes. O MEC já assegurou a esses jovens a possibilidade de refazer o exame em condições de isonomia, ou seja, a tempo de concorrer às vagas disponíveis nas universidades federais. Mas a mídia demotucana está sôfrega. Inconformada. Não digeriu o caroço da derrota eleitoral do seu candidato por uma diferença de 12 milhões de votos. Atenção, 12 milhões de votos rechaçaram adicionalmente o golpismo udenista. O mesmo que agora regurgita um ressentimento encalacrado no sistema digestivo e tenta transformar 0,004% dos participantes do ENEM em militancia a serviço de um revanchismo cego pela derrota, robusta, no escrutínio democrático. É preciso avisar aos senhores da coalizão motucana e a seus ventrílocos no dispositivo midiático: agora, só em 2014 — a Constituição brasileira não prevê terceiro turno. [Carta Maior,09-11]

3 Comentários »

  1. […] verdade é que o ENEM substituiu a fábrica de cursinhos pré-vestibular. Em 2010, publiquei aqui: A prova do ENEM. O que disse à época continua valendo agora diante do reconhecimento, até pelo mais tradicional […]

    Pingback por Dez motivos pelos quais você deveria ler todos os dias | SCOMBROS — 29/05/2013 @ 6:06 am | Responder

  2. […] verdade é que o ENEM substituiu a fábrica de cursinhos pré-vestibular. Em 2010, publiquei aqui: A prova do ENEM. O que disse à época continua valendo agora diante do reconhecimento, até pelo mais tradicional […]

    Pingback por Enem venceu | Ficha Corrida — 28/05/2013 @ 9:59 pm | Responder

  3. […] verdade é que o ENEM substituiu a fábrica de cursinhos pré-vestibular. Em 2010, publiquei aqui: A prova do ENEM. O que disse à época continua valendo agora diante do reconhecimento, até pelo mais tradicional […]

    Pingback por Cadê os mauricinhos com nariz de palhaço? « Ficha Corrida — 02/11/2012 @ 9:38 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: